terça-feira, agosto 16, 2022

Saab RBS 70NG

‘A própria OTAN é a causa do problema, China se opõe à versão Ásia-Pacífico da Aliança’, diz representante chinês na ONU

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A China se opõe firmemente ao envolvimento da OTAN na região Ásia-Pacífico ou à criação de uma “versão Ásia-Pacífico da OTAN”, disse o Representante Permanente chinês na ONU, Zhang Jun, durante uma reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre a Ucrânia.

Zhang disse que a crise na Ucrânia mais uma vez fez soar o alarme para o mundo de que a segurança é indivisível. A expansão da OTAN para o leste não apenas falhou em tornar a Europa segura, mas também semeou sementes de conflito. É uma lição digna de reflexão, de acordo com o briefing da ONU sobre o encontro desta terça-feira.

Embora os líderes da Otan recentemente tenham pintado outros países como uma ameaça, ele enfatizou que a própria organização é na verdade a causa dos problemas. A Otan deve abandonar sua mentalidade da Guerra Fria baseada no confronto em bloco, disse ele, expressando preocupação com os ajustes estratégicos da organização.

“Pedimos à Otan que aprenda suas lições, não provocando confrontos no campo com a desculpa da crise na Ucrânia, nem provocando uma nova Guerra Fria, nem procurando inimigos imaginários na região da Ásia-Pacífico para criar conflitos e divisões”, disse Zhang.

A China se opõe firmemente ao envolvimento da OTAN na região Ásia-Pacífico ou à criação de uma “versão Ásia-Pacífico da OTAN”. A ultrapassada Guerra Fria não pode ser repetida na região da Ásia-Pacífico e a guerra em andamento também não deve estar presente na região, observou Zhang.

Os países da Ásia-Pacífico valorizam a paz e a prosperidade duramente conquistadas e esperam uma cooperação mutuamente benéfica para o desenvolvimento e rejuvenescimento comum. “Qualquer tentativa de ir contra a maré da história está fadada ao fracasso”, enfatizou.

Sobre a crise na Ucrânia, Zhang disse que é lamentável e preocupante ver que a crise está se expandindo e a terrível situação humanitária que vem com o aumento das baixas civis.

O diálogo é a única maneira viável de acabar com as hostilidades, enfatizou Zhang, pedindo à comunidade internacional que evite ações contrárias e que todas as partes trabalhem em conjunto para negociações de paz entre a Rússia e a Ucrânia.

Os fatos ilustraram que o envio de armas não pode trazer a paz, nem as sanções podem resolver o enigma da segurança, disse ele, enquanto as tentativas de armar a economia mundial e pressionar os países a tomar partido apenas dividirão a comunidade internacional.

Atrasar e obstruir as negociações diplomáticas para fins geopolíticos, ou mesmo adicionar combustível e intensificar o confronto, apenas aumentará o conflito e, finalmente, sairá pela culatra, observou Zhang.

FONTE: Global Times

- Advertisement -

83 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

83 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bosco
Bosco
1 mês atrás

Deu pra gente ver mesmo que a OTAN era desnecessária na Europa.
A China constroi ilhas artificias, faz 20 cruzadores por anos, todo dia testa um míssil novo… mas a OTAN é a causa do problema.

Anderson Graça
Anderson Graça
Reply to  Bosco
1 mês atrás

A China em seu modo expansionista e sem pudor algum logicamente que vai repudiar. Os chineses cada vez mais amados até os dentes só querem a paz, sqn

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Anderson Graça
1 mês atrás

“ Os chineses cada vez mais amados até os dentes só querem a paz, sqn “

Olha há quanto tempo foi a última guerra envolvendo os chineses e compara em quantas guerra os EUA/OTAN a famosa aliança do bem se envolveram nesse tempo ..

Faz uma comparação ai ..

Last edited 1 mês atrás by Slow 🇧🇷
Rogério
Rogério
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Olha há quanto tempo foi a última guerra envolvendo os chineses e compara em quantas guerra os EUA/OTAN a famosa aliança do bem se envolveram nesse tempo ..”

