Home Asas Rotativas Exército dos EUA vai aposentar centenas de helicópteros Apache AH-64D

Exército dos EUA vai aposentar centenas de helicópteros Apache AH-64D

3441
81
AH-64D Longbow do Exército dos EUA

O Exército dos EUA deve se livrar dos velhos helicópteros de ataque AH-64D Apache para abrir espaço para novas aeronaves, de acordo com um aviso publicado no site de contratação principal do governo dos EUA esta semana.

O Comando de Contratação do Exército – Redstone Arsenal (ACC-RSA) está procurando empreiteiros para desmontar centenas dos helicópteros restantes da Força na configuração AH-64D.

“O Comando de Contratação do Exército do Governo dos Estados Unidos (USG) – Redstone Arsenal (ACC-RSA) está conduzindo uma pesquisa de mercado para determinar fontes potenciais para a desativação do Apache AH-64D para o Gerente de Projeto do Helicóptero de Ataque Apache (PM AAH) dentro do Escritório Executivo do Programa para a Aviação (PEO AVN)”, diz o aviso. “O USG busca identificar fontes potenciais que possuam conhecimento, capacidades e experiência para atender aos requisitos necessários para desativar o helicóptero de ataque Apache AH-64D, fornecido diretamente ao governo.”

O Apache Project Office está procurando novas parcerias inovadoras com a indústria para fornecer planos, procedimentos, informações de produção e relatórios que tratam da desativação de 3 a 7 aeronaves AH-64D por mês. O escopo de trabalho adicional inclui pequenos reparos para maximizar a reutilização de componentes para a produção do Apache AH-64E.

O edital dá mais detalhes e informa que o período de execução desta obra é de janeiro de 2022 a dezembro de 2027 com a primeira entrega solicitada em junho de 2023 e a última entrega solicitada em março de 2027.

O Apache AH-64 construído pela Boeing é o helicóptero de ataque do U.S. Army. É capaz de destruir alvos blindados, pessoal e materiais em condições obscuras do campo de batalha.

A frota atual da Aviação do Exército contém os modelos AH-64D Longbow Apaches e AH-64E. O Apache é enviado para batalhões de reconhecimento armado e unidades de cavalaria do Exército Ativo e da Guarda Nacional do Exército. A aeronave é projetada para apoiar equipes de combate de brigada em todo o espectro da guerra.

Subscribe
Notify of
guest
81 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
11 dias atrás

Acho que vai acabar indo para Taiwan boa parte desse material

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
11 dias atrás

Rafael Gustavo de Oliveira

“Acho que vai acabar indo para Taiwan boa parte desse material”.

Você leu o texto amigo Rafael?

“O escopo de trabalho adicional inclui pequenos reparos para maximizar a reutilização de componentes para a produção do Apache AH-64E”.

As aeronaves apache modelo D serão desmontadas e todos os seus componentes serão reaproveitados na variante AH-64 Guardian-E

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
10 dias atrás

Sim eu li amigo adriano…. Acontece que leitura, interpretação e opinião são coisas bem diferente vc não acha?….acho que isso pode desculpa….mas enfim é só opinião

Last edited 10 dias atrás by Rafaelvbv
Anthony
Anthony
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
9 dias atrás

Boa!

ALISON
ALISON
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
1 dia atrás

Vdd… opinião bem esdrúxula… mas opinião…

Pablo
Pablo
11 dias atrás

Não tenho bola de cristal, mas prevejo vários comentários kkkl

Jagdverband#44
Jagdverband#44
11 dias atrás

Quais são as diferenças entre as versões?

_RR_
_RR_
Reply to  Jagdverband#44
11 dias atrás

Jagd… Falando de forma bem resumida… O padrão americano de geração imediatamente anterior, que é o da matéria, é o modelo D ( praticamente todos os A foram convertidos para esse padrão ), com radar Longbow, que é um tipo de ondas milimétricas capaz de, salvo melhor juízo, rastrear mais de 120 alvos e engajar 16 ao mesmo tempo. Usa motores GE T-700 701C. O E é a evolução atualmente sendo entregue, que incorpora conectividade com drones e novos motores 701C, além de um link 16 de comunicações seguras. Some também a adoção de um rotor aprimorado. Há diversas variantes… Read more »

jagdervband44
jagdervband44
Reply to  _RR_
10 dias atrás

valeu pela info

Ersn
Ersn
11 dias atrás

Parece que eles querem reaproveitar o máximo de peças,sistemas e estruturas compatíveis com a versão AH-64E para fazer prateleira de reposição e também para versão D remanescente além de usar os recursos economizados com a operação da versão D e logística para a versão E para financiar a compra de mais AH64E,resumindo vão matar o Apache D para comprar o Apache E.

