Home Exército Brasileiro EUA vão doar mais equipamentos ao Exército Brasileiro

EUA vão doar mais equipamentos ao Exército Brasileiro

32568
192
M198 de 155 mm
M198 de 155 mm

O Jane’s noticiou que os Estados Unidos deverão doar 120 obuseiros rebocados M198 155 mm, 200 veículos blindados de comando M577A2 e seis veículos blindados de recuperação M88A1 (ARV) para o Exército Brasileiro como excesso de artigos de defesa (EDA – Excess Defense Articles).

Se a transferência for aprovada, as cartas de oferta e aceitação serão assinadas com os Estados Unidos através da Comissão do Exército Brasileiro em Washington, DC.

O Brasil só será obrigado a pagar pelo custo de embarque e manuseio dos itens, que serão fornecidos pelos excedentes dos EUA em estoque.

O Brasil solicitou os M198s, M577A2s e M88A1s em outubro de 2016, junho de 2017 e julho de 2017, respectivamente, segundo o Jane’s.

M577A2
M577A2
Um M88A1 içando um M109
Um M88A1 içando um M109
Subscribe
Notify of
guest
192 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rui chapéu
Rui chapéu
2 anos atrás

Alguém sabe quais são os modelos que substituíram esses no US army?

Antônio Carlos Allocer
Antônio Carlos Allocer
Reply to  Rui chapéu
2 anos atrás

Estão sendo substituídos pelos M777 Howitzer

Bosco
Bosco
Reply to  Antônio Carlos Allocer
2 anos atrás

Antônio,
Salvo engano “já foram”. Tanto o USA quanto o USMC já adquiriram todos os M777 que queriam e já aposentaram seus M-198.

Antônio Carlos Allocer
Antônio Carlos Allocer
Reply to  Bosco
2 anos atrás

Bosco,
Isso mesmo, “Já foram”.

Ricardo da Silva
Ricardo da Silva
Reply to  Antônio Carlos Allocer
2 anos atrás

Viramos sucateiros!
Mas se é foi dos USA tudo bem, dirão alguns.

Fernando_SP
Fernando_SP
Reply to  Rui chapéu
2 anos atrás

Não iam vir uns M119 também?

Rafael Damasceno
Rafael Damasceno
2 anos atrás

👏👏👏👏 rapaz qual será o interesse dos EUA nessa doação? Um eventual apoio a uma intervenção na Venezuela??? Mas de qualquer forma thanks USA , podia ver também uns hummvee nesse ” bazar de caridade ” do Trump.

Antonio
Antonio
Reply to  Rafael Damasceno
2 anos atrás

Acho que o maior interesse é em relação a contratos de modernização e manutenção.
Apesar do Brasil já ter m113, com certeza grande parte das manutenções e peças devem vir dos EUA.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Antonio
2 anos atrás

As peças vêm dos EUA, inclusive via FMS, mas a manutenção é toda feita aqui.

Ricardo da Silva
Ricardo da Silva
Reply to  HMS TIRELESS
2 anos atrás

Mesmo que as peças sejam fornecidas pelo FMS,e a manutenção seja feita por aqui, “alguém” vai ganhar uma grana a necessária modernização desses equipamentos. Essa é uma estratégia eficiente para manutenção de “reservas de mercado” além de manter um “teto tecnológico”, garantindo que o país esteja sempre atrás.

Thom
Thom
Reply to  Rafael Damasceno
2 anos atrás

Brasil não vai se envolver em intervenção nenhuma, muito menos os americanos.
Será por meio de sanções mesmo.

Erik Pola
Erik Pola
Reply to  Rafael Damasceno
2 anos atrás

A Venezuela hoje é uma fonte de estorvo político para USA/Trump, mas os problemas da Venezuela afetam muito mais os venezuelanos que as relações com os USA e demais países democráticos. O Brasil não fará nada mais que soltar notas de lamento pela degradação da sociedade venezuelana.

