domingo, dezembro 4, 2022

Saab RBS 70NG

Em três anos Rússia modernizará 800 T-62 que estão armazenados

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Os militares russos devem receber cerca de 800 tanques T-62 reformados e possivelmente atualizados nos próximos três anos para tentar ajudar a compensar as graves perdas que já sofreram em sua invasão da Ucrânia. Muitos deles já foram retirados do armazenamento de longo prazo e enviados para a Ucrânia, onde mostraram ser de utilidade discutível.

Se a situação for como relatada, a decisão de reativar centenas desses tanques notavelmente antigos da Guerra Fria oferece novas evidências de que as sanções ocidentais e outros fatores estão atrapalhando a indústria de armas da Rússia. Ele também fornece mais evidências sobre o mau estado da blindagem mais avançada da Rússia, com muitas centenas de tanques destruídos, danificados ou capturados e outros marginalizados devido ao desgaste ou sem peças de reposição de alta tecnologia após quase nove meses de combate contínuo.

Andrey Gurulyov, um general russo aposentado que se tornou político, que atualmente é deputado da câmara baixa do parlamento russo, ou Duma, teria explicado a situação durante uma recente visita divulgada à Fábrica 103 de Reparos Blindados na região do Extremo Oriente Transbaikal Krai do país. A 103 Armored Repair Plant é uma subsidiária do conglomerado estatal russo Uralvagonzavod, que é, entre outras coisas, o principal produtor de tanques do país. O vídeo da visita de Gurulyov mostra os funcionários da fábrica trabalhando nos T-62.

Gurulyov teria dito que os T-62 em questão seriam modernizados com novos sensores ópticos, equipamentos de visão noturna, blindagem adicional e outros recursos defensivos, particularmente para ajudar a proteger contra mísseis antitanque guiados, como o Javelin, fabricado nos EUA . Ele não parece ter fornecido nenhuma especificação granular sobre essas atualizações planejadas. Não houve menção à atualização do armamento do tanque, que consiste em um canhão principal de 115 mm, uma metralhadora coaxial de 7,62 x 54 mm e uma metralhadora de 12,7 mm no topo da torre.

A Rússia certamente tem muitas centenas de T-62 em armazenamento que herdou da União Soviética, a grande maioria dos quais são subtipos T-62M. Os primeiros T-62 entraram em serviço soviético em 1961. Na década de 1980, os soviéticos colocaram milhares desses tanques em um amplo programa de modernização que incluiu a adição de motores mais potentes, sistemas de controle de fogo atualizados e novas defesas. Em termos de novos recursos defensivos, surgiram várias subvariantes diferentes, incluindo aquelas com pacotes de blindagem reativa explosiva Kontakt-1 (ERA) e sistemas de proteção ativa Drozd de primeira geração.

Como observado anteriormente, o exército russo já devolveu muitos T-62 ao serviço e os enviou para a Ucrânia. A Rússia também enviou vários T-62 reformados para os militares sírios para ajudá-lo a compensar suas perdas no conflito civil naquele país entre 2017 e 2018.

Os T-62 que as forças russas estão usando na Ucrânia parecem ser uma mistura de variantes T-62M, prontamente reconhecíveis pela blindagem passiva adicional em suas torres, e versões T-62MV com Kontakt-1 ERA. Alguns desses tanques também receberam blindagem semelhante a uma gaiola no topo da torre que fornece pouca proteção adicional contra mísseis antitanque e outras armas. Esta blindagem expediente de campo, comumente referida agora ironicamente como ” gaiolas de combate “, também foi vista em outros tipos mais modernos de tanques russos que operam na Ucrânia.

Gurulyov teria dito durante sua viagem à Fábrica de Reparos de Blindados 103 que o T-62 se saiu bem na Ucrânia, apesar das evidências em contrário. Obviamente, não está totalmente claro quanto do aparente mau desempenho do tanque se deve ao veículo e suas capacidades versus a qualidade das tripulações e o baixo moral das forças russas em geral. Além de várias fotos e vídeos mostrando T-62 destruídos, as forças ucranianas foram observadas capturando dezenas deles, muitos dos quais parecem ter sido abandonados pelas tropas russas em retirada.

Vale a pena notar que os T-62, embora completamente obsoletos para o combate moderno tanque a tanque, ainda podem fornecer valiosos recursos blindados de apoio de fogo para engajar veículos blindados e não blindados mais leves, fortificações e tropas em campo aberto. Apesar de um debate revigorado sobre se os tanques e outros veículos blindados pesados ​​ainda são relevantes nos campos de batalha modernos devido à melhoria das armas antitanque de infantaria , drones e outras ameaças, ambos os lados do conflito na Ucrânia os têm usado ativamente e continuam a fazer isso. As forças ucranianas têm feito bom uso do que os militares ocidentais declararam ser veículos blindados obsoletos em suas recentes ofensivas bem sucedidas nos extremos sul e leste do país.

Independentemente disso, o fato de a Rússia estar agora olhando para um plano maior para investir na atualização e devolver centenas de T-62 ao serviço ativo durante um período de anos aponta para problemas maiores de cadeia de suprimentos e capacidade industrial que o país está enfrentando. Já era aparente meses atrás que as sanções ocidentais estavam tendo um impacto paralisante nas empresas de defesa russas. Sistemas de armas russos mais avançados, incluindo seus projetos de tanques mais modernos, como o T-90M , dependem muito de subsistemas ocidentais e outros componentes, especialmente quando se trata de eletrônicos.

Outros fatores provavelmente exacerbaram a cadeia de suprimentos induzida por sanções e as limitações de capacidade industrial. Os militares russos estão no processo de convocar milhares de pessoas para lutar na Ucrânia como parte de um esforço de mobilização parcial , que só pode diminuir a força de trabalho doméstica disponível no país. Além disso, centenas de milhares de russos estão fugindo ou tentando fugir do país para evitar esse recrutamento.

Além disso, a aparente necessidade por parte dos militares russos de cavar muito fundo nos estoques de T-62 e outros veículos, armas e outros materiais muito antigos, fornece evidências adicionais das perdas escalonadas do país na Ucrânia até o momento. O grupo independente de inteligência de código aberto Oryx catalogou meticulosamente evidências visuais de pelo menos 7.022 tanques russos e outros veículos que foram destruídos, abandonados, capturados ou colocados fora de ação no decorrer do conflito de quase oito meses. Esses números incluem centenas de tanques T-72 e T-64 mais antigos , que são mais jovens que os T-62, mas ainda são muito usados.

Houve outros relatos não confirmados recentemente de que a Rússia pode ter adquirido tanques T-72A mais antigos de seu aliado Bielorrússia para ajudar a compensar as perdas também. Tudo isso sugere que as autoridades russas já estão consumindo uma parcela significativa dos estoques viáveis ​​de reserva de veículos mais modernos do país. Embora as forças armadas da Rússia tenham dezenas de milhares de tanques e outros veículos blindados em armazenamento de longo prazo no papel, a realidade é que a maior parte deles está inutilizável.

