segunda-feira, novembro 28, 2022

Saab RBS 70NG

‘A janela para expulsar a Rússia da Ucrânia é agora’

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Por Nataliya Bugayova*

O Ocidente deve ajudar os ucranianos a expulsar as forças russas do sudeste da Ucrânia, pelo menos até as linhas antes da Rússia lançar sua invasão em grande escala em fevereiro. O Kremlin está tentando absorver e provavelmente anexar o sudeste da Ucrânia, mas a Rússia ainda não solidificou seu controle sobre as áreas ocupadas. A Rússia controla militarmente alguns lugares, como Kherson, mas ainda não pode governá-los. O controle sobre a Ucrânia continua sendo o objetivo do presidente russo, Vladimir Putin, e esse objetivo não vai mudar. Agora é a hora de a Ucrânia expandir sua contra-ofensiva e precisa de ajuda militar do Ocidente para fazê-lo.

Um alto funcionário do partido de Putin declarou abertamente que “a Rússia está aqui para sempre” durante uma recente visita a Kherson. Os representantes do Kremlin em Kherson pediram a anexação russa da região em 11 de maio. A Rússia provavelmente está estabelecendo condições para anexar as áreas recém-ocupadas subordinando todas as áreas-chave da vida às estruturas russas. Moscou tem tributado os negócios locais; forçando áreas ocupadas a fazer a transição para o rublo russo; sequestro, tortura, execução e substituição de líderes locais; e apreensão de canais locais de TV e rádio e instalação de redes de comunicação russas.

Os moradores estão sendo forçados à submissão. As forças russas têm detido ativistas, anulado protestos e realizado “ filtragem ” enquanto executam as ordens de “desnazificação” de Putin. A Rússia tem como alvo pessoas afiliadas ou simpatizantes dos defensores ucranianos para interrogatório, prisão e execução. Na prática, o Kremlin está tentando filtrar aqueles que resistem ao seu controle.

As forças russas estão engajadas em uma campanha sistemática de terror contra a população ucraniana nas áreas ocupadas. Os ucranianos presos atrás das linhas inimigas terão capacidade limitada de se defender e provavelmente estarão sujeitos às atrocidades russas, conforme observado em Bucha e em toda a Ucrânia.

Estupros, sequestros e execuções têm sido a norma nas áreas ocupadas pela Rússia. Isso certamente continuará, se não piorar, se o controle russo persistir. A Rússia e as forças que controla vêm cometendo atrocidades no leste da Ucrânia nos últimos oito anos – inclusive contra as pessoas que o Kremlin afirma estar defendendo. Uma prisão conhecida como “Izoliatsiia” em Donetsk – uma cidade predominantemente de língua russa – tem sido um campo de tortura de fato , por exemplo.

A Rússia testou sua cartilha de absorção em 2014 na Crimeia, onde o Kremlin destruiu a governança ucraniana e absorveu a península na Federação Russa. As áreas ucranianas recentemente ocupadas, no entanto, não são como a Crimeia de 2014. Os habitantes locais – incluindo muitos falantes de russo – se opõem à Rússia nas áreas ocupadas. As pessoas em Kherson, por exemplo, protestam contra as forças russas e a Guarda Nacional Russa.

Uma base militar russa no sudeste tornaria qualquer cenário para acabar com essa guerra mais caro em vidas e recursos. A Ucrânia sofreu bilhões de dólares em danos da invasão em curso, e o controle da Rússia do sudeste da Ucrânia significaria a perda de acesso da Ucrânia ao Mar de Azov e, em grande parte, ao Mar Negro.

A invasão da Rússia já está bloqueando milhões de toneladas de grãos nos portos ucranianos, ameaçando a segurança alimentar global. O sudeste da Ucrânia também possui muitos ativos industriais. Algumas empresas, como a Ingas em Mariupol, que produzia néon para lasers semicondutores, interromperam suas operações. A cidade de Severodonetsk e seus arredores – um dos principais alvos da ofensiva em andamento da Rússia – abriga grandes empresas químicas. O sudeste possui importantes rotas logísticas, como Tokmak, um importante entroncamento rodoviário a leste de Zaporizhzhia. Preservar o sudeste é fundamental para a viabilidade econômica de longo prazo da Ucrânia.

A Rússia pode estabelecer condições para uma futura ofensiva em Odesa, uma cidade que a Rússia precisa para estabelecer uma ponte terrestre para a Transnístria. O Kremlin recentemente colocou as forças russas na Transnístria em alerta e provavelmente realizou ataques de bandeira falsa lá – presumivelmente para pressionar a Ucrânia e possivelmente estabelecer condições para desestabilizar a Moldávia.

Um ponto de apoio russo também ameaçaria outros países, incluindo os da OTAN. O Kremlin provavelmente tentará vincular seus ganhos territoriais em toda a Ucrânia e potencialmente além, anexando ou integrando outros territórios que a Rússia ocupa ilegalmente. A Rússia tem repetidamente demonstrado sua vontade de limitar a liberdade de navegação de outros países do Mar Negro. A Ucrânia não é o único país que Putin vem tentando controlar; A Moldávia está no topo da lista há anos.

Quanto menos bem-sucedida for a ofensiva russa no leste, mais crítica será a necessidade do Kremlin de proteger as áreas que já conquistou. Putin provavelmente precisará de uma maneira de reivindicar uma vitória provisória que lhe dê tempo para reavaliar uma estratégia de longo prazo para realizar seu objetivo imutável de recuperar o controle sobre a Ucrânia. É um desvio para Putin, mas é apenas temporário.

A Rússia está se aproximando dos limites da mão de obra com capacidade de combate que pode disponibilizar para a guerra no curto prazo. Ele comprometeu uma parte significativa de suas unidades com capacidade de combate para a Ucrânia e sofreu grandes perdas. Tropas foram retiradas de todas as direções possíveis: empresas militares privadas foram redistribuídas, recrutas vindos da Síria e moradores de áreas ocupadas recrutados à força. Restam poucas opções.

Levaria meses para Putin colocar novas tropas de combate utilizáveis ​​na Ucrânia. Uma vez rejuvenescido, no entanto, o progresso militar russo na Ucrânia pode parecer muito diferente se atacar de suas linhas atuais, em comparação com suas posições iniciais de fevereiro. Enquanto isso, nos meses ou anos que antecederam essa ofensiva renovada, a presença da Rússia no sudeste imporia um fardo perpétuo à Ucrânia para defender essa vasta linha de frente.

Embora as forças russas tenham começado a se entrincheirar defensivamente no leste e no sul, elas ainda tentam avançar ao mesmo tempo. O Ocidente deve ajudar os ucranianos a iniciar uma contra-ofensiva mais ampla antes que a Rússia faça a transição para uma defesa coerente e planejada, o que ainda não fez.

