Home Comércio Internacional China impõe tarifas sobre 128 produtos dos EUA

China impõe tarifas sobre 128 produtos dos EUA

2701
72

Entre os produtos que estão sendo sobretaxados estão carne suína e frutas

A China anunciou que vai impor novas tarifas sobre produtos como carne suína e frutas dos Estados Unidos, em retaliação à decisão do presidente americano, Donald Trump, de sobretaxar a importação de aço e alumínio – mercados em que o país asiático é um player dominante. O Ministério de Finanças da China disse que as novas tarifas entram em vigor nesta segunda-feira (2). O anúncio ocorre após semanas de ameaças chinesas, em meio à escalada das tensões comerciais entre EUA e China.

A Comissão de Tarifas Aduaneiras da China vai impor uma tarifa de importação de 25% sobre oito produtos, incluindo carne suína. Foi anunciada também uma tarifa de 15% sobre a importação de 120 commodities, incluindo frutas.

A China anunciou que vai impor novas tarifas sobre produtos como carne suína e frutas dos Estados Unidos, em retaliação à decisão do presidente americano, Donald Trump, de sobretaxar a importação de aço e alumínio – mercados em que o país asiático é um player dominante. O Ministério de Finanças da China disse que as novas tarifas entram em vigor nesta segunda-feira (2). O anúncio ocorre após semanas de ameaças chinesas, em meio à escalada das tensões comerciais entre EUA e China.

A Comissão de Tarifas Aduaneiras da China vai impor uma tarifa de importação de 25% sobre oito produtos, incluindo carne suína. Foi anunciada também uma tarifa de 15% sobre a importação de 120 commodities, incluindo frutas.

Produtores de carne suína dos EUA, em particular, devem ser bastante prejudicados pelas novas tarifas chinesas. Criadores de suínos e frigoríficos expandiram seus plantéis e construíram grandes unidades de processamento com a expectativa de exportações maiores. Em Eagle Grove, no Estado de Iowa, a Prestage Farms está construindo uma unidade para processar carne que teria como destino a China e outros países. Ron Prestage, presidente do negócio de família, teme que a planta possa ser vítima da disputa comercial com a China.

O lucro da chinesa WH, maior processadora mundial de carne suína, também deve ser afetado pelas tarifas. A WH comprou a norte-americana Smithfield em 2013, e uma das razões para a aquisição era tirar vantagem da diferença entre os preços de carne suína nos EUA e na China. A carne norte-americana costuma custar menos do que a chinesa por causa da escala e da eficiência da indústria dos EUA. Além disso, partes dos animais que os americanos não costumam consumir, como fígado e coração, por exemplo, podem ser vendidos na China por preços mais altos.

Richard Owen, vice-presidente da Associação de Comercialização de Frutas dos EUA, disse na semana passada que as tarifas também prejudicariam toda a cadeia de suprimentos da indústria de frutas do país. Os EUA exportam grandes quantias de cerejas, maçãs, uvas e cítricos para a China, bem como ameixas, peras e morangos.

FONTE: Estadão/Agências Internacionais

72
Deixe um comentário

avatar
30 Comment threads
42 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
36 Comment authors
Augusto LKarl BonfimCelsoJoão AugustoRenato B. Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Épsilon
Visitante
Épsilon

Cada país tem que defender a sua economia os EUA querem equilibrar a balança OK, China se viu prejudicada é decidiu retaliar OK, em guerras comerciais não tem lado certo ou errado.

Ozawa
Visitante
Ozawa

Sinceramente, diante dessa guerra tarifária só me ocorre a frase (ou frasa?) de uma ex-líder (ou exa-lídera) nacional:

“Não acho que quem ganhar ou quem perder, nem quem ganhar nem perder, vai ganhar ou perder. Vai todo mundo perder.”
(Dilma Rousseff)

Augusto
Visitante
Augusto

Épica!

tomcat3.7
Visitante
tomcat3.7

Histórica frase !!!

Mauro Cambuquira
Visitante

É bem por aí Ozawa!

João Augusto
Visitante
João Augusto

Se bobear o Brazil pega uma rebarba: com o aumento do preço do milho os criadores de porcos estavam na iminência do prejuízo. Talvez com um player a menos no mercado chinês isso possa inverter a situação.

Nonato
Visitante
Nonato

Trump está fazendo a coisa certa.
Deixaram o dragão se sentir muito à vontade.
Hora da águia bicar o dragão com força.

