quarta-feira, outubro 5, 2022

Saab RBS 70NG

Preparação da Equipe Móvel de Treinamento para a Missão das Nações Unidas na República Democrática do Congo

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Manaus (AM) – Sob coordenação do Comando de Operações Terrestres (COTER), foi realizada, no Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), a preparação da Equipe Móvel de Treinamento para a Missão das Nações Unidas na República Democrática do Congo (EMT MONUSCO). Na atividade, foram atualizadas as técnicas, táticas e procedimentos de operações na selva da equipe. A atividade ocorreu no período de 8 a 19 de agosto.

A equipe móvel de treinamento MONUSCO promove treinamento especializado para as tropas das Nações Unidas, mais especificamente as da Force Intervention Brigade (FIB) – a Brigada de Intervenção, composta por militares da África do Sul, Malawi, Tanzânia, Nepal e Indonésia – , incluindo combatentes do Exército Congolês.

O treinamento da EMT MONUSCO contou com o acompanhamento do COTER, por intermédio de integrantes da Chefia de Missão de Paz, Aviação e Inspetoria-Geral das Polícias Militares.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

- Advertisement -

17 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
João Dotto
João Dotto
1 mês atrás

Claro q não da pra substimar a importancia da aaa de longo e medio alcance mas depois da guerra na ucrania comecei a ver a de curto alcance com outros olhos. Não podemos descartala ou menosprezala pois a mesma mostrou sua importância.

João Dotto
João Dotto
Reply to  João Dotto
1 mês atrás

Ops.comentario veio na materia errada.era pra ser na da artilharia ant aerea.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  João Dotto
1 mês atrás

Isso só aconteceu por falha estratégica dos russos, de manter em pé a infraestrutura vital ucraniana. Quantos helicópteros e aviões de ataque os EUA perderam para mísseis de curto alcance iraquianos? Nenhum, por uma simples razão: os EUA e aliados implementaram blitz em larga escala, não poupando nada que fosse vital para a logística de guerra iraquiana. Sem comida, água ou energia ninguém luta.

Simplesmente não houve oportunidade para os iraquianos se armarem para um conflito em áreas urbanas, pois já tinha arma stand-off obliterando seus esconderijos.

Flávio
Flávio
1 mês atrás

As tensões entre Ruanda e Congo estão crescendo cada vez mais, a tropa brasileira deve levar em conta a possibilidade de ir parar no meio de uma guerra.
O Congo tem 100 milhões de habitantes mas é um país com uma forte divisão étnica e tribal.
Por outro Ruanda mesmo sendo um pais pequeno suas tropas estão entre as melhores do continente, na segunda guerra do Congo, também conhecida como a “Guerra Mundial Africana” Ruanda sozinha lutou até um impasse com Angola, Congo, Zimbábue e Namíbia.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Flávio
1 mês atrás

Um conflito muito interessante sem duvidas, também conhecido como “Grande Guerra da Africa”. Terminou de quebrar o Zimbabwe que enviou uma força expedicionária pra apoiar o Kabila (o pai) que era um mix no padrão ocidental vintage da antiga Rodésia e conceitos soviéticos. Essa guerra aumentou a divida externa do Zimbabwe que teve de pedir emprestimos ao FMI. Mugabe ja tinha quebrado o país ao perseguir os brancos que controlavam o país antes com o “apartheid da rodesia” onde 2% de brancos controlavam 98% da população de negros e tinham um padrão de vida Suiço no meio da Africa, não… Read more »

Nilson
Nilson
Reply to  sub urbano
1 mês atrás

Sim, a Guerra do Congo (inicialmente Zaire) é pouco conhecida por aqui, e foi a que mais vitimou desde a 2ª Guerra Mundial.

everton pereira
everton pereira
Reply to  Flávio
1 mês atrás

Moço é só cinco oficiais que vai, é só pra dar um treinamento, não tem tropa nenhuma

Ted
Ted
Reply to  everton pereira
1 mês atrás

O mundo esta mergulhando em um periodo sombrio e perigoso.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Flávio
1 mês atrás

eita, não sabia que Ruanda era tão boa assim, só dava crédito para Argélia, Marrocos, Egito e Africa do Sul.

fewoz
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Eles enviaram tropas para Moçambique alguns meses atrás.

Heinz
Heinz
1 mês atrás

Impressão minha ou tinha um Fuzileiro naval junto com os militares do EB?
E portando Ia2….

Cristiano Salles (Taubaté-SP)
Cristiano Salles (Taubaté-SP)
Reply to  Heinz
1 mês atrás

Percebi também…

rodrigo v
rodrigo v
Reply to  Heinz
1 mês atrás

sim tinha, e vai de IA2 por uma questão basica de logistica.

Claudio QUADROS
Claudio QUADROS
1 mês atrás

Esquece Africa temos cuida nossa fronteiras manda soldados morte povo que paz nunca ,coitados vão morre de graça. Gongo

Heinz
Heinz
1 mês atrás

No atual conflito da Ucrânia, podemos ver o uso muito comum de silenciadores nós fuzis, pelas tropas até “normais”. O que antes era usado somente por unidades de elite. Há alguma vantagem do uso desse equipamento assim?
O Ia2 já foi testado com esse tipo de equipamento?
Seria muito bom uma matéria falando sobre as vantagens e desvantagens desse equipamento

horatio zhirinovsky
horatio zhirinovsky
1 mês atrás
Jose Ricardo
Jose Ricardo
1 mês atrás

Pelas fotos me parece que tem militares das três forças Fuzileiros Navais, EB e Fab

Últimas Notícias

Impressões de um oficial do US Army sobre os exércitos da Rússia e da Ucrânia antes da guerra

por Mark Hertling (*) Em 1994, eu era um tenente-coronel em Fort Knox, Kentucky, liderando uma unidade de cerca de...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -