Home Defesa Antiaérea Rússia implanta mísseis S-300 de defesa aérea em ilha disputada com o...

Rússia implanta mísseis S-300 de defesa aérea em ilha disputada com o Japão

4381
49

A Rússia diz que implantou seu avançado sistema de mísseis de defesa aérea S-300V4 para tarefas de combate em uma das quatro ilhas da cadeia de Curilas em disputa com o Japão.

“Os sistemas de mísseis antiaéreos de curto alcance já estão em operação na ilha de Iturup, na região de Sakhalin. Agora a “artilharia pesada” de defesa aérea chegou. O chamado grande sistema de defesa aérea: o S-300V4”, relatou na terça-feira a TV Zvezda, o canal de televisão do Ministério da Defesa da Rússia.

A ilha, conhecida como Iturup na Rússia e Etorofu no Japão, é uma das quatro ilhas dominadas pela Rússia na região norte do Japão de Hokkaido.

A ilha faz parte das Curilas do Sul, conhecidas como Territórios do Norte no Japão.

No final do dia, o Distrito Militar Oriental da Rússia também disse em um comunicado que unidades do sistema russo de mísseis de defesa aérea S-300V4 entraram em serviço de combate nas Ilhas Curilas.

Na quarta-feira, o secretário-chefe de gabinete do Japão, Katsunobu Kato, disse que seu governo havia protestado contra a Rússia.

As quatro ilhas mais ao sul da cadeia Kuril – Habomai, Shikotan, Etorofu e Kunashiri – foram disputadas entre a Rússia e o Japão desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Tóquio diz que elas foram apreendidas ilegalmente pela União Soviética após a rendição do Japão no final da Segunda Guerra Mundial.

Moscou, no entanto, cita o Tratado de Paz de São Francisco de 1951, que aboliu a soberania do Japão sobre o arquipélago, descrevendo as alegações de Tóquio como infundadas.

A disputa territorial impediu os dois países de concluir um tratado de paz no pós-guerra.

O impasse também prejudicou o investimento bilateral e a cooperação comercial entre os dois lados.

Moscou tem bases militares no arquipélago Curilo do Pacífico e, em 2016, irritou Tóquio ao iniciar a construção de novos complexos modernos para suas tropas estacionadas nas ilhas.

Em novembro de 2018, o ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe e o presidente russo Vladimir Putin concordaram em acelerar as negociações sobre um tratado de paz com base em uma declaração conjunta de 1956 que menciona a devolução de duas das ilhas – Shikotan e o grupo de ilhotas Habomai – ao Japão.

Mas o progresso, no entanto, não se materializou.

A ação de terça-feira deve irritar Tóquio, que é altamente sensível a movimentos militares da Rússia nas ilhas disputadas.

Em outubro, a Rússia disse que planejava implantar o sistema de mísseis nas ilhas pela primeira vez, mas que a mudança faria parte de exercícios militares e não para tarefas de combate.

A implantação ocorre não muito depois de Abe, que montou um esforço para resolver a disputa, anunciar que estava deixando o cargo em agosto.

O S-300V4 é um sistema avançado de mísseis de defesa aérea altamente móvel projetado para proteger instalações militares e administrativas vitais e agrupamentos de forças contra ataques por armas de ataque aéreo balístico e aerodinâmico. É a quarta versão do sistema de mísseis antiaéreos de campo de batalha S-300V atualizado.

Subscribe
Notify of
guest
49 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

A Segunda Guerra tecnicamente ainda não acabou por conta destas ilhas, só quando o acordo de paz Japão e Rússia for assinado podemos dizer que a Segunda Guerra tecnicamente vai chegar ao fim!

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

OFF – Os Marines conseguiram capturar mísseis anti-tanques russos e os levaram para os EUA para estudar!

https://defence-blog.com/news/u-s-marines-conducts-a-detailed-examination-of-russian-made-anti-tank-missiles-captured-in-syria.html

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

O único problema é que quando os russos entregam algo para alguém, apesar de ser material de primeira, é porque eles têm, muito provavelmente, coisa melhor. O passo adiante.
Vide os S-400.
Foi noticiado que o S-500 vai entrar em operação em 2021.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Sim, mas isso quer dizer que outros vão estar operando essa versão e atualmente é maśi fácil terem que atuar contra esses outros operadores do que contra a Rússia!