João
Visitante
João

Não é dragão, é a nuvem de gafanhotos.

Nonato
Visitante
Nonato

Muitas empresas americanas querendo ganhar dinheiro na China.
Todo produto chinês comprado no exterior financia a máquina de guerra chinesa.
Daqui a pouco chineses estarão desembarcando em Washington e dando ordens ao presidente americano.
Chega de hipocrisia.
Chega do politicamente correto.
Hora de agir…

XFF
Visitante
XFF

È a hora do governo brasileiro aproveitar essa guerra comercial entre China e os Estados Unidos para consolidar produtos do nosso país na China de forma dominante, mas o Temer é bunda mole…

Nonato
Visitante
Nonato

Não. Hora de comprar as frutas americanas.
E substituir o lugar da China na exportação de aço.
Vender nosso minério de ferro diretamente para as siderúrgicas americanas…
Trump quer fazer a coisa certa, mas com tanta perseguição interna pode acabar metendo os peiz pelas mão…
E fazer inimizade com aliados.
Tem que saber mexer bem as peças dos tabuleiros.
Eu taxaria apenas o aço chinês…

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Para fazer o aço é necessário “Coque”, que nada mais é que o carvão mineral, que praticamente não existe no Brasil.

O Brasil poderia colocar um doce na boca do Trump e aumentar as importações do carvão mineral americano e assim evitar um aumento da taxa da importação do aço brasileiro.

Lucas Senna
Visitante
Lucas Senna

O Trump já cancelou o aumento para os países “aliados”, o que incluiu o Brasil. Ao menos temporariamente.

Jr
Visitante
Jr

Não viaja cara, querer fazer politicagem com o bolso dos outros é fácil, prejuízo zero para você, o XFF tem razão, temos que saber aproveitar a briga dos dois gigantes, ganhar mercado em ambos, país sério faz isso, e não politicagem barata em cima disso. Temos que pesquisar quais são os produtos que temos que poderiam substituir o americano no mercado chinês e qual produto que temos que poderia substituir o chinês no mercado americano. A hora é de ser oportunista e aproveitar, não é toda hora que uma chance dessa aparece, no mais apesar do seu comentário delirante de… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

O problema é que o XFF quer apenas comércio com os chineses quando há excelentes oportunidades de negócios com os EUA por causa dessa guerra comercial.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Prezado XFF
Não pergunte o que o Temer pode fazer pelos nossos exportadores, mas o que os exportadores podem fazer por suas próprias empresas.
Claro que o Itamaraty pode dar uma ajudinha, mas cabe aos nossos empresários irem à luta e oferecerem nossos produtos, aqui no caso alumínio, aço, frutas e carne suína, entre outros produtos.
Abraço

Bezerra (FN)
Visitante
Bezerra (FN)

Exatamente João. E é mais barato importar carvão mineral e vender o aço beneficiado do que apenas vender o minério de ferro para que o aço seja feito em outro lugar e vendido para os EUA e a China. Como os EUA são grande exportador de Carvão Mineral. É a hora de compramos bastante carvão mineral e beneficiar o minério de ferro para vender o aço. Vender carne suína para os Chineses e etc. Tem que ganhar dinheiro em cima de ambos, sem dó e sem piedade. Consolidar produtos e produtores nacionais. Uma hora eles farão as pazes entre eles,… Read more »

Nonato
Visitante
Nonato

E os chineses ainda posam de bonzinhos… Que seguem as regras do comércio internacional…

Augusto L
Visitante
Augusto L

Akkkkkkkkkkkk, nunca seguiram, burlam todas e aí de quem for contra e agr ficam todos irritadinhos quando há o contra contra ataque. Pelo andar da carroagem, o governo dos EUA vai impor novas tarifas em resposta à resposta chinesa às primeiras tarifas norte americanas, ou seja, isso nunca vai para. Por isso eu até entendo o medo dos mercados mas o que não se pode deixar acontecer é deixar os chineses aproveitarem esse medo para burla mais as regras do mercado, no meu ver a estratégia do Trump é usar do medo dos empresários contra a China, ele (Trump) pensa… Read more »

Defensor da Liberdade
Visitante
Defensor da Liberdade

Esse Nonato deve ser daqueles que acreditam que o “Nióbio é nosso”, e eu que achava que 2018 teríamos uma virada liberal na economia, nas pelo visto teremos mais do mesmo a partir de 2019. Creio que essa guerra tarifária entre os dois países não tem nada de politicamente correto, mas sim “incorreto”, visto que agora os consumidores chineses e americanos irão pagar mais caro por produtos importados. Essa brincadeira não vai acabar bem.

