Home Conflitos em andamento Venezuela mobiliza baterias de mísseis antiaéreos em suas fronteiras

Venezuela mobiliza baterias de mísseis antiaéreos em suas fronteiras

2918
70

Mísseis AAe Venezuela na fronteira - 1

Usuários da rede social Twitter reportaram a movimentação de baterias de mísseis antiaéreos pertencentes às forças armadas venezuelanas em zonas fronteiriças.

Dias atrás, o ministro da Defesa Vladimir Padrino López informou a movimentação de tropas na fronteira, nos estados de Apure e Zulia. Mas os motivos da movimentação são desconhecidos.

Mísseis AAe Venezuela na fronteira - 2

FONTE: NTN24 Venezuela

70
Deixe um comentário

avatar
70 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
50 Comment authors
ColombelliEdimurRafael BastosL.H.M.Marcelo Tadeu Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Claudio Moreno
Visitante
Member
Claudio Moreno

Boa tarde Senhores!

A aposta que Maduro está realizando é demasiada alta para a Venezuela.

Colômbia terá apoio irrestrito dos EUA que até pode “doar” F-16 C/D para os colombianos pois assim acabam de vez com o líder bolivariano do continente.

O meu maior receio em tudo isso é a condição permeável de nossa fronteira na região, a falta de recursos humanos e material adequado para impedir que qualquer um dos lados utilize nosso espaço aério e terrestre para a movimentação de tropas e material.

NOTA:

Bela hora para o GF cortar recursos das FFAA!

CM

Reinaldo Deprera
Visitante
Member
Reinaldo Deprera

O governo venezuelano parece deter a consciência econômica de médio e longo prazo. Eles sabem que o que resta a eles é o de sempre para todos os governos socialistas: receber ajuda externa ou criar inimigos externos fictícios.

Com o “fim do Brasil”, a primeira opção é cada vez menos possível. Resta ao Maduro criar um inimigo externo para, num segundo momento, achacar a comunidade internacional ou partir logo para a pilhagem.

Save Ferris!

Reinaldo Deprera
Visitante
Member
Reinaldo Deprera

Claudio Moreno, acho que as nossas Forças Armadas, pelo tamanho, experiência e pessoal, por si só dissuadem os comandantes venezuelanos. Acho também que gozam dessa situação em toda a América Latina. Claro que seria muito bem vindo se o Brasil estivesse muito melhor preparado para essa situação. Até porque, poderia resolvê-la de forma ativa e rápida. Mas… …receio que o maior perigo para o Brasil seria um governo venezuelano ultra conservador que “passasse aquele país a limpo” digamos assim. Pois nesse caso, poderia sobrar para o Brasil, que tem um governo que é responsável direto pela situação venezuelana. O cidadão… Read more »

eduardo.pereira1
Visitante
Member
eduardo.pereira1

A coisa está prestes a feder hein.

Matheus Augusto
Visitante
Matheus Augusto

Eu sinceramente estou torcendo pra que esse maduro faça merda e se de mal, seria um lixo a menos na américa latrina. Alias, imagine que cadeia de eventos ótima que isso poderia ser, se a tia sofresse impeachment ainda esse ano, o maduro entrasse em guerra com a Colombia, perdesse e fosse derrubado, o cocaleiro morales decidisse fazer graça com a gente e o EB entrasse lá e tirasse ele a força e um goverdo oposicionista ganhasse a eleição na Argentina, acabaria todo o problema bolivariano na America do sul de uma só vez, maravilha. Como meu pai me diz,… Read more »

luiz anselmo pias perlin
Visitante
luiz anselmo pias perlin

Não duvido de que os presidentes da Venezuela, e Bolivia acabem se unindo para um conflito somente para não deixarem o poder sera o pior erro de suas vidas a Colombia que se cuide e o Brasil tambem pois a porcaria pode respingar pro lado do Brasil.

Trovão Azul
Visitante
Trovão Azul

O mas que incomada nisso tudo é o descaso do desgorveno que ñ se possiciona nesta crise da armerica do sul no presado momento se figem de morto ,pra ñ sobra pra nóis , ou estão esperando que as vias de fato chegem no desfechos degradante , é lamentavel e vegonhoso e incomodo para uma nação chamada Brasil ou paísinho chamado de anão diplomatico mesmo farà algo???