Qual será a aparência da Rússia em três anos, quando o Plano de Reparo Blindado 103 supostamente terminar o trabalho no último dos 800 T-62, é uma questão em aberto agora. Resta saber quantos desses tanques serão devolvidos ao serviço e em qual configuração. Ainda assim, mesmo pensar em iniciar esse processo agora pode ser um sinal de que o atual governo russo está se adaptando a longo prazo na Ucrânia.

Não importa qual seja o resultado do conflito atual, os militares russos estão enfrentando um futuro em que precisarão passar por um grande processo de recapitalização. Por mais úteis que os T-62 ainda possam ser no campo de batalha, o planejamento de trazer centenas de volta ao serviço agora só pode destacar o quão limitadas são as opções atuais da Rússia a esse respeito.

FONTE: The Drive

- Advertisement -

222 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

222 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
NEMO revoltado
NEMO revoltado
1 mês atrás

Eu proponho um exercicio intelectual…
Se fosse a américa revitalizando M-60s no mesmo ritmo que os russos e no mesmo contexto de fracasso militar, será que o pessoal iria criticar da mesma maneira que o faz com a russia?

Last edited 1 mês atrás by NEMO revoltado
MFB
MFB
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Claro que sim. Só se tu for um tonho kings usando outro uniforme para não criticar

NEMOrevoltado
NEMOrevoltado
Reply to  MFB
1 mês atrás

Será mesmo, pois assim como há muitos passando pano para a russia, tambem há outros fazendo o mesmo para os estados unidos!

Andre
Andre
Reply to  NEMOrevoltado
1 mês atrás

Talvez vc não tenha percebido mas o invasor do momento é a Rússia. Você está quase 20 anos atrasado para reclamar da invasão injustificada dos EUA.

Edu
Edu
Reply to  Andre
1 mês atrás

A bitolação desse pessoal é assustadora. Achou até M60.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Andre
1 mês atrás

Caro André. A crise entre a Russia e a Ucrância é muito mais complicada. Esta crise começou há quase duas décadas e já passou por várias fases. A invasão russa foi errada, óbvio, mas a crise começou antes disso. Todos os envolvidos, inclusive EUA e Ucrãnia atuaram para que a crise se agravasse.

Andre
Andre
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

A crise começou há mais de 20 anos, quando o líder covarde desta invasão covarde assumiu o poder da outrora poderosa Rússia.

De qualquer maneira, o assunto ainda é esta atual invasão. Se quiser discutir sobre o passado, talvez possamos falar das invasões de Alexandre ao Afeganistão, da Romana às ilhas britânicas, da mongol em todo oriente, até das cruzadas. Qualquer que você se sinta mais confortável para justificar o injustificável.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Andre
1 mês atrás

Caro Andre. A sua (tentativa) de ironia mostra uma incapacidade de fazer um debate razoável. Há 20 anos ninguém aqui nem acolá dizia que Putin era covarde e que ele planejava invadir a Ucrânia, mostrando a inconsistência de seu argumento. O fato é que esta guerra gerou mais de três milhões de refugiados ucranianos, o que demanda o imediato cessar fogo.

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Descomplicando. A Rússia, nessa fase liderada pelo Putin, não queria aceitar a própria trajetória descendente como potência e perder o pouco lhe sobrou da herança soviética. Eles declinaram mas os EUA não, eses mantiveram os próprios aliados e área de influência que foi se ampliando. Mais ainda, Putin ficou muito bichado por não conseguir ser enxergado como potência global e o reconhecimento por parte dos Estados Unidos do próprio status . Quando Obama definiu a Rússia uma potência regional que não constituía mais uma ameaça para os EUA, foi o fim da picada e a certeza que não conseguiriam mais… Read more »

Andre
Andre
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

É dr, suas gambiarras retóricas estão afiadas. Chamar a figura de linguagem que usei de ironia demonstra que você, mais uma vez, está utilizando definições exclusivamente suas, afinal, ironia é definida como: “figura por meio da qual se diz o contrário do que se quer dar a entender; uso de palavra ou frase de sentido diverso ou oposto ao que deveria ser empr., para definir ou denominar algo [A ironia ressalta do contexto.].” Eu realmente estou disposto a fazer um debate sobre o passado com você, mesmo que a matéria trate do presente. Mas em uma coisa concordamos: há 20… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Andre
1 mês atrás

Caro Andre. Não tolero mais levar o debate de ideias para o campo da agressão pessoal direta ou dissimulada. Quem bom que concordamos com o óbvio. Este conflito tem causado um prejuízo humanitário com mais de trẽs milhões de refugiados. A única coisa sensata a ser feita agora é decretar um imediato cessar fogo e abertura das negociações de paz. Talvez fosse mais adequado trocar as bandeirinhas amarelo-azul e vermelho-branco-azul pelas bandeiras brancas. A cada tent

Andre
Andre
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Mais uma gabiarra retórica.

A bandeira que levanto é a azul e amarela. Que seja respeitado o estado ucraniano e que os russos retornem às suas fronteiras. Qualquer coisa além disso é passar pano para o invasor.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Andre
1 mês atrás

Nunca perca tempo com quem tem invasor de estimação…

Na visão deles os ucranianos deveriam se sentir afortunados por serem escolhidos para se juntarem a próspera, feliz e alegre Federação Russa.

Carlos Alceu Gonzaga
Carlos Alceu Gonzaga
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Caro Camargoer. Já o tive como mestre mas há algum tempo não mais concordo com suas posições. Um cessar fogo agora só permitirá ao causador do conflito tempo para recuperar fôlego e consolidar a atual situação. Isso seria premiar o vilão. A pressão deve continuar até que a Rússia se retire. Pelo menos deve retornar ao status pós 2014. Antes disso, só irá consolidar o plano inicial de alijar da Ucrânia de seus territórios que, embora em litígio, tratava-se de um problema interno. O fato de a região ser “russofonica” não dá direito a Rússia de intervir. Gostaria de lembra-lo… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Carlos Alceu Gonzaga
Curiango
Curiango
Reply to  Carlos Alceu Gonzaga
1 mês atrás

O Zorba o causador do conflito foi a Nato a mando do seu chefe supremo USA

Aladaf
Aladaf
Reply to  Andre
1 mês atrás

Exato. Reparacoes imediatas e condenacao do Putin como criminoso de guerra.

Curiango
Curiango
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Cara professor Camargo, se o Ocidente, concordar com um sessar fogo, as indústrias estadunidenses e objetivo da Nato em fragmentar a Rússia em mais de 16 republiquetas namorarão alcançados

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
Reply to  Andre
1 mês atrás

Concordo, até porque nenhuma das anteriores citadas pelo amigo tbm tem justificativa, ou tem só por terem ficado no passado e algumas serem dos EUA?

SE, lá na frente os EUA e a Europa mais uma vez invadirem outra nação tbm de forma injustificável, o amigo vai colocar a Rússia X Ucrânia no passado?

Andre
Andre
Reply to  Rogério Loureiro Dhiério
1 mês atrás

Infelizmente minha capacidade de prever o futuro é muito ruim

Quando a Europa e/ou os EUA invadirem um país com o único intuito de absorver parte de seu território, então conversaremos sobre isso. Pode ser?

Eduardo
Eduardo
Reply to  Andre
18 dias atrás

Realmente, eles não invadem para absorver território, invadem para consolidar seu domínio geopolítico e supremacia econômica sobre dito país. Vocês, torcedores do ocidente e do atlanticismo, não sabem o risco em que estão colocando nosso país. Sem contar os elementos fascistas que constam da força ucraniana. Mas afirmar isso é perda de tempo, pois talvez vocês só venham a se tocar do risco que corremos se uma invasão americana-europeia efetivamente ocorrer em nosso território para controlar a Amazônia.
O futuro dirá.

Sagaz
Sagaz
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Mais um bitolado. O que a Ucrânia, uma democracia, fez para justificar uma invasão ao seu território?

Andre
Andre
Reply to  Sagaz
1 mês atrás

É só mais um passador de pano fantasiado de intelectual.

Alias, como eu disse no outro comentário, os putinzetes não têm mais argumentos para defender o indefensável e só resta a eles trazerem os EUA para qualquer noticia desfavorável ao supremo líder.

Last edited 1 mês atrás by Andre
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Andre
1 mês atrás

Olá Andre. Como expliquei, não dá para debater com quem coloca as coisas em termos pessoais. Então, me esquece e Vá Se Feliz.

Andre
Andre
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Quem está respondendo e meus comentários é você. Há alguém lhe obrigado?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Sagaz
1 mês atrás

Olá Sagaz. Pois é. Tem que tem ter um bitolado para se contrapor aos descarrilhados. O ponto óbvio é que esta guerra está causando um prejuízo humanitário de mais de três milhões de refugiados. A questão imediata é o cessar fogo. QUe

Eduardo
Eduardo
Reply to  Camargoer.
18 dias atrás

Melhor ignorar esse pessoal. Site cheio de pró-americanos que só vão perceber o erro que cometem quando nosso solo estiver ocupado pelos ocidentais do norte.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Agravasse??? Não, ao contrário do que dizes, os EUA, NATO e UE tentaram foi desagravar, a Ucrânia pediu para entrar na NATO e todos fizeram saber, que qualquer país pode pedir para entrar, mas que isso, iria no mínimo ser muito difícil, a Rússia invadiu a Crimeia e todos, inclusive os próprios Ucranianos, nada fizeram, para tentar que ficasse por ali, mas eles queriam mais, e fizeram o joguinho dos coitadinhos dos pró-Russos do leste Ucraniano, que queriam ser independentes, pois estavam a ser alvo de genocídio, mas a Rússia não estava no terreno, só dava armas para os coitadinhos… Read more »

Curiango
Curiango
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Ótimo comentário Camargo. Os lambe sacolé q negativaram não enxergam nada além da doutrina Holiwodiana dos últimos 60 anos

leonidas
leonidas
Reply to  Andre
1 mês atrás

Santodeus, tem muita criança postando coisas neste assunto da Rússia.
Olha so o nível da analogia do cidadão…

Andre
Andre
Reply to  leonidas
1 mês atrás

O pior são os que mal passaram do ensino fundamental e demonstram uma grande incapacidade de leitura.

Ou isso ou você não acompanhou toda a discussão….

Edu
Edu
Reply to  NEMOrevoltado
1 mês atrás

O que os EUA tem com essa história é um mistério.

NEMOrevoltado
NEMOrevoltado
Reply to  MFB
1 mês atrás

Será que sou mais uma das multiplas personalidades do Tonho, ou será que não?

Eu posso ser um agente pró russia aqui, ou não, ou sim?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  NEMOrevoltado
1 mês atrás

Eu considero que você fez uma pergunta justa. Definitivamente não é outro alter ego do cara. Ele gosta de afirmações imperativas e superlativos.

NEMOrevoltado
NEMOrevoltado
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Brincadeiras a parte o pessoal trata a guerra como torcida, não se trata de lógica, apenas emoção!

Aladaf
Aladaf
Reply to  NEMOrevoltado
1 mês atrás

Acho dificil. A Russia nao tem PIB para financiar tantas personalidades do Tonho. Eh um pais de economia pequena.

Last edited 1 mês atrás by Aladaf
Heitor
Heitor
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Com tanta propaganda que eles fazem do Desarmata, para que revitalizar tanques velhos? Quer dizer que uma guerra considerada “simples” se transformou em um atoleiro, e perderam mais tanques que se imagina.

Alessandro Almeida
Alessandro Almeida
Reply to  Heitor
1 mês atrás

Creio que para esse conflito na Ucrânia, é mais do que suficiente.
Devemos lembrar que os ucranianos estão usando material muito antigo, com suas graves consequências.
No vídeo, M-113 ucraniano apinhado de soldados sendo atingido com suas óbvias consequências.
Evidentemente, a Ucrânia não se importa com as graves perdas que vem sofrendo.

youtube.com/watch?v=YiRznmDf8l4

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

A Russia se importa com as perdas que ela ta sofrendo? porque sinceramente mandar conscrito com 3 dias de “treinamento” para a linha de frente prova exatamente o contrario.

Isso dito, esse T-62 “modernizado” é facilmente destruído por qualquer ATMG hoje e a ucrânia tem vários

Guilherme Leite
Guilherme Leite
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Victor, os T-62M que estão em serviço hoje na “linha de frente” não dao conta de foguetes portáteis menos capazes do que o Javelin !

Um simples RPG-7 vai dar conta do recado!

Fato é que se a Rússia está revitalizando T-62, quer dizer que o Oryx realmente está contando certinho a incrível perda de T-72 e T-80!