Se falava o mesmo da Russia! kkkkkkk

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Rogério
1 mês atrás

Vc não entendeu ..

Quando foi última guerra que a China participou ?

E agora ver quando foi a última que EUA/OTAN participaram, ai vc quer falar que a China é o problema ?

Bosco
Bosco
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Sabe da história do cisne negro? Pois é! Todo cisne era considerado branco até que um dia avistaram um cisne negro.
Essa falácia retórica de que porque a China em 70 anos não se envolveu ‘diretamente” em guerras e por isso ela não irá se envolver amanhã é de uma ingenuidade sem par. Mas como sei que de ingênuo você não tem nada, é só exercício de contorcionismo intelectual para defender sua ideologia, que se resume em uma frase: ódio ao Ocidente, capitalista, cristão e democrático.

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Bosco
1 mês atrás

Não significa que ela não ira se envolver, mas quem causa guerra pelo mundo ai é a famosa aliança do bem .. quem tá indo cutucar ela lá querendo se expandir ?

Bosco
Bosco
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

E a China nunca fez guerras diretamente porque era fraca ante o poder americano , e não porque era boazinha. E além disso estava concentrada em concretizar a revolução e para isso teve que gastar munição com 80 milhões do seu próprio povo. Não sobrava para atacar outros países.

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Bosco
1 mês atrás

“ E a China nunca fez guerras diretamente porque era fraca ante o poder americano “

As 2 guerra que os EUA se envolveu em que tinha apoio chinês do outro lado vc sabe o resultado né ?

Andre
Andre
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Em sua fantasia, uma dessas duas guerras, foi a do Vietnam?

De novo sua opinião está destoando dos fatos.

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Andre
1 mês atrás

Verdade, os EUA não perdeu apenas fez uma retirada estratégica .

Qual nome de Saigon mesmo ?

paulof
paulof
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Curtos combates na fronteira com URSS, India (esse ano por sinal), VIetnam, uma disputa com a Filipinas se um pular na praia no mar, entro em território chinês, anexação do Tibet, ameaças a Tawian e Japão. E guerra da coreia.

Last edited 1 mês atrás by paulof
Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  paulof
1 mês atrás

Curtos combate com India ? Os cara só trocou uns 🥊

Quanto tempo faz que não se envolve em guerra ?

Agora olha em quantas a aliança do bem junto com os EUA fizeram esses últimos anos .

Andre
Andre
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Os últimos conflitos que envolveram a China foram as disputas com a India em 2021 e a guerra civil no Mali, ainda em andamento.

Teve também os conflitos com o Vietnam, iniciados com a invasão chinesa em 1979. em 1981 teve a batalha de Hill 400, muito parecida com o que a Rússia está fazendo: artilharia e infantaria.

É putinzete, fazer afirmações baseadas apenas em sua opinião e ignorando os fatos é complicado….

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Andre
1 mês atrás

Conflito com India? Nossa morreu 20 pessoas trocando soco baita conflito ..

“ Teve também os conflitos com o Vietnam, iniciados com a invasão chinesa em 1979. em 1981 teve a batalha de Hill 400 “

De 1981 pra 2022 vê quantas guerras a aliança do bem junto com os EUA começou ou participou .. e depois quer falar que a China é o problema

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Bosco
1 mês atrás

“ China constroi ilhas artificias, faz 20 cruzadores por anos, todo dia testa um míssil novo… mas a OTAN é a causa do problema. “

Agora um país não pode investir nas suas FA ? Até agora não vi a China querendo fazer uma aliança na América pra combater os EUA , já eles ..

Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Pois é, qual país tem, de longe e sem comparação com os demais, o maior número de bases no exterior? Qual país um oceano de distância vai longe para fazer alianças militares de modo a cercar seus rivais? Qual país que gasta metade do que o resto do mundo gasta em todos os tipos de armamentos? Qual país mais vende armas no mundo? Qual país faz guerra híbrida, incita guerras civis distantes e derruba governos não alinhados a décadas? Qual país que próximo de seu território NÃO TEM UMA BASE SEQUER da China ou da Rússia? E tem canalha que… Read more »

Henrique
Henrique
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

“ China constroi ilhas artificias, faz 20 cruzadores por anos, todo dia testa um míssil novo… mas a OTAN é a causa do problema. “

“Agora um país não pode investir nas suas FA ? “

KKKKKKKKKKKKKKK ta bom amiguinho vc viu essa lá no canal do farinhaçu é… China simplesmente roubou as ilhas pertencentes a outros paises e o cara me diz que isso é “investimento nas FA” KKKKKKKKKK

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Henrique
1 mês atrás

“ … China simplesmente roubou as ilhas “

Ai vc decide ou ela construiu ou ela roubou ..

Henrique
Henrique
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

ela roubou as ilhas e construiu as instalação…

usa um pouquinho o cérebro ai… é difícil pro seguidor do farinçu, mas tenta ai

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Henrique
1 mês atrás

As ilhas artificiais foram roubadas ? 🤣🤣🤣🤣

Antonio Kings
Antonio Kings
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Relaxa, pra esse cara aí só os EUA podem ter nukes, podem ter porta-aviões, só os EUA podem investir nas forças armadas, só os os EUA sabem contruir algo é o baba-mor dos gringos. Ele deve pensar que é considerado Ocidental pelos ídolos dele, mas não é, está enquadrado em outra categoria, latino-americano .

César
Reply to  Antonio Kings
1 mês atrás

¨Conversando¨ com outro nome que é seu mesmo, xings? Depois de vc comentar usando uns cem perfis diferentes tu resolveu voltar pro original? Saudosismo agora?

Bosco
Bosco
Reply to  Antonio Kings
1 mês atrás

Tonho, Erro seu de pensar assim de minha pessoa. Eu acho que qualquer um pode ter porta-aviões, nukes, mísseis hipersônicos, raios desintegradores orbitais e bancos faser, só que haverá reações. Em nenhum momento eu disse que os chineses não podem ter o que bem entender, mas os vizinhos igualmente podem bem entender que o avanço militar chinês causa um desiquilíbrio regional. Lembra da Rússia invadindo a Ucrância com a desculpa esfarrapada e mentirosa de que a Ucrânia entrando na OTAN poderia alterar o equilíbrio? Pois é! Os países têm o direito de se armarem e se juntarem contra um possível… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Bosco Jr
Maurício.
Maurício.
Reply to  Bosco
1 mês atrás

“mas os vizinhos igualmente podem bem entender que o avanço militar chinês causa um desiquilíbrio regional.”

“Os países têm o direito de se armarem e se juntarem contra um possível inimigo comum”

Concordo, cada país sabe aonde aperta o calo, e todos tem o direito de ter nukes por exemplo, mesmo os países que falam abobrinhas tipo o Irã, cada um deve se armar como quiser.

Andre
Andre
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

O problema é que quase ninguém quer fazer aliança com a China e com a Rússia, por isso o choro dos dois.

rodrigo
rodrigo
Reply to  Andre
1 mês atrás

só os morto de fome tipo Ira, libia, alguns da Africa….

Andre
Andre
Reply to  rodrigo
1 mês atrás

Irã e Líbia não são mortos de fome e nenhum deles fez aliança nem com China nem com Rússia.

Patrício
Patrício
Reply to  Andre
1 mês atrás

G7 770 milhões de habitantes e caindo.
BRICs 3,2 bilhões e começando a crescer muito.
Vai ser legal.

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Faz o cálculo em PIB e depois PIB per capita

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Rodrigo
1 mês atrás

PIB da China em 1990 era menor do que o do Brasil … então não vem com esse papinho de PIB

Oliveira
Oliveira
Reply to  Bosco
1 mês atrás

“A China constroi ilhas artificias, faz 20 cruzadores por anos, todo dia testa um míssil novo… mas a OTAN é a causa do problema.”

E ainda assim o seu investimento militar é mais baixo que o americano. Se a definição de ameaça e perversidade é o tamanho das forças armadas, os Estados Unidos seria o maior deles.