Bosco Jr
Membro
Noble Member
Bosco Jr

Vale salientar que a Venezuela tem o S-300VM.
Como citei no Aéreo, esse sistema usa mísseis com massa de quase 4 t.
Só pra termos uma base de comparação, o Patriot PAC 2 pesa 900 kg.
O maior míssil antiaéreo naval americano, o SM-2 ER Block IV pesa 1,5 t.

Vitor Monteiro
Visitante
Vitor Monteiro

Senhores, boa tarde, Um dos motivos para essa movimentação pode ser, além das desconfianças e do aumento das hostilidades em relação à Colômbia, o fato de a Venezuela ter um território litigioso com a Guiana. A matéria, por si só, não especifica em qual área fronteiriça essas forças estão sendo posicionadas. Em recente matéria à revista brasileira, o presidente da Guiana comentou o seu temor diante das ações venezuelanas em retomar o território rico em petróleo e ouro. Além disso, não podem ser descartadas as recentes ameaças venezuelanas e bolivianas de atacar o Brasil na possibilidade de manter a presidenta… Read more »

carlos
Visitante
carlos

“o Brasil, que tem um governo que é responsável direto pela situação venezuelana. O cidadão venezuelano médio e instruído, em geral, responsabiliza o Brasil pela tragédia socialista que acometeu naquele país.” se onde você tirou esse absurdo? o que acontece na Venezuela é por causa de seu povo e governantes, não venha querer colocar isso na conta do Brasil.

Gustavo Borges
Visitante

E ainda tem gente que diz que o Brasil não deve ser armar. Com uma vizinhança tão conturbada quanto essas qualquer reserva de armamentos e pessoal capacitado é pouca para nós.

Bosco Jr
Membro
Noble Member
Bosco Jr

Esse da foto, o SA-3 (NATO), o legítimo carrasco do F-117, pesa módicos 950 kg. Para os padrões soviéticos/russos é peso médio.

Maxiliano Mançano
Visitante
Maxiliano Mançano

A UNASUR(Bolivariana) está em sua crise, ainda mais em caso de impeachment dos integrante do Foro de SP no Brasil. Para qualquer Ditadura Socialista o CAOS e a Guerra é um meio de esconder e controlar oque querem interno e externamente.

Tive informações em alguns sites de invasão do exercito Venezuelano em Roraima, até então quais as medidas do Exercito Brasileiro ?

Abraço.

Jakson de Almeida
Visitante
Jakson de Almeida

Vamos considerar que a rusga venezuelana/colombiana parta para as vias de fato, qual lado teria melhores condições de manter no conflito?

Adriano
Visitante
Adriano

Nossa, quanto fanatismo político! Essa turma esta com a torcida pró-Colômbia toda ensaiada.

Só precisam alinhar direitinho com os Estados Unidos que mudam de lado nas primeiras dificuldades…assim esta sendo na Síria onde já estão virando a casaca para o lado do Assad.

Francis Schonarth
Visitante
Francis Schonarth

Jackson, certamente seria a Colômbia, pois conta com todo o apoio americano.

A Venezuela está falida e não vejo a quem possam recorrer de verdade.

Francis Schonarth
Visitante
Francis Schonarth

Pra mim isso ai prova que um tal de SU-30 não caiu de maduro não.

Vai ter Kfir fazendo a festa.

Johnatan warp drive
Visitante
Johnatan warp drive

quem sabe o urso nao resolve colocar a pata no meio

Jakson de Almeida
Visitante
Jakson de Almeida

Francis, isso ai prova aquela velha máxima:
Toda vez que um caça russo enfrenta “pra valer” uma caça ocidental ele toma pau.

eduardo.pereira1
Visitante
Member
eduardo.pereira1

A Venezuela pode até fazer um estrago lançando os mísseis acima citados pelo Bosco, mas vai levar um sacode do bom, e creio q se respingar aqui, o que passar pela fronteira vai pro saco, outro sacode.

