Home Carros de Combate Os 10 melhores carros de combate do mundo

Os 10 melhores carros de combate do mundo

33687
128

K2 Black Panther

Coreia do Sul

O K2 Black Panther é um tanque de batalha principal sul-coreano que substituirá a maioria dos tanques M48 Patton e complementará a série K1 dos tanques principais de batalha atualmente operados pela República da Coreia. A produção em massa começou em 2013 e os primeiros K2s foram incorporados pelas forças armadas em junho de 2014. O preço do K2 é superior a US$ 8,5 milhões a unidade.

C1 Ariete

Itália

O C1 Ariete é o principal tanque de batalha do Exército Italiano, desenvolvido por um consórcio formado por Iveco-Fiat e Oto Melara (CIO, Consorzio Iveco Oto Melara). O chassis e o motor foram produzidos pela Iveco, enquanto a torre e o sistema de controle de tiro foram fornecidos pela Oto Melara.

O veículo possui os mais recentes sistemas de imagem digital e óptica e de controle de fogo, permitindo-lhe lutar dia e noite e disparar em movimento. Seis protótipos foram desenvolvidos até 1988, que foram submetidos a testes intensivos no ano seguinte durante o qual os veículos viajaram em 16.000 km combinados. As entregas foram planejadas pela primeira vez para 1993, mas de fato ocorreram em 1995 devido a atrasos. A entrega final ocorreu 8 anos depois, em agosto de 2002.

O Consorzio Iveco Oto Melara, fabricante da Ariete, está atualmente trabalhando no C2 Ariete, ou Ariete Mk 2, para substituir o C1 Ariete. O preço para este futuro MBT é estimado em US$ 11,1 milhões.

AMX Leclerc

França

O Leclerc está em serviço com o Exército Francês e o Exército dos Emirados Árabes Unidos. EM produção desde 1991, o Leclerc entrou no serviço francês em 1992, substituindo o AMX 30 pela principal plataforma blindada do país. Com a produção agora completa, o Exército Francês tem 406 Leclerc e o Exército dos Emirados Árabes Unidos tem 388. O preço em 2011 era de € 9,3 milhões por unidade, o que o tornou o tanque mais caro da história na época. Após a desvalorização do euro, seu preço caiu drasticamente e, em 2014, o K2 Black Panther superou o recorde de preço do Leclerc.

Merkava MK 4

Israel

O Merkava é um tanque de batalha principal usado pelas Forças de Defesa de Israel. O tanque iniciou o desenvolvimento em 1973 e entrou em serviço oficial em 1978. Quatro principais variantes do carro de combate foram desenvolvidas. Foi usado pela primeira vez extensivamente na Guerra do Líbano de 1982. O nome “Merkava” foi derivado do nome do programa de desenvolvimento inicial das IDF.

Altay

Turquia

O Altay é um tanque de batalha principal moderno, baseado no tanque sul-coreano K2 Black Panther, desenvolvido pela Otokar, uma subsidiária da Koç Holding, para o Exército Turco e mercados de exportação. O preço é de US$ 13,75 milhões por unidade.

Challenger 2

Reino Unido

O FV4034 Challenger 2 é o tanque de batalha principal britânico em serviço com os Exércitos do Reino Unido e Omã. Foi projetado e construído pela empresa britânica Vickers Defense Systems (agora conhecida como BAE Systems Land & Armaments). Preço unitário: £ 4,217 milhões.

M1 Abrams

Estados Unidos da América

O M1 Abrams é um tanque de guerra americano de terceira geração. É batizado em honenagem ao general Creighton Abrams. De alta mobilidade, projetado para a guerra armada moderna, o M1 está bem armado e fortemente blindado. As características notáveis incluem o uso de um poderoso motor de turbina multicombustível, a adoção de blindagens compostas sofisticadas e armazenamento separado de munições em um compartimento à prova de explosão para a segurança da tripulação. Pesando quase 68 toneladas curtas (quase 62 toneladas métricas), é um dos tanques de batalha principais mais pesados em serviço.

A produção dos M1 e M1A1 totalizou cerca de 9 mil tanques, a um preço de aproximadamente US$ 4,3 milhões por unidade. Em 1999, o preço do tanque era de pouco mais de US$ 5 milhões por veículo.