Quanto mais tempo a Rússia puder ficar, mais caro será expulsá-la. O tempo também dá a Putin a oportunidade de adaptar o povo russo à ideia de uma longa guerra e colocar a economia russa em pé de guerra.

A atenção do Ocidente está voltada para a guerra da Rússia na Ucrânia, mas essa atenção do Ocidente não é uma constante nem um dado adquirido. Putin alcançou alguns de seus avanços nos últimos 20 anos simplesmente superando o Ocidente no espaço da informação. O Ocidente deve fornecer armas à Ucrânia no ritmo e na escala que correspondam aos requisitos de uma campanha ucraniana para expulsar as forças russas e libertar seu povo e sua terra.

* Nataliya Bugayova é pesquisadora não residente da Rússia no Instituto para o Estudo da Guerra.

FONTE: Foreign Policy

- Advertisement -

157 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

157 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
sub urbano
sub urbano
6 meses atrás

O que a Russia quer é justamente o “contra ataque” ucraniano, com todas as suas melhores reservas, essa é a essência da doutrina soviética forçar o inimigo a usar suas melhores tropas em uma grande manobra e amassá-lo com o “grupo operacional”… Os generais ucranianos sabem disso e tem evitado soltando suas tropas aos poucos, tolhendo o inevitável avanço russo. Imagina a pressão que esses caras devem estar sofredo de políticos narcisistas e de “especialistas” em trololó como essa Nataliya.

Agnelo
Agnelo
Reply to  sub urbano
6 meses atrás

Hahahahahahaha essa é a doutrina soviética…. Hahahahahah

MASTRIT
MASTRIT
Reply to  Agnelo
6 meses atrás

Alguém faltou na aula de história, ou a UrSSS não ecziste.

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Agnelo
6 meses atrás

Essa é a doutrina soviética.
Ataque de tanques da República de Lugansk a fortificações ucranianas.
Não tem Javelin, NLAW, nem nada.
Impressionante.

https://youtu.be/l8givYfE_nk

SGT MAX WOLF FILHO
SGT MAX WOLF FILHO
Reply to  sub urbano
6 meses atrás

Será que ele sabe que Putim, não sabe que você Sub Urbano existe?

Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
6 meses atrás

Vilanizar a Rússia se apoiando nos EUA/OTAN é ser muito cretino. Não precisa nem ir longe, é só lembrar atualmente a presença militar dos EUA na Síria, protegendo poços de petróleo, no que são invasores de um país soberano e isso é indiscutível. Mas para alguns no caso dos EUA é sempre tudo lindo e maravilhoso.

Henrique
Henrique
Reply to  Fabricio Lustosa
6 meses atrás

no que são invasores de um país soberano e isso é indiscutível

Russia? kkkkk

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Fabricio Lustosa
6 meses atrás

 Former US Ambassador to Russia Michael McFall explained that all the promises to Ukraine about joining NATO were just lies and a diplomatic game.

https://t.me/intelslava/29507

Zelensky caiu direitinho.
E está perdendo seu país.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Erick Barros
6 meses atrás

O que ele esta dizendo Erick.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
6 meses atrás

O envio de armas avancadas para a Ucrania tem surtido o efeito tatico e psicologico esperado. Os objetivos estrategicos russos foram frustrados, e a expulsao da Russia do territorio ucraniano vai ser consumada nos proximos meses.

A recente aprovacao pelo congresso americano de mais um pacote de ajuda economica (40 bilhoes de dolares) aumentara ainda mais capacidade ucraniana de combate, como tambem ajudara’ na resconstrucao da infraestrutura civil, pesadamente avariada por causa dos bombardeios indiscriminados (criminosos) contra a populacao urbana.

Last edited 6 meses atrás by Tadeu Mendes
LUIZ
LUIZ
Reply to  Tadeu Mendes
6 meses atrás

Cara tu acompanha a guerra pelo Globonews so pode. A Ucrânia todo dia perde territórios,soldados e armas. Não tem volta pra Ucrânia. Nos próximos meses o que vamos ver é uma próxima de uma rendição.

Rogerio Loureiro Dhierio
Rogerio Loureiro Dhierio
Reply to  Tadeu Mendes
6 meses atrás

Tadeu com todo respeito.
Vc é exatamente o Kings com a diferença apenas do viés ideológico.
Meio que tico e teco.

É impressionante a forma agonizante que ambos defendem seus lados.

Nilo
Nilo
6 meses atrás

Como diz o comandante Farinazzzo, “acho que o Putin está de bigodagem, pode levar está guerra até outubro”. E veja o que diz o artigo “Quanto mais tempo a Rússia puder ficar, mais caro será expulsá-la”. O tempo também dá a Putin a oportunidade de adaptar o povo russo à ideia de uma longa guerra e colocar a economia russa em pé de guerra. O conflito tem batido pesado na economia, tanto que EUA e Europa, buscam meios de facilitar o escoamento dos produtos agricolas Ucranianos, inclusive através de linhas de crédito. Os oligarcas uranianos precisam ganhar, e os paises aliados… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Nilo
Hcosta
Hcosta
Reply to  Nilo
6 meses atrás

A economia Russa em pé de guerra? Quando deixou de ser?
Mas é agora, isolada e com os outros países em crise económica, que vão conseguir aumentar a produção…. (ironia)

Foi uma grande vantagem para os Aliados na 2GM. Não estavam isolados economicamente do resto do mundo.

Mas pode aguentar esta guerra mais alguns meses. O problema é como vai recuperar a economia. Mas pelos vistos essa nunca foi a grande preocupação de Putin.

Last edited 6 meses atrás by Hcosta
Nilo
Nilo
Reply to  Hcosta
6 meses atrás

Pimeira Guerra Mundial quando o termo surgiu o termo segurança alimentar vem ganhando relevancia, hoje, tem uma dimensão maior, principalmente em paises ricos com alto nível de consumo, prodendo provocar desastabilização de governos.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Nilo
6 meses atrás

O problema são os países pobres, de África e outros, que dependem da produção Ucraniana. Os outros países podem ir comprar a outros e a preços mais altos mas estes países não têm hipótese.
Só mais um exemplo da canalhice de Putin, se ainda houvesse dúvidas…
Mas parece que o tiro pode sair pela culatra como está a acontecer no gás e no petróleo.

Caerthal
Caerthal
Reply to  Hcosta
6 meses atrás

Isolados? Think again..

De que lado estarão países como a Índia, México, Brasil, África do Sul, Indonésia, Vietna, Egito, Argélia, Arábia Saudita e Malásia, isso para não mencionar a diminuta China?

Hcosta
Hcosta
Reply to  Caerthal
6 meses atrás

E o que esse países fizeram para ajudar a Rússia?

E que lista esquisita de países. Egito, Malásia, África do Sul, BRASIL, etc…

Carlos Lins
Carlos Lins
Reply to  Hcosta
6 meses atrás

O que fizeram?
Nada.
E precisa?