Theo Gatos
Visitante
Theo Gatos

Torço para que se resolvam sem irem à vias de fato (apesar da nítida “vontade” dos bolivrianos em buscar um conflito) pois qualquer problema de maiores magnitudes pode ter conseqüências ruins para o Brasil. Primeiro pela provável perda de vidas (inclusive de civis) que por si só já é motivo o suficiente para torcer contra a guerra. Depois pela instabilidade e movimentação militar em áreas fronteiriças ao nosso país que não são de fácil acesso em um cenário onde o Brasil teria dificuldades (em termos materiais de armamentos) para defender sua soberania e terceiro pois uma guerra pode afetar a… Read more »

Claudio Moreno
Visitante
Claudio Moreno

Pois é Senhores! De fato nosso EB e falo por experiência vivencial tem calibre de sobra para conter uma investida de quem quer que seja, recordemos do caso Rio Traira nos anos 90. De lá para cá muita coisa melhorou e outras pioraram, mas ainda temos como sustentar um conflito de curta intensidade. O que me deixa preocupado é o custo disto em vidas e em material, até que se elimine a ameaça. Quanto ao Brasil se responsável pela condição política da Venezuela eu concordo em gênero numero e grau. Se Maduro cair … Dilma, Evo, o equatoriano que não… Read more »

JT
Visitante
JT

Mestre Bosco

Dúvida de aprendiz: até que ponto esse tamanho todo “é documento”?

Pelo que vi a o alcance e a carga de explosivos é quase o dobro do Patriot (200km vs 96km, 150kg contra 90kg). Não é mais vantajoso ter o dobro de Patriots disponíveis?

JT

Humberto
Visitante
Humberto

Jackson, é complicadíssimo responder sem saber o real poder dos dois países. Chutando? A Venezuela iria sair na frente pois está melhor equipado começando pelos caças (gente Kfir não é páreo para os SU), MAS guerras são vencidas (e perdidas) pela infantaria e neste quesito a Colômbia está muito bem equipada (com dezenas de Heli BH) e principalmente são extremamente experientes em combates contudo ela pode ter que enfrentar duas frentes, a Venezuela e as FARCs. Muitas variáveis. Não acredito que os gringos iriam estar tão alinhados automaticamente com os Colombianos pois a Venezuela ainda é exportadora de petróleo para… Read more »

Colombelli
Visitante
Active Member
Colombelli

Amigos, no manual da esquerda latino americana, tisnada de mediocridade, está a mesma coisa sempre: rosnar, rosnar e nada fazer.

Venezuela não fará nada, Inclusive tenho serias dívidas quanto à real operacionalidade de sua defesa AA.

Nada vai acontecer, so jogo de cena de um governo desesperado.

Pimenta
Visitante

Na América latina nuca haverá guerra, as forças aramadas da Venezuela Colômbia e do Brasil, não são competentes o bastante para entrarem em guerra, são tudo sucatas só gera despesas isso sim.

Antonio Carlos
Visitante
Antonio Carlos

O SA-3 tem o mesmo problema do SU-30, é russo.

Provavelmente na hora do vamos ver o missl vai atingir uma mercearia (a mercearia do Chaves) e um SU-30 vai cair na distribuidora de tenis (tenis do Chaves).

Como já disseram nesse site, “ter não é operar”.

Lembrando que a Força Aerea russa, sempre que coloca seus caças e bombardeiros para voar tem que recolher um monte de destroços…

Tão ruim a situação que começaram a roubar caças velhos da Ucrania…pois tem medo de nao conseguirem abate-los de fato.

Trista, ditador Putin, triste.

Sesmer
Visitante
Sesmer

Desculpa, mas o Brasil nada tem haver com a situação atual da Venezuela, muito pelo contrário, nosso governo comprar títulos, faz obras, financia através do BNDES, etc. Mas vamos lá, provavelmente essa movimentação seja para uma possível investida contra a Guiana, e que pelo que sei o Brasil tem pacto de defesa com esses caras, ou seja o brasil teria de entrar nesse conflito, não só pelo pacto, mas também por ter a ‘obrigação’ de ordenar as coisas por essas bandas, sem contar que hoje o Esequibo está em mãos do Brasil, através de inúmeras empresas que atuam na área,… Read more »

a.adamakis
Visitante
a.adamakis

Nunca entendi a Venezuela ter comprado o S-300VM e não o S-300PMU1 ou 2. O SA-3 é um míssil bem básico mas passou por vários processos de modernização que incrementou seu potencial, não sendo mais aquela coisa analógica dos anos 60 e 70. A bateria que abateu o F-117 sobre a Iugoslávia também abateu um F-16. O interessante é que eles dispararam contra um outro avião e a espoleta foi acionada. O míssil transmite um sinal ao posto de comando quando a espoleta é acionada e ela não é acionada por chaff. Daí temos duas situações: ou um avião ou… Read more »