Leopard 2

Alemanha

O Leopard 2 é um tanque de batalha principal desenvolvido pela Krauss-Maffei na década de 1970 para o Exército da Alemanha Ocidental. O primeiro tanque primeiro entrou em serviço em 1979 e substiutiuu o Leopard 1 anterior como o principal tanque de batalha do Exército Alemão. Preço unitário: 2A6 – US$ 5,74 milhões (2007).

T-90 MS

Rússia

T-90S

O T-90 é um tanque de batalha russo de terceira geração que entrou em serviço em 1993. Preço unitário: US$ 2,5 milhões, em 1999.

T-14 Armata

Rússia

O T-14 Armata é um tanque de batalha principal russo baseado no Armata Universal Combat Platform. É o primeiro tanque produzido em série de próxima geração russo. O Exército Russo planejava adquirir 2.300 tanques T-14 no período 2015-2020, mas a produção e as insuficiências fiscais restringirão o número construído para apenas 100 unidades até 2020. O primeiro lote de tanques T-14 Armata serão incorporados à divisão de Taman após 2020. Os MBTs só serão transferidos após a conclusão de todos os testes estaduais.

FONTE: steemit.com

128
Deixe um comentário

avatar
125 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
70 Comment authors
Augusto PinochetArmorCharles MattiodaTiger 777Almeida Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

Sou fã do T-90 mas o Leclerc e o Chalenger são belíssimos .

Robson
Visitante

Acho que o comandante que aparece na foto do armara deve estar com problema de coluna, ou talvez o tanque se mostre muito apertado para o tripulante… Brincadeiras a parte, me impressionou em ver o estado de conservação lamentável dos tanques sírios, e mesmo assim estão combatendo… São veículos realmente rústicos… De todos os tanques listados no artigo, me parece que estão acima da nossa capacidade financeira.. Talvez tenhamos que operar um equipamento de segunda linha, mais seria prudente operar o melhor sistema anti tanque possível… Pra balancear a equação…

Charles Mattioda
Visitante
Charles Mattioda

Realmente é lamentável, já fazem muitos anos que estão em serviço e operação. Condições são duríssimas. Vi um video de manutenção dos M1 voltando do Afeganistão estação muito afetados.
Russos conseguem fazer produto mais barato e durável.

Gabriel2
Visitante
Gabriel2

Lembrando que o Merkava IIIc está disponível para exportação….o T-90s é o que mais vale a pena com uns 5 bilhões vc monta uma fronta lascada

Raul
Visitante
Raul

http://www.forte.jor.br/2016/03/15/kmw-inaugura-fabrica-em-santa-maria-rs/

“Nos coloquem a prova. Façam suas encomendas”. A frase proferida pelo CEO da Krauss-Maffei Wegmann (KMW) e repetida pelo diretor da empresa no Brasil, Christian Böge, marcou a cerimônia de inauguração, em Santa Maria, da primeira subsidiária da gigante alemã fabricante dos blindados Leopard e Gepard na América do Sul.

Gastamos 8 bilhões de reais com Estádios para a Copa do Mundo. Não gastamos 1 real com um produto novo na fábrica da KMW.

Única coisa que fizemos foi um contrato de 200 milhões de reais para manutenção e modernização dos 1A5 por mais 10 anos.

Raul
Visitante
Raul

Esse negócio de top 10 chega a ser quase “subjetivo”. Dizer que o Armata é o melhor tank do mundo sem ao menos ter ido para a guerra… chulé

O Leopard 2A4 tomou pau na Síria

Augusto Pinochet
Visitante

Exato isso é achismo! Super trunfo.

Bruno wecelau
Visitante

Sinceramente este K2 Coreano não vale este preço todo…Na minha opinião a tradição dos MBT continua Com EUA, Rússia ,Alemanha ,Inglaterra e mais embaixo Israel , o resto e apenas um amontoado de ferro com motor…

Pangloss
Visitante
Pangloss

Qual desses será escolhido o “super trunfo” pela Grow?

Bravox
Visitante
Bravox

Lembrando o a atualização do Abrams americano apos att sera o top 1 do rank.

