quinta-feira, junho 30, 2022

Saab RBS 70NG

Referendo na Bielorrússia elimina ‘neutralidade nuclear’

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Na prática, o país pode receber armas nucleares a partir de agora

Os cidadãos bielorrussos pronunciam-se hoje em referendo sobre alterações à Constituição que eliminam o compromisso da Bielorrússia como “território sem armas nucleares”, substituindo esse artigo por outro que “exclui a agressão militar a partir do território” bielorrusso.

No final de janeiro, os Estados Unidos ficaram alarmados com o facto de esta reforma constitucional permitir a instalação de armas nucleares russas na Bielorrússia, país que faz fronteira com a Ucrânia, onde desde quinta-feira está em curso uma ofensiva militar russa em três frentes que já vitimou civis e obrigou à deslocação de mais de 100.000 pessoas, e com a Polónia.

As alterações agora submetidas a votação, apresentadas pelas autoridades bielorrussas em dezembro de 2021, reforçarão mais ainda o poder do atual Presidente da República, Alexander Lukashenko, aliado do líder russo, Vladimir Putin, e no poder em Minsk desde 1994.

Entre elas, estão a imunidade judicial vitalícia para os ex-Presidentes e a introdução de um limite de dois mandatos presidenciais, que só entrará em vigor a partir das próximas eleições.

Tal permitirá a Lukashenko candidatar-se novamente ao cargo em 2025 e 2030 e, se for reeleito, ficar no poder até 2035.

Segundo um comunicado da Comissão de Veneza, principal órgão consultivo do Conselho da Europa, estas propostas de revisão constitucional não só “não corrigem o forte desequilíbrio de poderes já existente” na Bielorrússia, como “podem mesmo agravá-lo”.

A Bielorrússia não faz parte do Conselho da Europa, que monitoriza o respeito dos direitos humanos no continente europeu e tem 47 Estados-membros, mas Minsk assinou com a organização pan-europeia tratados e protocolos.

Entre os pontos considerados “problemáticos”, a Comissão de Veneza aponta em particular “a falta de envolvimento do parlamento” bielorrusso e de “transparência na elaboração das alterações”. Lamenta igualmente “a ausência evidente de cooperação significativa entre o Governo e a oposição no exílio”.

Na quinta-feira, dia em que teve início a ofensiva militar em três frentes da Rússia à Ucrânia, o Presidente bielorrusso afirmou que o seu país estaria pronto para acolher armas nucleares em caso de ameaça ocidental.

“Se necessário (…), instalaremos não só armas nucleares, mas também armas supernucleares, armas promissoras, para defender o nosso território”, declarou Lukashenko, citado pela imprensa bielorrussa.

Poderá ser esse o caso se forem tomadas “medidas estúpidas” pelos “rivais e adversários” da Bielorrússia, aliada da Rússia na sua crise com o Ocidente em torno da Ucrânia, declarou Lukashenko.

“Se não houver ameaças de países hostis em relação à Bielorrússia, não haverá necessidade de armas nucleares aqui durante cem anos”, acrescentou.

Após o desmembramento da União Soviética, em 1991, a Bielorrússia, como outras ex-repúblicas soviéticas, renunciou, sob pressão dos Estados Unidos, às armas nucleares instaladas no seu território e aceitou restituí-las à Rússia, prevendo a Constituição bielorrussa que o país permaneceria uma “zona sem armas nucleares”, artigo agora substituído e que será hoje referendado.

FONTE: VISÃO

- Advertisement -

47 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
47 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
José
José
4 meses atrás

Esse referendo deve ter sido feito como as eleiçoes presidenciais, onde os votos do povo saiam pela janela e eram substituidos pelos votos que interessavam,

Joe
Joe
4 meses atrás

Nossso amigo kings anda sumido. Está elaborando desculpas e teorias para o desempenho russo na Ucrânia? Veja meu amigo, a guerra real é bem diferente dos seus sonhos e expectativas. Para quem achava e dizia que a Rússia chegaria a Paris em poucas semanas, vejam bem, em caso de guerra total contra a otan, a realidade foi um duro golpe. Espero que tenha aprendido a lição e pare de escrever insanidades diariamente.