Lucas Senna
Visitante
Lucas Senna

Do jeito que o Trump é, capaz de querer retaliar a retaliação, e daí já viu… Enquanto ele não criar um crash econômico ele não sossega. Com sorte a ala libertária dos republicanos consegue se juntar aos democratas e derrubam essas insanidades economicas.

tomcat3.7
Visitante
tomcat3.7

De quem é o Nióbio então ???
Só por curiosidade!!!

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

É do Itau!!!!(a maior parte está nas terras da família dona do itau)

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

pelo menos é oque alguns de meus professores (engenheiros falam)

Defensor da Liberdade
Visitante
Defensor da Liberdade

O nióbio é de quem pagar mais por ele. Esse negócio de governo controlando quem deve ou não extrair recurso x da natureza não dá certo. Resulta sempre em monopólio ou oligopólios.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Nióbio e grafeno é como Bolsonaro! Periga ele querer lastrear o real com ambos

Defensor da Liberdade
Visitante
Defensor da Liberdade

Se o Bolsonaro ganhar é capaz da gente comer nióbio e grafeno no lugar de feijão e arroz.

ODST
Visitante
ODST

E porque não se poderia lastrear o real com nióbio? O ouro é valioso no mundo, e todas as moedas possuem lastro nele, o nióbio existe em grandes quantidades em poucos países, então repito; porque não lastrear a moeda TAMBÉM com nióbio? A Rússia dentre outras coisas tem como lastro os diamantes, a Venezuela tem o petróleo e por aí vai. Qualquer coisa que seja valiosa pode servir como lastro. Atualmente o nióbio é um dos metais mais exportados pelo Brasil, é muito valioso para nós, e não temos uma politica com relação a ele, e assim como existem especialistas… Read more »

João Adaime
Visitante
João Adaime

Caro Defensor Assim como o tomcat3.7, também estou curioso. Este assunto do Nióbio é mais uma daquelas lendas da internet. Vi uma entrevista com um integrante de um órgão que lida com pesquisa mineral. Desculpe, mas não lembro nem o nome do caboclo e nem da sua instituição. Resumidamente, ele disse que somente nossas reservas de nióbio atendem a demanda mundial pelos próximos 400 anos. Logo, a abundância e a demanda baixa, deixam o preço achatado. Se o Brasil resolver elevar a cotação, os compradores partirão para outros metais que possuem as mesmas propriedades. Ele até citou um exemplo, se… Read more »

Defensor da Liberdade
Visitante
Defensor da Liberdade

Você apenas concordou comigo que o deve estabelecer preços é a lei da oferta e procura com base no mercado, e não na canetada do governo.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Perfeitamente

Angelo Chaves
Visitante
Angelo Chaves

O Brasil deve aproveitar para vender aço para os americanos e carne de porco para os chinas. Na crise uns choram outros vendem lenços. Verdadeira essa frase.

Jr
Visitante
Jr

Exatamente Agnelo, tem gente aqui nos comentários viajando legal na maionese, dizendo que temos que tomar lado de alguém nessa briga de titãs

Lucas Senna
Visitante
Lucas Senna

Parece que os Americanos ainda não aprenderam absolutamente nada com a tarifa Smoot–Hawley. E o imbecil do Trump vai conseguir repetir os erros tudo de novo… tem horas que a história parece fadada a se repetir.

Jefferson
Visitante
Jefferson

A China nessa história tende a perder, pois depende demais da exportação. Os chineses erraram, fizeram aquilo que Trump esperava, foram bem previsíveis. Produtos chineses tendem a ficar menos competitivos na economia mais consumista do mundo (USA), para ferrar a China só falta outros países agirem iguais. Já os EUA nem ganham e nem perdem…O presidente chinês prometeu a Trump reduzir o abismo na balança comercia dos países, chineses vendem demais para americanos, no entanto, compram pouco. Acho que o chinês não cumpriu. É salutar que a balança comercial dos países sejam equilibradas…isso vale para o Brasil também que vem… Read more »

