Home Doutrina China declara Batalhões de Armas Combinadas prontos para o serviço

China declara Batalhões de Armas Combinadas prontos para o serviço

10383
139
Tanque Type 096A do Exército Chinês

O site do Ministério da Defesa chinês anunciou em 20 de março que os batalhões de armas combinadas das Forças Terrestres do Exército de Libertação Popular (PLAGF) são agora as principais unidades “desdobráveis” dentro de suas brigadas de armas combinadas, encerrando um experimento de 12 anos projetado para modernizar a força.

O anúncio afirma que “o batalhão de armas combinadas se tornou uma nova unidade básica de combate destacável nas operações de manobra e se juntou à ordem de batalha”.

De acordo com um oficial de treinamento do PLAGF citado no comunicado, os batalhões apresentam uma “estrutura de força modular e multifuncional que pode ser reorganizada de maneira rápida e flexível de acordo com a situação do campo de batalha, e a configuração ‘plug-and-play’ pode produzir uma variedade de modos de combate, trazendo todos os elementos de combate integrados para o desempenho pleno”. O comunicado acrescenta que o PLAGF está formando vários tipos de batalhões de armas combinadas, incluindo formações de “serviço pesado, serviço leve, assalto aéreo, montanha e anfíbio”. Alega que os batalhões foram projetados para expandir o espaço operacional do PLAGF em múltiplas dimensões e promover manobras rápidas e capacidades ofensivas e defensivas tridimensionais.

Entende-se que as formações incluem todos os ramos de uma força, incluindo artilharia, veículos blindados com a capacidade de rebocar ou transportar seus próprios suprimentos para batalha, UAS tático, ativos de defesa aérea e sistemas de engenharia.

De acordo com o artigo de 2019 de John Chen, Choosing the ‘Least Bad Option:’ Organizational Interests and Change in the PLA Ground Forces, as mudanças que ocorreram no PLAGF têm muitas raízes, incluindo alterações na percepção da natureza da guerra, bem como uma redefinição do papel do PLAGF, que se seguiu à conclusão de que o domínio marítimo é de maior importância para a China. Além disso, reformas políticas levaram a mudanças no PLAGF, para que ele possa manter o Partido Comunista no poder.

Tudo isso, ele afirma, não leva a um entendimento completo do desejo de mudança no PLAGF. No entanto, sua análise se reflete na formação dos batalhões de armas combinadas, que são multifuncionais e móveis, bem como modulares – três características que são consideradas essenciais para o PLAGF proteger a China e impedir a agressão externa enquanto protege o Partido Comunista.

Embora este anúncio indique progresso na reforma do PLA, ainda há um longo caminho a percorrer antes de atingir todos os seus objetivos, que incluem a mecanização completa do exército de um milhão de homens antes de 2030.

FONTE: monch.com

Subscribe
Notify of
guest
139 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
α Tau
α Tau
1 mês atrás

O dinheiro do Ocidente financiando os planos da China…A ganância mundial criou mais um monstro para o mundo…o monstro Chinês….Como Lênin profetizou um dia: “Os capitalistas nos venderão a corda com a qual os enforcaremos”…

Tomcat4,2
Reply to  α Tau
1 mês atrás

Exatamente A Tau !!!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  α Tau
1 mês atrás

“Os capitalistas nos venderão a corda com a qual os enforcaremos”…
Lenin nunca pronunciou esta frase.
Atribui-se a mais uma das asneiras proferidas por Ronald Reagan.

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Reagan dói no seu coração né Kings… asneira maior foi os Soviéticos acreditarem nele…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rafael Coimbra
1 mês atrás

Rafael Coimbra.

E como o Mundo sempre dá voltas, agora está chegando o troco.

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Coitado, vive lambendo as feridas… Seu sonho é a vitória final do marxismo, onde poderá ser auxiliar de engraxate no comitê local da internacional socialista…

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Aliás palavras hipócritas deste picareta, Antônio, visto que o mesmo falava essas bobagens na frente das câmeras, e quando elas se desligavam ele mandava bilhões para à URSS. Reagan é marca registrada da picaretagem neocon.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Defensor

Perfeito.
Em tempo: A marca registrada de Reagan era sua baixa capacidade cognitiva.

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Ele mandava era MANPADs para os afegãos derrubarem os aviões soviéticos…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  paddy mayne
1 mês atrás

E agora, os chineses mandam produtos para o Mundo todo para derrubar a economia americana.
Muito mais eficiente e com resultados em muito maior escala.

francisco
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

mas se for uma corda que nao de muita falta de ar, tudo bem.

ScudB
ScudB
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Antonio! A frase original (desde 1639) pertence ao livro de Thomas Fuller “Historia das Guerras Santas” (Livro V , cap. 7). Existe sim um boato que Lenin (numa discussão verbal e com bastante humor) remodelou a frase que ficou + – assim : “Se oferecer um bom(!) preço , os capitalistas venderão a corda com qual eles se enforcarão. E ainda vão vender no credito”. Porem em nenhum documento da autoria dele tal frase não se encontra . Existe um trabalho de Y. Annenkov (1961) onde ele jura que viu uma frase parecida em museu de Lenin em 1924. Mas…… Read more »

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Pois é, mas o “asno” Ronald Reagan deu o golpe de misericórdia que derrubou a URSS pouco tempo depois do fim de seu governo. E quem criou a URSS? o “gênio” Lenin.

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  α Tau
1 mês atrás

Pois é!
E o povo lá, louco para experimentar o sabor de uma picanha, parece que continua comendo pangolim.

Como diria o filósofo: ” O que é a natureza humana!”.