Delfim
Delfim
Reply to  Rafael Damasceno
2 anos atrás

Equipamento parado também custa. Doar sai mais barato.

jodreski
jodreski
Reply to  Delfim
2 anos atrás

Delfim acertou na mosca! Aliás doar faz bem, fica bem na foto né? A MB precisa doar o A-12 urgentemente! Podia ser ao hermanos né? hehehehe

Mauricio R.
Reply to  Rafael Damasceno
2 anos atrás

AN/TWQ-1

The Leviatan
The Leviatan
Reply to  Rafael Damasceno
2 anos atrás

Humvees são uma porcaria. Já foram descomissionados em muitas unidades da Força nos EUA pelos altos custos e complexidade na manutenção e operacionalmente pela falta de seteiras adequadas para o emprego destes veiculos.

wwolf22
wwolf22
2 anos atrás

os M198 nao sofrerão nenhum upgrade??

Luiz
Luiz
2 anos atrás

Considerando-se a situação do Brasil neste momento, melhor do que isso só dois disso.

Daglian
Daglian
2 anos atrás

Está aí o grande satã do norte doando obuseiros para a melhor artilharia da América Latina. Apesar disso, os M198 irão cobrir certa deficiência de equipamentos do tipo no Exército Brasileiro, e são extremamente bem vindos, até pelo maravilhoso número de 120 unidades, isso sem contar os outros veículos que também serão doados.

E vejam: é uma DOAÇÃO. Que outro país fez algo semelhante pelo EB ou pelas forças armadas brasileiras?

Ozzy
Ozzy
Reply to  Daglian
2 anos atrás

É obviamente uma relação ganha-ganha. Os EUA ganham um cliente para a industria deles de peças de reposição e modernização. E o Brasil ganha um equipamento em bom estado.
Nesse ramo ninguem dá nada de graça, sempre tem algum interesse comercial ou diplomatico por trás. Mas como disse, é uma relação boa para as duas partes.

Daglian
Daglian
Reply to  Ozzy
2 anos atrás

É verdade Ozzy, porém acho que algum eventual ganho diplomático advindo desta doação será tão pequeno e restrito (o que o Brasil pode oferecer em troca?) que, para mim, na prática os EUA não ganharão nada em troca. É algo tão positivo para o EB que, se em vez de uma doação, fosse cobrado um valor simbólico, continuaria sendo ótimo para nós. No mais (comentário geral): não se olha os dentes de cavalos dados. Em outras palavras, espero que não se critique essa doação de forma similar às críticas anteriores, como de veículos remuniciadores ou de obuseiros M109 fornecidos pelo… Read more »

Ridge
Ridge
Reply to  Daglian
2 anos atrás

Não virão de graça, pagaremos pouco mais de U$$ 100.000 por unidade.

Victor
Victor
Reply to  Ridge
2 anos atrás

Esse é o custo do transporte e não custo de aquisição. eles serão doados, mas o transporte será pago por nós.

Ridge
Ridge
Reply to  Ridge
2 anos atrás

Obrigado Victor, não tinha me atentado a isso.
Fui na página do Excess Defense Articles (EDA) e vi que os valores representam por quanto o equipamento seria vendido através do FMS, caso este não estivesse sendo concedido.

http://www.dsca.mil/programs/excess-defense-articles-eda

Thom
Thom
Reply to  Ozzy
2 anos atrás

Ozzy, o Brasil já é capaz de produzir a munição utilizado por esses equipamentos e fazer manutenção no veiculo. Tanto que o Brasil está modernizando seus M-113.

O custo de deixar esses equipamentos armazenados é alto. Então porque não firmar mais relação com a maior potência da América Latina.

sub-urbano
sub-urbano
Reply to  Daglian
2 anos atrás

Seu comentario significa o mesmo que o abanar do rabinho de um cachorro após receber um daqueles biscoitos coloridos de 1 real que ficam em potes encima do balcão do pet shop.

ODST
ODST
Reply to  sub-urbano
2 anos atrás

sub-urbano

Até porque, manter esses itens parados custa dinheiro. Eles fazem relatórios sobre as possibilidades de vendas desses equipamentos em estoque, e quando percebem que possuem mais do que podem vender (a curto e médio prazo), acabam doando para nações amigas. Além disso, tem a Venezuela e a influência/interesse dos chineses e dos russos naquele país, que coloca as anteninhas do EUA em modo de alerta. Se houver alguma ação sul-americana contra a Venezuela, e a China e a Rússia colocarem as asinhas de fora, podemos esperar uma doação dessas por dia!

Mk48
Mk48
Reply to  sub-urbano
2 anos atrás

Doa quem pode, recebe quem precisa e não pode comprar.

Simples assim.