Augusto
Visitante
Augusto

Precisamente neste tipo de situação é que fica clara a irresponsabilidade com que nosso país trata do reequipamento das Forças Armadas.

Os planos são sempre para “daqui a 10 ou 20 anos”. Teremos submarinos novos em 2021, começaremos a receber caças novos em 2019, e por aí vai… mas e se uma guerra que possa nos envolver estourar amanhã ou daqui a 2 meses?

Historicamente, a maior parte dos grandes conflitos armados mundiais se iniciou sem aviso.

Aliás, é hora de lembrar o ditado: “em guerra avisada não morre soldado”.

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

Humberto, Seu raciocínio até me parece ter bastante sentido… mas ainda tenho minhas dúvidas quanto à possibilidade de Maduro seguir essa linha, uma vez que tudo é só suposição e uma guerra real é sempre misteriosa quanto a seu desfecho. Um palpite: em caso de combate, seria muito bom, para a Colômbia, organizar uma rápida e poderosa operação inicial para tentar destruir o máximo de Su-30 e F-16 AINDA NO CHÃO. Eliminada a mais poderosa fração da FAV, impor um bloqueio aéreo e naval matará a Venefavela por inanição!! Se não fossemos amiguinhos do Maduro, seria a chance perfeita de… Read more »

a.adamakis
Visitante
a.adamakis

Augusto, o pior é que os programas de modernização estão engatinhando e a economia vai demorar para sair do buraco. Sem querer dar uma de mãe Dinah, acho que teremos uma nova década de 80 no que se refere a defesa.

O melhor é esquecer essa história de ToT e, se sobrar alguma verba, fazer compras de prateleira.

Trovão Azul
Visitante
Trovão Azul

Boa noite! Acredito que o estado maior estejam atento a toda movimentação em nossa fronteira se ñ o bicho vai pega . O silencio das nossa FAA é que precupa , sei que temos protidões na fronteira mas ninglém pronucia nada .

Bosco Jr
Membro
Noble Member
Bosco Jr

JT, O alcance do “Patriot” deve ser bem maior que os 96 km. Há referências de 160 e até 180 km para o PAC-2 GEM. Do PAC-3 diz-se que é de 120 km contra alvos aerodinâmicos. O PAC-3 MSE teria pelo menos 50% a mais de alcance. O porte do radar MPQ-65 com mais de 5000 elementos de transmissão operando na banda C é compatível com um alcance muito maior do que o divulgado. O míssil MIN-104A, o primeiro a ser usado pelo sistema Patriot, tinha 70 km de alcance, e desde então não houve um pronunciamento oficial acerca do… Read more »

alesandro
Visitante
alesandro

Pois é Antonio Carlos!
Turcos, Poloneses, Franceses, Alemães, Gerogianos (que duraram 5 dias) e Ucranianos que perderam uma parte importante do seu território pessam ou penssavam igual a vc!
E ruusofobia que não acaba!!
KKKKKKKK……
Russos, Americanos, Chineses e etc..
Como diria meu avô “é tudo angu do mesmo fubá”

Humberto
Visitante
Humberto

Tamandaré,
Concordo plenamente com vc, estamos só supondo. Não gosto da ideia de um conflito para resolver algo (no caso seria o Maduro tentar algo parecido com as guerras das Malvinas).
Abraços

diney
Visitante

excelente noticia, vamos aumentar nosso território nós vamos entrar para separar a briga, e vamos nexar uma parte da Colômbia e outra da Venezuela

Braga
Visitante
Braga

Editores o nome do estado Venezuelano não é Julia e sim Zulia (pronuncia-se Sulia).