Cristiano de Aquino Camposkv
Cristiano de Aquino Camposkv
Reply to  Edson Parro
1 mês atrás

Tem gente aqui no Brasil que continua comendo macaco, tatu, gamba porquê gosta do sabor, porque o avó fazia para ele mesmo tendo acesso ao boi e porco. Gosto não se discute.

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Cristiano de Aquino Camposkv
1 mês atrás

Cristiano de Aquino Camposkv;
não discuti o gosto popular!
Aliás, quem sou eu para discutir hábitos e costumes de um povo?
Entretanto, discuto o gosto (ou gasto) militar.
Simples assim.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  α Tau
1 mês atrás

Tau, esse monstro tem uma fragilidade, a sua própria monstruosidade, seu gigantismo, assim como aconteceu com os monstruosos exércitos persas da antiguidade, impotentes contra os diminutos exércitos gregos, que munidos de uma arma poderosa, contra a qual nem mesmo um exército gigantesco nada pode fazer: o amor a liberdade.

Space jockey
Space jockey
Reply to  Karl Bonfim
1 mês atrás

Brasil e EUA são grandes produtores de alimentos, corta o fornecimento pra eles e quero ver se virarem.

José Carlos David
José Carlos David
Reply to  Space jockey
1 mês atrás

Esse é meu pensamento. Se Estados Unidos e Brasil cortarem a comida da China, ninguém pode substituí-los. Nós ficamos com a comida e os chineses com os dólares. Resumindo: quem depende de quem?

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  José Carlos David
1 mês atrás

José Carlos, acho que, com os dólares na mão, eles compram comida de outra fonte (não somos só nós e EUA que produzimos comida; somos só a fonte mais conveniente e barata…) ou fazem como Israel faz no deserto: produzem lá mesmo, ainda que a custo maior. A China já deu provas de que faz o que for preciso para garantir sua sobrevivência como Estado. Enquanto isso, nós fazemos o que com nossa comida “encalhada”?…

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
1 mês atrás

Amigo você está equivocado. Um bloqueio naval, assim como os USA fizeram com o Japão em 1939/1945, impediria que qualquer pais da América do Sul vendesse comidas aos chineses. Tirando a América do Sul como principal fornecedora de alimentos mundiais sobra quem?
Produzir alimentos na China para alimentar 2 bilhões de pessoas é impossível. Eles voltariam a ser canibais, como em outras fases de sua história

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  francisco Farias
1 mês atrás

Bloqueio naval contra a China?
Vc deve estar brincando, né?
Lembre que a China tem acesso terrestre com a parte mais importante do Mundo atual que é a Ásia e também com a Europa.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Kings, Voce alguma vez estudou Geografia? Da uma olhada no mapa. Ao primeiro momento que o PLA sair de territorio chines, a Russia e a India iriam enviar um ultimatum, com o gatilho nuclear, pronto para ser apertado. Alem do mais, a topografia naquele continente seria um adversario formidavel para o deslocamento de tropas terrestres. Se voce for analisar a marinha chinesa e a marinha Americana, voce saberia muito bem que a US. Navy pode simplesmente fazer um bloqueio naval com tres grupos de batalha, e submarinos de ataque rapido. Alem do mais, existem tres submarinos da classe Ohio, os… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Tadeu Mendes
1 mês atrás

Tadeu

Antes de se iniciar qualquer conflito, a China pode mandar milhares e milhares de ‘assessores militares’ para aliados como Paquistão, Irã, Síria e etc.
Atualmente, a China tem muitos aliados pelo Mundo inteiro.
Em um eventual conflito em larga escala, certamente serão aliados dos russos o que proporcionará acesso às fronteiras da Europa.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Não creio nisso Kings, a China é aliada da Rússia mas não pra tanto, a Russia sempre teve preocupação com a fronteira terrestre com a China, sempre tiveram o pé atrás.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Tadeu Mendes
1 mês atrás

Duvido que conseguiriam passar pela fronteira terrestre da Russia.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Space Jockey
1 mês atrás

Space jockey

China e Rússia, apesar de rusgas no passado, estão incrementando muito o relacionamento.
E elas têm um inimigo em comum: os EUA.
Em um conflito global, certamente serão aliadas.
Imagine centenas de milhares de tropas chinesas, em um quadro de tensão mundial, estacionadas no território de Belarus?
Dará calafrios em qualquer estrategista ocidental.

ADAIR HAMES
ADAIR HAMES
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Inimigo de inimigo meu… é meu amigo!!

Caveira
Caveira
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Gostaria muito mais muito de entender, como um ocidental tem tanto desejo de asiático.
Um desejo explícito com requintes de tesão por um conflito a qual a CHINA ataque o USA, toda vez que leio este senhor é sempre as mesmas falas.
Ok, só lembrando em quaisquer das ocasiões América do sul será afetado pelo conflito RS.
Só pra constar😅

Cristiano de Aquino Camposkv
Cristiano de Aquino Camposkv
Reply to  francisco Farias
1 mês atrás

Lembrar ao colega que bloqueio de alimentos e crime contra a humanidade. Nem Venezuela, Cuba, Iran ou Coreia do Norte foram proibidos de comprar comida. E olha que eles não são super-potências, econômicas, militar e nuclear.