Muito bem vinda a doação e tomara que não tarde a virem outras.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
Reply to  sub-urbano
2 anos atrás

Muita gente quer poucos conseguem, e se tiver de ser usado em algum conflito realmente funciona como elemento dissuasivo.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  sub-urbano
2 anos atrás

O que o Putin e os teus amigos comunistas doaram para cá ?

Alfredo C. S.
Alfredo C. S.
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
2 anos atrás

Putin e seus amigos doaram o “paraiso na terra”… pelo menos para as familias castro e maduro….

GEN Escobar
GEN Escobar
Reply to  sub-urbano
2 anos atrás

Tem cachorro que comer biscoito de R$ 1,00 como disse….e outros que morrem de fome.

Ozzy
Ozzy
2 anos atrás

Esses M198 são urgentes. A nossa artilharia de tubo está de certa forma ainda na 2ª guerra mundial.
Mas espero que os M101 e M114 retirados não virem sucatas. O EB poderia criar um batalhão para dar manutenção neles e mante-los em estado operacional, pois em epoca de guerra ainda seriam de grande valia para reforçar posições defensivas.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Ozzy
2 anos atrás

Claro ! Até pq… de ano em ano estamos em guerra com alguém !

Diego
Diego
Reply to  Alfredo Araujo
2 anos atrás

Mas quando estivermos, não teremos como comprar ou produzir equipamentos modernos de uma hora para outra, então, se não estivermos preparados, Adeus querido…

wwolf22
wwolf22
2 anos atrás

Produzimos munição 155mm??

Marcos Aryeh
Marcos Aryeh
Reply to  wwolf22
2 anos atrás

A IMBEL produz munição 155 mm

http://www.imbel.gov.br/index.php/municoes#tab-8

wwolf22
wwolf22
Reply to  Marcos Aryeh
2 anos atrás

mas sera que da pra confiar numa munição fabricada pela Imbel??

willhorv
willhorv
Reply to  wwolf22
2 anos atrás

Sim…não tem segredo.
São boas!
A final, recebem auditoria do próprio exército e são utilizadas em treinamentos.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
2 anos atrás

Bem que poderiam doar uns 300 tanques pesados e uns 20 helicópteros de ataque! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Mk48
Mk48
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 anos atrás

Douglas,

Você tem idéia do custo de manutenção de um tanque Abrams ????!!!

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Mk48
2 anos atrás

Você tem ideia de quando a pessoa está sendo hilário?

Mk48
Mk48
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 anos atrás

HAHAHAHHAHHA

willhorv
willhorv
2 anos atrás

Que venham mais….sejam bem vindos, tenham ótima adaptação e sejam bem empregados.
Para os críticos, assim como sou em dados momentos, temos que combinar, a ajuda vem!
Em que outra situação poderíamos adquirir por exemplo o HMS Ocean, que pese por um preço vantajoso, tal meio se não fossemos vistos como pêndulo amigo na América do sul.
No fim, a crise da irmã Venezuela está nos beneficiando…pena que o povo de lá está pagando o pato de mais um desgoverno de esquerda!

Alex Melo
Alex Melo
2 anos atrás

Nem dá para questionar o avanço que teremos com o M-198, alguém sabe dizer se 120 peças é suficiente para dotar todos os GAC?

Eduardo von Tongel
Eduardo von Tongel
Reply to  Alex Melo
2 anos atrás

Com uma a duas peça por GAC deve dar. É para treinamento mesmo.

Angelo Chaves
Angelo Chaves
Reply to  Eduardo von Tongel
2 anos atrás

Peça, mas não era obuseiro?

Talisson Goet
Talisson Goet
Reply to  Alex Melo
2 anos atrás

8 GACs à 12 peças mais EsSA e AMAN. Dá e sobra.

José Carlos David
José Carlos David
2 anos atrás

O grande doador do norte doando para o grande mendigo do sul!

Marcos
Marcos
Reply to  José Carlos David
2 anos atrás

Engraçado,

Quando o Chile recebeu 24 M109A5 dos Estados Unidos e todos os seus C-130 atualmente ativos (menos de 7) pelo mesmo programa (EDA) ninguém chamou o chile de mendigo, chamou de potência regional, pés no chão, exemplo a ser seguido.

Vai catar coquinho fera, vai!

GEN Escobar
GEN Escobar
Reply to  José Carlos David
2 anos atrás

Mendigo…talvez porque nos ultimos 16 anos não foram muito bons, não é mesmo? Cai na real meu amigo! Espero que esteja escrevendo de algum PC, notebook ou celular fabricado na Russia!