Antoniokings
Antoniokings
11 dias atrás

Pode ser que eu me engane, mas serão repostos (se forem) uma quantidade bem menor de helicópteros.
É visível que as Forças Armadas americanas estão cortando efetivos e equipamentos em todos os setores.
O último a levar ‘uma facada’ foi o Corpo de Fuzileiros.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
11 dias atrás

Serão repostos, sim. A versão É será a padrão em serviço. Conversão de D em E e construção de novos E. Pelo menos por muito tempo ainda será a maior frota de helis de ataque do mundo.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Flanker
10 dias atrás

Ele coloca o mesmo comentário em vários fóruns e toma a mesma pancada em tudo que é lugar…

ALISON
ALISON
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 dia atrás

Tipo vc minion?

ALISON
ALISON
Reply to  Flanker
1 dia atrás

Já pode tirar o ovo da boca…

Caio
Caio
11 dias atrás

Se tiver preço, qualidade e oferta,que o Brasil não durma no ponto.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Caio
10 dias atrás

Para quê, para toda vez que for voar precisar de um telefonema para Washington? Passo, melhor o TAI ATAK.

Teropode
Reply to  Defensor da liberdade
9 dias atrás

Quanta besteira , se apegando a lendas urbanas , a Turquia e Grécia não concordam com vc .

Pablo Maroka
Pablo Maroka
11 dias atrás

Espero que o brasil entre na fila pedindo alguns.

Essa parceria com os mestres tem que funcionar!

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Pablo Maroka
11 dias atrás

Nessa nossa parceria caracu, a gente só leva no kkkkk. EUA parou de importar aço BR, e o que o gov. brasileiro fez? Deu um presente. Prorrogou a importação de etanol americano sem tarifa prejudicando nossa indústria de álcool.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Mensageiro
11 dias atrás

estão ferrando nossas refinarias e esse asno presidencial está adquirindo combustível americano ao invés de aumentar a produção aqui,bela auto suficiência…

antonio mattioli
antonio mattioli
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
10 dias atrás

caro; quando dollar está em alta, as usinas implementam a produção do açucar para exportação , o álcool fica reduzido, e aritmética básica. O governo está correto em importar etanol americano, agindo assim ele mantem o etanol competitivo.

Mgtow
Mgtow
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
10 dias atrás

Estamos ferrados amigo com esse débil mental que tá presidencia. O cara ta destruindo tudo, e não vêlimites para agradar os EUA. ´Tem que ser parado

Paulo Siqueira
Paulo Siqueira
Reply to  Mgtow
9 dias atrás

Ferrado vc já está disseminando suas bobagens!

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Mgtow
9 dias atrás

Então, em 2022 vota no Molusco que o STF vai liberar, ai quem sabe a gente volta a ter relações com países que nos trarão mais benesses: Cuba, Venezuela, Irã, etc

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  Mgtow
9 dias atrás

Aquele porto em Cuba que seria alugado aos americanos manda lembranças.

Jorge knoll
Reply to  Mgtow
8 dias atrás

Concordo plenamente, e o pior que votei nele, mas em 2002, vou dar o troco. Campanha contrária já estou fazendo no facebook.

Augusto Mota
Augusto Mota
Reply to  Mensageiro
11 dias atrás

Espalhador de fake news detetado.

Sequim
Sequim
Reply to  Augusto Mota
10 dias atrás

Fake News? Foi divulgado pela própria Casa Branca…

Mgtow
Mgtow
Reply to  Mensageiro
10 dias atrás

 Prorrogou a importação de etanol americano sem tarifa prejudicando nossa indústria de álcool.” Sabe o que eu acho? Pouco.Que sirva de lição para essa turminha do agronegocio que são os principais financiadores desse governo entreguista e vendilhão da pátria.Agora a fera que eles ajudaram a criar se voltou contra eles

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Mgtow
10 dias atrás

Pois é. Dois anos de governo e essa “irmandade” nos trouxe o que de bom? Um reconhecimento de parceiro “extra otam”? Na prática, nada. Na prática, não beneficiou as FA’s em nada. Só fez uma covardia, fazendo com que, enquanto todo o restante da sociedade teve uma compreensão e aceitou reformar a previdência, ele foi lá, tirou os militares e ainda fez uma reestruturação da carreira para o oficialato.
Sinceramente, a parceria com os indianos, nesses dois anos de governo, foram muito mais vantajosas do que a com os EUA.

