terça-feira, junho 28, 2022

Saab RBS 70NG

ESPECIAL: Exposição ‘Black Sea Defense, Aerospace and Security’ (BSDA)

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Bucareste, 18-20 de maio de 2022

Por Jean François Auran*
Colaborador especial do Forças Terrestres/Forças de Defesa

A edição de 2022 da exposição “Black Sea Defense, Aerospace and Security” (BSDA) aconteceu de 18 a 20 de maio na plataforma Romaero Băneasa em Bucareste. Esta edição ocorre no contexto da guerra na Ucrânia, a menos de 600 km de Odessa.

A TNT Productions Romania organizou o evento com o apoio do governo romeno e da Embaixada dos Estados Unidos em Bucareste.

Após o adiamento do evento previsto para a primavera de 2020 devido à pandemia, a BSDA reuniu mais de 380 empresas da indústria global de defesa, aeronáutica e segurança de 32 países.

Trezentos delegados estrangeiros eram esperados no show. Os expositores tinham três grandes pavilhões e um espaço ao ar livre usado principalmente para as Forças Armadas da Romênia, forças de segurança, bombeiros e veículos e aeronaves dos Estados Unidos.

Esta exposição, que alguns podem chamar de modesta, reuniu as principais empresas do setor, incluindo as 5 maiores do mundo, como Lockheed Martin, Raytheon Technologies, General Dynamics, BAE Systems, L3Harris, Elbit Systems, Rafael Advanced Defense Systems, Naval Group, MBDA, Airbus, DAMEN, IVECO Defense Vehicles, Beretta, Leonardo, mas também muitas empresas romenas.

Havia também empresas suíças e suecas nos três pavilhões de exposição. A brasileira Embraer apresentou sua aeronave multimissão C-390 Millenium e seu A-29 Super Tucano. A indiana Tata Advanced Systems, a chinesa Hikmicro (equipamentos termográficos, câmeras), Hikvision e Nextorch Industries fizeram a viagem a Bucareste.

Participação romena

Guepard

As forças romenas exibiram muitos veículos de várias fontes. Podemos citar os veículos blindados Piranha V, 36 dos quais foram recebidos da Suíça. Cento e noventa e uma unidades serão produzidas na Romênia na Fábrica Mecânica de Bucareste. O país também possui 33 Piranha IIIC.

Também pudemos ver o lançador de foguetes HIMARS de origem americana e um sistema de defesa aérea Guepard. O Exército Romeno tem cerca de quarenta Guepard do excedente do Exército Alemão e desdobra com a OTAN como parte da presença avançada na Polônia. Um dos 62 veículos URO VAMTAC de fabricação espanhola (42 S3 e 20 S3-HD com blindagem leve) também pode ser visto.

HIMARS

TR-85M1 Bison

Também pudemos ver produtos nacionais como o tanque TR-85M1 Bison e o veículo blindado de combate de infantaria MLI-84M no campo blindado, que possui uma torre israelense OWS-25R com um canhão Oerlikon KBA-B07AA 25mm, uma arma coaxial de 7,62 mm e dois mísseis Spike LR prontos para disparar. A fábrica ROMAN em Brasov produz caminhões para uso militar e civil, um dos quais estava em exposição. O Duster Army é um veículo desenvolvido dentro da Fábrica Dacia Mioveni, sendo especialmente adaptado às solicitações do Ministério da Defesa Nacional.

Ao mesmo tempo, as forças romenas também exibiram dois helicópteros Puma construídos localmente. Era um IAR-330 Puma L.R. da Força Aérea e um segundo em versão naval equipado com meios de guerra antissubmarino. O exército também exibiu um lançador de mísseis do sistema Hawk e uma aeronave de treinamento IAR 99 Falcon.

As unidades da Polônia na Romênia também exibiram na feira o transportador blindado de rodas KTO 30P KTO Rosomak, o veículo de reconhecimento técnico WRT e o veículo de evacuação médica KTO Rosomak WEM.

KTO Rosomak

Forte participação dos EUA

O Exército dos EUA veio com vários equipamentos e apresentou um tanque de batalha M1A2 Abrams Sepv3, um veículo blindado Oshkosh JLTV 4×4, um helicóptero multifunção Black Hawk e um C-130J Hercules.

O sistema Trophy protege o Abrams M1A2 SEPV3 (System Enhanced Package). O sistema de proteção ativa Trophy detecta um fogo inimigo, calcula o ângulo e o tempo de impacto e lança uma salva de contramedidas ao projétil. O sistema é eficaz contra mísseis antitanque, RPGs e outros projéteis semelhantes. Exército Romeno exibiu lançadores HIMARS na exposição BSDA. O primeiro sistema de 18 lançadores está operacional desde 2021 e mais 2 sistemas serão recebidos em 2022 e 2023.

Joint Light Tactical Vehicle (JLTV)

A Oshkosh Defense, apresentou em seu estande, o Joint Light Tactical Vehicle (JLTV) e um trailer JLTV (JLTV-T). O Heavy Guns Carrier (HGC) JLTV de 4 portas será totalmente equipado com a Overhead Remote-Controlled Weapons Station da Elbit de 12,7 mm. A Oshkosh construiu mais de 16.000 JLTVs para os militares dos EUA e seus aliados. Esta plataforma já equipa vários parceiros da OTAN, Aliados e Coalizão, incluindo Bélgica, Montenegro, Eslovênia, Lituânia, Brasil, Romênia e Macedônia do Norte.

A empresa americana Lockheed Martin trouxe para a Romênia pela primeira vez o simulador de cabine do F-35 e um lançador de mísseis antitanque Javelin que ficou famoso durante a guerra da Ucrânia. A defesa aérea romena conta com dezessete F-16 (ex-Força Aérea Portuguesa) e MIG-21 Lancer. Há discussões em andamento com a Noruega para comprar 32 aeronaves de segunda mão adicionais e depois comprar o F-35.

Em novembro de 2021, o Ministério de Assuntos Internos da Romênia assinou o contrato para adquirir 12 helicópteros Black Hawk multimissão médio-pesado da Sikorsky. Os helicópteros serão construídos na Polônia pela PZL Mielec Company, e o reparo de manutenção e revisão (MRO) será estabelecido na ROMAERO S.A.

As empresas americanas estão interessadas em trabalhar com empresas locais como subcontratadas. Por exemplo, a Romam e a subsidiária Electromecanica Ploiesti assinaram um acordo com a Raytheon para fabricar mísseis interceptores SkyCeptor para o sistema de defesa aérea Patriot.

Participação italiana

A Itália participou da exposição com a Federação de Empresas Italianas da área Aeroespacial, Defesa e Segurança – AIAD – com pequenas e médias empresas, Iveco Defense, Beretta, Leonardo e MBDA.

A Leonardo se concentrou no C-27J Spartan Next Generation na configuração ISR – Inteligência, Reconhecimento, Vigilância – destinado a satisfazer uma ampla gama de requisitos. A Força Aérea Romena tem sete C-27Js em serviço agora.

A Romênia também está avaliando o helicóptero de ataque AW249 de última geração com a possibilidade de colaborações industriais. O tenente-general Gheorghita Vlad da equipe de defesa romena visitou o estande de veículos de defesa da IVECO na BSDA. O compromisso da IVECO na Romênia é essencial, com mais de 2.900 caminhões táticos e logísticos encomendados.

Produtos de todo o mundo

Morteiro de 120 mm Elbit SPEAR

Na BSDA 2022, a RAFAEL apresentou o sistema de defesa aérea SPYDER, que incorpora uma arquitetura aberta que está sendo integrada no contrato da República Tcheca. O SPYDER é suportado pela conectividade fornecida pela avançada rede de comunicações BNET da RAFAEL.