Pablo
Pablo
Reply to  GEN Escobar
2 anos atrás

Tem aquela velha frase que diz: você calado é um poeta.
Cabe perfeitamente a essa postagem.
O Brasil também já fez doações de equipamentos militares a países vizinhos, então acho que não somos tão mendigos assim.

Luiz Campos
Luiz Campos
2 anos atrás

Acho uma boa prática nos equipar com material de “segunda” mão. O custo é menor e nos matem mais ou menos atualizados. E para a eventualidade de uma guerra com algum vizinho não estaremos tão atrasados. Isso dá e sobra para o nosso gasto no momento.

Luiz Campos
Luiz Campos
Reply to  Luiz Campos
2 anos atrás

mantem

Eric
Eric
2 anos atrás

Cara, se os EUA doassem os Super Cobra, eu não ficaria surpreso.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

Eu preferiria que estivéssemos comprando o M-777 mas para quem está ainda usando os vetustos M-114 os M-198 estão de ótimo tamanho

JM
JM
2 anos atrás

Essas doações estão chegando na hora certa, especialmente na artilharia.

Leandro Assis
Leandro Assis
2 anos atrás

O fato é que depois de depor Dilma, prender Lula e operação lava jato, as relações com os EUA estão muito mais favoráveis a medida q se afasta mais ainda do bolivarianismo. São grandes oportunidades pra ambos aproveitarem, EUA querem o Brasil do seu lado, ainda mais cm a crise venezuelana, e para o Brasil, é muito mais vantajoso, a matéria é prova disso.

Wilson França
Wilson França
Reply to  Leandro Assis
2 anos atrás

Que viagem doida, hein, cidadão? Há pouquíssimo tempo os EUA meteram taxação no aço brasileiro, algo que vai dar muito mais prejuízo do que a vantagem dessas doações. Os interesses deles estão em primeiro lugar. Dilma ou o vampirão na presidência não mudam isso.

Marcos
Marcos
Reply to  Wilson França
2 anos atrás

A taxação sumiu no dia seguinte, aliás, a guerra econômica era contra a China e não contra o Brasil. Aliás, novamente, já terminou a guerrinha do Trump

João Adaime
João Adaime
Reply to  Wilson França
2 anos atrás

Caro Wilson
O problema do aço é uma política de governo. Do governo atual.
Estas doações são um política de estado. Isso é coisa de quase um século.
Abraço

Victor
Victor
Reply to  João Adaime
2 anos atrás

Muito boa observação!

Elton
Elton
2 anos atrás

Seria legal se eles doacem algumas dezenas de milhares de M-16A4 que estão saindo de serviço do us army porque os nossos FAL tão no osso do osso e se esperamos os IA2 da imbel nossos soldados vão ter que atirar de estilingue

Vader
2 anos atrás

Maldituzamericanu malvadiu, bobu, feiu, chatu i cumedô di beicum, qui qué vendê peça pra zenti i fica duandu essas velharia di grátis pra zenti, bastardus, a luta continua cumpanherus!

Baschera
Baschera
Reply to  Vader
2 anos atrás

Hehehehe….malditus Trumpis….

Sds

Rodrigo Silveira
Rodrigo Silveira
Reply to  Vader
2 anos atrás

Muda o disco…

Leandro
Leandro
Reply to  Rodrigo Silveira
2 anos atrás

O de sempre. Tiete sendo tiete.

Vader
2 anos atrás

Abaichu u Impériu! Ianquis go rômi!

GengisDu39
GengisDu39
Reply to  Vader
2 anos atrás

KKKKK, boa Lord Vader !!!

Wilson França
Wilson França
Reply to  GengisDu39
2 anos atrás

Agora vai aparecer alguém para defender a Rússia e mais a vez entraremos no improdutivo ciclo de discussões ideológicas descontextualizadas…

Paulo B
Paulo B
2 anos atrás

Muito bom!
Se vierem mais uma centena de 198, seria maravilhoso.
Atualizaria quase tudo, ainda teríamos reserva.
Já que é para sonhar, mande os cobras no pacote.

Thom
Thom
2 anos atrás

Que eu saiba o Brasil já é capaz de produzir a munição utilizado por esses equipamentos e fazer manutenção no veiculo. Tanto que o Brasil está modernizando seus M-113.
Deveriam saber que o custo de deixar esses equipamentos armazenados é alto. Então porque não firmar mais relação com a maior potência da América Latina.