Teropode
Reply to  Mgtow
9 dias atrás

Bom eram os anteriores que pagavam mesada para um certo pária do Caribe e a ditadores africanos , 🤣🤣🤣🤣, seu equívoco é tão grande ,ignora que a turminha do agro é a que mais se dá bem neste governo , relaxe para não queimar a língua .

Last edited 9 dias atrás by Teropode
Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Teropode
9 dias atrás

Até quando vocês vão ficar ressuscitando o PT pra validar os argumentos de vocês? Eu, particularmente, sou eleitor do governo atual e mantenho minha crítica. 1) Até o momento, essa tal “irmandade” não nos rendeu nenhuma vantagem relevante. Pelo contrário, acabamos de ver nosso aço ser sobretaxado. 2) Não houve nenhum benefício para as FA’s, salvo um corporativismo e um aumento do já sufocante custeio das forças. São praticamente dois anos de governo e nenhum benefício dessa relação. Idem quanto à Israel. Quero ver como vai ficar a posição do governo caso o Trump não ganhe. Se vai chamar de… Read more »

Marcelo Baptista
Marcelo Baptista
Reply to  Felipe Morais
8 dias atrás

O interessante, é que quando o PT estava no governo e cobrávamos eles, vinha sempre alguém e dizia, e o PSDB, blablabla, ou seja, o problema é que as pessoas tem politico de estimação, e se esquecem delas mesmas. Politico trabalha para mim, não eu para ele. Bem, era assim que deveria ser.

Foxtrot
Foxtrot
11 dias atrás

Acho interessante sim, a aquisição de umas 24 células para o EB (apesar de meu sonho é ver o MI-28 no EB, mas já sabemos da nossa marxismo fobia, então esquece), com modernização local. Mas o ideal será dotar-mos qualquer helicóptero de ataque que o EB resolva adotar com um pacote de sistemas de armas nacional. Uma versão aérea da TORC-30 mm (nem sei se ela existe mais, pois os gênios resolveram adotar a importada UT-30), a versão Ar/Solo do MSS ou nacionalizar o Mokapa Sul Africano, foguetes guiados 70mm semelhantes ao LCPK e que a avibras disse dominar a… Read more »

João Bosco
João Bosco
11 dias atrás

Creio que o EB poderia negociar umas 30 células dessa versão do Apache, com um bom estoque de peças de reposição. Depois adaptá-los para uso de armamento de produção nacional ou sob licença.
Poderia ser uma boa ideia , resolveria o problema dos helicópteros de ataque e justificaria a parceria militar com o Tio Sam ( assim poderemos ver na prática, se essa parceira é uma via de mão dupla ou não ).

rodrigo
rodrigo
Reply to  João Bosco
11 dias atrás

ai vc caiu da cama e acordou. ..kkk

Flanker
Flanker
Reply to  João Bosco
11 dias atrás

Meu caro, no corpo da matéria há a informação de que esses helicópteros estão sendo desativados e desmontados para ter suas peças e componentes utilizados na versão E do Apache. Inclusive estão contratando empresas para fazer essa desmontagem e revisão dos componentes. Então, essas aeronaves não poderão ser vendidas ou doadas para ninguém. Serão desmontadas para ceder equipamentos para a versão mais moderna. A ideia do US Army é uniformizar a frota com a versão E, mais capaz.

Teropode
Reply to  João Bosco
9 dias atrás

Esqueça, vamos de MI 34 e AH 1 cobra .

Gabriel BR
Gabriel BR
11 dias atrás

Vai virar tudo peça de reposição para os novos Apaches E.
Uma tremenda maquina de guerra !

_RR_
_RR_
11 dias atrás

Prezados…

Esqueçam Apache…

O helicóptero de ataque que está na mira do EB é o ‘Viper’. Mais barato de adquirir, mais simples de operar e manter… e vai fazer praticamente o mesmo que o AH-64 nestas terras…

E não se esqueçam: antes de um helicóptero de ataque, tem toda a frota de Panther e Esquilo pra esquentar a cabeça…

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  _RR_
11 dias atrás

Nada de apache para o Brasil,acho que o mais adequado seria ou UH-1W/Z ou T-129 Atak…

comment image
comment image

Sou a favor de helicopteros de ataque no EB,mas também não seria contrário caso viesse militarizados…

comment image

comment image

comment image

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  _RR_
11 dias atrás

Mas eu li que haverá renovacão das aeronaves leves,se não me engano o nome do programa é TH-X e será para as três forças…

Certamente será para suceder os Bell,Airbus esquilo e talvez os panteras.
comment image
comment image

Acho que uns H-145M poderiam ser empregados na função de reconhecimento armado em apoio às tropas terrestres,como era a função do Bell OH-58 Kiowa.