Last edited 4 meses atrás by Joe
pangloss
pangloss
Reply to  Joe
4 meses atrás

Pelo contrário, ele passa o dia todo escrevendo bobagens. Deve receber por comentário postado. Se não estiver recebendo em rublos, já é milionário.

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
4 meses atrás

A ofensiva ucraniana sobre Lugansk, Donbass e Crimeia, deve começar ainda esse mês. A OTAN precisa ocupar a Bielornete em de forma sincronizada com a ofensiva ucraniana para dar mais tempo para os comandantes russos darem o suquinho do Abel para o Putin.

Dizem as más linguás que já tem comandante chamando ele pra jantar e o Putin está recusando convite. Vai chegar uma hora que vão ficar com bronca dele por recusar convite.

José
José
Reply to  Reinaldo Deprera
4 meses atrás

Meus caros a OTAN é um tratado defensivo e não para ofensivo. O problema de Putim foi que perguntou se podia pertencer a OTAN e disseram.lhe que não, logo a criança ficou chateada e quer partir os brinquedos todos dos amigos

Hcosta
Hcosta
Reply to  José
4 meses atrás

Só para complementar, se um país da OTAN atacar a Rússia, nenhum outro país tem a obrigação de ajudar. Só em caso de ser a Rússia a atacar…

José
José
Reply to  Hcosta
4 meses atrás

Sim, de resto ja quase todos os paises que fazem parte da UE e da OTAN estao a ajudar a Ucrania com armas, medicamentos, combustivel, ajuda financeira… So nao entram directamente na guerra mas indirectamente prestam apoio…

Nick
Nick
4 meses atrás

É isso que vai acontecer com a Ucrânia se Putin adquirir controle. Vai colocar um líder fantoche totalitário que autorizará livre conduto para armas nucleares e com garantias judiciais que nunca será julgado por isso.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Nick
4 meses atrás

Tipo igual os americanos fazem desde sempre

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

Onde?

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Reinaldo Deprera
4 meses atrás

Latino América , meu jovem

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Nick
4 meses atrás

Essa entrevista mostra bem a subserviência do Lukashenko ao Putin. Chega a ser nauseante.

https://youtu.be/1JNtiO7nhmo

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Bruno Vinícius
4 meses atrás

Prepare-se que vem mais.
A Rússia sempre agiu direito.
Até deixou Belarus sem armas nucleares
Enquanto isso, os EUA continuam com as suas na Europa.
Agora, pelo visto, a paciência russa acabou.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Nick
4 meses atrás

Quem se lembra da ameaça de invasão russa antes das eleições? Tudo manobras de propaganda para parecer que este ditador era “independente”.
Na semana seguinte já estava a pedir ajuda à Rússia…

Gabriel BR
Gabriel BR
4 meses atrás

Esse é um país que sempre quis conhecer

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

2. Pra quem gosta de história é um prato cheio.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
4 meses atrás

Hora dos americanos tirarem uns Pershing II da gaveta.

Last edited 4 meses atrás by Bruno Vinícius
Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  Bruno Vinícius
4 meses atrás

E o medo?

Antoniokings
Antoniokings
4 meses atrás

Dentro em breve, a Ucrânia administrada por pro russos fará o mesmo.

Mateus Lobo
Mateus Lobo
4 meses atrás

“Referendo”

Gilson
Gilson
4 meses atrás

Os EEUU, pagaram pra ver qual seria a atitude da RÚSSIA, com a OTAN, cercando seu território. Agora estão pagando pra ver se avera, 3ªguerra mundial, se eu fosse morador de Londres, Paris, Berlim, Nova York , Los Angeles, washington e Moscou e outras cidades dos EEUU, e Europa, procuraria um refúgio o mais longe possível das esplosoes nucleares para tentar sobreviver.

Observador
Observador
Reply to  Gilson
4 meses atrás

Come to Brazil!