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Guilherme Leite
1 mês atrás

E o Oryx só fala daqueles confirmados que eles tem acesso. Sabe-se lá quantos mais foram destruídos que ainda não se tem confirmação.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Caro Victor. Óbvio que todo país se preocupa com as suas tropas. Veja que Zelensky também defendeu a ideia de enviar civis sem treinamento para a frente de batalha. Achar que existe um lado “bom” e outro lado “mal” é uma simplificação inadequada para compreender o confliito.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Acho difícil concordar com você quando existem milhares de provas de Russos mandando civis em uniforme para o fronte

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Olá Victor. Enviar civis sem treinamento para a frente de combate causa mais problemas que solução para qualquer exército. O custo é alto e o resultado pífio. Até tropas após meses de treinamento só começam a ter valor militar após algum tempo de experiência em combate real. O fato é que este conflito tem as características de outras “marchas de insensatez”. A cada dia que se passa, maior é o comprometimento de recursos e maiores são os compromissos retóricos, dificultando a abertura de negociações. O objetivo neste momento deveria ser o cessar fogo e a abertura de negociação. Como já… Read more »

Marco Antonio
Marco Antonio
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Entendo que os civis que estão sendo convocados pelas duas nações possuem uma grande diferença na motivação para lutar. A Rússia está convocando compulsoriamente para lutar no exterior, em uma guerra que a maioria não deseja participar. Por outro lado temos a Ucrânia também de forma compulsória, convocando civis para pegar em arma, mas entendo que a motivação seja diferente, estão defendendo em primeiro lugar não a “nação”, mas a sua família que está na cidade e não conseguiu fugir do conflito, sua casa, seu bairro, etc. Vejo o cessar fogo, como uma opção hoje distante. Putin pareceria fraco e… Read more »

HLopes
HLopes
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Desculpe mas está enganado. Uma das preocupações dos Ucranianos foi formar convenientemente os conscritos antes de os mandar para a frente de combate.

Basta ver que a mobilização começou em 24 de Fevereiro e só a partir de junho os Ucranianos começaram a estabilizar as frentes, parar o avanço russo e começar a expulsar o invasor.

Por algum motivo estabeleceram acordos com o Reino Unido, Polónia, Estónia, entre outros, para formação de militares.

Jhenison Fernandez
Jhenison Fernandez
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Lembro me dos vídeos do governo ucrânia entregando Carabinas e sub metralhadoras e coquetéis molotov para os civis no inicio da guerra, ambos realizaram e realizam medidas desesperadas quando precisam.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Jhenison Fernandez
1 mês atrás

Olá J. Pois é. Zelensky tem um bom domínio da mídia (ou tem excelentes assessores). Aquela história de dar armas e coquetel molotov para a população civil (além de imprudente) gerou uma boa propaganda. Chama a minha atenção que ele sempre apareça usando aquela camiseta justinha e verde, como se fosse um “Comando em Ação” da Estrela, inclusive quando faz um pronunciamento para a ONU. Só faltou a imagem da sala de guerra no fundo. Ele consegue criar uma imagem de resistente, que gera um sentimento de empatia internacional. O problema de tudo isso são os mais de 3 milhões… Read more »

Monarquista
Monarquista
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Acho que a navalha de Ockham se aplica bem a esse caso: A) Um presidente que faz jogo de cena, sem se importar com o povo. para ganhar milhões com recostrução de seu país depois que a guerra acabar; B) Um presidente que faz jogo de cena para manter o moral de seu povo elevado, conseguir ajuda internacional, e expulsar o invasor de seu país. Na hipótese A, ele teria que ter acordo com os russos para iniciar a guerra, ser um cara sem qualquer empatia, e não ter um pingo de amor pelo país e tudo o que quer… Read more »

Monarquista
Monarquista
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

O que você sugere: entregar o país aos russos?

Continuar eternamente sob a influência miserável deles?

Ser neutro e nunca ter uma garantia real de que não será invadido por eles?

Portanto, a única decisão razoável é cessar o fogo, negociar o fim da guera e começar a recuperação da infraestrutura destruída.”.

Faltou combinar com os russos kkkkkkkkkk

Last edited 1 mês atrás by Monarquista
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Monarquista
1 mês atrás

Olá Monarquista. O que sugiro é o imediato cessar fogo. A guerra caminha para um impasse. Em algum momento as duas partes terão que abrir negociações. Quanto mais demorar, maior será a crise humanitária da população ucraniana.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

E o Putin quer? Não parece querer.

Aliás, se quando os ucranianos estavam na defensiva e tentaram um acordo o Putin não quis, não é agora que os ucranianos vão querer.

O único impasse é se os russos serão totalmente expulsos em 2023 ou 2024.

Aladaf
Aladaf
Reply to  Monarquista
1 mês atrás

Exato. Alem disso o Putin tem de ser julgado como criminoso de guerra. Eh isso ou seguem as sancoes.

Carlos Alceu Gonzaga
Carlos Alceu Gonzaga
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Um cessar fogo agora só consolidará as posições atuais do acessor. Dará tempo ao agressor de recuperar o fôlego. Isso é o que o Putin quer agora. Uma saída honrosa. Sairia como vencedor. Nada disso. A pressão deve continuar. A coisa já estão pegando para a Rússia.
Notícia dos jornais de hoje: Putin propôs voltar a enviar gás à Alemanha via o NORDSTREAM 2. O governo da Alemanha recusou. Quem vai pedir penico primeiro?

Satyricon
Satyricon
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Deplorável

HLopes
HLopes
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Creio que o grande objetivo é bastante claro e é a sobrevivência da Ucrânia enquanto nação livre e independente.

Eles lá na Ucrânia, à semelhança de Ingleses, Franceses, Belgas, etc., preferem ser livres e donos do seu destino com mortes e o país totalmente destruído, do que ser fantoches de um ditador.

HLopes
HLopes
Reply to  Jhenison Fernandez
1 mês atrás

E lembra-se de ver essas pessoas na frente de combate?

Talvez não saiba, mas uma boa parte dessas pessoas tinha alguma formação militar pois o governo Ucraniano tinha um programa de treino para civis que se voluntariassem.

Por outro lado, essas pessoas com treino mínimo não foram para a frente, ficaram a tomar conta dos muitos checkpoints que foram criados por todo o país, e a dar apoio na retaguarda, trabalhos que, caso estas pessoas não estivessem disponíveis, demandariam militares necessários na frente de batalha.

Edu
Edu
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Com certeza, vc acha que os ucranianos deveriam ter se rendido e deixar os russos matarem seus familiares e roubarem seus bens.

Rogério
Rogério
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Legal desse videos que nada explodiu

Jhenison Fernandez
Jhenison Fernandez
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

M113 é veiculo de transporte de tropas né, e os T-72 que a ucrânia recebeu do ocidente e muito superior ao T-62

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  Heitor
1 mês atrás

Armata…. Su-57….

Tudo no papel era lindo!

Até que veio a realidade !! kkkk

Ai eles falam: Olha como o F-35 é cheio de problemas!!

Enquanto o deles nem existe,por isso que não tem problemas.

Não existem problemas na ilusão que os russos e o xings vive

Jagdverband#44
Jagdverband#44
Reply to  Rui Chapéu
1 mês atrás

Falou pouco, mas falou tudo.