Last edited 11 dias atrás by ADRIANO MADUREIRA
_RR_
_RR_
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
9 dias atrás

Boa noite, Adriano.

Não creio que o Phanter possa ser substituído por algum tipo de menor porte.

Para substituição dos helicópteros de transporte médios, certamente haverá um tipo em específico, que talvez seja algo do porte de um H160.

Já para os Esquilos e Bell, apostaria em uma variante do H135 produzido sob licença no País ou, se se pensar em guardar um trocado, do H130…

Tutu
Reply to  _RR_
9 dias atrás

Se eu não estou enganado atualmente o H130 não faz parte do portfólio militar da Airbus helicópteros.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  _RR_
9 dias atrás

H-160 RR?! Seria uma boa aquisição caso acontecesse isso,uma aeronave bem dizer recentemente lançada no mercado…

comment image

comment image
comment image

comment image

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  _RR_
9 dias atrás

“Já para os Esquilos e Bell, apostaria em uma variante do H135 produzido sob licença no País ou, se se pensar em guardar um trocado, do H130″…

O H-135 é show,mas se for para guardar um trocado,o H-130 não é uma aeronave ruim…

comment image

comment image
comment image

Pablo
Pablo
Reply to  _RR_
10 dias atrás

exatamente, um esquilo aqui tem muito mais utilidade que um apache!!

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Pablo
10 dias atrás

Com certeza. Na verdade, dentro da força de asa rotativa, muita coisa tem mais importância que um apache. Começando pelo Esquilo, passando pelo BlackHawk, terminando por resolver se finaliza as aquisições do caro Caracal.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  _RR_
10 dias atrás

Para pegar museu é melhor pegar o ATAK, na moral quem é que decide as compras das FAs mesmo, é um sucateiro?

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Defensor da liberdade
9 dias atrás

É um bilionário, podre de rico, que não sabe nem onde coloca o dinheiro. Não vê, o quanto dinheiro sobra nas FA’s?? Ta jorrando dinheiro. Você sabe bem como é isso né? Afinal, com toda a fortuna que diz ter, deve saber como é chover dinheiro.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Defensor da liberdade
9 dias atrás

E como escrevi para o cidadão ali embaixo, está mesmo dizendo que o ATAK é sucata? É isso mesmo?

Satyricon
Satyricon
Reply to  _RR_
10 dias atrás

Tanto para o EB quanto para a MB a versão AH-1 W super cobra já seria mais que suficiente (e mais econômicas). Um mix de 18 verde-oliva e 8 cinzas, e fechou.
Mas pelo visto, vamos perder o bonde (novamente)…

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Satyricon
10 dias atrás

Concordo com você. É mais do que suficiente. Tem muita coisa mais importante do que investir em um heli puro ataque. Especialmente no viper, que não é o mais caro, mas tbm não é nada barato.

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  _RR_
10 dias atrás

Amigo _RR_….os esquilos que fazem papel de helicoptero de ataque estão chegando no final de sua vida util….o tempo esta correndo para o e.b….ainda acho que aqueles lotes disponibilizados de supercobra revisados seria a solução com melhor custo x beneficio para o e.b

Tomcat4,2
Tomcat4,2
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
9 dias atrás

Todos os Fennec do EB foram modernizados e além de Glass cockpit, receberam novos braços para armamentos e extenderam em ao menos 20 anos a sua vida útil, o exército tem um programa em curso para aquisição de mísseis Atgm para equipar eles ,o último dos 36 fennec’s foi enviado para a modernização tem poucos dias e 28 já foram entregues. Os Panther 5bm estão sendo modernizados

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  _RR_
10 dias atrás

Tem o Battlehawk tambem…..não é um helicoptero 100% de ataque, mas parece ser uma alternativa interessante tambem….