Hcosta
Hcosta
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Se eu digo que estão isolados e outro diz que não e vem outro a dizer que não fizeram nada…
Não é essa a definição de isolados?

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Hcosta
6 meses atrás

NÃOOOOOO!!!!!!!

Francisco
Francisco
Reply to  Hcosta
6 meses atrás

Caro Hcosta tens razão quanto ao número de apoiadores dos EUA opa “Ucrânia” só que precisa citar um componente que você esqueceu de mencionar, o de que a grande maioria dos países inclusive Alemanha e França só passaram a apoiar a Ucrânia depois de muita mais muita pressão dos EUA, talvez você não se recorde mas no inicio desse conflito a maioria desses países que hoje declararam e estão enviando apoio a Ucrânia sequer cogitavam fazer declarações contra o conflito, em resumo por livre e espontânea pressão/ameaça dos EUA é que hoje se tem um número grande de nações apoiando… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Francisco
6 meses atrás

Sim, a Alemanha, a França e outros não concordavam com os meios/métodos de apoiar mas todos concordavam com a gravidade da situação, talvez com o receio de chegar a um ponto de não retorno e as consequências económicas, principalmente a Alemanha. Mas é preciso lembrar que as sanções mais graves são impostas, não pelos países, mas pela UE. Quanto ao apoio direto também no início foi através da UE ao disponibilizar alguns milhares de milhões de euros de apoio económico. São questões políticas mas tem razão, o apoio militar demorou e ainda demora a ser fornecido por alguns países da… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Hcosta
LUIZ
LUIZ
Reply to  Caerthal
6 meses atrás

Irã,Venezuela,Nicarágua,Bolívia,Síria e outros.

Henrique
Henrique
Reply to  Hcosta
6 meses atrás

O problema que o ocidente pode ter é um maior enraizamento da economia russa com a chinesa, e talvez indiana.
Como grande parte das matrizes industriais estão na China e esta comprou e continua comprando grandes volumes de empresas mundialmente, talvez esse link alivie a Rússia sabendo que fica difícil o mundo pressionar os Chineses como estão fazendo com os russos agora.
De qualquer forma essa conta vai ficar MUITO CARA pra todo mundo no final e talvez seja nisso que o Putin esteja também apostando.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Henrique
6 meses atrás

Tem ai uma questão. Como uma economia fechada, baseada na importação de recursos naturais e com toda a herança da União Soviética irá passar para uma economia competitiva com a China ou a Índia? Estão a correr atrás do prejuízo para aliviarem as perdas das sanções/embargos, muito longe de conseguirem um crescimento económico e muito menos de um desenvolvimento, em qualquer sentido, industrial/económico. Ao que se acrescenta o tempo para a China e a Índia, se for essa a sua política, de substituir a economia Ocidental como clientes da Rússia. Juntam-se estes dois fatores, economia pouco competitiva da Rússia e… Read more »

Luis
Luis
Reply to  Hcosta
6 meses atrás

.

russian-bear-trap.png
Carlos Lins
Carlos Lins
Reply to  Henrique
6 meses atrás

A informação postada no Oil Price ontem é que a China está comprando quantidades gigantescas de petróleo russo para repor seus estoques.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Nilo
6 meses atrás

Uma dúvida: Os “centros de tomada de decisão” da Ucrânia tem sido poupados de ataques até agora pelo exército russo. O que implicaria se esse centros passassem a serem alvos primários?

Pedro
Pedro
Reply to  Vinicius Momesso
6 meses atrás

Implicaria em mais perdas russas…vide a tentativa de chegar em Kiev

Araujo
Araujo
Reply to  Nilo
6 meses atrás

Nossa me desculpe,mais começa o dia meu,lendo tanta asneira que nem vc escreveu,ja ta afetando minha capacidade cognitiva,so na sua mente que a Russia um país cujo PIB e quase do tamanho do Brasil,que tb vive de comodites acha que vai afetar a economia da UE ou Estados Unidos,ta na hora de vcs Russetes acorda pra realidade e ver cada vez mais que a Rússia vai se torna um país cada vez mais pobre e indo para o ostracismo econômico,como forma de consolo resta os tempos de “glória” de outra aberração econômica da União Soviética, alias o grande estrategista de… Read more »

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Nilo
6 meses atrás

Gozado que só a economia do resto do mundo sofre, menos a russa kkkkkk

Varg
Varg
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

Os trolls e putinetes que afirmam tal coisa nada sabem de Economia. Sequer sabem diferenciar oferta de demanda…

pangloss
pangloss
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

Pois é, parece que tem gente que crê na prosperidade por meio da guerra.

Rogerio Loureiro Dhierio
Rogerio Loureiro Dhierio
Reply to  pangloss
6 meses atrás

EUA é a prova viva do seu comentário.

Desde sempre ou invade ou financia guerras e está ali. Mais próspero do que nunca.

A diferença é eles são os únicos no mundo que teem essa habilidade.

pangloss
pangloss
Reply to  Rogerio Loureiro Dhierio
6 meses atrás

Meu comentário deixou de mencionar que o exemplo americano não tem como ser generalizado.
Obrigado por seu adendo.

Henrique
Henrique
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

BC Russo manipulando desesperadamente de todas as formas possível pra segurar o valor da moeda, mas mas está tudo bem kkkkkk

Carlos Lins
Carlos Lins
Reply to  Nilo
6 meses atrás

Quanto mais tempo fica, mais tempo destrói a estrutura militar ucraniana.
São esses os processos de desnazificaçao e desmilitarizacão iniciados.

Luis
Luis
Reply to  Nilo
6 meses atrás

.

urso morro abaixo.jpg
Henrique
Henrique
Reply to  Nilo
6 meses atrás

velho farinhço… ele ainda arrecadando gados com aquele papo de bomba atômica pra ganhar votos no PDT?

Juarez Martinez de Castro
Juarez Martinez de Castro
Reply to  Henrique
6 meses atrás

Verdade Henrique e tem gente que ainda dá crédito ass asneiras ditas pelo Jean Jones da bomba atômica.
Segundo as previsões do “comandante” em fevereiro, era para o Putin estar jantando em Kiev hoje, porém a dura realidade a verdade bateram na porta e a Zora Yonara da militaria vai ter que enfiar seu ego no epicentro geométrico sem ky.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Nilo
6 meses atrás

Como alguém leva a sério um indivíduo que disse abertamente que não chamaria economistas para debater a situação da Rússia porque eles não dariam sustentação às suas posições? A soberba do Farinazzo é algo ímpar.

Last edited 6 meses atrás by Bruno Vinícius
Juarez Martinez de Castro
Juarez Martinez de Castro
Reply to  Bruno Vinícius
6 meses atrás

Beira a loucura, mas tem.tudo a ver com o partido que entrou pois vai dividir o manto dos devaneios com o “Cangaciro”.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Nilo
6 meses atrás

Outubro serão as eleições americanas, será que “se” o conflito durar até lá, o partido democrata poderia sair derrotado frente aos republicanos, que poderiam emplacar uma grande maioria de parlamentares e tomarem o controle da casa?

E se essa guerra perdurar, será ruim tanto para a Rússia quanto para os eua que já estão preocupados com a inflação e com o preço dos combustíveis, tanto que estão entrando em diálogo com os produtores de petróleo, mandando que eles aumentem a produção, mas até agora não deu muito certo…

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Adriano Madureira
6 meses atrás

Caro Adriano. O que vai afetar as eleições parlamentares nos EUA será a economia. Eles estão passando um processo inflacionário (7% em 2021) mas por outro lado, estão passando por um período de pleno emprego (desemprego em 3,6%). Em 2021, a economia dos EUA subiu 5,7% (lembrando que 2020 foi o auge da pandemia). Talvez os democratas estejam apostando na alta dos juros como meio de conter a inflação. Infelizmente, o próprio Biden tem destacado a guerra na Ucrânia como tema para debate, tentado parecer um líder belicista. Parece que todos os presidentes dos EUA carregam este karma belicista.

Bruno Vinicius
Bruno Vinicius
Reply to  Adriano Madureira
6 meses atrás

Existe amplo apoio à Ucrânia nos dois partidos. A agenda doméstica do Biden seria extremamente prejudicada com uma vitória do GOP nas midterms, mas dificilmente a política externa sofreria uma grande mudança de rumo. Para você ter uma ideia do apoio bipartidário ao esforço de guerra Ucraniano, o último pacote de ajuda ao país foi aprovado no Senado Americano por 86-11.

Last edited 6 meses atrás by Bruno Vinicius
Camillo Abinader
Camillo Abinader
6 meses atrás

Pelas notícias, pelo texto, etc, parece mesmo que as forças ucranianas já estão colapsando, no final a Rússia conseguiu derrotar um país de 44 milhões de habitantes e com uma forte base industrial militar usando 90 mil soldados. É isso, esse período de 200 anos do auge do poder Ocidental acabou, mais uma vez o pêndulo se locomove para o Oriente, berço das civilizações, países como China, Rússia, Índia, Turquia e Irã irão ditar as regras, o Brasil e a América Latina como sempre só obedecer, agora ao Oriente.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Camillo Abinader
6 meses atrás

Derrotou?
90 mil?
Rússia, Turquia e Irã?

Rapaz……………..

Rogério
Rogério
Reply to  Agnelo
6 meses atrás

A agua que esse pessoal bebe tá contaminada.

Canarinho
Canarinho
Reply to  Camillo Abinader
6 meses atrás

Pelo que se pode constatar recentemente, sim elas estao colapsando. Porque a trilogia nao posta varios dos videos das rendições em serie, por parte das forças Ucranianas, que estao acontecendo no front leste? E como disse o comandante daquele batalhao nazista, que se rendeu em Mariupol, o tal do Azov, os estrangeiros estao em todos os lugares. Quem esta mesmo levando essa luta em frente do lado Ucraniano sao legiões de mercenarios, e instrutores ” aposentados” da OTAN. Para se ter uma ideia, ate evidencias de mercenarios sul coreanos estao aparecendo. Ou seja todo mundo que a da panelinha lacaia… Read more »

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Canarinho
6 meses atrás

Muito bom seu comentário Canário, fatos são fatos porém não são todos que conseguem ter a dimensão do você expressou pois a nota oficial mediastream do braço armado do atlanticismo tem que sustentar a versão que um lado esta errado outro certo, afinal a hegemonia dominante não esta afim de largar o titulo xerife mundial do bem.

pangloss
pangloss
Reply to  Camillo Abinader
6 meses atrás

Que contorcionismo retórico, hein…

Luis
Luis
Reply to  Camillo Abinader
6 meses atrás

.

putin vitória.jpg
George
George
Reply to  Camillo Abinader
6 meses atrás

Pela forma como escreve, pelo texto, acho wow foi o xings de novo.

Camillo Abinader
Camillo Abinader
6 meses atrás

Até o Bolsonaro, fanboy do Ocidente, civilização judaico-crista, etc, vai se rastejar onde ? Na Índia, nós países do Golfo, na Rússia, manda seus ministros pra China, é isso. Manda quem pode, obedece quem tem…

Rogério
Rogério
Reply to  Camillo Abinader
6 meses atrás

Essa sempre foi a visão do Itamarati, bom relacionamento com todos, só na época da cleptocracia vermelha que se incentivou o antiamericanismo idiota.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Rogério
6 meses atrás

Caro Rogério. Ao contrário. Um dos momentos de maior proximidade entre os presidentes do Brasil e dos EUA foi durante os governos BushJr e Lula. Durante o período militar sob Geisel, o Brasil já tinha uma poltica externa que privilegiava a agenda sul-sul. È deste período que o Brasil rompeu o acordo militar com os EUA e assinou o acordo nuclear com a Alemanha. Também foi nesse período que o Brasil negociou com a ex-URSS o financiamento para Itaipu (que no fim foi assinado com os europeus).

Bruno Vinicius
Bruno Vinicius
Reply to  Rogério
6 meses atrás

E mesmo nos governos petistas a relação do Brasil com os EUA sempre foi boa. Inclusive, vale lembrar, a Dilma favorecia a compra do Super Hornet no FX-2 (que é um dos programas de defesa Brasileiros mais relevantes do século XXI).

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

Qualquer cessar fogo agora com os russos,. qualquer acordo só vai servir para os russos se reagruparem e terminar o serviço depois.

A hora de manter os russos na ponta do pé é agora.

Marlos
Marlos
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

Eu acho que a Ucrânia está em um ponto bem difícil, é notório que ela causou um grande estrago no exército russo, mas não tem sido suficiente o material que o ocidente tem mandado ajuda muito, mas para ucrania vencer a guerra precisaria de muito mais o ocidente deve mandar como prometeu porém até os ucranianos receber o material e treinamento os russos ja vão ter consolidado suas posições, reposto parte de seu material militar (misseis). Eu penso que essa guerra deve acabar nos moldes da guerra da Geórgia pelo menos em um primeiro momento.

Last edited 6 meses atrás by Marlos
Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Marlos
6 meses atrás

A posição da Ucrânia é mais favorável que da Rússia..

Eu tenho quase certeza que o Putin, vai declarar vitória depois de “conquistar” todo o Donbass

No Tabuleiro do War dele, este é o objetivo mais fácil de ser conquistado.

Para os ucranianos, não perderem basta não deixar os russos ficarem sossegados na região.

Caerthal
Caerthal
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

Sim, vamos fazer o Ocidente lutar até o último ucraniano. Mas o canalha chama-se Putin..

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Caerthal
6 meses atrás

Os ucranianos, podem desistir e se tornarem vassalos da Rússia..

Eles já foram e n gostaram da experiência.

Será que desta vez eles gostarão ?