GuilhermeCandido
GuilhermeCandido
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Site com malware

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Resumindo…

Os russos vendem material degradado ou seja o bom e velho embargo..

Mas não são só os americanos que faziam isto ?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Não diria degradado, visto ser ainda melhor que os equivalentes ocidentes.
Mas, todos os países fazem isso.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Tá bom… Sonhar é bom e ainda não paga imposto.

MFB
MFB
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Tonho. Gostaria de ver um dia uma argumentação minimamente decente para a sua afirmação de que armamentos russos são melhores que todos os outros. Sério mesmo, você é patético. Parece coisa de fanático por futebol.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Os russos fizeram o mesmo com misseis de cruzeiro e bombas planadoras de origem americana, não detonadas na Síria. Também foram capturados outros tipos abandonados com os curdos.

Last edited 1 mês atrás by Vinicius Momesso
Lee Cruz
Lee Cruz
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Engenharia Reversa haha

XFF
XFF
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Você fala uma coisa sem sentido. Você tem ideia quantas armas sofisticadas dos EUA que a Rússia e governo Síria capturaram na Síria com os terroristas patrocinados por Tio Sam na Síria? Milhares. Isso sem contar armamentos Israelenses com os terroristas, no qual chamavam de” Guerreiros de Liberdade ou terroristas moderados por tio sam” .

Só mísseis anti-tanque BGM-71 Tow dos EUA, a Rússia capturou centenas na Síria com os terroristas.

https://www.youtube.com/watch?v=pTnICpz-vt8 (mísseis anti-tanque BGM-71 Tow dos EUA capturados na Síria)

Last edited 1 mês atrás by XFF
Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
1 mês atrás

Se a Inglaterra tivesse militarizado fortemente as Maldivas, com certeza teria “esfriado” o ímpeto argentino em reconquista-las. Certo a Rússia em fazer isso.

Tamandaré
Tamandaré
Reply to  Vinicius Momesso
1 mês atrás

Você quis dizer “Malvinas”, não??

Glasquis 7
Reply to  Tamandaré
1 mês atrás

Isso não existe. Se chamam Falklands por que as entregaram aos ingleses.

Ricardo
Ricardo
Reply to  Glasquis 7
1 mês atrás

Nunca foram entregues.

Matheus Augusto
Matheus Augusto
Reply to  Ricardo
1 mês atrás

Se os Argentinos querem, negócio é se armar e ir pegar na força. Se não querem fazer isso o choro é livre.

Matheus Augusto
Matheus Augusto
Reply to  Ricardo
1 mês atrás

Mesma coisa os Japoneses, se acham que as ilhas são deles, que mande seu exército e marinha ultramodernos de anime pra ir pegar. Mas não vão fazer isso por que sabem que com a Rússia o buraco é mais embaixo.

Paulo Sollo
Reply to  Ricardo
1 mês atrás

De fato antes dos ingleses as Falklands foram ocupadas por espanhóis, depois por franceses, e ambos desistiram das ilhas. Mas jamais pertenceram aos argentinos.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Tamandaré
1 mês atrás

Corretor ortográfico kkk

Dario Renato
Dario Renato
Reply to  Vinicius Momesso
1 mês atrás

Exato… corretor ortográfio reconhece “Malvinas” como um erro.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Dario Renato
1 mês atrás

Se você colocar qualquer carácter no lugar do “v”, fica redunte escolher entre “Maldivas” ou “Malvinas”.

PACRF
PACRF
1 mês atrás

Sistema de mísseis antiaéreos russos, que nenhuma força aérea do mundo deseja enfrentar.

Matheus Augusto
Matheus Augusto
1 mês atrás

Depois de Kalkin Gol e da batalha da Manchúria, os Japoneses aprenderam que é melhor não mexer com os Russos.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Matheus Augusto
1 mês atrás

Exato.
Um exército de 1 milhão de japoneses foi derrotado em cerca de 10 dias.
E se a guerra não tivesse acabado com a bomba atômica, hoje Tóquio seria chamada Toquiovski.

Tomcat4,2
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Toquiovski foi ótima!hauhauhauhauhau

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Valeu!

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

muito bom!!!! kkkkk kkkk kkkkk

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Saldanha da Gama
1 mês atrás

Valeu também!