_RR_
_RR_
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
9 dias atrás

Boa noirte, Rafael. Justamente por isso falei em “esquentar a cabeça”… Mesmo que ainda se possa extrair uns anos a mais do Esquilo, resta claro que o dito cujo já está no limite do desenvolvimento. É beco sem saída para o EB… O Battlehawk é simplesmente caro demais, logo ao ponto em que compensaria a adoção de um helicóptero de ataque puro… Honestamente, penso que o EB deve fazer o feijão com arroz, como sempre fez. Primeiro, o Caracal já é uma realidade, e determina que não haverá necessidade de se pensar em um transporte médio-pesado. Ele também torna o… Read more »

_RR_
_RR_
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
9 dias atrás

Se bem que qualquer plano de reequipamento tenderá a ir pra geladeira, de modo que o EB vai ter que se virar com o que tem…

Provavelmente vão fazer o possível para aumentar a vida útil dos Esquilo e tirar o que sobrar dos Phanter pelos próximos dez anos, no mínimo…

É a realidade…

Fabio Araujo
Fabio Araujo
10 dias atrás

Se não querem podem mandar que aceitamos!

Rodrigo LD
Rodrigo LD
10 dias atrás

As peças serão reaproveitadas. Irão desmontar os D para adquirir a mesma quantidade de E. Não é interesse deles a venda dos aparelhos. Além disso, a manutenção e a operação são caríssimas, longe da nossa realidade.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  Rodrigo LD
10 dias atrás

Ora bolas, estamos fazendo de um helicóptero de ataque de verdade e não um de brinquedo, logo o valor caro justifica-se! É cada uma…

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
10 dias atrás

Tem muito Helicóptero de ataque que tbm é “de verdade” e não tem o custo de operação tão caro como o Apache.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
10 dias atrás

Duas dúzias para o Brasil como gesto de amizade verdadeira!

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
10 dias atrás

“Amizade verdadeira”,sei… Não há amizade verdadeira mas sim interesses verdadeiros…

Mgtow
Mgtow
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
10 dias atrás

Amizade? Sonha aí minion iludido. Os acordos que o australopitecus está fazendo com eles, esta colocando o Brasil em constantes desvantagens. O cara simplesmente está entregando a nossa soberania aos EUA

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
10 dias atrás

Nem os brasileiros tem “amizade verdade” com o Brasil. Imagine os americanos ou qualquer outro povo.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
10 dias atrás

“Ain, para o Brasil não serve porque a manutenção e hora de voo são caros demais e blá blá blá…” É por esse tipo de pensamento que nossa Forças Armadas está sucateada! Quem pensa pequeno não chega a lugar algum! Tudo que é bom custa caro! Será que essa pessoa quando vai no açougue ela escolhe o fígado ao invés da alcatra? Ou quando vai comprar um carro escolhe um bem velho caindo aos pedaços ao invés de escolher um novo?

Wilson França
Wilson França
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
10 dias atrás

Depende. Tem gente que é pobre e não tem condições nem de ir no açougue.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
10 dias atrás

“Será que essa pessoa quando vai no açougue ela escolhe o fígado ao invés da alcatra? Ou quando vai comprar um carro escolhe um bem velho caindo aos pedaços ao invés de escolher um novo?” Mas o fato é que para comprar um carro velho ou novo precisa-se de grana,não é só comprar pelo bom FMS e achar que está tudo perfeito e já pode sair para voar… Tem custo de treinamento para pilotos,para mecânicos,tem que montar ou ampliar instalações para receber os helicópteros e suas peças sobressalentes. não é pensamento pequeno,não é vira-latice… Comprar para ficarem expostos e guardados… Read more »

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
10 dias atrás

como você é limitado. A sua analogia seria seria mais adequada se fosse “será que o pedinte, que ganha um trocado, vai ao açougue e compra o que der para si e para sua família ou será que ele espera os trocados dos dias seguintes para comprar a alcatra?”. Já ouviu falar de responsabilidade fiscal? De necessidade de prévio empenho para se formalizar uma despesa? De necessidade de Dotação Orçamentária demonstrando que há recursos para fazer frente a uma despesa? Pois é. Vá atrás de saber o que é e as punições a quem não respeita isso. O gestor público… Read more »

Marcelo Baptista
Marcelo Baptista
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
8 dias atrás

Bem eu quando vou no açougue, eu vejo quanto tenho na carteira e compro o que dá, graças a Deus eu posso comprar um coxão duro, detesto fígado!
Já o carro eu queria ter uma MB, mas no momento, só consigo andar de Ecosporte, mas mesmo assim, graças a Deus.
Então, o problema não é viralatice ou pensar pequeno, é olhar para a realidade a curto e médio prazo e ver que eu, agora, só consigo comer coxão duro, e ter dinheiro para comer toda a semana, ao invés de comer alcatra só uma vez por mês, se der!