G7 são os senhores do mundo e, logicamente, a tentativa de modificar o status quo o lançará imediata e automaticamente como escória do mundo. De certa forma isso também serve de alerta ao Brasil.

Last edited 1 mês atrás by Oliveira
Mafix
Mafix
Reply to  Oliveira
1 mês atrás

O Brasil não é ameaça a ninguem olhe o nivel da mentalidade de qualquer politico e vera que a ameaça é interna …

Oliveira
Oliveira
Reply to  Mafix
1 mês atrás

Exatamente o que disse, não somos ameaças porque somos coadjuvantes, e ainda assim se seguirmos, religiosamente, a cartilha escrita por outros. Mas se o papel que o Brasil almeja no futuro for mais que a de um país subalterno, certamente a resistência e oposição serão grandes. Não existe amizade, existem negócios. Pelo preço certo e pelas vantagens corretas, o Brasil pode se mostrar um excelente aliado, para ambos os lados.

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Mafix
1 mês atrás

Exatamente os dois políticos que estão na frente da eleição presidencial esse ano, são duas mulas que só querem $$$ ilegal e fugir da cadeia.

Natan
Natan
Reply to  Mensageiro
1 mês atrás

Por isso vou votar no Ciro Gomes, que é o mais próximo de um estadista que temos.

fabriciojlcorado@hotmail.com
fabriciojlcorado@hotmail.com
Reply to  Oliveira
1 mês atrás

Perfeito 👏👏👏

Sulamericano
Sulamericano
Reply to  Bosco
1 mês atrás

Não vejo essa indignação toda da sua parte (e de outros USA fã-boys) quando o assunto é os EUA e a invasão de outros países.

Isso é geopolítica. Não é torcida pelo país A ou país B.

E quando o assunto é geopolítica, os EUA são os primeiros a lançar bombas e misseis em defesa da “democracia”.

J.Leo
J.Leo
Reply to  Bosco
1 mês atrás

Essa afirmação somente denota a falta de compreensão à geografia militar daquela região, a China é cercada por tropas americanas em bases no Japão, Coreia, Ilhas Marianas, Guam, Filipinas, Tailândia, Austrália, entre outras, sem mencionar Taiwan, deixar esse domínio sem contrapor o mínimo que seja e mesmo que com ilhas artificiais… É como dormir na mesma cama com o inimigo! 

WSilva
WSilva
Reply to  Bosco
1 mês atrás

A China é a segurança da Ásia, se a China está bem a Ásia está bem, isso é histórico.

Da última vez que a China não se armou, os imperialistas fizeram a Ásia passar o seu pior momento na história.

João Augusto
João Augusto
Reply to  Bosco
1 mês atrás

Mals aí, mas o mínimo que membros da OTAN, em especial os EUA, podem fazer em face da expansão militar dos outros países é silenciar.

Não tem autoridade alguma para criticar expansão militar alheia.

No final das contas cada um faz o que pode e quando arrebentar a corda os mais fracos pagarão caríssimo, como agora paga a Ucrania. Como vêm pagando há anos os palestinos… E a lista vai longe.

A OTAN é causa do problema sim. Não é a única, mas é causa.

Bosco
Bosco
Reply to  João Augusto
1 mês atrás

Não está havendo crítica. Em vista da ameaça que os países imaginam que a China representa eles estão se juntando contra esse inimigo comum. Ela que continua com sua expansão e modernização militar. Direito dela! Direito dos vizinhos se sentirem ameaçados.

Felipe
Felipe
Reply to  Bosco
1 mês atrás

Enquanto existir a OTAN e sua visão expansionista, é necessário se armar sim.

rodrigo
rodrigo
Reply to  Felipe
1 mês atrás

os paises entram voluntariamente na Otan….ou são obrigados pela Otan para entrar?

WSilva
WSilva
Reply to  Felipe
1 mês atrás

O mundo multipolar vem aí.