A empresa brasileira Embraer, promove seu Portfólio de Defesa e Segurança, que inclui a aeronave de transporte multimissão C-390 Millennium e a aeronave de ataque leve e treinamento A-29 Super Tucano. Desde sua primeira entrega à Força Aérea Brasileira (FAB) em 2019, o KC-390 Millennium comprovou sua capacidade, confiabilidade e desempenho. A Força de Defesa Húngara e as Forças Armadas Portuguesas assinaram encomendas para a aeronave.

O Grupo Mac Jee, uma das principais empresas do setor de defesa no Brasil, participou da exposição. A empresa brasileira destacou o veículo Armadillo, um dos lançadores de foguetes mais leves, compactos e rápidos do mercado mundial.

Não houve participação das grandes empresas espanholas do setor, que foram representadas por pequenas e médias empresas como SDLE (que apresentou seus sistemas anti-drone e sua câmera térmica de 3ª geração), Amper, Peli, Comet Engineering. Outra amostra da indústria espanhola, embora indireta, foi a presença no stand da General Dynamics da plataforma ASCOD equipada com uma torre offset UT30MK2 com canhão de 30 mm da Elbit Systems.

Presença francesa

A Romênia está procurando novos veículos de combate para substituir os da era soviética. A empresa Arquus marcou presença na feira com um sherpa, que pode ser produzido em várias versões. A empresa MC2 Technologies apresentou sua solução anti-drone composta pelo rifle NEROD RF.

A nível naval, o Naval Group esteve representado com um stand. Há um longo processo em andamento para vender quatro novas corvetas, renovar duas fragatas e criar um centro de treinamento e manutenção para a Marinha Romena. O grupo francês (em parceria com Santierul) Naval Constanta é confrontado com os estaleiros Damen, que estão em disputa. A transferência da fragata antissubmarino francesa Latouche-Tréville para a Romênia, mencionada há algumas semanas, foi definitivamente descartada.

Participação turca

A Nurol Makina participou pela terceira vez da BSDA com seu veículo NMS 4×4 na configuração pick-up. O NMS 4×4 é o mais recente veículo de combate desenvolvido por Nurol Makina e já está em serviço em vários países. A Nurol Makina está aberta à total colaboração com a indústria de defesa romena, cooperação para o desenvolvimento de sistemas e subsistemas e até mesmo o resultado de uma linha de montagem completa de veículos de combate na Romênia.

Para finalizar, a feira BSDA, que chega à sua oitava edição, tornou-se um importante ponto de encontro. Muitas escolas militares, incluindo os alunos do Colégio Militar Nacional “Mihai Viteazul” Alba Iulia, participaram do BSDA 2022. Deve-se notar que a competição mais significativa dizia respeito aos futuros veículos blindados 4×4 com concorrentes como Otokar Cobra 2, Arquus Sherpa, Nurol Makina NMS 4×4 e Oshkosh JLTV.

Mais imagens da BSDA

Spybeam UAV rifle

Alunas de Colégio Militar

HMMWV

Cugir Arms Factory


*É militar reformado do Exército Francês. Faz reportagens e escreve artigos para revistas e sites de defesa

- Advertisement -

3 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gabriel BR
Gabriel BR
29 dias atrás

Matéria TOP! Parabéns

Júlio Córsega
Júlio Córsega
28 dias atrás

Seria instrutivo, uma série de matérias com esses fabricantes de países não-tradicionais da indústria bélica como o caso da Romênia mencionada na matéria.

Tomcat4,3
26 dias atrás

Bacana é ver que a Romênia fabrica MBT e blindados .

Últimas Notícias

Stoltenberg: Diálogo amplo entre Rússia e OTAN não é mais possível

BRUXELAS, 27 de junho. /TASS/. A Otan e a Rússia devem preservar as linhas de comunicação, mas um amplo...
- Advertisement -
- Advertisement -