Edu
Edu
Reply to  Rui Chapéu
1 mês atrás

Falo isso há anos. A propósito, todas as modernizações são fake. Uma coisa é o protótipo, outra é o número de unidades anunciado, outra coisa é o que efetivamente é feito.

Aladaf
Aladaf
Reply to  Edu
1 mês atrás

Nao ha PIB suficiente na Russia. Simples assim.

RPiletti
RPiletti
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Com certeza. O ponto é que lá a tua suposição não passará disto. Os M1A* funcionam e ainda são produzidos sem precisar de tecnologia vetada. O Tio Sam impõe vetos e parece que não é vetado.

Alessandro Almeida
Alessandro Almeida
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Não daria certo.
Os M-60 americanos foram facilmente derrotados pelos então T-54 nas batalhas árabes-israelenses.
Modernizados, ficariam aquém dos T-62 também modernizados.

Raça Negra
Raça Negra
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Errado! Não apenas os M60 como também os Centurions de Israel se mostraram superiores aos T-54/55 dos árabes! Aliás os israelenses substituíram o canhão e o motor dos exemplares que capturou pelo canhão L7 do Centurion e o motor Continental AV1790 dos M-60

Mentir é feio sabia?

Jhenison Fernandez
Jhenison Fernandez
Reply to  Raça Negra
1 mês atrás

os centurions não só abaterem T54/55 como também T62 neste conflito.

Jhenison Fernandez
Jhenison Fernandez
Reply to  Raça Negra
1 mês atrás

Video sobre uma batalha no qual um centurion deteve uma divisão blindada inteira. na guerra do yom Kippur.

https://www.youtube.com/watch?v=GwJ4zk_t-Z4

Andre
Andre
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Talvez ai na sua realidade, aqui na nossa os israelenses tomaram todo o Sinal e avançavam rumo ao Cairo. Já no norte, mesmo em ampla desvantagem numérica, os velhos centurions mostraram que o t62 não passava de mais uma propagando furada russa.

Jagdv#44
Jagdv#44
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Sim foram derrotados. Tanto que Israel não existe mais como país.
É cada uma desse tonho, mel dels.

Guilherme Leite
Guilherme Leite
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Dois problemas:

Você mente para tentar argumentar kkkk

O EUA não chegou a esse ponto, mas a Rússia sim kkkk

Edu
Edu
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Lá em Nárnia isso deve ter ocorrido.

George
George
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

FAKE NEWS! Pelo jeito de guerra árabe israelense você não entende nada.

Minsc
Minsc
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

“Foram facilmente derrotados” mas ganharam as guerras, não? Xings e suas lógicas ilógicas.

Last edited 1 mês atrás by Minsc
Marcos
Marcos
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Xings, para de inventar ou mais uma vez falar do que não sabe. Ha um ou dois M48/60 em Cairo e um em Damasco lá nos museus deles. O museu de Cairo è legal. Se tiver a chance visite. Chama-se Panaroma October. O de Cairo eu não sei. Inegável que houve a surpresa tática, inegável que vários M48/60 foram perdidos devido aos ATGM, RPG e há várias fotos provando isso. Mas os M48/60 foram superiores aos T55/62. Qualquer conversa séria com os israelenses confirmara que eles tiveram respeito mas inegavelmente ganharam. Há centenas de T55 capturador por Israel. Chama-se Achzarti… Read more »

George
George
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Eu proponho outro exercício mental. Se fosse os Estados Unidos perdendo mil M1A Abrams em oito meses de guerra o Biden ainda estaria no comando da nação?

Rogério
Rogério
Reply to  George
1 mês atrás

Nuosssa, os estilhaços vieram aqui, kkkkkkkkkk

Nickless
Nickless
Reply to  George
1 mês atrás

1300, fora o que ainda não se sabe.

Aladaf
Aladaf
Reply to  George
1 mês atrás

Claro que nao estaria. So numa ditadura isso seria possivel.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Os EUA tem mais de 3 mil Abrams de diferentes modelos armazenados para caso seja necessário, voltar a operação. Se eles tiverem que recorrer a M-60 é porque a situação foi pro cara$%&

Rogério
Rogério
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

será que existem M-60 na reserva ainda, se sim quantos seriam?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Rogério
1 mês atrás

Não, os que restaram nos EUA e estão fora de museu começaram a ser alvos para testes de armas em 2015, dei uma pesquisada aqui

Rogerio
Rogerio
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Grato!

Andre
Andre
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Se urubu cantasse, eu teria dois na gaiola.

Como o “se” só existe na imaginação, eu não tenho nenhum.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Não desvia o foco meu amigo, recorrer para T-62 é porque deixa claro que :

  • As baixas de MBTs na Ucrânia foram pesadas ;
  • Tem poucos T-90s disponíveis e o tal de Armata continua sendo um protótipo;
  • Tem pouca coisa a se aproveitar de T-72s e T-80s dos vastos estoques da finada URSS

Para os americanos chegarem em M-60s vai ter que destruir muito Abrams ….não creio que os americanos cometam as mesmas bizarrices que os russos cometeram nesta guerra na Ucrania

Alessandro Almeida
Alessandro Almeida
Reply to  Plinio Jr
1 mês atrás

Recorrer ao T-62 significa o mesmo que usar apenas 10% de suas forças.
A Rússia está esperando a OTAN que toda semana insiste em afirmar que não vai se meter.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Os russos estão recorrendo a vetores T-62 que são muito inferiores a T-64/72/80/90 , o que demonstra não ter estes anteriores disponíveis para repor as perdas… bem simples, só vc não vê isto .

A aventura russa na Ucrania termina rapidinho o dia que a OTAN resolver entrar lá e ajudar os ucranianos a limpar a região … alias, seu grande líder e estrategista tem que sentar em uma mesa de negociações enquanto há tempo, caso contrário perde tudo o que conquistou e capaz de perder o cargo e a vida ….

Rogério
Rogério
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Nem precisa a Ucrania ta se defendendo sozinha, rssss.