FWWLY-VaAAIesXk.jpg
Rodrigo
Rodrigo
Reply to  WSilva
1 mês atrás

Só a Dilma nessa foto já assusta

LUIZ
LUIZ
Reply to  Bosco
1 mês atrás

Ne melhor um mundo multipolar? Vc acha certo um país ditando regras econômicas,políticas,esportivas e militares??
Chega ne!! E além de uma superpotência(EUA)ainda tem os lacaios da União Europeia.
Que a Rússia,China e Índia mude esse cenário.

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
1 mês atrás

China e Rússia são tão fracos e ultrapassados que precisa de uma aliança pra combater os 2 🤣🤣🤣 vai entender ..

André de Souza
André de Souza
1 mês atrás

Uma pequena analogia:

“Se a China hoje fizesse um acordo com o Brasil para colocar bases na Amazônia e o EUA além de se opor fizesse uma “operação especial” na Amazônia bombardeando as principais cidades do norte do país, e a China vendo que seus planos foram interrompidos decidissem doar armas para o Brasil expulsar o EUA da Amazônia, quem estaria errado nessa história ?

O EUA por querer exercer sua influência a força ?

Os Chineses por exercer sua influência através da diplomacia ?

É bom fazer essa didática para ver até onde vai o extremismo das pessoas.

Heinz
Heinz
Reply to  André de Souza
1 mês atrás

Te respondendo a pergunta.
O Brasil que tem que escolher seu destino e não aceitar interferência da China e EUA.
Se o Brasil quiser se aliar a China, é um direito dele como nação soberana, se quiser ficar no “guarda-chuva” dos yankers, é um direito dele também.

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Heinz
1 mês atrás

Bingo! O Brasil assim como a Ucrânia pode botar base aonde quiser de quem quiser. E não pode ser invadido por ninguém. Invadiram a Ucrânia, nada justifica NADA! Ela podia ter armas nucleares que ainda não justifica.

Natan
Natan
Reply to  Mensageiro
1 mês atrás

O melhor seria não aceitar base de nenhum país em nosso território.

Last edited 1 mês atrás by Natan
Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Heinz
1 mês atrás

“ O Brasil que tem que escolher seu destino e não aceitar interferência da China e EUA. “

Verdade, mas a China interfere em que ?

Quem vive interferindo aqui falando que o Brasil tem que fazer isso ou aquilo ..

7545DB23-1F97-49B2-B545-E96488CC7B4B.jpeg
Bosco
Bosco
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Nossa! Que interferência. Ui!
Tenha dó Slow. Deixa de ter mentalidade de adolescente.

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Bosco
1 mês atrás

E propor um pacote pra proteção da Amazônia caso contrário sanciona ?

Espionar um pres1dent3 do Brasil ?

Quer mais ?

Agora cita um exemplo da China interferindo aqui ou falando oque o Brasil deve ou não fazer ?

André de Souza
André de Souza
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Slow para de querer transformar tudo em briga de Fla x Flu e responde a pergunta que foi feita. Mas já que você pediu um exemplo de interferência Chinesa em outras nações vou te dar um exemplo clássico. A China domina países subdesenvolvidos através da sua economia e investimento, assumindo o monopólio de mercado daquele país, ela está fazendo isso com a maioria dos países da África por exemplo e sim esse monopólio de mercado chinês está sendo feito no Brasil e também na Argentina. Não é sadio para um país ter um parceiro econômico muito forte dominando seu mercado… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  André de Souza
1 mês atrás

Errado estaria o vassalo que permitiu a entrada de chineses e americanos em nosso solo.

O Brasil é muito grande e importante para ser um lacaio como Japão, Coreia do sul, Israel e ter bases militares de outros países por aqui, tem que base sim, mas 100% brasileira.

André de Souza
André de Souza
Reply to  WSilva
1 mês atrás

Ai para de abster da pergunta você terceiriza a culpa ? entendi.

WSilva
WSilva
Reply to  André de Souza
1 mês atrás

A pergunta como formulada oferece apenas duas respostas igualmente erradas e terríveis para o Brasil. Não há como ignorar o fato que a soberania brasileira estaria sendo violada de uma forma ou de outra, logo a a resposta alternativa e correta é essa que forneci acima.

André de Souza
André de Souza
Reply to  WSilva
1 mês atrás

Como a soberania brasileira estaria sendo violada se as bases Chinesas seriam instaladas em comum acordo com o país ?
Tirando ainda o fato do porque de ter uma base chinesa na Amazônia segundo a analogia que eu fiz, poderia ser até por um motivo próprio do governo brasileiro visando sua defesa, ou seja o estado nação faz oque quer do seu território logo essa sua resposta não cabe na analogia que foi feita.

WSilva
WSilva
Reply to  André de Souza
1 mês atrás

Comum acordo com políticos e não com a população brasileira. Qual brasileiro em sã consciência permitiria uma base chinesa ou americana por aqui? Estou falando de gente decente e não os escravos pró EUA ou China, esses aí venderiam até a mãe para esses países.

Por isso devemos escolher bem nossos representantes, isso é, escolher aqueles que são nacionalistas ao invés dos entreguistas.

André de Souza
André de Souza
Reply to  WSilva
1 mês atrás

Meu amigo se eu criei uma analogia obviamente não estou levando em consideração ao ambiente que vivemos aqui de “pacifismo”, logo citei o termo analogia para fazer uma comparação ao que se vive hoje os países do leste Europeu, ninguém escolhe fazer parte de um bloco militar u ter uma base estrangeira no seu país por simpatia ou ser fã numero 1 de outra nação, é uma questão de necessidade, se você tem um vizinho agressivo que tenta impor a todo custo sua influência através da força e você é mais fraco que esse seu vizinho, lógicamente você irá procurar… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  André de Souza
1 mês atrás

Besteira, a OTAN se expandiu quando não havia ”inimigo” algum pós queda da União Soviética. O objetivo da OTAN é proteger ninguém fora do clube anglo-saxão mas sim explorar, basta ver o que está acontecendo na Ucrania, não há um soldado sequer da OTAN em solo ucraniano lutando pela Ucrânia. Para a OTAN não importa o que aconteça com a Ucrânia com os ucranianos desde que a Ucrânia cause danos enormes a Rússia. Bobo é quem cede sua soberania e independência militar para viver de baixo de um suposto seguro de vida da OTAN. A analogia proposta é um desserviço… Read more »

Last edited 1 mês atrás by WSilva
rodrigo
rodrigo
Reply to  WSilva
1 mês atrás

lacaios, que sao mais ricos, desenvolvidos, educados

WSilva
WSilva
Reply to  rodrigo
1 mês atrás

Não adianta ter tudo isso se não tem soberania, são escravos da vontade anglo-saxã. rs

rodrigo
rodrigo
Reply to  WSilva
1 mês atrás

Belarus tem soberania, Japão tem mais….não entendi o que disse

WSilva
WSilva
Reply to  rodrigo
1 mês atrás

Ser lacaio dos EUA, da Russia ou da China é tudo igual, lacaio é lacaio em qualquer parte do mundo.

Natan
Natan
Reply to  André de Souza
1 mês atrás

O correto é não aceitar base aérea de NENHUM país em nenhum metro quadrado do território brasileiro.

Carvalho
Carvalho
1 mês atrás

Os chinas pensando:
“Que c@g@da fez esse menino Putin”
Sobrou pros chineses.
Eu já tinha falado isso aqui….
A Otan vai se expandir. Só estava esperando algum bobo morder a isca.

Maurício.
Maurício.
1 mês atrás

OTAN vs China? Outros que vão ficar só no blá blá blá e mimimi, potências não se enfrentam diretamente, simples assim.

Kornet
Kornet
1 mês atrás

Não sei o pq de alguns aqui terem um certo fascínio pela OTAN,o que ela trará de bom para o Brasil?
Seremos uma potência econômica e militar se formos subservientes aos ditames dos ditames da OTAN?
Eu como muitos aqui peguei um pouco da guerra fria e morria de medo da URSS e via na figura dos EUA o protetor do mundo,cresci e me informei ,e vi que como muitos ,fui influenciado pelas reportagens que so colocavam um lado da historia e descobri que não havia heróis ou protetores,todos eram vilões e agressores.