filipe
filipe
10 dias atrás

Se eles consideram o Apache AH64D “Velho”, imagino o que será novo, a EB está a anos luz da USAF e US Army, temos de fazer um FX ou HX para Helicópteros de Ataque com urgência , e ir imediatamente para o T-129 Turco ou AW-249 da Leonardo, nada de querer velharias (EC665 Tiger + Mi-35M2 Hind + Mi-28N Havoc + AW129 Mangusta + Bell AH-1 Cobra + Bell AH-1Z Viper + Ka-50 Kamov + Denel Rooivalk + CAIC WZ-10 + HAL LCH) , vamos partir para projectos modernos.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  filipe
10 dias atrás

Dizer que o CAIC WZ-10, MI-28 é uma velharia é no mínimo não saber nada de helicopteros.. A aeronave tem um motor moderno,o WZ-9 que desenvolvem 1.350 cavalos de potência cada, com base em um projeto civil Pratt & Whitney Canada (PT6C-67C) encontrado em outros helicópteros chineses.  A Pratt & Whitney Canada é forneceu aos chineses o software disponível para converter os motores civis em sistemas de nível militar.   fornecendo uma velocidade máxima de mais de 300 kmh e um alcance de serviço de mais de 800 quilômetros.  Os motores WZ-9 são totalmente montados na China, sem dependência de… Read more »

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  filipe
10 dias atrás

Pq “com urgência”? O FX tinha o objetivo de substituir aviões velhos. O FX2 passou a ter o objetivo de substituir aviões velhíssimos, que, a cada dia que passa, colocam mais a vida de seus pilotos em risco. Pq Helicóptero de ataque teria essa mesma urgência? Urgente, no Exército, é pensar em atualizar o seu quadro funcional, diminuindo a despesa. É pensar em diminuir seu patrimônio, vendendo imóveis que não agregam em nada na atividade fim da força. É continuar a implantação do SISFRON. É adquirir um sistema de defesa anti aérea de média altura. É atualizar sua artilharia. É… Read more »

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  filipe
10 dias atrás

Cara você ta chamando projetos como o Viper, KA 50, AW 129, Mi 35 e 28 de velharias. Teve até a ousadia de chamar o caríssimo Tiger de Velharia. Fale dos projetos, de suas falhas e deficiências. Mas velharia? kkkkkkkkkkkkkkk você ta achando que vive na Suíça, meu caro? Qualquer um deles colocaria medo em qualquer coluna de blindados, das poucos que se tem, da América do Sul. Qualquer um desses Helicópteros seria uma salto extremo de qualidade no EB. Até pq pra quem não tem NADA, ter algo, já é um salto de qualidade. Portanto, sintonize de novo com… Read more »

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
10 dias atrás

Sobre o AH-64 para o Brasil:

“O CAVEX não analisará a aeronave Apache. Ela não foi disponibilizada pelo governo americano para o Exército do Brasil e, mesmo que fosse, por seus altos custos de aquisição e de manutenção, estaria fora da realidade orçamentária da Força Terrestre brasileira”.
[ 23 de fevereiro de 2015]

Há não ser que a situação orçamentária não mude,essa é o posicionamento da aviação do EB…

https://www.forte.jor.br/2015/02/23/exercito-brasileiro-ja-organizou-os-testes-para-o-airbus-tiger/

Acho que o mais realista para o EB,seria uns desses aqui…

https://www.forte.jor.br/2019/04/19/helibras-apresenta-o-helicoptero-h145m-ao-comando-de-aviacao-do-exercito/

Satyricon
Satyricon
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
9 dias atrás

Adriano, acho muito provável que o H-145M venha para as forças armadas brasileiras em substituição principalmente ao esquilo mas também aos uh-1 huey, mas em funções utilitárias. Isso não impede, entretanto, seu uso em versões armadas, eventualmente.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Satyricon
9 dias atrás

Sim,provavelmente…Apesar de que nós já recebemos aeronaves novas H-135 que foram para a MB,que acredito que também poderiam ser armadas como o H-145 implementando o kit H-force…

comment image
comment image
comment image

comment image
comment image

Last edited 9 dias atrás by ADRIANO MADUREIRA
carvalho2008
carvalho2008
8 dias atrás

comment image

Gerson
Gerson
7 dias atrás

pelo menos uma meia duzia desses para o porta helicópteros seria bom!