Defensor da Liberdade
Visitante
Defensor da Liberdade

E desde quando protecionismo gera riqueza interna? Fosse assim o Bananil era para ter padrão de vida suíço ou alemão, taxa de importação aqui chega à 60% para alguns produtos. O que nós temos de produto nacional barato e de boa qualidade? VW Gol pelado, cheio de plásticos à 40 mil? GM Ônix zero estrelas no LatinNCAP, bateu morreu? Essa histeria com balança comercial é puro fetiche de estatista e do baronato industrial local, se desvalorização de balança fosse ruim, Nova Zelândia, Hong Kong, Singapura, Austrália seriam países muito pobres, pois muito mais importam do que exportam. É mais fácil… Read more »

_RR_
Visitante
_RR_

Defensor, Depende de quem faz o protecionismo… Se um o pratica e o outro não, o que não pratica sai prejudicado. Simples assim… A única forma lógica de resolver a questão, seria a derrubada gradual das barreiras, tanto de um lado quanto do outro. Mas aí entramos no problema da qualificação de mão de obra e capacidade de produção. Num mundo sem barreiras, aqueles que são capazes de produzir em massa, mais barato e com qualidade é que vencerão… Temos condições disso? O país evoluiu a ponto de produzir dessa forma…? Se sim, muito bem. Se não, nossas empresas e… Read more »

Jefferson
Visitante
Jefferson

Defensor da Liberdade 2 de Abril de 2018 at 9:46 Vamos responder a sua indagação: 1 – Primeiramente os EUA não são um país protecionista, muito menos Trump! Aumentar taxa de importação, aumentar alguns impostos, intervir em alguns setores etc…não configura “”protecionismo””. Protecionismo é um conjunto de políticas públicas de GRANDE escala que tem como fim voltar o mercado para a economia interna, de forma ampla, não setorial. Se o trump é protecionista por elevar importação apenas DA CHINA, então a Dilma Rousseff é LIBERAL por reduzir alguns impostos de alguns produtos?? O Lula é liberal por tirar o IPI… Read more »

alex nascimento ricardo
Visitante
alex nascimento ricardo

Trump não é besta. Ele sabe certinho como o mecanismo econômico funciona e como tirar proveito disso. Aos poucos ele vai endireitar as coisas, enquanto isso as más línguas continuarão a lhe chamar de louco, burro e por ai vai.

Dan01
Visitante
Dan01

Jogando com a economia pra ganhar na geopolitica, se dara certo ainda nao se sabe. O que sabemos e que quem ta de fora dessa briga vai poder ganhar um bom dinheiro vendendo pros dois lados.

Bruno w
Visitante

Se os produtos americanos não podem concorrer em termos de preço na China devido as tarifas ,com certeza de outros paises vão ganhar este mercado…Esta guerra sera pior para americanos do que para Chineses , este últimos podem comprar de outros fornecedores ,mas os primeiros tem que disputar novos mercados… Trump taxou o Aço/Alumínio de vários países ,depois voltou atrás , liberou o canadense, mexicano ,Inglês ,UE etc … O plano era taxar estes dois produtos para a indústria americana se reerguer de novo , moral da história a indústria siderúrgica americana vai continuar a tendo dificuldades para competir com… Read more »

Jefferson
Visitante
Jefferson

Óbvio que não…Trump não fez isso para reeguer a indústria, isso não faz o menor sentido. Eu sei que ele disse isso abertamente, porém esse não foi o seu alvo. O alvo é fazer os chineses comprarem dos EUA, os chineses comprando mais dos EUA as empresas americanas continuam ganhando dinheiro, porém, agora as exportações aumentaram, gerando receita e empregos. Percebe como ele está certo? O EUA comprar 3 vezes mais da China…é uma relação no mínimo estranha. Outra coisa, nenhum país tem tanto consumo quanto os EUA, consumo e indústria estão intimamente ligados. Não se encontra um EUA em… Read more »

Defensor da Liberdade
Visitante
Defensor da Liberdade

Às vezes eu acho que a Hillary deveria ter ganhado, pelo menos o congresso iria barrar as ações socialistas delas, melhor do que esse bobalhão do Trump, que está cortando impostos à torto e a direito, sem reduzir 1 mísero dólar de gastos do governo, uma hora essa bolha vai explodir. É o que acontece quando se quer jogar para a platéia. Igualmente fez aquela outra farsa neocon do Reagan.

_RR_
Visitante
_RR_

Ele quer cortar gastos… Mas será que vão deixar…?

