Home Guerra Assimétrica Vídeo das Farc ataca o Brasil

Vídeo das Farc ataca o Brasil

305
17

Guerrilheiros cantam rap em que celebram diálogo com o governo e criticam venda de aviões da Embraer para Bogotá

 

Thais de Luna

Brasília – A confirmação de que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) estão participando das “conversas exploratórias” com o governo colombiano e críticas a diversos países, inclusive ao Brasil, por terem ajudado o Exército em ações contra a guerrilha, deram o tom do chamado “Vídeo pela paz”, divulgado ontem pelo grupo rebelde. Na mesma mensagem, o líder da organização, Rodrigo Londoño Echeverry – conhecido como Timoleón Jiménez ou Timochenko – confirmou que se senta à mesa de diálogo “sem rancores nem arrogância”, embora tenha usado os termos “pedante” e “burguês” ao citar o presidente colombiano, Juan Manuel Santos.

Um trecho da letra é dedicado a ataques aos Estados Unidos e ao Brasil pelo apoio ao Estado colombiano. O ataque ao governo brasileiro se deve à venda de caças Super Tucanos da Embraer para Bogotá, aeronaves usadas pelo Exército nas missões de combate ao grupo. Procurado pela reportagem, o Ministério da Defesa brasileiro afirmou que não comentaria o assunto. No mesmo dia da publicação do material no site das Farc, sete guerrilheiros morreram e cinco foram capturados durante uma operação militar em Puerto Concordia, no centro do país. Além disso, Santos declarou que pretende acabar com os confrontos por meio do diálogo.

O vídeo com Timochenko é a primeira declaração da guerrilha desde que Santos anunciou, em 27 de agosto, as negociações em busca do fim do conflito de quase meio século. “Juramos vencer e venceremos”, bradou, depois da exibição do rap cantado por jovens guerrilheiros. No clipe, os membros das Farc vestem camisetas com a estampa do comandante da Revolução Cubana Che Guevara, usam uma braçadeira com a bandeira da Colômbia e cantam sobre o processo de diálogo com Bogotá. “Vou para Havana, desta vez para conversar com o burguês que nos procurava, não pôde nos derrotar. Vou para Havana, desta vez para conversar com aquele que me acusava de mentir sobre a paz. Vou para Havana, saibam com que emoção vou conversar sobre a sorte da minha nação”, afirma letra, em referência às discussões que serão feitas em Cuba.

Gilberto Rodrigues, professor de relações internacionais da Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo, considera que o vídeo foi uma tentativa de as Farc se humanizarem ante a opinião pública. “Durante muitos anos, o governo tratou de demonizar a guerrilha e alguns atos cometidos pelo grupo realmente podem ser considerados terroristas”, ponderou. “Mas esse vídeo com os guerrilheiros cantando um rap, estilo musical muito popular, é uma tentativa de mostrar que entre os integrantes das Farc há jovens e pessoas comuns dispostas a negociar”, refletiu o especialista brasileiro, acrescentando que a escolha da vestimenta dos cantores parece ter sido algo estudado, pois Che Guevara continua uma referência para os movimentos de esquerda na América Latina. Ele lembrou que um dos pontos do acordo entre a organização e o governo, que deve começar a ser discutido em Oslo (Noruega), passa pela participação dos guerrilheiros na política.
Pouco antes da divulgação do vídeo das Farc, o presidente da Colômbia afirmou, em seu programa de rádio, En línea con el Presidente, que pretendia negociar por meio do diálogo, sem “repetir os erros do passado” — em referência à política de seu antecessor, Álvaro Uribe. “Com muita esperança, nós, o povo colombiano, veremos se podemos encerrar este conflito, que nos causou tanta dor”, estimou. O diretor da Polícia Nacional, general José Roberto León Riaño, por sua vez, ressaltou que a corporação não baixará a guarda frente aos grupos armados.

O especialista em América Latina Ralph Espach, do instituto norte-americano de análises CAN, explicou que a intenção do governo de acabar com as hostilidades seria um triunfo para Santos, que levaria o país à estabilidade. “A questão é se as Farc estão realmente interessadas em negociar ou se essa é apenas uma tática para assegurar um temporário cessar-fogo ou atrair apoio internacional”, salientou, em aparente ceticismo a um acordo.