Os únicos que querem isto são vocês daqui que vivem livres e com 3 refeições diárias.

Rogério
Rogério
Reply to  Caerthal
6 meses atrás

Se o Putin não invadisse ninguém estava lutando.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

Vocês podem criar a teoria econômica bizarra que quiserem, fiquem a vontade..

Economicamente os russos n tem como manter esta guerra por anos.

Este é o motivo do Putin estar enviando emissários através do mundo para negociar uma rendição dos ucranianos.

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

Alguns Governos europeus já perceberam que a Ucrânia já foi pro saco e estão forçando Zelensky a negociar.
O maluquinho não quer, baseando-se no apoio americano e na expectativa de reverter algo no campo de batalha.
Só que a cada dia que passa a situação piora para a Ucrânia.
Seu Exército está sendo debilitado e ela vai perdendo mais territórios.

Marcos10
Marcos10
Reply to  Erick Barros
6 meses atrás

Os únicos que querem negociação de paz é a esquerda europeia.

Rogério
Rogério
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

Vc acha que todos os países do mundo são governados por retardados, só existe estrategista na Rússia? Na 2 GM os EUA só entraram na guerra depois de 2 anos, vão esgotar a Rússia e ver no que vai dar.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Rogério
6 meses atrás

Você falou um negócio interessante…

Russos e chineses, parecem ter esta mesma avaliação dos aliados que os alemães e japoneses tinham.

São todos playboys decadentes, corruptos e fracos..

Inclusive este discurso é muito utilizado aqui no fórum mesmo.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

Mas eram mesmo, a França caiu em um mês e a Inglaterra quase foi para o saco, não fosse os EUA.

Zé lesqui
Zé lesqui
6 meses atrás

Como tem gente que pode babar tanto o ditador do kremlin e sua agressão ao povo Ucraniano?

Canarinho
Canarinho
Reply to  Zé lesqui
6 meses atrás

Como tem gente que pode babar tanto os ditadores do eixo EUA-UK e sua expansão irresponsavel e predatoria rumo a outros paises?? Afinal esses caras jogam tao sujo corrompendo governos, perseguindo opositores e incitando o caos. So te lembrando rapidinho, que a Victoria Nuland mandou abraços e esteve aqui recentemente. O proximo da lista e o Braziuuu

Monarquista
Monarquista
Reply to  Canarinho
6 meses atrás

A Otan, maldosa que é, está se expandindo irresponsável e predatoriamente, enquanto a inocente Rússia apenas tenta se defender. Confia.

FB_IMG_1652718125789.jpg
George
George
Reply to  Canarinho
6 meses atrás

Rapaz. Hoje os bots saíram do armário.

Luis
Luis
Reply to  George
6 meses atrás

O final de mês está chegando.Eles precisam fazer horas extras.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Zé lesqui
6 meses atrás

é o mesmo que baba ovo dos ditadores do Pentagono e da casa Branca, que ajuda a manter uma guerra sem fim no Iemen, fora as outras do passado, do ditador de Pequim que quer roubar terra dos outros e mares alheios, tem baba ovo pra todo tipo.

Carlos Lins
Carlos Lins
6 meses atrás

Se a janela para expulsar é agora, então sinto anunciar que a Ucrânia está ferrada.
Justamente agora que a Rússia está atacando e avançando mais

George
George
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

É aquele avanço para a retaguarda, né? Putin fez muito nessa guerra.

Carlos Lins
Carlos Lins
6 meses atrás

E quanto mais a OTAN tentar se expandir, mas a Rússia vai avançar.
Hoje é a Ucrânia.
Amanhã a Moldávia.
Depois umas revoltas nos Países Bálticos que vão precisar de uma intervenção.
E por aí vai.
O amador Biden está pensando que está lidando com crianças.

Caerthal
Caerthal
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Se a Ucránia perder Odessa a Moldávia deverá ir no pacote. Parte da Geórgia irá se separar e unir-se a Russia.

Isso é o que acontece quando você obriga o adversário a chutar o balde. A Rússia está pagando em preço muito alto, vai aproveitar e levar mais mercadorias.

Agradeça à liderança estratégica Ocidental, gente que nunca precisou avaliar riscos com seriedade.

Rogério
Rogério
Reply to  Caerthal
6 meses atrás

So rindo de uma b… de comentário desse.

MAB
MAB
Reply to  Rogério
6 meses atrás

Gostaria de saber qual a profissão destes lunáticos putinzetes que alardeia um mundo que não existe. É como se vivessem dopados 24hs.

Ninguém, repito, ninguém que viveu sob o julgo dos russos quer eles por perto. Alguma razão há de existir.

Rogerio Loureiro Dhierio
Rogerio Loureiro Dhierio
Reply to  MAB
6 meses atrás

Os aárabes que o digam.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

A Russia vai avançar sim, vai avançar mais ainda para idade das pedras.

Nem cartão de crédito podem usar.

pangloss
pangloss
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Isso é a descrição do modus operandi de um criminoso.

Zabumba
Zabumba
6 meses atrás

Como assim a hora é agora para expulsar os russos ? Conta outra os ingleses, franceses , alemães cada um na sua época o discurso político ao público interno foi tentar elevar a moral da tropa.

Caerthal
Caerthal
6 meses atrás

Foreign Police está igual ao Blog do Noblat. Não consegui conter os risos.

Nicolas_SS
Nicolas_SS
6 meses atrás

Muito pelo contrario, a Rússia está em colapso, quanto mais tempo demorar essa guerra, mais caro vai sair para a Rússia e claro, para a Ucrânia, porem vão sair vitoriosos e com seu inimigo derrotado e acabado! Vão poder se reconstruir e se preparar em paz com a Rússia catando os pedaços de seus Orcs.

George
George
Reply to  Nicolas_SS
6 meses atrás

Verdade. 900 milhões por dia não é para um país que tem uma economia do tamanho da do Brasil.

Só naquela travessia de rio eles perderam quanto? Uns 40 blindados fora veículos de apoio?

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
6 meses atrás

A Ucrânia não tem meios para isso, seriam massacrados pela aviação russa.

Caio Romão
Caio Romão
6 meses atrás

Uma dúvida: Por que a trilogia não está postando nada à respeito da situação dos Azov e os destinos da cidade de Mariupol ?
Gostaria de ser bem informado sobre esses dois tópicos essenciais para o andamento do conflito no leste europeu. Ou não pode ?

Rogério
Rogério
Reply to  Caio Romão
6 meses atrás

Ué a imprensa russa não diz nada? Nossa pensei que fossem transparentes, a cidade esta nas mãos russas, pergunte aos mesmos.