A6MZero
A6MZero
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

10%? não meu amigo muito mais já foi perdido. A Rússia contava com 3.387 tanques ativos em diversos modelos antes do conflito até o momento perderam 1328 (com confirmação visual, entre danificados, destruídos e capturados) isso inclui os T-90 seu mais moderno tanque em atividade, ou seja quase 40% de sua frota foi perdida ou está com veículos em variados estágios de danos. Recorrer a um veiculo da década de 60 o qual a muito tempo já é considerado obsoleto não parece ser uma demonstração do poder, na verdade tem um efeito contrario mostrando que mesmo a um inimigo “supostamente… Read more »

RPiletti
RPiletti
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Ah tá… se tem 300 mil russos fugindo pra não serem enviados para lutarem contra a Ucrânia imagina quando tiverem que lutar contra a OTAN… Se bobear até tu vai ter que sair da cadeira e ir p/ loja comprar o teu uniforme antes de voltar ao quartel…

Henrique A
Henrique A
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

O negócio é que o EUA não tem nenhum M60 guardado, eles só tem Abrams das variantes mais antigas em estoque… Só a “poderosa” Rússia mantém CC de mais de 50 anos atrás em estoque.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Caro Nemo. As coisas precisam ser compreendidas em seu contexto. A Russia está em uma guerra contra a Ucrancia que tem recebido uma grande quantidade de armamento dos EUA e da Europa. O fato dos russos estarem reformando velhos carros de combate mostra que existe uma demanda real por este tipo de equipamento. Contudo, parece-me precipitado afirmar que os russos estejam com problemas para adquirir componentes eletrônicos visto que a China pode fornecer praticamente tudo o que a Russia precisar. Sem a ajuda militar, a Ucrância já teria sucumbido. ainda assim parece-me precipitado achar que a Rússia seja incapaz de… Read more »

Aladaf
Aladaf
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

So com a retomada do territorio e julgamento do Putin por crimes de guerra.

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Com certeza, a não ser que fosse para dar de graça aos aliados menos importantes, pois estariam no mesmo nível do nosso Leopard1a5 e desses T-62 modernizados.

HLopes
HLopes
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Não só teria um monte de gente a criticar aqui, eu incluído, como teria muito mais a criticar nos próprios EUA.

Helio Eduardo
Helio Eduardo
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Com toda certeza que sim! Mas há uma diferença fundamental, que a guerra na Ucrânia escancarou de vez: russos mentem e omitem dados sobre tudo, sempre. Americanos nem sempre.
Saberíamos as reais perdas norte americanas e assistiríamos ao debate sobre causas e culpados por um vexame análogo ao russo na Ucrânia. Com todos os defeitos, isso se chama democracia.

Atirador 33
Atirador 33
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Não entendo a sua dor, esse carro de combate russo é mais poderoso entre todos os fabricados no mundo, o cara que acertar ele com armas antitanque, se tiver a menos de 800m do carro tem 25% de chance de ser atingido e se ferir mortalmente pela torre drone.

Aladaf
Aladaf
Reply to  Atirador 33
1 mês atrás

Torre drone eh muito bom. Nao me canso de escutar. Rs.

Antonio Cançado
Reply to  NEMO revoltado
1 mês atrás

Não, porquê a América não se prestaria ao ridículo a que a Rússia está se prestando.
Simples.

MFB
MFB
1 mês atrás

Que situação…

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  MFB
1 mês atrás

Que fase…

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  MFB
1 mês atrás

Confia

Neural
Neural
1 mês atrás

Essa versão incorpora eletrônica moderna coisa que falta nele. Sensores IR, visão noturna, ópticos atualizados, motor novo e mais potente. O canhão de 115mm é mais poderoso que o de 105mm usado no Leopard 1, e tem munição apfds.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  Neural
1 mês atrás

O Leopard 1 também usa munição APFSDS, o EB emprega a DM63, que só perde para a M900 das de 105mm.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Neural
1 mês atrás

Beleza, mas qual vai ser a eletrônica incorporada? se eles colocarem um sistema de mira dos anos 80 não vai se lá grande coisa.

Alias o canhão L/7 do Leopard também tem munição APFSDS. ele é um canhão tão eficiente que equipou dezenas de plataformas, inclusive os chineses usam ele no Tank leve Type 15.

já o canhão 115 mm U-5TS só equipou o T-62 e suas versões e nada mais. acho que isso já prova qual foi a arma mais eficiente.

gordo
gordo
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Pelo que entendi vai ser uma unidade de segunda linha, ficar meio que rodando pela retaguarda, então vai ter algum préstimo. E convenhamos, o desempenho dos mísseis antitanques e drones na Ucrânia coloca em xeque qualquer coisa que não tenha um sistema ativo anti míssil. Essa guerra mudou em muito os conceitos e doutrinas que envolvem MBTs.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  gordo
1 mês atrás

Colocar MBT na retaguarda para não guardar nada e n combater ninguém é totalmente sem sentido..

Para isto bastam APCs

Caio Cipriano
Caio Cipriano
Reply to  gordo
1 mês atrás

Essa era a premissa inicial dos T-62 já enviados p Ucrania. Na realidade eles estão no oblast de kherson combatendo. Segundo o Oryx, 29 já foram perdidos (fora os não documentados).

Edu
Edu
Reply to  Neural
1 mês atrás

A única forma de tornar um T62 moderno é derretendo e fazendo um veículo novo.

juggerbr
juggerbr
1 mês atrás

Ainda tem T-34 nos museus soviéticos? Melhor dar manutenção pq serão usados em breve…

George
George
Reply to  juggerbr
1 mês atrás

Calma. Antes disso tem os T-55 para usar.

Alessandro Almeida
Alessandro Almeida
Reply to  George
1 mês atrás

Cara!
Vc é um sujeito de visão!
É exatamente isso que os eslovenos estão repassando para a Ucrânia.
T-55s.

George
George
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Pena que o Putin não tem amigos para lhe repassarem nada.

Alessandro Almeida
Alessandro Almeida
Reply to  George
1 mês atrás

Não precisa.
Ademais, creio que americanos e alemães estão muito preocupados com a ‘fama’ de seus tanques.
E sabemos que isso é verdade.

militarywatchmagazine.com/article/avoiding-aleppo-no-leopard2-abrams-tanks-ukraine

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

O Iraque usa M1A1. uma versão extremamente Ultrapassada do Abrams assim como os Leopard 2A4 da Turquia. o M1A1 tem uma blindagem bem inferior até mesmo se comparado com o M1A1HA (Heavy Armor) e o Leopard 2A4 tem um ponto fraco no casco onde a munição é armazenada. salvo engano as versões mais recentes reforçaram essa região do veiculo. Diferente dos tanks Russos mais modernos como T-90 e T-80BVM onde um acerto na munição faz ele virar uma mini representação do Big Bang o mesmo não ocorre com os Abrams. obvio, isso não impede o veiculo de ser nocauteado, mas… Read more »

Edu
Edu
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Os iranianos venderam uns drones bem caro, pena que não prestam.

NEMOrevoltado
NEMOrevoltado
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Ironia, nem todos entendem!

Alessandro Almeida
Alessandro Almeida
Reply to  NEMOrevoltado
1 mês atrás

Ironia queima!!!!!!

Rogério
Rogério
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Conversando consigo, kkkkkk

Minsc
Minsc
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

burrice tb.