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  francisco Farias
1 mês atrás

Esse cenário seria o de uma hipotética guerra entre os EUA e a China, na qual o Brasil estaria participando como aliado americano (a troco de quê, mesmo?): desculpe-me o realismo, mas isso não está no horizonte visível… A China, ao longo de sua história, sempre produziu alimentos para sua população; a população era menor, certo, mas a tecnologia e a produtividade possíveis para a agropecuária eram muito menores também. Sairia mais caro produzir lá? Claro que sim, mas seria perfeitamente possível – lembremos que a China é o terceiro maior país de mundo em território, ainda que com boa… Read more »

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  francisco Farias
1 mês atrás

Francisco –
E é relativamente fácil fazer um bloqueio naval na China, dizem que com 3 grupos navais se consegue isso, pois eles tem o litoral todo cercado por barreiras naturais… e inimigos.

rui mendes
rui mendes
Reply to  francisco Farias
1 mês atrás

África, Austrália, Ucrânia, Rússia, Canadá, e mtos países Asiáticos como Indonésia, Tailândia e a própria China.
Havendo dinheiro, não lhes falta comida, agora quem não tiver, aí falta tudo.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
1 mês atrás

Marcus Pedrinha Pádua

A China importa muitos grãos (soja, sorgo e etc) basicamente para ração animal, no caso deles, criação de porcos.
Ano passado, com uma simples mudança no balanceamento dessa ração e usando produtos deles, diminuíram a compra de soja do exterior.
Ademais eles estão financiando agricultores em outras regiões, como Rússia, Ásia Central e etc.
Portanto, se o Brasil continuar ficar deitado em berço esplêndido, vai se dar mal de novo (se é que se pode fazer isso vendendo produtos primários).

rui mendes
rui mendes
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Berço esplêndido?? Aquele que por causa do covid19, dá de subsídio aos seus trabalhadores independentes 120 € por mês, durante 3 meses??

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  rui mendes
1 mês atrás

Por mim não dava um real e voltava todo mundo a trabalhar aos poucos..

Cristiano de Aquino Camposkv
Cristiano de Aquino Camposkv
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
1 mês atrás

Se liguem na Africa. A Chiba investe pesado lá justamente para usa-los como futuros fornecedores.

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
1 mês atrás

Marcus Pedrinha Pádua;
da mesma forma outros mercados podem ser descobertos para a soja, além até de nosso próprio mercado interno. Agora, o dinheiro pode comprar tudo que for vendável, desde que esse tudo exista.
Logo, a moeda sempre tem, ao menos, dois lados.

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  Edson Parro
1 mês atrás

Podem, perfeitamente, ser descobertos outros mercados. Mas serão muito menos rentáveis de explorar, do ponto de vista da eficiência: é muito mais negócio vender 10 milhões de toneladas de uma só vez a um só cliente, do que vender 100 mil toneladas “picado” (êh, Minas Gerais…) a cem clientes (esse último quadro, por outro lado, é muito mais seguro estrategicamente), com todos os custos negociais e logísticos decorrentes. Se isso não fosse verdade, estaríamos vendendo soja a varejo para um monte de países no mundo, em vez de estarmos vendendo no atacado para a China, concorda? Pode-se dizer o que… Read more »

Emerson Gabriel
Emerson Gabriel
Reply to  Edson Parro
1 mês atrás

Alguém aqui está achando que a ditadura comunista da China vai ser destruída se o Brasil deixar de vender soja para eles? Nem os EUA vai deixar de vender; no caso de sansões comerciais alimentos e medicamentos não entram. Até a Venezuela e a Coreia do Norte pode importar comida.

Alex S
Alex S
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
1 mês atrás

1.5 B de pessoas com 6% de terras agriculturáveis. Não tem como.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
1 mês atrás

Na quantidade que eles precisam…

Nem combinando todo mundo consegue suprir Brasil e EUA.

Alexandre
Alexandre
Reply to  José Carlos David
1 mês atrás

Amigo a maior parte do território chinês é montanhoso o que dificulta a plantação em grande escala , e mesmo com a tecnologia de ponta o que o chinês planta , não é suficiente para alimentar sua população gigante , por isso que eles comem de tudo lá , como insetos , cachorros na região sul do país , até o cérebro do porco eles aproveitam , num prato chamado lá de “Hot pot” , a dependência deles em comprar comida dos outros países é grande .

Emerson Gabriel
Emerson Gabriel
Reply to  José Carlos David
1 mês atrás

José, Qualquer país que sofre sansões comerciais tem dificuldade pra importar qq coisa, mas há duas exceções: medicamentos e alimentos. Países como Venezuela e Irã por exemplo podem importar comida. O que os EUA vai fazer é o mesmo que o Japão pretende, tirar as fábricas de produtos de tecnologia da China, isso já diminuiria muito seu poder financeiro e sua capacidade militar. Nenhum país da Europa ou EUA proibiram 1,5 bilhões de pessoas comerem, por questões humanitárias a melhor forma de derrotar o partido comunista é tirando as fábricas de lá, sem contar é que bem mais inteligente. Lembrem-se,… Read more »

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Space jockey
1 mês atrás

É e vamos vender para quem os alimentos? Ter que destruir tudo nos lixões ao lado de comunidades que passam fome?

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Grãos podem ser estocados e o boi no pasto não apodrece. Os USA se concentrariam na produção de armas e equipamentos e o Brasil na produção de alimentos para alimentar os aliados envolvidos. Foi assim na segunda guerra. E o resultado todos conhecemos: se não fossem os USA e o Brasil a Alemanha teria vencido facilmente a guerra europeia. Nem a Russia teria aguentado.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  francisco Farias
1 mês atrás

Prezado

O Exército Soviético foi a mais poderosa força militar jamais vista na Terra.
Assista o vídeo e fique espantado com os números.

https://www.youtube.com/watch?v=KRyyx6t_38c

rui mendes
rui mendes
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Junto com o nazi, mas esse infelizmente para a humanidade.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Senão fosse a doação de equipamento e comida os russos estariam falando alemão hoje.

rui mendes
rui mendes
Reply to  francisco Farias
1 mês atrás

Nem para os vossos têm como se tem visto nas favelas. Vcs participaram na 2WW em para aí 1 por cento ou nem isso.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  rui mendes
1 mês atrás

O Tuga voltou ? Como foi a participaçao de vcs naquele conflito ?

rui mendes
rui mendes
Reply to  Space Jockey
1 mês atrás

Nenhuma, mas nós não nos armamos aos cágados e vimos para aqui inventar e sonhar com o que não fizemos.

rui mendes
rui mendes
Reply to  francisco Farias
1 mês atrás

O Brasil?????!!!???
E na Europa, os EUA, foram tão importantes contra a Alemanha nazi, como foram URSS, UK e demais aliados, muita gente se esquece, que em muitas batalhas ganhas, sem as resistências dos países ocupados ajudarem em sabotar os nazis, essas batalhas teriam sido perdidas, e demorariam muito mais tempo e vidas para alcançar a Vitória.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  Space jockey
1 mês atrás

Isso seria muito cruel com o povo chinês, que no meu entender, a população chinesa também é vítima do seu próprio Estado, controlado por uma ideologia extremista e nefasta, que de tão cruel está fadada a ter um inevitável fim em si mesma, como já aconteceu com outros regimes cruéis mundo afora. Seja por fatores internos ou externo, regimes cruéis como o chinês sempre caíram, e sempre cairão.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Space jockey
1 mês atrás

Em uma guerra total a China não dura um ano. Eles não tem tradição guerreira, são covardes e chorões. A história nos conta que: Os Chineses até 1894 invadiram e dominaram a Coreia e por diversas vezes atacaram cidades japonesas. Em 1894 o Japão, cansado das provocações chinesas, resolve contra-atacar e incia-se a primeira guerra sino-japonesa. A China só aguentou um ano e foi vergonhosamente derrotada em 1895. Em 1937 inicia-se a segunda guerra sino-japonesa que dura até 1945, desta vez foram os aliados que salvaram a China e recriaram o monstro que agora vemos assombrando o mundo. OS chineses… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  francisco Farias
1 mês atrás

francisco Farias

Fique calmo que a China só está retomando o que é seu de direito e que foi durante milênios.
A nação mais poderosa do Mundo, o Império do Meio.
Essas mudanças são traumáticas, mas vc nem vai sentir.
Afinal, vc não é americano.
Eles sim sofrerão um baque. Um grande baque.

Oraculo
Oraculo
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

É sério isso?

“A China só está retomando o que é seu de direito e que foi durante milênios. A nação mais poderosa do Mundo”???

Gengis Khan mandou abraços pra vc Tonico.
Não só devastou a China como ficaram lá por quase 2 séculos.

Aliás ele não só invadiu, pilhou e dominou a China, como a Russia também. Destruiu Moscou NO INVERNO russo.

Só de ouvir o nome dele Tonico já deve ficar irritado…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Oraculo
1 mês atrás

Genghis Khan veio e passou e a China ficou.
Assim como passaram Roma, Império Otomano, Napoleão, Inglaterra e agora os Estados Unidos.
Aliás, ressalte-se que o predomínio americano será o menor da História, cerca de apenas um Século.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Kings, O predominio americano que esta durando ha mais de um seculo, foi o que mudou a historia do mundo, e ao mesmo tempo impediu a hegemonia nazista em primeira instancia, e e o expansionimo comunista em segunda instancia. O que voce nao entende, ou nao quer entender, e’ que os EUA sao a unica superpotencia militar do planeta, seguido de perto pela Russia. A China tem muita buxa de canhao. Issso sim. Os chineses mandaram quase 600 mil soldados para o Vietnam do Norte, para ajudar a defender o regime comunista de Ho Chi Minh, mas nunca cruzaram a… Read more »

rui mendes
rui mendes
Reply to  Tadeu Mendes
1 mês atrás

Isso era o que tu querias que fosse, mas a verdade é outra, a China inevitávelmente vai liderar o mundo. E a Europa dominou o mundo por muito mais que um século e ela sim deixou marcas, para a eternidade, mudou mesmo o mundo, basta ler um pouco.

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  Oraculo
1 mês atrás

A maior parte das conquistas mongóis na China foram de Muqali, não Genghis Khan. O próprio Khan designou essa tarefa para Muqali quando ele foi realizar campanhas militares na Ásia Central, e ficou bastante tempo por lá e permaneceu um pouco antes de sua morte. Genghis era um general que tinha bons generais como Subutai, Tolui, Muqali, Bol, Samuqa… entre outros, assim como Napoleão Bonaparte também se cercou de ótimos generais. Voltando a questão do Muqali, Genghis nomeou o general mongol como um vice-rei – título cerimonial que mostra que ele ficou abaixo apenas do próprio Khan, e conseguiu a… Read more »

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Oraculo
1 mês atrás

Oraculo,

Os chineses tomaram pau dos mongois, foram massacrados pelos Japoneses, e tomaram surra dos vietnamitas.

rui mendes
rui mendes
Reply to  francisco Farias
1 mês atrás

De história sabes nada. Ainda os teus adorados states não existiam, já os Chineses ganhavam guerras. E quando eram colónia Britânica, foram os Franceses que os ajudaram a combater os Britânicos.

Emerson Gabriel
Emerson Gabriel
Reply to  Space jockey
1 mês atrás

Brasil e EUA não vão deixar de vender grãos para eles. EUA é um país capitalista, pra quem não sabe. Sem contar que a China já disse, ontem dia 07/04 que vão comprar mais soja dos EUA do que o Brasile os produtores dos EUA acharam ótimoe o gov americano que não é BURRO também gostou.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  α Tau
1 mês atrás

Tau,

Paras você têr uma idéia, a China estava vendendo equipamentos para Itália , para usar no combate a pandemia. Êstes mesmos equipamentos haviam sido doados à China , pela mesmíssima Itália, lá no princípio da crise em Wuhan.

Esta notícia saiu hoje no website da Fox news.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Tadeu Mendes
1 mês atrás

Fox news, a credibilidade dela, só é defendida por trumpistas.

horatio nelson
horatio nelson
Reply to  α Tau
1 mês atrás

enquanto houver bombas de hidrogenio no mundo a china nunca vai enforcar os eua nem o mundo livre!

Pedro
Pedro
1 mês atrás

Se a qualidade das armas e do treinamento forem tao boas quanto as das mascaras, ventiladores e kit de testes, 80% disso tudo ai nao funcionará direito!
O tal Dragão chines (que esta mais para um gambá ou uma ratazana de esgoto), amedronta mais pelas doenças do que por seus dentes e músculos, que são pífios.

Tomcat4,2
Reply to  Pedro
1 mês atrás

Lembre se que os chineses trabalham com níveis de qualidade para atender aos bolsos de cada um, nisso creio eu que seus equipamentos militares não sejam ruins.

Pedro
Pedro
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

As mascaras, testes e ventiladores com defeito foram para tanto clientes “premium” (Holanda, Italia, Espanha) cmo para pobretas (Brasil, Turquia, Colombia). Por isso sua tese ja foi derrubada. Mas entendo o que disse mas faço uma resalva: a qualidade chinesa é diretamente proporcional ao % da nacionalizaçao ou origem chinesa nessa fabrica. Qto mais chinesa e menos ocidental em suas açoes, menor a qualidade.

Pedro
Pedro
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Exemplo perfeito sao os carros……carros made in china por uma joint venture com participaçao de grandes marcas mundiais, produzem carros de nivel semelhantes a suas fabricas pares na Europa e EUA, mas uma marca 100% chinesa de carros faz veiculos sofriveis, basta ver os JACs da vida aqui no Brasil, que com 2 anos ja estao sofrendo com ferrugem, algo que tambem nota-se na Europa. Com armas, na Guerra do Vietna as copias chinesas do AK eram de longe as piores, onde o Vietna apreciava muito as versoes Tchecas, onde ate mesmo no Oriente Medio foi visto isso, donde a… Read more »

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Isto é fato…

Já usei coisa chinesa, que não chega a nível do ocidental mas está perto pelo menos quando novo.

O que falta é a prova do longo uso e é aí que a porca torce o rabo.

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Tomcat4,2;
bem observado! Mas, todo material, um dia, conhecerá sua fadiga.
Muito equipamento, muita manutenção. Muita manutenção, muito gasto.
O foco dos gastos são opções dos governantes de plantão.
E o povo, ora o povo (como diria a Zélia) é um mero detalhe.
Saudações

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Pedro
1 mês atrás

O problema é que 1,5 bilhão de pessoas armadas com armas ruins ganham qualquer guerra.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Kings,
1.5 bilhões contra 24 Trident II D-5 muda essa vantagem em questão de minutos.

filipe
filipe
Reply to  Tadeu Mendes
1 mês atrás

Mas Tadeu , seria um Holocausto Termo Nuclear, basta 1 Trident II D-5 com 12 ogivas MIRVs para incapacitar a China ou a Rússia, mas também basta um JL-3 ou Bulava para incapacitar os EUA, e a manufactura da China é muito grande, fala-se que a China já possua nos seus estoques 3500 ogivas nucleares, oficialmente são 300 , mas há quem ache que os DF-41 (15000 Km de alcance), DF-5A (13000 Km de alcance), DF-31A (11 000 Km de alcance, também conhecidos como assassino de Porta-aviões) , DF-3A (3000 Km de alcance), já dão alguma credibilidade a dissuasão nuclear… Read more »

Emerson Gabriel
Emerson Gabriel
Reply to  Tadeu Mendes
1 mês atrás

Tadeu,
Sério que você está achando que os EUA vão lançar 24 tridentes na China e a Rússia e a própria China vão ficar olhando?
Está querendo mesmo um holocausto nuclear hein ?

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Emerson Gabriel
1 mês atrás

Emerson, A propaganda comunista empre foi assim, ou sêja , faz alarde de coisas que não existem. Além do mais, o tempo de resposta contra um ataque de SLBMs é curto demais para montar um contra ataque. Eu acho que já dá para concluir que um conflito nuclear irá acontecer, especialmente se a economia americana colapsar por causa desta pandemia e se a capacidade de combate convencional americana, fôr decapitada pêlo contágio viral, os EUA irão têr que escolher entre virar uma republiquêta, ou reagir para evitar que perdam a vantagem de sêr a superpotência hegemônica e passarem a sêr… Read more »

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Na verdade o problema em um grande conflito é alimentar 1,5 bilhão de pessoas, armadas ou não!

MFB
MFB
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Tonho da lua é esse especialista de guerras em PlayStation

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  MFB
1 mês atrás

Trump arregou para a Coreia do Norte com uma população de 25 milhões de habitantes e meia dúzia de bombas nucleares.
Agora imagine a China com quase 1,5 bilhão de habitantes, centenas (ou milhares) de bombas, a maior economia por PPC (e que agora vai disparar), a maior base industrial disparada no Planeta e ainda por cima, encravada no novo centro de poder Mundial: a Ásia.

Tulio Rossetto
Tulio Rossetto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Ah claro, afinal obviamente eles iriam mobilizar 100% da população inteira deles para uma guerra, todos mesmo, incluindo idosos e crianças, não é mesmo?
Espero que sua doença não seja contagiosa, ela me dá mais medo que o coronavírus.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Tulio Rossetto
1 mês atrás

Problema maior teriam os americanos para mobilizar pessoal, visto que só têm 330 milhões, sendo que 165 milhões deles não se entendem com os outros 165 milhões

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Pedro
1 mês atrás

Os chineses fabricam produtos para os mais diversos públicos, como brasileiro é muito baixa renda só vai receber produtos de baixa qualidade.

Tomcat4,2
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

A questão é quem está comprando deve estar negociando o mais barato pra comprar maior quantidade e nisso a qualidade vai lá pra baixo.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Perfeito Defensor

Estou de olho em um Huawei P40 Pro, provavelmente o melhor smartphone do Mundo.
Mas o bicho não é barato, não.

Emerson Gabriel
Emerson Gabriel
Reply to  Pedro
1 mês atrás

Pedro, Se 80% dos ventiladores, kit de testes e outros equipamentos de combate ao vírus não funciona, pode me explicar porque a Europa e os EUA estão brigando a tapa pra comprar isso deles? Aliás , na semana passada os EUA mandou 23 aviões pra buscar essa coisas que você disse que não funcionam passando na frente do Brasil e ainda pagando mais. Talvez você tenha mais informações que a casa Branca, considerando que eles estão errados em correr feito loucos atrás desses equipamentos e ruins rs. Eu navego em sites em inglês da Europa e dos EUA, inclusive de… Read more »

J-20
J-20
Reply to  Emerson Gabriel
1 mês atrás

Emerson Gabriel, porque aqui no Brasil é discussão baseado no nível de educação básica que temos. Temos os dois extremos aqui falando merda atrás de merda como o Antoniokings (totalmente um capacho do Putin) e o Tadeu (um metido a culto). Eu também passeio bastante em páginas dos outros países e só encontro discussões imbecis como os que temos aqui nos blogs paquistaneses e hindus.

Antoniokings
Antoniokings
1 mês atrás

O gigante oriental está começando a se movimentar.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

A hora que ele pisar no seu pescoço, vamos ver até onde irá esta idolatria.

Rafa_Positronn
Rafa_Positronn
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Meu chapa, quem está pisando no nosso pescoço NESSE EXATO MOMENTO não são eles

Deixe de ser desonesto e abra os olhos pra admitir o que é óbvio

Ou você é da turma de iludidos que ainda estão com OCDE na cabeça ?

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Rafa_Positronn
1 mês atrás

Não são eles… sou eu…

Os caras lançaram um caos no planeta e a culpa é do resto do Planeta..

E você ainda tem a cara de pau de criticar os evangélicos pela fé cega.

Rafa_Positronn
Rafa_Positronn
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Me PROVE

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Rodrigo Martins

Vai dormir na cama que é lugar quente.
A China sairá dessa pandemia muito fortalecida e já esquentando os motores para ser a maior protagonista no cenário mundial.
Sinto se vc não gosta, mas é a análise de 9 entre 10 experts em política internacional.

PACRF
PACRF
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Nem os EUA querem bater de frente com a China. Não só do ponto de vista militar, mas principalmente do ponto de vista econômico, pois nunca é demais lembrar, que a China é a maior credora da estratosférica dívida do governo norte-americano.

willhorv
willhorv
1 mês atrás

Por isso um certo país outrora dominante está viabilizando um arsenal tático nuclear, de pouca capacidade, mas no cenário a ser posto em tela vermelha com fundo branco, poderia transformar tudo em cinzas. Mas são cenários….

paulop
paulop
1 mês atrás

Interessante colocação. Seria uma boa se o EB seguisse por esse caminho em relação aos RCC e BIB, unificando-os em Regimentos Blindados de armas combinadas. Conforme o texto todas as unidades de manobra serão convertidas nesse modelo. Pensando dessa forma, se o EB optasse por transformar as unidades mecanizadas (infantaria e cavalaria) em armas combinadas, resultariam batalhões mecanizados ( com Cia Cmd, 2/3 Cia Inf MEC, 1/2 Esq Csv Mec e Cia Ap) Será?
Abraço.

Agnelo
Agnelo
Reply to  paulop
1 mês atrás

Prezado.
As Bda Stryker nos EUA são assim.
O EB sabe q isso é ótimo, mas esbarra na disposição de nossas tropas no terreno, dificultando isso.
Pelo menos, em exercícios no terreno e em Jogos de Guerra busca-se essa integração ao máximo.
Espero q futuramente, com recursos e a nação com mentalidade de Defesa, possamos fazer isso de forma mais palpável.
Sds

Carvalho
Carvalho
Reply to  paulop
1 mês atrás

Os RCCs já estão combinados com os BIBs nas Brigadas Bld.
O que temos de mais próximo são os RCBs, que combinam Esqd. CCs e Cia. Fz Bld.

Por outro lado, os BIMec serão uma força razoávelmente poderosa quando tiverem o RCC SL, conforme ventilado.

Bardini
Bardini
1 mês atrás

Eles tem também as “Light Combined-Arms Mechanized Infantry Brigade”, que tem como cerne da formação os seguintes blindados sobre rodas: ZBL09, ZSL10 e ZTL11

Luiz Floriano Alves
Luiz Floriano Alves
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Se o Dragão colocar seus soldados em campo de batalha,k não serão mal equipados. Blindados e aviões de “exportação” (Norinco) é uma coisa. Para uso doméstico é outra.

Kommander
Kommander
Reply to  Luiz Floriano Alves
1 mês atrás

As FA da China são mal equipadas apenas na cabeça dos debilóides que acreditam que a terra é plana.
Mal equipado é o EB, que num país dos mais ricos do mundo em alimentos tem que dispensar o pessoal mais cedo do expediente por conta da falta de verba.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Putz eles tem até uma versão do ZBL com obuseiro. Enquanto isso Bananil segue com o Guarani sem ter nem ATGM.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Enquanto isso, no UK:

Anatomia das futuras Brigadas Strike do Exercito Britânico.

https://uklandpower.com/2020/04/08/the-anatomy-of-strike/

Angelo Chaves
Angelo Chaves
1 mês atrás

A parte que mais me chama atenção é “enquanto protege o partido comunista” ou seja protege-se o partido e defeca-se para o povo chinês. Comunismo existe em função do próprio comunismo, essa história de poder aos trabalhadores é uma imensa falácia.

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  Angelo Chaves
1 mês atrás

Foi o que escrevi lá em cima, se tiver de escolher entre o partido e a nação, escolherá o partido.

Alexandre
Alexandre
1 mês atrás

A China precisa ser detida, o mundo não vai mais segurar uma nova onda de ataque da China, seja por vírus ou territorial.

sub urbano
sub urbano
1 mês atrás

Pra concretizar esse objetivo vão ter de investir pesado na formação de Oficiais de baixo escalão, já que o conceito de “combined arms” é ocidental e exige um poder de decisão mais pulverizado que o modelo soviético de outrora. Outra coisa é que terão de diminuir o tamanho do Exército. Perdem ainda a capacidade de Defesa em Profundidade. Essas mudanças não agradam tanto, o conceito soviético de jogar no campo de batalha, sob um comando verticalizado 2 milhões de homens, 20 mil MBTs e 10 mil peças de artilharia continua perfeitamente plausível.

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  sub urbano
1 mês atrás

As reformas de Ogarkov te provam o contrário. A visão de Ogarkov era estabelecer grupos de combate de alta prontidão de forças mistas, capazes de conduzir operações estratégicas defensivas e ofensivas em um teatro dividido em direções estratégicas. Seu objetivo era integrar serviços que eles pudessem criar agrupamentos de nível operacional compostos por unidades de armas combinadas, o que hoje é melhor realizado no nível do exército de armas combinadas. Ogarkov centralizou o Estado-Maior como o ‘cérebro’ das forças armadas soviéticas. Ele buscou a integração da defesa aérea e da força aérea, vendo o poder aéreo como decisivo no período… Read more »

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  sub urbano
1 mês atrás

Aliás, no exercício Vostok-2018, os chineses realmente tiveram um experimento do que esse conceito operacional significa. Olhar o Vostok-2018 é como olhar para os anos 80, um êxtase para quem é fascinado pelas artes militares.

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
1 mês atrás

Eu dou risada desse suposto poderio dessa china totalmente desigual e desunida … essa fraqueza numa guerra seria muito explorada e o império chines cairia como uma fileira de domino ou melhor, um castelo de cartas …

Por outro lado, na questão da postagem, esses batalhões mistos é uma evolução natural para os exercito modernos e vem a ser interessante para países continentais como EUA, Russia, China, Brasil, Austrália e outros …

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Entusiasta Militar
1 mês atrás

Em 1950, os Estados Unidos não foram capazes de vencer a China, ainda semi-feudal e que vinha de uma sangrenta guerra com o Japão que durou quase uma década.
Àquela época, a China tinha cerca de 500 milhões de habitantes empobrecidos e os EUA cerca de 150 milhões e com cerca de metade do PIB da Humanidade
Agora, a China tem quase 1,5 bilhão de habitantes em cima da maior base industrial do Planeta, contra 330 milhões de americanos.

O bloqueado.
O bloqueado.
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Onde que os EUA lutaram contra os chineses ? Ah na Coréia.
Chineses sofreram com a falta de logística e tiveram até 400.000 mortos. mais de 10x as baixas americanas.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_da_Coreia

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  O bloqueado.
1 mês atrás

Sim.
E poderiam ter 4.000.000 de baixas.
Ou 40.000.000.
O estoque deles é inesgotável.
Já se os EUA tiverem 400.000 terá sérios problemas.
Quatro milhões, então, nem pensar.
‘Se liga’ no esmagador poderio que representa 1,5 bilhão de pessoas.
Lembre que os soviéticos tiveram mais de 20 milhões de mortos na 2ª GM e mesmo assim esmagaram os alemães e terminaram o conflito como a maior força militar da História.

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Exceto que número de soldados não significa nada hoje em dia, só umas bombas nucleares e já era esses bilhões.

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Gente é estoque?
Fantástico esse seu pensamento!
E eu pensando que você estava preocupadíssimo com o povo e com o contágio da covid-19.
“O que é a natureza humana!”

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Edson Parro
1 mês atrás

Gente é potencial.
E nisso, a China é inesgotável, tanto em quantidade quanto em qualidade.
Lá, eles não ficaram pensamento em isolamento vertical para salvar a economia.
Estão vendendo a batalha contra a epidemia.
Em tempo: Ontem eles anunciaram que não tece nenhuma morte em seu território .
Grande feito!

Tulio Rossetto
Tulio Rossetto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

“O estoque deles é inesgotável”
Esse cara se refere a seres humanos como se fossem pecinhas de plástico, simples números. Pessoas não são objetos para se ter estoque delas. Como todo comunista, não tem um pingo de dignidade e não dá nenhum valor a vida humana.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Tulio Rossetto
1 mês atrás

Para quem está querendo imolar milhões de pessoas defendendo que voltem a trabalhar na quarentena, como querem fazer no Brasil e nos EUA, ‘pecinhas de plástico’ está bom pra caramba.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Está redondamente enganado. A China perdeu centenas e centenas de milhares de homens pra deixar as coisas como eram antes da guerra. Esse era o objetivo dos EUA/ONU. Conversei com um oficial chinês. Segundo ele, sabem q “queimaram o cartucho” de uma campanha externa na Coreia do Norte. Preferiam ter esse “gasto de legitimidade” – ou falta dela – com Taiwan. Hoje, mantém suas províncias separadas como feudos onde uns vivem no primeiro mundo e outros na idade média. Agora, prejudicaram o mundocom sua política ditatorial sem revelar o COVID em tempo. Quanto a matéria….. Essas unidades sem a possibilidade… Read more »

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Agnelo
1 mês atrás

Não entendi a do cartucho na CN.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Eles não consideram o uso de aviação em apoio a força terrestre no conceito das armas combinadas ?

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Sim, eles consideram. Quanto mais o Exército do PLA treina e opera usando unidades de helicóptero, mais eles entendem como são vitais para as operações modernas. No entanto, os exercícios realizados nos últimos anos determinaram que muitos comandantes táticos e operacionais ainda não estão adequadamente treinados e prontos para empregar os recursos de helicóptero a eles atribuídos. Por exemplo, a mídia do PLA informa rotineiramente que alguns comandantes não sabem como empregar “novas forças de combate” ou não ousam ou não estão dispostos a fazê-lo. Provavelmente, parte da razão para esse problema é que, no passado, havia tão poucas unidades… Read more »

Paulo
Paulo
1 mês atrás

Só lembrando que o grande exército da China já foi derrotado pelo invencível exército vietnamita.

Matheus Augusto
Matheus Augusto
Reply to  Paulo
1 mês atrás

Assim como a frança foi, nem os states aguentaram muito tempo lá, esses vietnamitas são muito casca grossa.

Munhoz
Munhoz
1 mês atrás

A um tempo atras assisti um filme chines bom Operation RED SEA 2018 https://www.youtube.com/watch?v=LIjuBj3Owo4

Filme bom ! pelo menos em filmes eles estão chegando perto

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  Munhoz
1 mês atrás

Trailer do filme muito bom. Está adicionado na minha lista. Uma vez eu vi um filme russo de guerra na qual também me impressionou muito – porém não lembro o nome.

Munhoz
Munhoz
Reply to  Matheus Santiago
1 mês atrás

Filmes T 34, 9º Pelotão e Atração, os russos também são bons, esse Atração eu achei o melhor.

Munhoz
Munhoz
Reply to  Munhoz
1 mês atrás

https://www.youtube.com/watch?v=xJBkki3OFgQ Trailer do filme Atração

Raduga
Raduga
Reply to  Matheus Santiago
1 mês atrás

https://www.imdb.com/title/tt4084744/?ref_=nm_knf_t1

Batalha de Sebastopol, se não for esse fica como indicação.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Munhoz
1 mês atrás

Este filme é horroroso…

é do naipe daquele Hunter Killer com o cara do 300…. que é outro lixo.

jorge domingos
jorge domingos
1 mês atrás

O ocidente criou um monstro chinês, mas ainda é tempo e há condições plenas de reduzir a China.

Oraculo
Oraculo
1 mês atrás

Resumindo, copiaram o conceito das “BCT – brigade combat team” americanas na cara dura.

Chineses fazendo o que sabem de melhor: Roubando ideias dos outros.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Oraculo
1 mês atrás

Queria q este conceito fosse roubado pelo Brasil..

Isto sim

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

Existe pouca informação a cerca dos tanks Type 96 e Type 99 Chineses. sendo o Type 96 o cavalo de batalha de verdade e o Type 99 uma versão “premium” para unidades de elite… Eles variam do T-80. Ainda assim eu acho que ambos teriam uma vida bem difícil (pra não dizer ingrata) se tivessem que enfrentar o K2 Black Panther ou o Type 90 do japão que são MBTs no nivel de Challenger 2 Leopard 2A7 e M1A2 SepV3… São veículos que seguram o piano e são perigosos mas ainda não acredito que sejam a par dos melhores veículos… Read more »

Helbert Pedra
Helbert Pedra
1 mês atrás

Acredito ser o conceito próximo do ideal para os atuais tempos. Quebrar paradigmas de forças armadas separadas e descoordenadas. Um modelo de modernização que deveria ser adotado pelas nossas FA.

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
1 mês atrás

Interessante a declaração: Impedir uma agressão externa enquanto protege o Partido Comunista Chinês.

Na verdade as forças armadas da China são meramente uma milícia do partido, não da nação.

Se tiver de escolher entre a China e o partido comunista, elas escolherão o partido.

Gelson
Gelson
1 mês atrás

Bom dia, gosto muito deste conceito de grupos de batalha com todas as armas integradas. Os alemães, durante a 2GM usaram este conceito (KampfGruppe), que também foi adotado… pelos EUA nos seus Grupos de Combate Regimentais. Vi como os chilenos organizaram as suas Brigadas desta maneira, além de acrescentar o elemento aéreo (helis e drones). Ingleses e israelenses tem organizações similares também. Só acho que deveria ser feito a nível de Brigada pois manter 12 tipos de armas e serviços para atender a formação de Batalhão me parece demais. Uma Brigada com estes atributos sairia-se bem melhor no terreno com… Read more »

Gelson
Gelson
Reply to  Gelson
1 mês atrás

Complementando…
armas e equipamentos são importantes e quanto mais eficazes, melhor!
Mas nada disso adianta muito se a tropa não estiver muito bem treinada, orientada e motivada. O Exército chinês, a exemplo do russo é constantemente e duramente treinado – pelo menos as suas unidades de pronto emprego – e apto a lidar com as demandas do campo de batalha.
Como já antecipava o velho dito da caserna: “o suor economiza sangue”.