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Precisa se informar melhor …..o efetivo japonês nesta batalha chega ao máximo em 80mil homens do lado japonês….os russos não tinham meios marítimos de bater de frente com os japoneses para uma invasão ao Japão….menos empolgação ideológica ….

Carlos Ravara
Carlos Ravara
Reply to  Plinio Jr
1 mês atrás

Sugiro a leitura desse livro:
Vasilevsky recebeu ordem de abortar a invasão anfíbia de Hokkaido em menos de 24 horas da data planejada.

518TD58p-dL._SX328_BO1,204,203,200_.jpg
ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Ao Japão só resta chorar,esse foi o preço a pagar por achar que poderia atacar,invadir e oprimir outros povos…

Ainda foi pouco comparado ao que fizeram na WW2

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

comment image

Léo Neves
Léo Neves
1 mês atrás

O lançamento de míssil do sistema S-300V4 é mais bonito que do restante da família S-300 e S-400

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
1 mês atrás

Este equivale às versões do S-400?

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
1 mês atrás

Eu gosto muito desses equipamentos russos de uma maneira geral e assim que se a Avibras for mesmo desenvolver um sistema de misseis terra-ar deveria ser baseado no S-400 da Rússia … Quem sabe até um parceria com empresas russas e transferência de tecnologias.

Last edited 1 mês atrás by Entusiasta Militar
Humberto Rodrigues Moreira
Humberto Rodrigues Moreira
1 mês atrás

O que foi feito das aeronaves Sherpa que o E.B. comprou ou iria comprar???

Antunes 1980
Antunes 1980
1 mês atrás

Este sistema S-300 não é aquele que foi destruído pelos drones turcos nas mãos azeris?

Agressor's
Agressor's
Reply to  Antunes 1980
1 mês atrás

Qualquer meio militar está sujeito a isso, até mesmo um suposto caça dito “invisível” aos radares.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

qual a composição de uma bateria destas ? Quantos lançadores elas tem ?

Eu já vi que tem alguns lançadores S300 com 4 mísseis…são mísseis diferentes destes com dois ?

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Acredito que por ser “altamente móvel”, dois mísseis ao invés de quatro, facilita muito esse trabalho.

ScudB
ScudB
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Amigo Rodrigo!
S-300V4 tem dois tipos de mísseis – pesada (9M82MD) e leve (9M83M). Correspondentemente tem dois tipos de lançadores (9A84-2 com 2 misseis e 9A83M2 – com 4).
Um sistema completo pode ter ate 4 complexos(baterias). Cada bateria possui uma estação de mira multicanal , ate 6 lançadores com 4 mísseis e ate 6 lançadores com 2.
E para quem esta fazendo a confusão gostaria lembrar que S-300V4 não é inferior que S-400. Este sistema simplesmente diferente de todos pois o que 300V4 faz – S-400/500 podem fazer.
Um grande abraço!

ScudB
ScudB
Reply to  ScudB
1 mês atrás

Correção..
Leia-se : pois o que 300V4 faz – S-400/500 não podem fazer.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  ScudB
1 mês atrás

O S-350 “Vytaz” seria um “meio-termo” entre esses?

ScudB
ScudB
Reply to  Vinicius Momesso
1 mês atrás

Não. O S-350 vai tomar lugar do S-300PS.
Na realidade toda a diferença de 300V4 esta exatamente na letra “V” (vojsko , ou exercito) que significa que este sistema é para proteger (no meio campo) formações tático operacionais. Opera em conjunto com Buk e/ou Tor que tb possuem lagartas e estão dando cobertura para S-300V e tb atuam no nível de regimentos menores.
Formando assim as camadas e escalões. Inclusive , onde S-350 pode entrar em ação – atuando em escalão recuado onde não precisa se preocupar com terreno e mobilidade.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  ScudB
1 mês atrás

Valeu velho…

As baterias que eu tenho criado no DCS World são muito maiores…

Vou adequar a este nro..

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Enquanto alguns sabem do valor estratégico de suas ilhas e sua importância militar em um lugar estratégico,outros tem ilhas para servirem apenas como santuário ecológico e destino turístico…
comment image
comment image

Antes já foi importante,como na WW2…

Last edited 1 mês atrás by ADRIANO MADUREIRA