M4|4v1t4
M4|4v1t4
1 mês atrás

Tao mais do q certos Aprenderam na pratica q ñ há muito o q se fazer contra os atgm. Porem ñ abrem mao de MBT pra vencer OT e realizar assaltos Soh existe diferença entre T-90, Leopard 2, KF51 e pra um Leopard 1, um T-62 ou Ariete 1 na mente de milico q quer usar o ultimo tenis da moda e lobistas. Na pratica tanto faz 20 T-90 ou 20 T-62 em um assalto, qualquer um q receber atgm deixa de existir, ficando a depender da infantaria e do numero de MBT para dissuadir o uso de atgm contra… Read more »

NEMOrevoltado
NEMOrevoltado
Reply to  M4|4v1t4
1 mês atrás

UAU, imagina se MBTs no estado da arte já estivessem sendo equipados com sistemas de blindagem ativa…

Não, pera…

Israelenses e americanos já estão fazendo; mas é visivel pela sua análise profissional que será um fracasso. Vou passar seu contato para o mossad e a cia, esta tragédia ainda pode ser evitada!

Você pode ter salvo milhares de vidas aqui rapaz, orgulhe-se!

Last edited 1 mês atrás by NEMOrevoltado
Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  M4|4v1t4
1 mês atrás

Existe muita diferença entre todos os MBTs que você citou. seria até cansativo listar todas elas. A maior parte delas é a gritante diferença nos sensores internos que boa parte dos MBTs Russos apresentam ter versões bem inferiores ou não tem, por exemplo, CITV é algo considerado padrão nos MBTs ocidentais e o T-72B3 Obj 2016 que seria o MBT mais usado por eles não tem. CITV iria aumentar exponencialmente a consciência situacional do veiculo e diminuir as chances de serem destruídos mas… os Tanks que você citou todos podem ser incapacitados por MBTs a real diferença é se eles… Read more »

Alessandro Almeida
Alessandro Almeida
Reply to  M4|4v1t4
1 mês atrás

Só foram filmados dois confrontos entre tanques nesse conflito.
E nós dois, os T-64 ucranianos foram destruídos.
Não é uma guerra de confrontos blindados, mas de apoio às tropas.

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

isso

Last edited 1 mês atrás by Reinaldo Deprera
Edu
Edu
Reply to  M4|4v1t4
1 mês atrás

Beleza, sobe no T55 e mostra pra gente como se faz.

Rogério
Rogério
1 mês atrás

Operassaum ixpessia com o objetivo de desmilitarizar a eurasia atendo a meta e dobrando!!!!

Alessandro Almeida
Alessandro Almeida
Reply to  Rogério
1 mês atrás

A Eurásia não foi desmilitarizada.
Foi desamericanizada.
É diferente.

Edu
Edu
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

A única desamericanização foi o fechamento do McDonald’s.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Enquanto você comemora algo que n muda a sua vida e civis que são mortos, por não se renderem ao seu invasor de estimação.

Muitos russos que moram no Brasil, estão passando dificuldades para enviar e receber recursos da Rússia sem o Western Union. Posso afirmar que os que eu conheço pessoalmente não tem esta visão otimista desta guerra e por eles isto pararia o mais breve possível.

André K
André K
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Esses russos que você conhece tem uma diferença fundamental em relação ao Xings, eles vivem na realidade e não na ilusão.

Henrique
Henrique
1 mês atrás

“Vale a pena notar que os T-62, embora completamente obsoletos para o combate moderno tanque a tanque, ainda podem fornecer valiosos recursos blindados de apoio de fogo para engajar veículos blindados e não blindados mais leves, fortificações e tropas em campo aberto.”
.
vão usar o negocio como se fosse um “Guarani” ou “Centauro II”… cavalaria da RFA vai dar o maior “confia” da história dela

Régis
Régis
Reply to  Henrique
1 mês atrás

Posso estar enganado, mas acho que foram os T-62 que levaram uma sova dos Cascavéis na guerra Egito vs Líbia.

MARCELO DANTON DA SILVA
MARCELO DANTON DA SILVA
1 mês atrás

Isso é natural num conflito…como disse! “Até que enfim uma guerra que vão lutar entre iguais e não com beduínos no deserto.” Por que “Até que enfim…” Porque tem muitas pessoas que esqueceram COMO É UMA GUERRA MUNDIAL..o sofrimento que é. Infelizmente tem muita gente que não se comove quando vê, determinados segmentos de seres humanos” serem massacrados nos desertos ou nas florestas da África. Tem mais… O MUNDO UNIPOLAR NÃO DEU CERTO! 30 anos de arrogância Anglo Saxã absoluta, culminando nessa geração WOKE nojenta, conceito Star Trek imbecializado. IMBECIS de 40-50 anos. Que venha o mundo multipolar. Só assim… Read more »

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  MARCELO DANTON DA SILVA
1 mês atrás

Rússia capacidade industrial ? Kkkk não conseguem fazer um carro que preste ,até a limosine do baixinho ditador tem mecânica da Porsche alemã …os EUA conseguiram ultrapassar a Rússia no final da década de 70 ? Você quis dizer a URSS (15 nações) né ? Será que a bomba atômica foi feita primeiro pelos soviéticos ? A Rússia tem combustível barato e armas nucleares e só…paiseco atrasado com o PIB menor que a Coreia do Sul …. Não adianta você ter chilique ..os Anglos -Saxoes que nem diz você estão anos luz de teus guerreiros dos sonhos eslavos ……kkkk chora… Read more »

Rogério
Rogério
Reply to  Alan Santos
1 mês atrás

PIB menor que o do Brasil!!

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  MARCELO DANTON DA SILVA
1 mês atrás

Outra coisa …pesquise matéria da Folha de SP de hoje …”Europa ameaça aniquilar Exército russo se Putin usar bomba nuclear”
A OTAN não tem medo do teu baixinho mafioso ..ali tem bala na agulha e não falácia para público interno e idiotas úteis mundo a fora .

Up The Irons
Up The Irons
1 mês atrás

É claro que é uma vergonha para os russos, mas nesse caso não podemos fazer piada porque utilizamos e continuaremos a utilizar por mais muitos anos o Leopard 1, que é tão obsoleto e blindagem de papel quanto o T-62…
Esse é um dos calcanhares de Aquiles do EB junto com a falta de artilharia antiaérea de média altura.
Ao invés de gastarem uma fortuna modernizando os Leopard, não seria melhor olhar algum carro moderno como o ASCOD MMBT 120?

Material arquivo
Material arquivo
Reply to  Up The Irons
1 mês atrás

A diferença é que o Brasil não invade outros países, não assassinamos e estupradas outros povos, não tem discursos nazistas igual o Putin.
Nossa ambição militar retrata nossa conduta como país. Ajudamos nossos vizinhos e não roubamos suas terras (não falo do passado, falo de hoje).
A Rússia tem invasão imperialista, racista e de limpeza étnica.
Nesse momento o país passa por uma situação terrível.
Modernizar blindados com 50 anos de uso é uma PIADA.

Up The Irons
Up The Irons
Reply to  Material arquivo
1 mês atrás

Sim, concordo com tudo o que você falou, especialmente a última frase, que também se aplica ao EB: “modernizar blindados com 50 anos de uso é uma PIADA”.

Eu quero que a Rússia se f**** junto com seu ditador e que o Brasil acorde e invista em sua soberania, pois não ter inimigos hoje não significa não tê-los amanhã.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Up The Irons
1 mês atrás

Concordo 100% com você.

Andre
Andre
Reply to  Up The Irons
1 mês atrás

Podemos sim. Nunca nos posicionamos como potência global, muito menos “segunda maior potência”.

Henrique A
Henrique A
Reply to  Up The Irons
1 mês atrás

Um Ascod 120mm não seria barato. O problema é que o EB não tem capacidade nenhuma de investimento sério, menos de 10% do orçamento está disponível para aquisições de armas.

Âncora
Âncora
1 mês atrás

A mítica do antigo exército vermelho foi para o brejo. As FA russas são muito inferiores ao que se pensava antes dessa invasão, sua dependência de tecnologia importada muito maior e estão exaurindo seu armamento moderno.

Last edited 1 mês atrás by Âncora
Alessandro Almeida
Alessandro Almeida
Reply to  Âncora
1 mês atrás

E por falar em mística, reportada a presença do T-14 em Lugansk.

George
George
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Ah você está falando do “Mamata”, aquele tanque que os corruptos da Rússia ganharam muito dinheiro em cima mas fabricaram só seis né. Confia!

Alessandro Almeida
Alessandro Almeida
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Os russos têm tudo o que existe de mais moderno.
Só que na Ucrânia, não precisa.

militarywatchmagazibe.com/article-t14-armata-luhansk-russia-top-tank

Eu acho que estão lá apenas para teste de combate, mas …….

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Então, isso que você esta dizendo é besteira, nenhum exército que se preze vai evitar mandar o que tem de melhor em equipamentos e soldados para uma guerra.

Uma das regras da Arte da Guerra é terminar a guerra o mais rápido possível, para não exaurir a economia do País, e é justamente isso que a Rússia não está fazendo.

Alessandro Almeida
Alessandro Almeida
Reply to  Wilson Look
1 mês atrás

Guerra foi o que os russos fizeram contra os alemães.
Mobilizaram dezenas de milhões de soldados e atropelaram o inimigo.
O que está ocorrendo agora é uma NVO que nem permite mobilização geral.
Imagine um conflito com apenas 100 mil combatentes.
Isso é menos que a lotação de antigos estádios de futebol.
Ademais, os russos têm a intenção de desmilitarizar a Ucrânia e, quer queira ou não, terá de resultar em grandes perdas no inimigo.
De homens e equipamentos
Guerras rápidas só resultam em muitos prisioneiros.
É uma lógica cruel, mas é factível.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Então ou os russos tratam isso como uma guerra, ou aceitem a derrota.

E só para saber teve guerras com bem menos de 100 mil combatentes, com algumas terminando em questão de horas.

E só para saber, não precisa causar grandes perdas para desmilitarizar um País, bastaria controlar o governo.

E uma última coisa, os russos não atropelaram os alemães, eles sofreram muito e perderam muitos soldados para chegar na vitória, e os alemães só perderam por terem subestimado, e muito, os russos, a mesma coisa que os russos fizeram agora ao invadir a Ucrânia.

Jagdv#44
Jagdv#44
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Tonho, ai dentro do diretório acadêmico ainda estão em 1944? kkk

Edu
Edu
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

A Ucrânia nunca teve um exército tão grande e cada vez melhor armado, acho que não está dando certo. Só acho.

Eduardo Angelo Pasin
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Edu
Edu
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Acho que vc não tem acompanhado a guerra.

A6MZero
A6MZero
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Teste de combate? igual aos t-90 que foram destruídos e capturados e então enviados aos EUA?

Quando ele foi reportado em combate falaram a mesma coisa que ele era demais pro cenário e estava lá apenas para teste, no final o que viemos e ele na traseira de um caminhão lá nos EUA…

HLopes
HLopes
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Se o armata está em Luhansk, logo os russos o entregam aos Ucranianos em mais um acto de boa vontade.

Caio Cipriano
Caio Cipriano
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Já tem uns dias este vídeo e segundo informado, provavelmente foi em kazan, não na luhansk
A Russia não tem coragem nem p colocar o BMPT em combate, quanto mais esse ai…

Marcelo
Marcelo
Reply to  Alessandro Almeida
1 mês atrás

Os russos vão deixar aquele T-14 Armata bem longe do front de batalha. Se os ucranianos capturam esse tanque de guerra ele vai direto para os EUA.

Marco Antonio
Marco Antonio
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Se colocam o Armata na frente de batalha, mesmo que venham a comprovar toda a “excelência”do projeto, correm o risco de acabar tendo uma unidade capturada e nas mãos do EUA/ocidente. Por outro lado ao colocar na frente de batalha correm o risco de expor todas as fraquezas e falhas do projeto, o que de igual modo seria terrível para a Rússia.

Material arquivo
Material arquivo
1 mês atrás

Jesus…modernizar essas carroças dos anos 70.
Monte de russos mortos dentro desses blindados.
A Rússia realmente se meteu em um péssima situação.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 mês atrás

Ta aí o Armata e o Terminator que as putinetes estavam esperando! HAHAHAHAHAHAHHAHA

Edu
Edu
Reply to  Carlos Gallani
1 mês atrás

De acordo com as putinetes, os russos vão entrar em Paris amanhã.

europeu
europeu
Reply to  Edu
1 mês atrás

Paris!!!? está a brincar? o meu medo é que cheguem a Lisboa…

Zé bombinha
Zé bombinha
1 mês atrás

Brevemente a Ucrânia terá mais 500 alvos…a Rússia já tá escolhendo… Mão direita ou esquerda… Perna direita ou perna esquerda… Nariz ou orelha 😂😂 não tem muito oque fazer não.. cacete, surra, pisa,coro e mais um pouco e tudo junto… NLAW..AT4.. JAVELIN.. STUGNA irão saldar os ocupantes de tais veículos brevemente.. se a guerra não acabar antes

europeu
europeu
Reply to  Zé bombinha
1 mês atrás

O Zé, vai ser mesmo bombinha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Raça Negra
Raça Negra
1 mês atrás

O ilustre diplomata foi impagável aqui…hehe

701CB5B8-750C-4C40-9527-2C2CE589041E.jpeg
Antunes 1980
Antunes 1980
1 mês atrás

A cada mês a Rússia expõe mais suas limitações.
Por causa da sua incapacidade de domínio do espaço aéreo, a Rússia está sofrendo em terra muito mais do que o esperado. Tendo que apelar para estas relíquias.
Se o apoio aéreo de fato funcionasse, os T-72 e os T-80 seriam mais do que suficiente.