Régis
Régis
Reply to  Gilson
4 meses atrás

Como sempre,será a Europa Continental que pagará o maior preço. Os britânicos estão bem na sua ilhota e os americanos do outro lado do atlântico. Para quem não sabe uma das supostas previsões de Nostradamus fala sobre uma ameaça vinda do leste, sendo parada apenas quando estiverem às portas de PARIS.

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
4 meses atrás

O Brasil fará muito bem em agir semelhantemente a Israel que desenvolveu artefatos nucleares mas jamais confirma a posse de tais armas.

Se, um dia for necessário o Álvaro Alberto (SN10) mostrará ao mundo que, sim o Brasil possui a zarabatana atômica W-87 . Não é mesmo Barroso…!!!

horatio nelson
horatio nelson
Reply to  PRAEFECTUS
4 meses atrás

olha é provavel q algo ficou pronto, veja só os burados de cachimbo…se não estivesse pronto não faria sentido ter buracos de testes e cavar buracos daquela profundidade gasta bastante dinheiro…sem falar q eram varios buracos,quando perguntado o almirante othon disse q os buracos eram virgens kk

Last edited 4 meses atrás by horatio nelson
Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  horatio nelson
4 meses atrás

Dizem que os artefatos que o Brasil produziu estão no IME.

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Allan Lemos
4 meses atrás

aramar também….

horatio nelson
horatio nelson
Reply to  Saldanha da Gama
4 meses atrás

não duvido tbm

horatio nelson
horatio nelson
Reply to  Allan Lemos
4 meses atrás

não duvido

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  horatio nelson
4 meses atrás

E x a t a m e n t e!!!
Buracos de 350m de profundidade, concretados e prontos para um teste nuclear….
Qual o sentido destes buracos se não tivéssemos algo pronto ou a ser montado para os testes?
Eu ainda acho que temos algumas desmontadas e bem escondidas….Caso não tenhamos, com certeza o conhecimento para montar em curto prazo possuímos…
E….ENÉAS TINHA RAZÃO !!!
Abraços

Last edited 4 meses atrás by Saldanha da Gama
horatio nelson
horatio nelson
Reply to  Saldanha da Gama
4 meses atrás

sim exatamente,com certeza algo foi feito.

José
José
Reply to  PRAEFECTUS
4 meses atrás

Israel tem 90 misseis nucleares, a França perto de 300 e Inglaterra a volta de 225 misseis declarados, agora falta saber o que esta por baixo da mesa…
Quanto ao Brasil estar a salvo, tenho muitas duvidas porque economicamente é afectado e numa guerra nuclear nao ha salvaçao…

pangloss
pangloss
Reply to  PRAEFECTUS
4 meses atrás

O Brasil não consegue nem operar meios defasados e em pequena quantidade.
Não delira.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
4 meses atrás

O pessoal achando que a Rússia vai desistir por causa de perdas? Não há guerra que não tenha perdas, e a Rússia sabe na pele isso! Ou vocês se esqueceram da Segunda Guerra? Quem mais teve vidas perdidas foram eles! E por acaso desistiram? Portanto, essa guerra infelizmente irá continuar!

pangloss
pangloss
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
4 meses atrás

Na WWII, a URSS entrou na guerra em posição defensiva, depois de ser atacada pelo psicopata com quem havia se imiscuído. É bem diferente do cenário atual.

Francisco
4 meses atrás

Comentários a parte sinceramente não acredito que alguém realmente imaginou que esse conflito terminaria em 3 dias, pelo menos quem tem algum conhecimento sobre o tema sabe que é impossível, assim como acredito que se a OTAN começar a apoiar realmente a Ucrânia o Putin não hesitará em usar qualquer meio disponível, pode não parecer mais aparentemente o Putin deu um xeque mate na OTAN, é simples avaliar a jogada quem mais perderá se esse conflito aumentar??? basicamente nunca acue demais o adversário, pois a reação vai ser desastrosa, e amigos quem tem mais a perder nesse conflito UE ou… Read more »

João Adaime
João Adaime
Reply to  Francisco
4 meses atrás

Caro Francisco
Quem tem mais a perder é o povo de todos os países envolvidos.
Abraço

Francisco
Reply to  João Adaime
4 meses atrás

Sim amigo é inegável que em qualquer conflito o povo sofre, é uma tragédia, estou apenas comentando a matéria, não entro no mérito do certo ou errado, a favor ou contra, é só uma percepção de que a coisa pode degringolar muito e um lado pelo perfil aparenta não se preocupa tanto com os meios e os resultados, por isso usei a expressão xeque mate, mesmo as pessoas achando que a Rússia esteja numa situação desfavorável, eu vejo o oposto pelos motivos que citei.