ATAQUE

A ofensiva contra membros das Farc, que resultou na morte de sete pessoas e nadetenção de outros cinco, foi realizada na madrugada de ontem pela Força Aérea e pelo Exército. “Essa é uma mensagem clara sobre o compromisso e a vontade da Força pública em seguir trabalhando sem descanso para atingir os diferentes grupos terroristas e criminosos que atentam contra os colombianos”, afirmou o ministro da Defesa, Juan Carlos Pinzón, citado pelo jornal El Tiempo. Um dos detidos seria o “terceiro líder” da sétima frente da organização, conhecido como Cooper.

FONTE: O Estado de Minas

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
hamadjr
hamadjr
7 anos atrás

Ufffa ainda bem que é rap, pior seria se fosse funk, axé, pagode, sertanejo universitário, Deus me livre um bando de narco traficante passar a narco pagodeiro seria um perigo para os ouvidos e para saúde por quem não gostasse do gênero.

renato.berlim
renato.berlim
7 anos atrás

Se um grupo como as FARC está falando mal da gente significa que alguma coisa de bom nós andamos fazendo.

Daglian
Daglian
7 anos atrás

Não sei se esse é o real pensamento da FARC (de criticar o Brasil), porém, se for, ÓTIMO! A propósito, espero que a Colômbia esteja fazendo bom uso dos ST. Gostem ou não, as FARC estão perdendo.

Giordani
Giordani
7 anos atrás

Eu li essa notícia na globo news e os respectivos comentários…inacreditável, mas várias e várias pessoas defendendo que o braZil não precisa desse tipo de industria, que é um país pacífico, que é um país de amigos…que isso atrai terrorista…um monte de blá-blá-blá…
Estamos ferrados!

Blind Man's Bluff
Blind Man's Bluff
7 anos atrás

A 50 anos dizem que as FARCs estão perdendo…

Alguem tem alguma ideia do tipo de negociação ou acordo que podem sair dessa mesa em Havana?

Luiz Paulo
Luiz Paulo
7 anos atrás

Uribe tinha o objetivo claro de exterminar as Farcs, sem negociação, como queria a maioria da população colombiana. Aí Santos, assume e propõem o ‘marco da paz’, numa clara mudança de postura, confirmada nos ultimos meses quando apareceram informações e mais informações de que encontros secretos em Cuba com apoio da Venezuela estavam ocorrendo para ‘promover a paz’, encontros esses só agora admitidos. Juntado-se a isso: Já foi provado por A+B que Venezuela financiava as Farcs, com apoio de Cuba e Equador. As Farcs claramente terroristas provocando atentados contra civis e governantes eleitos por aquele povo ao longo da história.… Read more »

Blind Man's Bluff
Blind Man's Bluff
7 anos atrás

Não podemos esquecer também que quem continuará pagando por essa somos, brasileiros, na rota do trafico que mais mata, da cocaina e das armas sem registro.

Luiz Paulo
Luiz Paulo
7 anos atrás

Blind Man’s Bluff disse: 4 de setembro de 2012 às 16:55 Com certeza. Jà que colocou nos colocou (os brasileiros) na equação do sofrimento lembrei do novo código penal: Legalizado consumo por exemplo da maconha (aqui), aumenta-se a demanda pela droga (se reprimida a demanda é grande quanto mais legalizada, afinal estamos legalizando um mercado em potencial). Aumentando a demanda, aumentamos o lucro dos nossos guerrilheiros (os dos morros) e o deles lá, os fornecedores das drogas. Assim os guerrilheiros podem comprar mais armas para continuar a luta contra o Estado ‘policial, repressor, conservador, burguês’ e qualquer outro adjetivo revolucionario… Read more »