Luiz Henrique
Visitante
Luiz Henrique

alguem sabe qual o custo unitário do Merkava?

Bruno wecelau
Visitante

Depois da atualização dos Abrams ,sua torre sera tripulada ou automática ,como o Armata ?

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

Podem até desmerecer o Armata mas a tecnologia embarcada nele e a valorização da tripulaçao em sua célula muito bem protegida e isolada são ímpares. Sei que há sistemas diversos de proteção anti ATGm nos mbt’s mais modernos como os acima listados mas o Armata está colocando os europeus pra pensar em evolução de seus mbt’s, mesmo os já modernos, às pressas.

Antônio
Visitante
Antônio

No geral, e pelas fotos, são todos feios.
Quanto ao soldado do Armata, realmente muito estranha essa pose.
Mas todos ficaram assim no dia do desfile.
Parece ser uma forma de continência a Putin.

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

O t-90 é o que o mais barato com pouca grana compra uns 100,ou 200 e arma um bom exercito.mas tradicionalmente o Brasil deve comprar no futuro 2a4 ou 2a6 porque está mais familiarizados com os mesmos.Mas o Brasil tem os problemas das pontes e matas burros que inviabilizam tanques muitos pesados,e a malha ferroviária e deficitária é um problema sério que o EB tem que resolver no futuro.

Charles Mattioda
Visitante
Charles Mattioda

Russo são mais leves.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Eu colocaria o Japonês no lugar do Ariete !

Augusto L
Visitante
Augusto L

“Japonês type 10″*

Fred
Visitante
Fred

Senti falta do Type 10 japonês. O Ariete, quando for substituído, pode ser o “número” certo pro EB vestir…

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Boa noite.
.
Com todo respeito, este post parece um comparativo do Discovery.

Soldat
Visitante
Soldat

O melhor é o Leopard….

Alfredo C. S.
Visitante
Alfredo C. S.

Parece q o soldado russo nao ouviu bem as ordens do putin…hã, hein, que que foi que que foi que ha???? fala mai alto ai….

mateus
Visitante
mateus

Merkava com certeza é o melhor, principalmente com o sistema Trophy(já testado em combate).

Rodrigues
Visitante
Rodrigues

O T-14 é o único projeto moderno com peso compatível para o nosso terreno, seria uma boa compra direta ou com transferência de tecnologia.

mf
Visitante
mf

precisamos de um CC entre 45 e 51 toneladas devido a nossa malha de transporte, vão ter de encomendar uma versão miniturizada do Leopard 2 no futuro rs… por enquanto nos viraremos com mais Leopard 1A5 que estão sendo negociados com os italianos e holandeses

Oráculo
Visitante
Oráculo

Eu disse que o Leclerc era o mais bonito… 🙂

Faltou o japonês Type 10!

Só um adendo: TODOS os Tanks envolvidos na Guerra da Síria tomaram pau.
Só procurar vídeos no Youtube. Tem tank russo sendo destruído, alemão, americano… pra todos os gostos.

Daglian
Visitante
Daglian

A lista me parece razoável, só não concordo com o Armata. Por quê? Pois ele não foi testado em combate de forma alguma, nem sequer foi produzido em quantidade relevante. É praticamente um protótipo. Nesse sentido, já colocá-lo no top 10 é prematuro, a meu ver. No entanto, é inteiramente possível que ele seja de fato um ótimo carro de combate, só não acho que ele merece esse título neste momento.

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Nenhum chinês? Para quem atualmente gasta 2 centenas de bilhões de dólares (em PPC) e deseja agarrar o mundo em um futuro próximo…

Oráculo
Visitante
Oráculo

“Ivan BC
Nenhum chinês? Para quem atualmente gasta 2 centenas de bilhões de dólares (em PPC) e deseja agarrar o mundo em um futuro próximo…”

Pois é. Deixaram japoneses e chineses de fora.
Essas listas…

Bavaria Lion
Visitante

Le Merde. Precisaram colocar um motor de verdade para que pudesse ser utilizado em um exército. A época, Arábia Saudita e Emirados não compraram o Leo 2 justamente porque a Alemanha se nega a vender armas a quem não é alido na noticia. “Tropicalized Leclerc (Leclerc EAU): version of the United Arab Emirates; it is fitted with : EuroPowerPack with the 1,100 kW MT883 diesel engine built by the German company, MTU Friedrichshafen – the United Arab Emirates has interests in this company and preferred built by them. Externally mounted diesel auxiliary power unit with a tank infantry telephone fitted… Read more »

Fabiano martins
Visitante
Fabiano martins

T90 ,leopard 2 e merkava meus preferidos compraria qualquer um,tanque e para guerra nao para enfeite.