Maslow
Visitante
Maslow

Deu para mim, vou dormir…
GloboNews na veia…

João Bosco
Visitante
João Bosco

Está na hora do Brasil tirar proveito dessa situação, estabelecendo um tratado comercial interessante para ambos : EUA e Brasil. O mesmo com a China.

Jr
Visitante
Jr

Os produtores de porcos lá em Santa Catarina agradecem

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Sem dúvida!

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Bom para os EUA, agora podem taxar os produtos xing ling a vontade.

Bruno w
Visitante

Trump acabou de convidar Putin para fazer uma visita aos EUA…
Muito enigmático este convite, pode significar uma centenas de suposições… Semana passada vi um figurão da politica Chinesa que visitava Moscou ,e segundo ele, naquela visita tinha sido assinado alguns acordos estratégicos ,inclusive na esfera militar…outro dia vi outro político Chinês dizer que a amizade entre Rússia X China “era inabalável como uma montanha” …
Se os americanos quiserem parar a China ,acho que devem fazer as pazes com os Russos..

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Só que os russos, que não são bobos,sabem que os chineses não são nada confiáveis. A antiga URSS ajudou a China recém convertida ao comunismo se estrutura e quando os chineses se sentiram confiantes o suficiente simplesmente desafiaram os soviéticos em 1962.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Nossa tarifa sob produtos importados chega a 60%, tem mais de uma década que o Brasil declarou guerra comercial ao mundo.

Bezerra (FN)
Visitante
Bezerra (FN)

Sem contar que não tenho noticias de muitas outras nações que taxam seus consumidores em suas importações somando o valor do frete e de outros impostos nacionais em cascata. Assim, na ponta do lápis, a taxação pode ultrapassar dramaticamente os 110%, por conta deste efeito cascata na tributação de produtos importados.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Bem lembrado amigo!

Jefferson
Visitante
Jefferson

Defensor da Liberdade 2 de Abril de 2018 at 9:59 Amigo, seu comentário não faz o menor sentido. Você acha que tem crianças gerindo os EUA e que nós aqui no Brasil com Lula, Dilma e Temer sabemos o que é certo? O mundo com o Trump vai acabar dizia a Globo (essa e todos os jornais super inteligentes que elegeram o congresso nacional com Dilma e Temer), 1 ano depois: Desemprego é o menor registrado. Bolsa de Valores bate recorde. Aqueles que atacavam Trump hoje elogiam suas políticas econômicas (especialmente empresários que financiavam Hillary). Redução de impostos, redução de… Read more »

Bruno w
Visitante

Alguns dados : Divida pública EUA: 03/18. > 21 trilhões , em 07/17 era de 19,23 trilhões ..No ano passado americanos gastaram 6% do orçamento para paga juros da dívida.. Divida publica China: 07/17 > 1,498 trilhões… Desemprego dos EUA realmente caíram de 4,8% em 01/17 ,para 4,1% em 02/18.. Suas exportações também caíram 1,3% de dezembro passado para janeiro , seu déficit aumentou 8,1% de 797,8 bi para 862,7 bi.. 8,5% das exportações americanas são para a China 130 bi , enquanto importa 505 bi da mesma ,seus três maiores parceiros comerciais são Canada ,México ,China… De 2016 para… Read more »

Jefferson
Visitante
Jefferson

Bruno w 2 de Abril de 2018 at 18:16 Amigo, você mora no Brasil, nós sempre fomos bombardeados por causa de dívida pública, a princípio na há nada de errado com dívida pública, errado é ter taxa selic elevado ou juros elevados. Se o juros de umpaís é baixo, faça dívida e alavanque os negócios! “”””Divida pública EUA: 03/18. > 21 trilhões , em 07/17 era de 19,23 trilhões ..No ano passado americanos gastaram 6% do orçamento para paga juros da dívida.. Divida publica China: 07/17 > 1,498 trilhões…””” Não há nada de errado com a dívida dos EUA, a… Read more »

Dan01
Visitante
Dan01

off

Operação do exército colombiano mata um dos líderes do ELN na fronteira com a Venezuela
https://g1.globo.com/mundo/noticia/operacao-do-exercito-colombiano-mata-um-dos-lideres-do-eln-na-fronteira-com-a-venezuela.ghtml

Carlos
Visitante
Carlos

Isso é troco de pinga; vamos ter lágrimas e ranger de dentes se a China sancionar a Boeing.