As pessoas tentam qualquer motivo para odiar os americanos, mesmo eles doando equipamentos para o Brasil.

Walfrido Strobel
Reply to  Thom
2 anos atrás

O Brasil moderniza os M113 com apoio da BAe, mas o serviço é feito aqui.

Jorge Tadeu
Jorge Tadeu
2 anos atrás

Otima notícia. Que venham outras doações dessas para o EB e demais organizações militares!

GengisDu39
GengisDu39
2 anos atrás

No aguardo de novas notícias sobre os AH-1 W , no andar da carruagem acredito que o negócio sairá assim como o foi o dos Sherpa.
Vamo que vamo EB!!!

Baschera
Baschera
2 anos atrás

Só eu e o Humberto que achamos exagerada esta quantidade de M577 (200 und.) ??
Acredito que grande parte será usada para spare.

Sds.

Ivan
Ivan
Reply to  Baschera
2 anos atrás

Quem é Humberto?

Baschera
Baschera
Reply to  Ivan
2 anos atrás

Ivan,
Um amigo e comentarisa antigo.
Embora só agora vi que também o Colombelli questionou o mesmo.
Sds.

Flávio Cardia
Flávio Cardia
Reply to  Baschera
2 anos atrás

pensei exatamente a mesma coisa…. temos ums 500 M113 para 200 carros de comando??? não faz sentido.

mf
mf
Reply to  Flávio Cardia
2 anos atrás

Estes blindados de comando não são apenas para unidade com o M-113, servem como mobilidade e proteção para o comando de qualquer tipo de unidade, por isso a quantidade.

Alexandre Fontoura
Alexandre Fontoura
Reply to  Flávio Cardia
1 ano atrás

Alguns devem ser convertidos para outras funções, como oficina, comunicações e ambulância. Só uma parte será, obviamente, usada como Posto de Comando.

Alex
Alex
2 anos atrás

Salto de qualidade enorme aqui na América do Sul. O exército só tem a ganhar com esse material vai ampliar o modo atuação de projeção no terreno. E ainda uma arma testada e aprovar em guerras reais. KC 390 seria capaz de lançar quantas unidade em cada voo.

Ivan
Ivan
2 anos atrás

“O Jane’s noticiou que os Estados Unidos deverão doar”… . …“120 obuseiros rebocados M198 155 mm,” (…) Pesadão, mas confiável. O maior problema do M-198 era o seu peso, que exigia helicóptero pesado como o CH-53E Super Stallion (US Marines) ou CH-47 Chinook (US Army). – Peso total – 7.154 kg (15,772 libras); – Comprimento – em combate 11,0 metros e para transporte 12,3 metros; – Comprimento do cano – 6,09 metros (19,98 pés); – Largura – para transporte 2,8 metros; – Altura – para transporte 2,9 metros; – Equipe da peça – 9 militares. Importante observar que o Exército… Read more »

Agnelo Moreira
Agnelo Moreira
Reply to  Ivan
2 anos atrás

Calculo 2 a 4 por OM. Cada Bda Bld tem 10 OM. Mais as AD e Btl Eng cmb Bld.
Mais os q podem vir a ser amb.

qboavida
Reply to  Ivan
2 anos atrás

Nesse contexto, não podemos esquecer do projeto de mecanização da infantaria motorizada.

Bardini
Bardini
2 anos atrás

Off… Mas nem tanto off assim…
Acho que isso explica o que é um M109A5 + BR
comment image

Ozzy
Ozzy
2 anos atrás

Falando em FMS, os americanos possuem atualmente MBTs Abrams em estoque?
O ideal para nós seria comprar Leopards 2 usados, mas com a ameça Putin na Europa, quem vendeu vendeu, quem não vendeu não vende mais (talvez só a Espanha).

Agnelo Moreira
Agnelo Moreira
Reply to  Ozzy
2 anos atrás

Possuem. Construíram mais de 7.000. E tem cerca de 4.000. Devem ter em estoque.
Não sei se produziram mais q isso.
Sds

Adriano Luchiari
Adriano Luchiari
2 anos atrás

A Artilharia de Campanha vai melhorar muito, mas a minha grande preocupação é a Antiaérea, não podemos depender só da FAB, ainda mais se ficarmos só nos 36 Gripen…

FighterBR
FighterBR
Reply to  Adriano Luchiari
2 anos atrás

O Brasil está desenvolvendo um sistema antiaéreo. Com o radar SABER M-200 e provavelmente mísseis europeus.

Jorge Tadeu Gomes Jardim
Jorge Tadeu Gomes Jardim
2 anos atrás

Equipamentos muito mais modernos do que o exército dispõe hoje. Sem custo de compra, só despesas de transporte e manutenção… Ótima notícia!!!

Juarez
Juarez
2 anos atrás

Ozzy 22 de Maio de 2018 at 18:42 Falando em FMS, os americanos possuem atualmente MBTs Abrams em estoque? Sim ,recentemente os Gregos pegaram uns 400, se não estou enganado. Para nós??? Calma, tudo tem o seu tempo, e ele é senhor de todas verdades. O ideal para nós seria comprar Leopards 2 usados, mas com a ameça Putin na Europa, quem vendeu vendeu, quem não vendeu não vende mais (talvez só a Espanha). Exatamente, mas o que você prefere: Um Leo2A4 custando ai uns 2,5 a 3 milhões de euros, tendo que gastar mais um tanto para por em… Read more »

Rafael M. F.
Rafael M. F.
Reply to  Juarez
2 anos atrás

Abrams? Sei não, hein Juarez…

Outro dia tava vendo o processo de revisão deles em um programa do Discovery. Parada de dois meses. O bicho é desmontado peça por peça.

Em particular a turbina.

Victor
Victor
Reply to  Rafael M. F.
2 anos atrás

O problema do Abrams é o peso. ele é simplesmente inviável por causa das pontes que temos no pais, a maioria esmagadora não suporta nada com mais de 42T e o Abrams… bem a criança pesa bem mais que 55T… alem de que todos sabemos como é nossa malha ferroviária

GengisDu39
GengisDu39
Reply to  Victor
2 anos atrás

Já houveram milhões de discussões sobre esta questão de peso,pontes e malha viária, não são justificativa pra não se operar um MBT qualquer que seja nem aqui e nem na China.

Juarez
Juarez
2 anos atrás

Colombelli véio, xirú de guerra, eu te falei lá atrás, aqui mesmo neste espaço a mais de ano.
O EB andava troteando nos arsenais do US Army olhando artilharia rebocada.
Ta aí Índio véio, cobra morta e pau mostrado.
Faltam agora a publicação dos M 119 e dos Hummvee.

Alexandre Fontoura
Alexandre Fontoura
Reply to  Juarez
1 ano atrás

Colombelli, a diferença entre o L119/M119 e o L118 Light Gun não é, essencialmente, o tubo? Quais as outras diferenças, se existem?

Juvenal Santos
Juvenal Santos
2 anos atrás

Hummvees??????? O Brasil tem interesse neles????? Eu acho excelente, se for verdade…

BezerraFN
BezerraFN
Reply to  Juvenal Santos
2 anos atrás

Sim, o CFN tem bastante interesse em contar com a viatura.

Alex Nogueira
Alex Nogueira
2 anos atrás

Torcer que as boas relações com os EUA continuem e que melhorem mais ainda com o próximo governo.

Que as forças armadas do Brasil continuem a visitar os estoques excedentes dos EUA, deve ter muita coisa boa, barata e útil por lá.

kornet
kornet
2 anos atrás

E o CFN não ganham nada? Tão precisando também.

Ronaldo de souza gonçalves
Ronaldo de souza gonçalves
2 anos atrás

Contrariando alguns dos srs acho que a Dilma,comprou os grispen,que se arrastou pelo governos de FHC, é Lula é comprou os sub e itaguai.Os equipamento que estão sendo doados e por questão geopolíticas reforçar um aliado em relação a Venezuela em caso de intervenção.Falo isto pois o temer não vejo com essa força toda,e seja como for parece que segundo as pesquisas não estaria o eleito alinhado a esse governo.Acho que e mais mérito do EB,MB.

Alex Nogueira
Alex Nogueira
Reply to  Ronaldo de souza gonçalves
2 anos atrás

A Dilma “comprou” o Gripen, pois era uma situação que tinha que ser decidida, não tinha mais como empurrar com a barriga, e quem decidiu pelo caça foi a FAB, pois se dependesse do governo, iriam tentar empurrar o que pagasse alguma propina, quanto aos submarinos, novamente, era uma questão que precisava ser resolvida e foi decidida de modo que trouxe “benefícios” ao partido que estava no governo, fizeram por que tinham interesses próprios.

Leandro_O.
Leandro_O.
2 anos atrás

Pow levando equipamento bom assim e di grátis. Ai sim. O EB pra não ficar pra trás deveria anunciar logo a compra dos Super Cobra…

Marcelo mariano
Marcelo mariano
2 anos atrás

Gente,
Tô aqui feito doido procurando por esse tal de “Grispen” que de vez em quando voa por aí e não encontro nada ! KKKKKKKKK.
Grande doação essa para a Poderosa, que estava mais que precisando.
Vamos esperar que venham outras.

Juarez
Juarez
2 anos atrás

Juvenal Santos 22 de Maio de 2018 at 19:59

Hummvees??????? O Brasil tem interesse neles????? Eu acho excelente, se for verdade…

Juvenal, neste momento há uma discussão dentro do EB entre a ala dos oficiais com pés no chão, olhos na realidade e mão no bolso e os viajantes do mundo “hellmanns”. Tudo leva a crer que induzidos pelo senhor das decisões sábias,o bolso, poderemos receber alguns Hummvees a troco de banana, ao invés de pagar meio milhão euros pelo candango da Barbie travestido de jipe blindado.

Baschera
Baschera
Reply to  Juarez
2 anos atrás

“candango da Barbie travestido de jipe blindado”…
Kkkkkkkjkk….

Sds.

Ivan
Ivan
Reply to  Juarez
2 anos atrás

Pois é Juarez,
.
Importante destacar que no US Army os M119 (L119 na denominação inglesa) são tracionados pelo M1097 High Mobility Multi-Purpose Wheeled Vehicle (HMMWV), uma versão do seu – e meu também – “cobiçado” 😉 Humvee.
.
Abç.,
Ivan, an oldinfantryman.

Ivan
Ivan
Reply to  Ivan
2 anos atrás

Ops!
Digitei errado.
Queria destacar apenas a designação do Humvee rebocador de artilharia: M1097.
Foi mal…
Ivan.

sub-urbano
sub-urbano
2 anos atrás

Os USA estão achando que a coisa vai esquentar na Venezuela. Trump vai precisar de brasileiros pra dar volume ou servir de bucha.

Agnelo Moreira
Agnelo Moreira
Reply to  sub-urbano
2 anos atrás

Os EUA estão c….. pra Venezuela em termos de conflito.

Claudio PQDT
Claudio PQDT
2 anos atrás

Grande parte dos M-577 poderiam ser convertidos e utilizados como ambulâncias, tendo em vista que o EB tem uma carência muito grande de veículos desse tipo com lagartas e além de tudo é óbvio que muitos viram como fonte de peças.
Alguém acha algo diferente?????

DaGuerra
DaGuerra
2 anos atrás

Mindigão austral joga as mãos para o Azul e diz:
“G…..breçi América “

Rodrigo Tavares
Rodrigo Tavares
2 anos atrás

Eu que servi anos no EB, e não lembro de tantas doações dos EUA. Não acho que seja alguma futura interversão na Venezuela como dizem, até porque a Venezuela não vem ameaçando ninguém, a não ser histeria da mídia brasileira. Eu acho que são por dois motivos: 1º – Brasil comprou muito material bélico nos últimos anos como Siroco, HMS Ocean, RFA Sir Galahad, MI 35, Gripen, Leopard 2, Gepard, Scorpenes, IGLAS, OPV BAE Systems, RBS 70, Mirage 2000C……..tanta coisa que não me lembro. Quase nada das mãos dos EUA, e o Brasil comprava muito deles no passado. 2º Doação… Read more »

JOAQUIM DIAS
JOAQUIM DIAS
2 anos atrás

presente de grego. outro cavalo de Troia. eua doando equipamento belico?ou é para ajudar a propria industria belica, com venda de peças de reposição e munição, ou o mais terrivel ter aliado em caso de interveção militar em algun pais