Requena
Requena
7 anos atrás

Esse presidente da Colômbia ainda vai se arrepender.
Quero só ver no que vai dar.
Acho que o Uribe volta ao poder na próxima eleição.
Já tá xingando o Santos pelo Twitter…

erabreu
erabreu
7 anos atrás

Impressionante o estrago que a Propaganda faz na cabeça dos jovens: “No clipe, os membros das Farc vestem camisetas com a estampa do comandante da Revolução Cubana Che Guevara” Glamourizaram tanto o GENOCIDA, que todo mundo acha que era um santo. Pouco importa que tenha “justiçado” algumas centenas (ou milhares?). E ainda se achava no direito de “levar a revolução” os povos oprimidos mundo afora. Quando o tio Samuel Wilson leva a sua “democracia”, todo mundo ficar empolado, mas quando são os “libertadores do povo”, acham lindo e aplaudem. O povo cubano aplaude até hoje, inclusive. Realmente é um “case… Read more »

Blind Man's Bluff
Blind Man's Bluff
7 anos atrás

@Luiz Paulo
Não seja hipocrita. Legalizar a maconha não significa aumentar a demanda e sim cortar o vinculo usuário/traficante.
Se o jovem planta coca em sua casa, sem um laboratorio farmaco-quimico, ele não tem cocaina, agora se ele planta maconha, como na Espanha, Portugal, California ele deixa de comprar e financiar guerrilheiro!

Abra os olhos!

Luis
Luis
7 anos atrás

Mas fica o vício! E quem garante que aquele que planta em casa também não vai vender, inclusive no mercado negro? Nos EUA, pacientes que tinham direito à maconha medicinal estavam revendendo o que deveriam usar como parte do tratamento médico. O problema das drogas não é só a venda, mas o que surge devido ao seu consumo pelas pessoas (dependência, crime, etc.).

Blind Man's Bluff
Blind Man's Bluff
7 anos atrás

O vicio sempre existiu e sempre vai existir. Aqui na california o usuario medico PODE LEGALMENTE revender sua maconha ao outro usuário medico, maior de 21 anos, portador da carteira de “medical user”, facilmente obtida. Na Espanha, existem os chamados grupos da cannabis, onde os seus membros podem revender a droga entre si. Para ser membro os requisitos são: minimo de 18 anos e sem nenhum antecedente criminal. O que se pôde notar foi que de 1998 a até 2009, quando morei por la, foi que deixaram de ir presos usuários espanhois e ou com residencia na Espanha, pois o… Read more »

Luiz Paulo
Luiz Paulo
7 anos atrás

Eita… vamos descontruir alguns pensamentos colocados pelo amigo Blind. Lembrar alguns fatos de Portugal, Suiça ou Espanha, aí agente volta a guerrilha no final. Vamos ‘pormenorizar’ um pouco. Primeira coisa básica: os que defendem a legalização fazem questão de esquecer como funciona a lei de mercado, oferta e procura. Ora, existe uma quantidade de consumidores no país, ou potenciais consumidores. Eu legalizando o consumo de um produto, necessariamente deverão aparecer fornecedores! “Como assim, as pessoas não vão produzir em casa?” No mundo imaginário sim… no mundo real vamos ver. Se eu posso produzir para o meu consumo, e até 10… Read more »

Blind Man's Bluff
Blind Man's Bluff
7 anos atrás

Uma pergunta:
A proibição da venda legal e regulamentada de armas no Brasil, diminuiu a quantidade de armas e a violencia no país?

Luis
Luis
7 anos atrás

Não, porque, ao contrários da drogas, a quantidade de armas não é o problema, e sim a impunidade no Brasil. A Suíça é um país extremamente armado, o Japão desarmado, ambos com níveis de criminalidade baixíssimos. Israel e EUA também possuem grande quantidade de armas em circulação, com índices um pouco mais elevados, mas bem menores do que vários países da AL.

*ttp://www.youtube.com/watch?v=-TC2xTCb_GU

Luis
Luis
7 anos atrás

E o PT nunca quis reduzir a criminalidade, e sim manter a população sob rédeas curtas , sem chance de reação (tipo Nicolae Ceausescu, ditador por 24 anos, até que foi preso e fuzilado pelo exército romeno junto com a _____da mulher). Defende tudo o que não presta, se alia aos piores governantes mundiais. E não considera as FARC um grupo terrorista.

EDITADO