Carlos
Visitante
Carlos

retaliar, sancionar.

Bruno wecelau
Visitante

Jefferson 2 de Abril de 2018 at 19:25 Cara não sei se VC manja de economia ,e muito menos aonde VC busca seus dados .. Mas ,VC dizer que dívida publica não quer dizer nada …ai fica complicado, divida publica afasta investidores estrangeiros , compromete o orçamento etc … Só no ano fiscal de 2018 os americanos terão que pagar U$ 310 bi da divida publica 7,4% , é o quarto maior item do orçamento.. A China detém 5,8% desta divida ,China e Japão são os maiores credores dos americanos externamente.. O juros da divida americana ficaram a media de… Read more »

Jefferson
Visitante
Jefferson

Sou formado em Administração, mas gosto muito de economia. A quantidade de bobagem econômica que falam por aí é algo sem tamanho. ……………….. “””O juros da divida americana ficaram a media de 2,7% em 2017 , ficarão 2,6% em 2018 e 3,10% em 2019….””” O custo médio da dívida americana corresponde a 0,75% do total dos 19 trilhões de dólares. Agora eu te faço a pergunta, se eu te emprestar 1 bilhão de reais por 0,75% ao ano você aceitaria? Eu não pensaria 2 vezes. Nós brasileiros temos uma visão muito ruim de dívida pública, pois passamos momentos ruins nos… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Oi Jefferson! Outro fator interessante é que enquanto a dívida pública norte-americana tem se mantido estável nos últimos 4 anos no mesmo período a dívida pública chinesa cresceu 25%.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Perfeito! Como ja venho dizendo, tudo é limiar de produção. Paises desenvolvidos precisam de progresso tecnologico e educação, subs o que importa é o investimento. Os EUA crescem a praticamente a mesma taxa desde o inicio do Sec. 20, quando se tornaram uma economia desenvolvida, isso prova que o mesmo não tem dificuldade de expandir seu limiar.

Celso
Visitante
Celso

Bruno, e ai ….vao pegar o YUAN e comprar o que e de quem com essa moeda ???? ficarao a merce dos Chinas. De certa forma, isso seria a mesma coisa que depender dos USA e o dollar… Se ficar o bicho come, se correr o bicho pega, rsrsrsrsrr…menos, menos,……

sub-urbano
Visitante
sub-urbano

“ela lançou seu primeiro contrato de compra de petróleo em Yuan ,foi negociado U$ 2,9 bi ,em um único dia ,só que na moeda local , no futuro próximo a China planeja comprar todo seu petróleo em Yuan , ela é o maior importador do produto mais de U$123 bi ,no ano passado , se ela migrar todas suas compras de petróleo para Yuan , significa que vai sobrar 123bi de dólares no mercado , o dólar vai perder valor” – Cantei essa pedra aqui no Forte a algum tempo. O Yuan tende a se valorizar, é inevitável. Para a… Read more »

Jefferson
Visitante
Jefferson

Meu comentário acima trata um pouco disso…

R_cordeiro
Visitante
R_cordeiro

O mercado sempre encontra o ponto de equilíbrio. Se sobram proteína suína lá nos EUA, com preço mais barato que os chineses levando-se em conta que nesta guerra podem baratear ainda mais: Oceania, alguns lugares da Asia e Europa podem ser beneficiados. Brasil pode ser beneficiado com um player como a China precisando da proteína, além de a América do Sul ser grande produtora de frutas. A reviravolta dos mercados geram mais oportunidades que o contrário, basta estarmos preparados.

Bruno wecelau
Visitante

Melhor colocar aqui o link que esplanada sobre a dívida publica americana , ai todos pode lerem …
https://www.thebalance.com/interest-on-the-national-debt-4119024

Bruno wecelau
Visitante

Explana*

Renato B.
Visitante
Renato B.

Bruno, pelo que entendi desse artigo que você colocou, o item “Causes”, os últimos governos americanos propositalmente aumentaram o débito para aquecer a economia. O que é exatamente o contrário do que as políticas de austeridade defendem, não?

Karl Bonfim
Visitante
Karl Bonfim

Essa é uma briga de cachorro grande, daqui a pouco eles se acalmam e se acertam, depois de pesarem os pros e os contras desse lati e não morde (não muito forte). As duas economias estão irremediavelmente interligadas, é só os malefícios dessa insensatez começar a pipocar em forma de prejuizo em ambos os lados que eles para num instante…