Tiago
Tiago
2 anos atrás

Boa noite. A qtd de m577 é grande mesmo, mas creio, assim como outros aqui, que serão utilizados como VBE , seja Amb, Ofc, ou VBNE mesmo(muito necessário em operações por parte dos BLog e logística interna dos RCC e BIB). Com o novo manual de logística, de 2013 ou 14, os blog (que desdobram a blb) que tem que levar o Sup (Cl I, II, V, VIII e IX por exemplo) na ATE ou AT da OM apoiada -sistema push (logo, mais ao alcance do Inimigo), e não mais o contrário, sendo necessário assim meios com boa capacidade de… Read more »

Alex
Alex
2 anos atrás

Sem querer ser chato, mas já sendo.
Há um erro de concordância logo na primeira linha do texto.
Os Estados Unidos deverão doar. Quem deverá doar. R- Os Estados Unidos, ou seja sujeito simples, apesar de está no plural.
O certo seria: Os Estados Unidos deverá doar…
Quanto a notícia, uma boa para o exército brasileiro

Bosco
Bosco
Reply to  Alex
2 anos atrás

Alex,
Acho que você está equivocado e o texto está correto.
Se bem que meu “portuga” é basicão!!!

André Gomide
André Gomide
Reply to  Bosco
2 anos atrás

Alex….sua dúvida é pertinente…..mas o verbo vai concorda com o artigo a frente dos EUA(OS).

Caso começasse sem o artigo na frente aí sim seria “Estados Unidos deverá doar…”

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  Alex
2 anos atrás
Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Theo Gatos
2 anos atrás

A trilogia é sensacional. Em um post, além do conteúdo em si, te informam a dotação da artilharia do EB, as previsões de futuras compras e, de quebra, uma aula de português. rs

lucas
lucas
2 anos atrás

Vejo muitos criticando a doação dos obuseiros pelos EUA !gente são 120 obuseiros! cada GAC possuem 12 peças ou seja vc equipa 10 GAC com 155mm; servi 11GAC Grupo Montese; Deodoro – RJ e sim as peças de artilharias já estão obsoletas e esses novos obuseiros serão sim muito bem vindos com preço de apenas o transporte ou seja praticamente de graça e sim concordo com a opinião q os atuais 155mm q se encontram no Brasil continuem ativos mais para um segunda linha de defesa.

Requena
Requena
2 anos atrás

Acho que alguns desses M577 vão acabar no CFN.
Só um palpite.

No mais, como pode ter gente criticando uma DOAÇÃO dessas? Tem que ser muito fanático por ideologia pra achar defeito num negócio desses.

Daniel Ricardo Alves
Daniel Ricardo Alves
2 anos atrás

Que triste saber que os militares do Brasil AINDA precisam receber equipamentos do FMS para complementar e (acreditem se quiserem!) modernizar o que possuem. Nada nesse país funciona como deveria, e as Forças Militares são apenas mais um lamentável exemplo. Mendigando um pouquinho nos EUA e com compras de oportunidade, vão fazendo o que é possível para equipar Forças Armadas mal equipadas, mal preparadas e desmotivadas. Realmente, é de entristecer qualquer um.

mf
mf
Reply to  Daniel Ricardo Alves
2 anos atrás

Se fosse russo ou chinês o senhor estava batendo palmas.

Estamos dando salto em qualidade, quantidade, e com um ótimo custo beneficio, isso que importa.

Em paralelo, continua a produção do Guarani , que deverá passar de 360 unidades no total este ano, e são novos de fabrica e feitos aqui com 80% de conteúdo nacional.

Daniel Ricardo Alves
Daniel Ricardo Alves
Reply to  mf
2 anos atrás

Ao contrário, meu amigo. Eu bateria palmas se esses equipamentos fossem comprados novos. De preferência, fabricados aqui. Nunca deixe o seu fanatismo ideológico atrapalhar o seu raciocínio.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
Reply to  Daniel Ricardo Alves
2 anos atrás

Fabricados aqui? Para quem comprar, lá fora? O EB compra umas unidades e pronto, fecha a linha de produção. E leva duzentos anos para comprar de novo.Acham que produzir algo militar é fácil, e tem venda garantida.

Daniel Ricardo Alves
Daniel Ricardo Alves
Reply to  Renato de Mello Machado
2 anos atrás

Tem equipamentos que valem a pena e outros não. Ninguém aqui falou que é fácil ou barato produzir equipamentos militares. Mas se fabricar não valesse à pena, ninguém fazia. Está mais do que na hora do Brasil começar a recriar a indústria bélica nacional e aproveitar os lucros vindos dessa nova corrida armamentista.