Home Infantaria Novos coturnos para o Afeganistão

Novos coturnos para o Afeganistão

6378
5

coturno

 

Doze anos de combate no Afeganistão forçou os EUA a desenvolver várias gerações de coturnos para suas tropas lutando no terreno rochoso, congelado ou escaldante encontrado no local. A cada dois ou três anos um novo coturno foi criado e testado. Cada geração tem menos problemas e a geração anterior, e a atual, chamada  HWMCB (Hot Weather Mountain Combat Boot), teve bem menos reclamações. O HWMCB teve menos defeitos e ainda pesa 200 grama a menos.

Dois anos atrás, o US Army fez uma licitação rápida para um novo coturno para tempo quente para as tropas no Afeganistão. A licitação durou alguns meses enquanto a anterior durou dois anos e escolheu um coturno para tempo frio que era muito quente para o verão. As tropas passaram a ter dois coturnos disponíveis dependendo da estação.

A Belleville 950 Combat Mountain Hiker foi selecionada em 2011 para ser usada em tempo frio. É usada mais em terreno montanhoso devido a rigidez. A Belleville 990 e a Wellco Hybrid Hiker (foto) foram escolhidas para o tempo quente.

Quando os americanos entraram no Afeganistão em 2001, as botas de deserto duravam pouco pois foram testadas mais em deserto de areia e não em deserto rochoso, onde o desgaste era muito maior. As tropas das forças especiais logo passaram a comprar botas comerciais para resolver o problema.

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader
7 anos atrás

Putz, queria uns desses pra mim.

O coturno padrão do EB perto desses aí é da Idade da Pedra Lascada.

Nem isso conseguimos dar direito pra nossos soldados…

Mauricio R.
Mauricio R.
7 anos atrás

A necessidade é a mãe de tdas as invenções.
Da última vez que nossas tropas estiveram envolvidas em algo semelhante a combate, não foi bem de coturnos; que eles precisaram.

phacsantos
phacsantos
7 anos atrás
Colombelli
Colombelli
7 anos atrás

O “cabeça de cobra” do EB é desconfortável mas muito resistente. Tenho um que uso esporadicamente a 15 anos.

Bom é um extraleve de selva, que além de leve e confortável, é bonito, embora menos resistente.

O modelo da esquerda acima tem um sistema de soltura do cadarço que é excelente para retirar o calçado em casos de urgência, como, por exemplo na água.