Hélio junior
Visitante
Hélio junior

Nome disso,desespero bolivariano nada alem disso.pobre povo venezuelano.

Danilo José
Visitante
Danilo José

Caso o conflito evolua para as vias de fato, só temo que nós Brasileiros é que não estejamos preparados para defender nosso país, esses dois fabricantes de coca (Colômbia,Venezuela), por mim que se explodam, não perderemos nada, somente o Brasil é que me preocupa.

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

Danilo,

Se a Colômbia se meter numa guerra demorada, cara e sangrenta com a Venezuela, pode ter certeza que as FARC vão aproveitar a situação e retomar seus antigos territórios…. talvez até expandir-se além deles!! Aliás, não é só a Colômbia; se invertermos a situação e assistirmos a uma derrotada Venezuelana, acho que o mesmo pode ocorrer com Caracas, enfraquecida, assistindo a um avanço das FRAC. O Brasil pode perder algumas coisas com essa guerra, mas se fosse esperto, poderia ganhar muito mais!

Isto, claro, se realmente houver guerra…. SE….

Jr
Visitante
Jr

Sera que o pessoal aqui depois de tanto tempo não se acostumou com o modus operandis do maduro/chaves e sua turma?Isso tudo ai e propaganda para consumo interno. As eleições lá estão chegando, eles precisam de um inimigo externo para tapiar o povo, a Venezuela não vai entrar em guerra e SE entrar será contra a Guiana que não teria a menor chance contra as tropas venezuelanas. Quanto ao Brasil ser o culpado da situação venezuelana, isso é uma piada, não da para levar um comentário desse a sério, os únicos e exclusivos culpados pela situação venezuelana, são os próprios… Read more »

Emerson R.B
Visitante
Emerson R.B

O pessoal que esta falando de bolivarianismo e populismo , pera ai vamos dar o nome aos bois , é tudo COMUNISTA com uma “nova roupagem”. Se camaleando da melhor maneira possivel pra se manter no poder.
A tem mais um nome que entra ai, EURASIANISMO.Só não vê quem não quer, o “modus operandi” é sempre o mesmo.

Moita
Visitante
Moita

Eleição na Venezuela é dia 6 de dezembro. Última pesquisa venezuelana indica Maduro perdendo com menos de 30%, com reprovação nos níveis de Dilma. Com desabastecimento e o aumento no número de saques/enfrentamento com a polícia, a popularidade de Maduro tende a continuar caindo. Mesmo dominando o instrumento eleitoral, manipular uma vantagem tão grande pra oposição seria pedir pra iniciar uma guerra civil, nas últimas eleições em que “ganharam” com 250 mil votos já teve protestos intensos que resultaram na morte de 40 e poucos, agora então seria loucura demais até pra esses malucos da esquerda. A única saída pra… Read more »

emilson
Visitante
emilson

ola, boa noite, não vai acontecer nada, existe sim outros interesses,mais o que pode acontecer no máximo uma troca de tiros entre patrulhas a esmo, fico na expectativa de ver o que a nossa medíocre relações exteriores faria nesse caso, vamos no envergonhar mais ainda do nosso governo, devemos esperar latidos dos dois lados …..

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

Lembrando que se houve alguém que ajudou outros a chegar ao poder, foi o Chávez!! Afinal, ele chegou ao governo antes de Lula e Morales, se não me falhar a memória!!! O Brasil não é “culpado” pela situação, mas nosso governo é conivente com tudo e, ás vezes, dá algumas pequenas provas de apoio.

Renato Carvalho
Visitante

Onde andará “Ivan o mapento” quando precisamos dele pra nos mostrar os possíveis teatros de operações??

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

kkkkkkk Renato no link abaixo ele postou alguns mapas da região:
http://www.aereo.jor.br/2015/09/16/colombia-aciona-cacas-kfir-c10-para-interceptar-avioes-da-venezuela/

Com certeza deve ter vários outros para postar. rs

Duanny D.
Visitante
Duanny D.

Agente podia aproveitar a confusão e dar um pau na argentina.

Wellington Góes
Visitante
Member
Wellington Góes

Saiu ainda pouco no Jornal da Band, os presidentes da Colômbia e Venezuela assinaram um acordo para a reabertura da fronteira.