George
George
Reply to  Caio Romão
6 meses atrás

Você quer pautar o site? É isso? Monta um site pra você e coloca o que quiser.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  George
6 meses atrás

kkkkk boa

Leonid Brejnev
Leonid Brejnev
6 meses atrás

Essa janela deve ser do tamanho das usadas em banheiros, bem pequena. A Ucrânia já era, não foi do norte para o sul, vai ser do sul para o resto. Pode exibir matéria contra, não tem jeito, a propósito, os ucranianos estão precisando de mais voluntários, o Brasil tem uns bons, poderiam se oferecer. kkkkkkkkkkkkkkkk.

Carlos Lins
Carlos Lins
Reply to  Leonid Brejnev
6 meses atrás

Sempre considero que esse pessoal que fica falando de ‘vitória’, ‘contra-ataque’ ucraniano e etc.é para marcar posição e ‘incentivar’ o debate.

Luis
Luis
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Sempre considero que esse pessoal com múltiplos nicks, que só postam assuntos que nada tem a ver com a matéria do título é para emporcalhar a trilogia.

George
George
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Eu falando comigo mesmo.

pangloss
pangloss
6 meses atrás

Isso é o que Putin deseja, para não ter que pedir arrego.

Emmanuel
Emmanuel
6 meses atrás

Vamos aos fatos que irá gerar a ira dos dois lados das torcidas: 1 – A Rússia não vai ganhar a guerra; 2 – A Ucrânia não vai expulsar os russos. Verdades inconvenientes e que ninguém aceita. Uma hora vão mandar o presidente ucraniano calar a boca e aceitar as suas perdas, assim como Putin deverá aceitar aquilo que conquistou. O mundo todo está perdendo com essa guerra. Muitos grupos do Ocidente estão sentindo no bolso “a brincadeira” das sanções. Perguntem aos acionistas dos grandes conglomerados o que eles achando das bolsas de valores derretendo mundo afora. Dinheiro. O que… Read more »

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Emmanuel
6 meses atrás

Perguntem aos acionistas dos grandes conglomerados o que eles estão* achando das bolsas de valores derretendo mundo afora.

Países que propuseram sanções estão abrindo contas em bancos russos e pagando em rublo pelo gás que necessitam.

LUIZ
LUIZ
Reply to  Emmanuel
6 meses atrás

O Putin deve tá tomando Champanhe e rindo da cara dos chefes de estado trapalhões do ocidente. O efeito das sanções so ta fortalecendo a Rússia.

Leandro
Leandro
Reply to  Emmanuel
6 meses atrás

Só um adendo, a guerra não, mas o melhor naco da Ucrânia certo que sim. Pobres ucranianos, cairam no encanto da sereia.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Emmanuel
6 meses atrás

comentário mais sensato que eu li hoje. EUA vai manter bilhoes e zilhões para ucrania que vão derrotar os russos e zás e zás e zás, do outro lado: A Rússia ta deitando e rolando, vai chegar até lisboa e os EUA acabaram.

Faver
Faver
Reply to  Carlos Campos
6 meses atrás

Uma hora os Estados Unidos vão enviar uma fatura para a Ucrânia pagar. Foi assim com o Kwait. Foi libertado como deveria ser para escapar do Sadan. Só que depois ficou uma conta pesada a pagar.

Faver
Faver
Reply to  Emmanuel
6 meses atrás

Penso da mesma forma, Emmanuel. Alguns vão ganhar muito dinheiro com esta guerra, que terá consequências fortes nos próximos anos. Este volume de armas vai sofrer desvios e vai incomodar mais gente ao redor do mundo (Europa).
No mais tinha parado de postar porque o pessoal começa a ofender se você fala algo diferente do pensamento dominante por aqui.

nereu
nereu
6 meses atrás

esse texto é puro COPIUM, alias o Zé hoje fez um discurso desesperado na TV

Nilton L Junior
Nilton L Junior
6 meses atrás

Melhor parte do comentário da bot Natalya, parabéns.

Quanto mais tempo a Rússia puder ficar, mais caro será expulsá-la. O tempo também dá a Putin a oportunidade de adaptar o povo russo à ideia de uma longa guerra e colocar a economia russa em pé de guerra.

Pedro
Pedro
Reply to  Nilton L Junior
6 meses atrás

Não era “operação especial”? Como uma operação especial pode demorar tanto tempo? Quanto mais tempo a Rússia fica mais perderá dinheiro, ou acha que fazer guerra é de graça?

George
George
Reply to  Nilton L Junior
6 meses atrás

Quanto mais tempo a Rússia ficar lá, mais resistência ela vai enfrentar. Tanto armada como econômica.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  George
6 meses atrás

Compre a cerveja da Finlândia e uma dúvida vc sabe me dizer se a UE ainda compra compra gas e petróleo da Russia.

George
George
Reply to  Nilton L Junior
6 meses atrás

Se não vender para a Europa vai vender para quem?

Bruno Vinicius
Bruno Vinicius
Reply to  Nilton L Junior
6 meses atrás

A palavra mais importante da sua frase é “ainda”. “Ainda”, porque em breve…

Bruno Vinicius
Bruno Vinicius
Reply to  Nilton L Junior
6 meses atrás

A palavra-chave da sua frase é “ainda”. “Ainda”, porque em breve…

Satyricon
Satyricon
6 meses atrás

Sinto informar-lhes, mas a Rússia SEMPRE foi um agente de desestabilização mundial. Balcãns Chechênia, Geórgia, Síria, Argélia, Kazaquistão, Bielorrússia e Ucrânia, todas sofreram agressões russas, em um grau ou outro, em favor de regimes de opressão. Mas essa farra acabou. A Guerra da Ucrânia é a oportunidade que o ocidente precisava para virar o jogo, e pra valer, diga-se. Suécia e Finlândia são só o começo. Todo o ocidente está agora pressionando a Rússia, financeira e militarmente. O aparato militar russo está sendo degradado, dia após dia. Continuando esse ritmo, atingirá níveis alarmantes em poucos meses (lembremos que o território… Read more »

Zabumba
Zabumba
Reply to  Satyricon
6 meses atrás

Desestabilização…aí não Arnaldo …antiga Iugoslávia, Síria, Argélia, Cazaquistão , etc…tem bons livros leia que suas narrativas vão para o lixo.

Rogerio Loureiro Dhierio
Rogerio Loureiro Dhierio
Reply to  Satyricon
6 meses atrás

Vc está falando apenas apenas Rússiavou dos EUA tb?

Antunes 1980
Antunes 1980
6 meses atrás

Eu acho muito difícil a Ucrânia conseguir contra atacar as posições russas. No máximo ganhar algumas cidades adjacentes.
Infelizmente a ajuda ocidental não está conseguindo entregar tudo que prometeram até agora.
A Ucrânia precisa de sistemas de defesa área, blindados, e caças em quantidade gigantesca para contrapor a legião de equipamentos e tropas russas.
Mesmo os russos fracassando, seu efetivo terrestre e constantes ataques aéreos, tem desgastado muito as forças ucranianas. O tempo está a favor dos russos.

Last edited 6 meses atrás by Antunes 1980
Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Antunes 1980
6 meses atrás

Avião, nem adianta mandar.
Se não forem derrubados pelos aviões russos, serão pelos S-400 ou terão as bases bombardeadas.
Devemos lembrar que a Rússia tem bem mais de 1.000 aviões e está usando uma pequena parte nesse conflito.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Antunes 1980
6 meses atrás

Tem outros fatores para considerar para além do estritamente militar. A economia e a resistência popular.

O ponto fraco deve ser Kherson e a zona costeira até o Donbass. Se a Ucrânia aguentar o leste e cortar o acesso entre esta zona e a Crimeia, poderá ser o ponto de viragem nesta guerra.

George
George
Reply to  Hcosta
6 meses atrás

A Ucrânia jamais aceitará perder sua saída para o mar. Ela lutará a vida toda por isso.

Hcosta
Hcosta
Reply to  George
6 meses atrás

Eles têm saída para o mar a partir de Odessa, apesar de bloqueado pela marinha Russa.
Mesmo que a Ucrânia consiga recuperar a zona costeira do mar de Azov, os Russos facilmente cortam o acesso de navios através do estreito entre a Crimeia e a Rússia.
Mas tem os recursos desse mar, importantes para o futuro da Ucrânia.

Só com intervenção internacional deverá ser possível restabelecer o comércio marítimo com a Ucrânia. Talvez a Roménia e outros possam serem usados como uma solução temporária.

LUIZ
LUIZ
Reply to  Hcosta
6 meses atrás

Essas regiões são todas pro-russa. A população ta agradecendo os russos de livrar as cidades dos neonazistas.

Hcosta
Hcosta
Reply to  LUIZ
6 meses atrás

Ninguém sabe isso porque nunca houve um referendo livre e lembro que cerca de 40% do território das duas províncias estava nas mãos dos separatistas antes da segunda invasão Russa.
E vendo as manifestações contra a invasão e numa situação como esta, sob controlo militar, duvido muito que a população seja a favor.

Max
Max
Reply to  Antunes 1980
6 meses atrás

Infelizmente concordo com você. Acho que a economia da europa também não aguenta muito tempo essa guerra. Ainda pior, a russia sabe usar o inverno ao seu favor. Até a Trilogia já entregou os pontos para os russos, não tem mais noticias das “vitórias” ucranianas…

Last edited 6 meses atrás by Max
George
George
Reply to  Max
6 meses atrás

Guerra de inverno? Mas os russos começaram fracassando no inverno. Devolveram todo o território ocupado no começo da guerra quando era inverno.

O exército da Rússia não tem tanque suficiente para durar até o próximo inverno.

Max
Max
Reply to  George
6 meses atrás

Europa não sobrevive o inverno sem o gás russo. Acho que, se a Ucrânia não resolver até dezembro, vai perder o apoio da Europa. Já estão pagando gás em rublo e foi cortado o gás da Finlândia (já deu aviso prévio). Isso sem contar inflação, desabastecimento de alimentos e refugiados. A guerra de tanques e mísseis é apenas uma pequena parte do conflito.

Last edited 6 meses atrás by Max
George
George
Reply to  Max
6 meses atrás

Até dezembro? Você acha que o exército da Rússia vai ter tanque sufixo para lutar até dezembro? Eles não duram até agosto. Vai fazendo a conta de 10 blindados perdidos por dia e veja onde isso vai parar.

Max
Max
Reply to  George
6 meses atrás

Parece q a Ucrânia perde os soldados, mais rápido que a russia os blindados

https://www.forte.jor.br/2022/05/22/zelensky-ate-100-soldados-ucranianos-sao-mortos-a-cada-dia-no-leste-da-ucrania/

De qualquer forma, acho que as estratégias irão mudar

Last edited 6 meses atrás by Max
Max
Max
Reply to  George
6 meses atrás

Pelo que eu sei, não devolveram nada. Apenas recuaram no norte. De resto, só avanzaram…

George
George
Reply to  Max
6 meses atrás

Quem recua é porque não teve condição de manter o território anteriormente conquistado. Simples assim, amigo.

Manuel Flavio Vieira
6 meses atrás

No seminário promovido pelo Financial Times, o Diretor Geral da CIA disse que a comunidade de inteligência não vê a possibilidade da Rússia empregar armas nucleares táticas no conflito:
https://www.youtube.com/watch?v=o55-tFmu4Y0&t=4s&ab_channel=FinancialTimes

Last edited 6 meses atrás by Manuel Flávio
Zabumba
Zabumba
Reply to  Manuel Flavio Vieira
6 meses atrás

Pois é…eu acho… nesse conflito todas as cartas estão na mesa.

Scudafax
Scudafax
6 meses atrás

A Rússia não vai sair dos territórios conquistados, aprenderam com Kaliningrado e vários outros ao longo da história. Quanto mais tempo a Ucrânia não negociar, mais o conflito servirá para a destruição do que resta da Ucrânia e mais a indústria de defesa vai lucrar. A Rússia considera que já que sofreu tudo em sanções, recuar agora teria impacto positivo nulo, e parece disposta à conquista territorial.

George
George
Reply to  Scudafax
6 meses atrás

Eu acho melhor a Rússia sentar e negociar. Do jeito que a coisa vai não há opção boa para ela no futuro. Se ficar com um pedaço da Ucrânia continuará a sofrer sanções internacionais e enfrentará para o resto da vida uma guerra de guerrilha. Algo que os americanos enfrentaram por 20 anos no Afeganistão.

Leandro
Leandro
Reply to  George
6 meses atrás

Só esqueceu que o leste em grande parte se identificam como russos, conceito de nação nas paragens e tals.

Nilo
Nilo
6 meses atrás

Denis Muryga, vice-comandante do batalhão Aidar neonazista ucraniano,
que tem nacionalidade russa e ucraniana foi detido quando tentava atravessar a fronteira para a Rússia fazendo-se passar por refugiado. Acusa de destruir uma ponte na autoproclamada RPL em 2015, no contexto do conflito armado entre o exército ucraniano e de ter matado rebeldes separatistas e acusado pela Anistia Internacional de ter estado envolvido em abusos generalizados, incluindo raptos, detenções ilegais, maus-tratos, roubo, extorsão e possíveis execuções. Ficará preso até 16 junho (2 meses) esperando julgamento.

aidar.jpeg
Nilo
Nilo
Reply to  Nilo
6 meses atrás

Foto: Durante prisão.
O Batalhão depois veio a se tornar o primeiro Batahão de Defesa Territorial da Ucrânia, um destacamento militar voluntário subordinado ao Ministério da Defesa da Ucrânia

6286381bae5ac95b881a4fb6.jpg
Last edited 6 meses atrás by Nilo
Maurício.
Maurício.
6 meses atrás

OTAN/EUA indo ajudar a Ucrânia antes que a tal janela se feche.🤭

images - 2022-05-21T190403.053.jpeg
Arthur
Arthur
6 meses atrás

‘Janela para expulsar a Rússia’??? Essa pesquisadora russa bebeu, fumou, tragou, cheirou ou o quê? Pensam que algumas dezenas de obuseiros alemães, americanos e franceses irão correr com os russos? Não obstante seus tanques, com o mortífero municiador automático, os russos sempre foram imbatíveis no quesito artilharia. Cadê os vídeos novos dos ucranianos destruindo blindados russos? Dá pra contar nos dedos de uma mão a quantidade de vídeos novos postados pelos ucranianos em seus canais de propaganda. Agora é só lero e imagens antigas. Estão tomando ‘ferro’ no Donbas. Ainda por cima, vem um sujeito com camisa regata exigir bilhões… Read more »

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Arthur
6 meses atrás

Exato!
Essa guerra é do D-30.
Está desmontando o Exército ucraniano.
Glória da indústria russa com a tradição soviética de sempre ter a melhor artilharia.

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
6 meses atrás

A expectativa de vida do Coronavírus é mais alta do que a de um soldado russo.
A chance da rússia manter os territórios ocupados até o final do ano é a mesma que a de ganhar na Mega Sena. Precisa acontecer um apocalipse na Terra para que a Ucrânia deixe de receber os meios para se impor contra os russos.

Last edited 6 meses atrás by Reinaldo Deprera
Scudafax
Scudafax
Reply to  Reinaldo Deprera
6 meses atrás

Os fatos mostram o contrário. A Rússia, militarmente, será difícil de ser desalojada das áreas conquistadas, apesar do alto nível de baixas e atrito constante.

George
George
Reply to  Scudafax
6 meses atrás

Como é que vai manter um exército de ocupação com o “alto nível de baixas” que você mesmo colocou?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Reinaldo Deprera
6 meses atrás

Caro Ferris. A situação de defesa demanda menos recursos que a de agressor. Se de um lado, a Russia demanda enormes recursos para ocupar o território ucraniano, lembrando que a Ucrânia tem recebido substancial apoio financeiro e material do exterior, a situação se inverte no caso dos territórios ocupados. Talvez a Ucrânia não consiga concentrar forças que sejam capazes de enfrentar as forças russas estabelecidas na defesa de um determinado território. Pelo que lembro, os EUA empregaram forças superiores ás do Iraque, que estavam debilitadas após anos de sanções econômicas em um teatro de operações de deserto.

Nilo
Nilo
Reply to  Camargoer.
6 meses atrás

Mestre boa tarde, veja o dilema da pressão sobre o Canadá no apoio ao esforço de vir a estar junto aos EUA na preparação da indústria para entrar em um estado de “pés de guerra” aumentando significativamente a produção de armas. Segundo artigo do Ottawa Citizen. Se isso acontecer, espere que bilhões de dólares em impostos sejam direcionados para algumas das maiores empresas de defesa, a maioria delas com sede nos EUA Todas as noites, nos noticiários americanos, generais americanos aposentados, muitos que trabalham nos bastidores de grandes empresas de defesa, ecoam o chamado para aumentar a produção de armas. No… Read more »

Agressor's
Agressor's
6 meses atrás

Agora vai… rs

Nilo
Nilo
6 meses atrás

Em 21/05/22 – Dircursou o general do Exército Mark A. Milley, presidente do Estado-Maior Conjunto, à classe na academia em West Point, Nova York.  Pontos relevantes do discurso: “Estamos enfrentando, neste momento, duas potências globais: China e Rússia, cada uma com capacidades militares significativas, e ambas pretendem mudar a ordem atual baseada em regras”.  E na Ucrânia, estamos aprendendo a lição de que “a agressão deixada sem resposta apenas encoraja o agressor”, disse Milley. “Nunca esqueçamos o massacre que acabamos de testemunhar em Bucha. Conheça o massacre que ocorreu em Mariupol. E a melhor maneira de honrar seu sacrifício é apoiar… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Nilo
Nilo
Nilo
Reply to  Nilo
6 meses atrás

Em vídeo: Mark A. Milley, presidente do Estado-Maior Conjunto, à classe na academia em West Point, Nova York.
https://www.youtube.com/watch?v=FGAXyrP-Lm4

Arthur
Arthur
Reply to  Nilo
6 meses atrás

Belo discurso. É como pretende vencer? Iniciando um ataque nuclear? Só assim venceria Rússia e China e, claro, com alguns reveses.

JagdVerband#44
JagdVerband#44
6 meses atrás

Não dá para expulsar o kings daqui não?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  JagdVerband#44
6 meses atrás

Não sabe ganhar no argumento né.

Jagdverband#44
Jagdverband#44
Reply to  Nilton L Junior
6 meses atrás

Argumento? O cara é psicopata.
Se o argumento dele fosse relevante, não precisava ter 30 apelidos diferentes.

butzke
butzke
6 meses atrás

EUA Fomentaram a guerra pela entrada da Ucrania na OTAN e o o trouxa do Putin mordeu a isca , resultado povo ucraniano sofrendo e morrendo sem necessidade , povo russo ja tinha uma vida dificil agora vai piorar com todo bloqueio economico , ou seja povo russo em geral vai ficar mais pobre e ter mais dificuldade do que ja tinham além da russofobia a nivel mundial , russia cometeu muitos erros e isso ficou evidente com toda retirada das áreas ocupadas , Javelins e NLAWs fornecidos fizeram a diferença e fizeram a russia perder equipamento e provavelmente muitas… Read more »

100nick-Elã
100nick-Elã
6 meses atrás

Ué, a Ucrânia não estava vencendo a Guerra? não tem um coronoel russo morrendo a cada 2 dias? a Rússia não precisa improvisar chip de geladeira para consertar seus equipamentos? os tanques russos não estão sendo abatidos aos milhares? não tem um monte de soldado russo morrendo? as sanções não estão destruindo a Rússia? o estoque de mísseis da Rússia não está acabando? então por que esse desespero? por que dizer que a janela é agora? não estou entendendo nada.

Neto
Neto
6 meses atrás

ISSO já aconteceu. Crimeia foi o estado anexado.
.
Agora mais dois?
.
Depois o que?
.
A linha mais relevante é a Ucrania retormar as áreas que agora foram invadidas e TAMBÉM a Crimeia.
.
Ahhhh mas tem o enclave Russo pa ta ti pa ta ta… faz o que os Russo fizeram nas cidades Ucraniana, joga o enclave no chão. E pega o território de volta.
.
COMO?
.
É Guerra. Este deveria ser o objetivo.

Faver
Faver
6 meses atrás

Mudando um pouco o foco de informações sobre a guerra. Alguém tem notícias sobre os brasileiros que foram lutar lá?

Últimas Notícias

Imagens de uma guerra: míssil anticarro erra o alvo por pouco

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um ATGM russo passando sobre um carro de combate ucraniano. A...
Parceiro