SmokingSnake ?
SmokingSnake ?
Reply to  Francisco
4 meses atrás

Quem mais perde é a Rússia, não tem condições financeiras de manter a ocupação com vários países mandando armas e suprimentos para a Ucrânia. Vão acabar quebrando e o Putin sabe disso, mas pelo jeito ele apostou que o governo da Ucrânia cairia logo e errou, agora fica nessas bravatas desesperadas de arma nuclear mas a Europa não se deixou intimidar e vai continuar ajudando a Ucrânia.

Last edited 4 meses atrás by SmokingSnake ?
Francisco
Reply to  SmokingSnake 🐍
4 meses atrás

Amigo espero que sejam só bravatas mesmo, mas as coisas não são tão simples, não acredito em hipótese alguma que o Putin tenha entrado nesse conflito sem ter pensado em todas as jogadas possíveis, inclusive a questão nuclear, e sinceramente vejo um prejuízo maior para a UE no caso de uma escalada maior do conflito, pois provavelmente o Putin usará sim do poder nuclear, você acredita que ele aceitaria passivamente uma derrota para o ocidente ou aplicaria o lema de terra arrasada, quem quer pagar pra ver? xeque mate…

Last edited 4 meses atrás by Francisco
SmokingSnake ?
SmokingSnake ?
4 meses atrás

Referendo a la STF. Não é possível verificar o resultado de forma independente porque a urna não imprime voto e redes sociais são derrubadas, exatamente o que acontece na votação desses países como Rússia e Bielorrússia.

Machado
Machado
4 meses atrás

Hoje pela manhã tava vendo uns vídeos em um site um pouco digamos imparcial. (SouthFront), mostrando as perdas russas e ucranianas e pude tirar minhas conclusões. É impressionante como a democracia ocidental está morta e enterrada. É um festival de fake news. Só vi coisa igual nas eleições de 2018. As perdas ucranianas são enormes. Tem comboios deles destruídos também com vários corpos no chão. Dá pra ver pelos uniformes diferentes dos Russos que são escuros. Outra coisa, os nazistas ucranianos estão usando civis como escudos humanos em prédios e centros urbanos para serem atingidos e acusarem a Rússia. Colocaram… Read more »

Machado
Machado
4 meses atrás

A Rússia está se contendo muito nas ações para evitar efeitos colaterais nos civis caso contrário o avanço seria muito mais rápido. Mas o avanço continua principalmente no sul. Estão prestes a tomar Mariupol. E preparam um grande desembarque anfíbio em Odessa fechando o litoral da Ucrânia. Em Kharkov foram bloqueados mas a luta continua e reforços virão com toda certeza se as negociações não avançarem. Kiev TB está quase cercada e vai virar um caldeirão.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
4 meses atrás

Não faz diferença nenhuma.

MIGUEL
MIGUEL
4 meses atrás

Apenas o Brasil não quer desenvolver Armas Nucleares , o Prosub já é um bom caminho.

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
4 meses atrás

A OTAN tinha que fazer um referendo e eliminar a Bielorrússia.
É só chamar aquilo de Polônia e tomar os aeródromos.

Zé zinho
Zé zinho
3 meses atrás

Proliferação nuclear.

Últimas Notícias

Apresentação sobre Estudos Estratégicos – Prof. Dr. Vitelio Brustolin

O Prof. Dr. Vitelio Brustolin, Professor de Direito Internacional, Organizações Internacionais e Estudos Estratégicos do INEST/UFF e pesquisador da...
- Advertisement -
- Advertisement -