Vídeo: segunda fase da modernização dos M-113 do EB

O Exército apresentou, em vídeo, o estágio atual do programa de modernização do blindado M-113. O contrato foi viabilizado por meio de acordo assinado entre os governos brasileiro e dos EUA, através do processo FMS (Foreign Military Sales), utilizado pelos americanos em caso de vendas de equipamentos militares para outros países. A fabricante original dos veículos M-113 foi subcontratada pelo governo dos EUA por meio da subsidiária americana BAE Systems Land and Ordnance.

O primeiro lote modernizado contemplou um total de 150 veículos, que correspondia à primeira fase do programa. Atualmente está em andamento a segunda fase do Projeto de Modernização da Viatura M-113, que deverá entregar 236 viaturas modernizadas. Até o final do ano de 2019 o Parque Regional de Manutenção da 5ª RM espera entregar todas essas viaturas da segunda fase.

No inventário do EB existiam 574 blindados do tipo M-113 em 2012. Aqueles que não forem modernizados passarão por um processo de manutenção.

Além disso, o Brasil recebeu em setembro passado 52 viaturas blindadas oriundas da parceria do Exército Brasileiro com os Estados Unidos, dentro do programa Excess Defense Articles.

Subscribe
Notify of
guest

10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ramon Grigio
Ramon Grigio
5 anos atrás

Esses M-113 do exercito são comparáveis aos do CFN?

Digo, eles podem receber blindagem modular? Receberam sistema de refrigeração moderno para os infantes?

Já que é o que podemos pagar que mantenham-se 100% operacionais…

TEREU
TEREU
5 anos atrás

M113 não poderia ser usado pela policia??

teria condições de subir os morros de RJ??

o M113 suporta até munição 7,62…seria viável para forças policias que lutam com narcotráfico….
(PPC, CV, Novo Cangaço, e o monte desses M….)

Abraços…

donitz123
5 anos atrás

É off-topic mas recentemente li algo sobre os franceses terem apresentado um Leclerc com um canhão de 140mm. Se for verdade vale um debate. 125mm versus 140mm.

Dranuits
Dranuits
5 anos atrás

E o Guarani?? Vai parar com está??

Chokoeater
Chokoeater
5 anos atrás

O EB pretende adotar a modificação que tira o tanque de combustível, de dentro do habitáculo?

Ramon Grigio
Ramon Grigio
5 anos atrás

Guilherme Poggio
.
Entendo, é “só” para manter operacional mesmo… Melhor assim do que deixar de operar sem substituto.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
5 anos atrás

Tudo o que possa see feito para modermizar um sistema tão antigo e obsoleto é bem vindo. Agora, tendo em vista o que acaba de acontecer com o Guarani, o que mais posso dizer? Parece que o EB estará operando o M113 no século que vem.

jose luiz esposito
jose luiz esposito
5 anos atrás

O País desenvolveu o Charrua a 30 anos ,só construiu uma ou dois ,que poderíamos ter desenvolvido , produzido e o vendendo ao exterior ,mas continuamos com estas coisas ,qualquer dia não servirão nem como matéria prima de fábricas de Panelas ,pois estão deixando de serem fabricadas com alumínio ,queria entender a mentalidade de nossos militares ; apouco ainda receberam mais 50 . A mentalidade de nossos militares ,principalmente a do Exercito é a mesma desde 1889 ,quando com o Golpe da Republiqueta nos desviou do Futuro e nos colocou a reboque do Mundo!!!