Hélio
Visitante
Hélio

O que eu mais gosto não está aí, que é o Type 10 japonês, principalmente por ter foco na MOBILIDADE, o que é mais importante no cenário atual, também acho que esse seria a melhor plataforma para um projeto nacional. O T90 também é legal.

Plinio Carvalho
Visitante
Plinio Carvalho

engraçado, o povo fala q não se pode fala q o armata é o melhor do mundo pq não foi testado em combat, pela logica dessas pessoas, não podemos falar q o f-22 é o melhor do mundo pq nunca entrou em uma batalha aerea com ninguem.

Agora, pra min os que eu mais gosto são, o T-90, Leopard 2 e o M1

Bosco
Visitante
Bosco

Carros de combate não podem ter canhões de calibre muito grande por conta de perderem a mobilidade. O ideal seria um belo de um canhão de 155 mm com 62 calibres. Não ia ter pra ninguém. Como isso é inviável o jeito foi desenvolverem munições cinéticas, que até certa distância tem maior poder de perfuração que as munições HEAT que dependem do diâmetro do canhão. Até uns 2 ou 3 quilômetros a munição “flecha” tem maior poder de perfuração que a munição HEAT de 120 ou 125 mm. Acima disso, apesar de geralmente mais precisa, a munição cinética começa a… Read more »

Oráculo
Visitante
Oráculo

O interessante é que, com exceção do Armata, Ariete e do K2, todos já foram testados em combate.
E nenhum fez feio, tanto que continuarão sendo operados pelos próximos anos.

Silva
Visitante
Silva

mf 17 de Fevereiro de 2018 at 23:20 De novo essa ladainha de que a nossa malha viária não aguenta um MBT muito pesado. Cara, tem caminhões e carretas bitrem e rodotrem que trefegam pelas estradas brasileiras com o dobro desse peso aí, com 80, 90, 100 toneladas fácil e olha que isso é muito mal fiscalizado pelos órgãos responsáveis como DER, PRF e pelas polícias rodoviárias estaduais. Caso contrário, a fiscalização do governo seria implacável, pois todos os dias veríamos notícias de afundamentos de pistas ou de viadutos e pontes interditados com a estrutura comprometida e com risco de… Read more »

Silva
Visitante
Silva

Silva 18 de Fevereiro de 2018 at 10:04

Bem que o FORTE poderia fazer uma matéria desmentindo essa inverdade para acabar de vez com esse mito.

Johan
Visitante
Johan

Com a possível compra de mais 1A5 por parte do nosso EB e a não possibilidade em um horizonte próximo de compra de um MBT moderno, caberia uma modernização dos 1A5 com blindagem reativa e/ou até mesmo um APS ou seria gastar “vela boa com defunto ruim”?

Robson
Visitante

Uma carreta transporta 100 toneladas distribuídas port 35, 40 metros… Um tanque concentra todo seu peso em 7, 8 metros…

Oráculo
Visitante
Oráculo

Uma coisa que me chamou a atenção sobre MBTs é que a tão comentada “resposta” que os países ocidentais iriam dar para o Armata russo, não vem se tornando “prioridade”.

Depois de muito barulho na mídia especializada, a única coisa concreta que vi até agora são as novas versões do Leopard(3) e do Abrahams(M1A2 SEP v4).

Foi falado em novas famílias de blindados, novo conceitos, etc.
Até agora nada.

Tem algo além disso ou ficou só por isso mesmo?

Marcos
Visitante
Marcos

O próximo carro de combate será controlado remotamente.
Poderá ir a qualquer lugar sem se preocupar com sua tripulação, além da redução de volume por conta da inexistência da tripulação.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

“Merkava com certeza é o melhor,”
Sei, não. Tremenda porrada eles tomaram do Hezbollah alguns anos atrás. Porrada tão feia que os israelenses bateram uma rápida retirada. Eu fico com o M-1.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Mas falando sério, é realmente incrível que em pleno 2017 o Brasil nem esperança de construir um MBT próprio tem. Lamentável.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

2018…hehe

Agnelo Moreira
Visitante
Agnelo Moreira

Silva, boa tarde O problema não são as principais estradas, são as diversas estradinhas por onde os carros devem passar. Se toda ponte de esteadas mão dupla q precise passar um CC tiver q ter um carro de Eng… vai ser cruel… Além disso, há o soloxcondicoes climáticas. Já vi pessoalmente um Cmt Esqd arriscar e deixar seus 13 M-60 atolados… já tentou desatolar um M-60? Imagine 13… ah… o solo não eatava encharcado. É bom lembrar, q uma coisa é uma carreta sobre rodas passando. Outra são, quase ao mesmo tempo, dezenas e dezenas de CC com suas esteiras… Read more »

Silva
Visitante
Silva

Caro Agnelo, Longe de mim, me achar doutor em em alguma coisa, mas pelo o que você está me dizendo, sendo racional e pela lógica, o Exército Brasileiro deveria então simplesmente abandonar o uso de veículos sobre esteiras, já que independentemente do peso ou tamanho, sempre haverá impactos, limitações ou empecilhos em sua operação, vide o M-60 que você deu o exemplo, cujo o mesmo, pesa algo em torno de 45 toneladas, se não me engano. Ou será que o problema é o fato do EB não ter o menor interesse ou simplesmente disposição em ter um MBT atual, capaz… Read more »

Everton Matheus
Visitante
Everton Matheus

Os nacionalistas ja tinham colocado o Osório no topo da lista kkkkkkk

Celso
Visitante
Celso

Nao sao somente nossas estradas e rodovias q em sua maioria sao pessimamente construidas a guisa da baita corrupcao que grassa no meio do Min dos transportes, a conservacao tbm eh pessima, piora a cada ano, os materias idem, etc… Mas cabe aqui um reparo, esses MBT do EB qdo transportados em carretas longas com 16 rodas ou mais, comprimento de ou mais 8 mts, nao produzem piores danos do que aqueles ja produzidos diariamente por outrens, nem mesmo em pontes e ou viadutos O EB sabe perfeitamente onde podem passar de norte a sul e de leste a oeste,… Read more »

Bruno wecelau
Visitante

Robson Uma carreta transporta 100 toneladas distribuídas port 35, 40 metros… Um tanque concentra todo seu peso em 7, 8 metros… Carretas de 30 e 40 MTS não podem transportar 80 ou 100 TN , mas as de 23 ou 25 metros sim… Minha cidade é uma das grandes produtoras de granitos do Brasil ,e aqui as bitrens sai da cidade com 80 a 120 TN ,vão para Cachoeiro de Itapemirim ,Feira de Santana ou Serra ,ambos no Es e BA , tem bloco G2 que as medidas são A:2,2 , C:3,5 ,L: 2,5 ,e eles chegam a pesar míseras… Read more »

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Oráculo 18 de Fevereiro de 2018 at 9:53
Se eu não me engano o Ariete foi ou está sendo usado no Afeganistão.

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

O Ariete não seria impossível ver por aqui devido a Iveco estar já aqui, mas como a KMW já tá fazendo seu serviço de pós venda…..
Não creio que seja impossível adicionar blindagem no Leo 1A5 , trocar o canhão pelo mesmo do Leo2A4(que procurando se acha falando sobre testes feitos com este canhão) e nosso trocar o motor por um mais potente pra empurrar a blindagem adicional sem perder mobilidade, mais a Torre Remax e temos um MBT pra mais uns 20 anos.

cipinha
Visitante
cipinha

Os mais cotados para o EB em um futuro distante, Ariete e Leopard ou algo baseado nele.

Elaine
Visitante
Elaine

O Leopard testado em combate e não fez feio? O Abrahams sim, foi testado em combate e fez bonito, mas o Leopard? A Síria manda lembranças.