Home Evento Parceria vai alavancar indústria de defesa no Brasil e no Chile

Parceria vai alavancar indústria de defesa no Brasil e no Chile

222
11

chile_inter1

Representantes dos ministérios da Defesa do Brasil e do Chile estão reunidos em Brasília para empreender e impulsionar as iniciativas previstas em acordos já assinados entre os dois países. Um dos objetivos do encontro é o desenvolvimento de ações conjuntas no sentido de alavancar a Base Industrial de Defesa de ambas nações. “As ações desenvolvidas por esse acordo bilateral certamente terão como consequência direta a geração de empregos, a capacitação cientifico-tecnológica e o desenvolvimento dos setores de ponta”, disse o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), general José Carlos De Nardi, durante a abertura do VII Encontro do Grupo de Trabalho Bilateral de Defesa Brasil-Chile.

O general falou sobre os projetos empreendidos pelos dois países, desde o acordo de cooperação firmado em 2009, e ressaltou o fato de Brasil e Chile estarem em “estágios semelhantes de desenvolvimento”. De Nardi falou ainda sobre a importância das parcerias que a Defesa nacional tem firmado com os países vizinhos da América do Sul. “Esses ganhos não seriam possíveis por meio de ações isoladas”, disse.

chile_inter2
Dentre os temas debatidos no encontro destacaram-se os das áreas de defesa cibernética, catalogação, doutrinas conjuntas, cooperação na área espacial, monitoramentos ambiental e meteorológico e desenvolvimento tecnológico e industrial de defesa. Para o vice-chefe de Assuntos Estratégicos, vice-almirante José Carlos Mathias, esse encontro, que acontece a cada dois anos, é fundamental para estabelecer a confiança mútua entre Brasil e Chile. “Essas reuniões nos trazem novas oportunidades, não só para aumentar a confiança entre os dois países, como também para desenvolvermos mecanismos de defesa e a nossa base industrial de defesa”, disse.

Estiveram presentes no encontro, o subsecretário de Defesa do Chile, Sr. Marcos Robledo Hoecker, embaixador do Chile no Brasil, Jaime Gasmuri Mujica e chefe do Estado Maior Conjunto, vice-almirante José Miguel Romero. Pela comitiva brasileira, o Chefe de Operações Conjuntas (CHOC), almirante de esquadra, Ademir Sobrinho, chefe de gabinete do EMCFA, general-de-divisão Roberto Severo Ramos e Subchefe de Assuntos Internacionais, general-de-divisão Décio Luís Schons. Na parte da tarde, o grupo se dividiu em subgrupos para debates específicos. A Comitiva Chilena permanece no Brasil até o dia 11 cumprindo agendas na área de tecnologia e Defesa.

DIVULGAÇÃO: Ministério da Defesa

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio M
Antonio M
5 anos atrás

Parceria sem bolivarianismos, que seja assim …..

rsbacchi
rsbacchi
5 anos atrás

Será que existe algum país com o qual o Brasil não tenha feito algum tratado?

wwolf22
wwolf22
5 anos atrás

me corrijam se eu estiver errado.
a Argentina eh lider Sul Americano na rea nuclear… ja projeta e fabrica reatores…
o Chile projeta e produz submarinos, fragatas…
a Colombia projeta e produz embarcacoes militares tb…
o que o Brasil tem a oferecer ao Chile e demais ?!?!
o Guarani ?!?!?!?!

Vader
5 anos atrás

O Chile é um país pobre mas organizado. Tudo lá funciona, quando em comparação conosco.

O Brasil é rico, mas é uma zona. A casa da Mãe Joana.

Se eles SÓ nos ensinarem a ser minimamente organizados já aprenderemos muito.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
5 anos atrás

Vader.

A renda per capita do Chile é muito maior que a brasileira.

É só uma questão do Brasil ser muito mais populoso do que ele e não de “riqueza”.

No mais, concordo que eles são muito, mas muito mais organizados que nós e que suas forças armadas são muito melhor equipadas, mesmo gastando muito menos dinheiro do que as nossas.

Carlos Soares
Carlos Soares
5 anos atrás

Contagem regressiva:

Quando os Chilenos vão “pular fora” ?

Eles não aguentarão, o Brazil é uma zona, o GF é a Tia Eny, o MD …. vulgo CA/MAG então ….. é bom nem falar, coitado dos Chilenos.

Verdade Vader, conheço o País e são realmente bem organizados.

Carlos Soares
Carlos Soares
5 anos atrás

Chile

Melhor IDH da América Latrina, melhor índice de educação, tem cerca de 100 bilhões de dólares numa conta específica para enfrentar situações pós sismos.

É uma espécie de imposto(pequeno) sobre as exportações de cobre.

Fora a Centolla e os bons vinhos.

Ah, eles n ão doam materiais/equipos militares, vendem …. e o arrecadado para a FA que fez o negócio.

Putz, que inveja …..

Já aqui temos que aguentar a Tia TOC do planalto.

Carlos Soares
Carlos Soares
5 anos atrás

Ah, eles não doam materiais/equipos militares, vendem …. e o arrecadado vai para a FA que fez o negócio.

Melhor.

Vader
5 anos atrás

Rafael, a renda per capita do Chile é alta JUSTAMENTE e APENAS porque eles são organizados.

Porque o país é uma tripa de terra pobre em recursos naturais, esmagada entre o mar, a montanha, o deserto e o gelo, e ainda sujeito a terremotos, vulcões e maremotos.

Sim meu caro, vai por mim, eles são MUUUUUITO mais pobres do que nós em TUDO. Mas são sérios; muito acima da média latino-americana, e bem próximos aos melhores países desenvolvidos.

Há causas para a pobreza ou riqueza de um povo. O Chile é o Israel (no melhor sentido) da América Latina.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
5 anos atrás

Vader, não tinha entendido que você se referia a riquezas naturais e enfoquei apenas no “resultado” (renda). Obviamente o Brasil tem mais riquezas naturais que o Chile. Mas o Chile é muito menor que o Brasil, então, digamos que os recursos naturais chilenos são suficientes para o estágio de desenvolvimento que eles alcançaram. Méritos para a “taxa de eficiência de exploração de riquezas” deles e demérito para a nossa, salvo raras exceções. No mais, o território do Chile favorece bastante o comércio internacional (óbvio que os tratados assinados por eles potencializaram e muito isso, só quero dizer que as condições… Read more »

Carlos Soares
Carlos Soares
5 anos atrás

“O Chile é o Israel (no melhor sentido) da América Latina.”

Concordo.

Até porque “no pior” sentido há em todos os lugares, a diferença é qual parte é “majoritariamente” maior ?

Certamente Chile, Israel e alguns outros tem “no melhor sentido” majoritariamente.

Isso é o que nos diferencia deles.

Shabat Shalon