Capa Preta
Capa Preta
1 mês atrás

Se a china parar de construir ilhas artificiais militares nas costas marítimas dos seus vizinhos já dava para dar crédito ao que fala seu governo. China tá parecendo a Rússia, histórico de agressão aos seus vizinhos depois fica reclamando que esses vizinhos buscam alianças para se defenderem.
E tipo ladrão ou estuprador reclamando que as vítimas estão trancando os portões de suas casas .

Last edited 1 mês atrás by Capa Preta
Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 mês atrás

Sem querer defender a China que tem seus objetivos colonialistas bem explícitos mas o problema é que a OTAN realmente ficou até a invasão da Ucrânia sem sentido mesmo. O problema que vejo é que de pessoas que fincaram o pé no passado e acham que EUA da américa são os grandes mocinhos nos defendendo ora do nazismo ora do socialismo. Qual era a finalidade da OTAN quando o Pacto de Varsóvia se desfez?!? Nenhum mas continuou buscando colocar países em baixo do seu guarda-chuva e o pior sempre apontando mísseis para Rússia. Deu no que deu! Agora querer colocar… Read more »

Andre
Andre
1 mês atrás

China e Rússia repudiam tanto a Otan e as organizações em bloco porque sabem que quase ninguém quer formar um bloco com esses dois exploradores.

Isso fica claro com os antigos aliados russos correndo para solicitar entrar na Otan. O que os russos fizeram na Hungria, Polônia, Ucrânia, Bálticos por décadas no século passado deixa claro o motivo desses países terem solicitado entrar na Otan.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Andre
1 mês atrás

Uma vez li o Bosco escrever algo mais ou menos assim: quem sentiu a pata do urso ou a mandíbula do dragão, corre pras garras da águia na primeira oportunidade.

WSilva
WSilva
Reply to  Monarquista
1 mês atrás

E a águia faz gato e sapato de você. rs

Melhor caminho é o nacionalismo, correr para A ou B em detrimento de C é para perdedores.

rodrigo
rodrigo
1 mês atrás

ta agora paises livres não podem se juntar e criar um grupo de defesa (defesa não é ataque)….pois uma ditadura não quer????

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  rodrigo
1 mês atrás

Pode e sempre vai poder, e se os Russos ficarem irritando muito vão voltar pra idade da pedra. EUA tem mapeado tdos os silos nuclear russos, podem atacar primeiro, com suas centenas de submarinos de ataque sempre esteve preparado para o fim do mundo, as bases ao redor do globo não são de brincadeira. Ao contrário da Rússia que só mostrou incompetência até agr.
Se eu gosse Putin enfiava o rabinho entre as pernas.

Last edited 1 mês atrás by Mensageiro
SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
1 mês atrás

A OTAN é um problema para eles porque assim eles não podem continuar tomando o territórios dos países vizinhos menores.

Teropode
1 mês atrás

Lendo tanta bobagem da caterva eu me senti no direito de fazer uma observação sucinta , abro aspas : ” A Alemanha começou a guerra para o lado errado .”

naval762
naval762
1 mês atrás

Sempre as vitimazinhas da OTAN, coitadinhos.

J-20
J-20
1 mês atrás

Já de antemão, o que vou falar aqui vai ser muito negativado… Mas não importa! Negativa de alguns só me agrada. O que a China tem feito foi o equilíbrio das forças no pacífico, apenas pare para analisar quantos aliados a China tem em suas fronteiras e quantos inimigos diretamente ligados aos EUA que eles tem. E mesmo ela se armando tanto, não vai nem chegar perto de todas as forças combinadas que podem ameaçar seus interesses e soberania na região. Vietnã, Filipinas, Taiwan, Coréia do Sul e Japão são inimigos militares diretos, apesar deles serem completamente dependentes do comércio… Read more »

Últimas Notícias

Primeiro dia de atividades operacionais do Exercício Core 22

Louisiana (EUA) – Na madrugada de 12 para 13 de agosto, a Companhia CORE realizou os preparativos para o...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -