Deslocamento estratégico de viaturas do Comando Militar do Oeste prossegue com destino a Roraima por via fluvial

116

Porto Velho (RO) – Dando prosseguimento ao deslocamento estratégico para Boa Vista (RR), no norte do País, uma fração do comboio Logístico composto por 50 militares, 14 viaturas Guaicurus, do 10° Regimento de Cavalaria Mecanizado, e outras viaturas especializadas de diversas organizações militares, chegou a Porto Velho (RO), após percorrer mais de 2.100 quilômetros desde Campo Grande – MS.

Na data de hoje foi realizado o embarque do comboio nos meios fluviais do Centro de Embarcações do Comando Militar da Amazônia (CECMA).

O restante dos meios, que seguem em outras duas colunas de marcha, continuam em deslocamento para Porto Velho, local onde também embarcarão nos meios fluviais do CECMA.

Todos esses meios seguirão para Manaus (AM), via fluvial, por aproximadamente oito dias, sob responsabilidade do CECMA. Na sequência, será realizado outro transporte rodoviário com destino a Boa Vista, por mais de 780 quilômetros.

Esse esforço logístico, em um país de dimensões continentais, tem por objetivo incorporar meios blindados modernos ao 18° Regimento de Cavalaria Mecanizado, mais nova Unidade do Comando Militar da Amazônia.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

Subscribe
Notify of
guest

116 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Wilton Santos
1 mês atrás

Levaram 1 mês para deslocar 14 veículos 4×4. Deveriam ter utilizado 4 C-130 e 4 KC 390 para deslocar essas viaturas em 1 dia. Dessa forma as forças armadas poderiam se gabar de sua capacidade de mobilização e prontidão. Todos esses veículos são compatíveis com os compartimentos de carga dessas aeronaves de transporte.

Last edited 1 mês atrás by Wilton Santos
Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Você quer que a FAB pegue seus únicos quatro C-130 operacionais, ou que aparentam estar nessa situação, e os coloque para transportar Guaicuru?

Tá bom.

https://www.airway.com.br/restam-apenas-quatro-avioes-c-130-hercules-ativos-na-fab/

Wilton Santos
Reply to  Emmanuel
1 mês atrás

A fab tem mais de 20 C130 parados que passaram por processo de modernização recente e foram precocemente aposentados. A gestão de recurso da FAB é péssimas. Vejam o absurdo que foi desativar os helicópteros Mi35. O pessoa precisa parar de passar pano para a falta de visão estratégica das forças armadas.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Não é querendo passar a mão na cabeça da FAB, mas ela sempre teve muito mais meios de transporte do que de combate. Ela sempre teve meia dúzia de caças, pra centenas de aviões de transporte e logística.
Agora, esse episódio mostra o quanto a falta de helis pesados, como Chinook’s, fazem falta naquela região norte…

Imagine o quanto 15 Chinook’s ou Mi-6 não facilitariam essa tarefa.
Ou, na falta deles, enviar mais Super Cougar’s pra região.

Wilton Santos
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

O problema das forças armadas brasileira é que a prioridade delas é pagamento de pensões e gastos desnecessários com pessoal. Eles estão tirando dinheiro das verbas de custeio e aposentando equipamentos precocemente para manter os gastos com pessoal em patamares exagerados. No Brasil se gasta mais com pensões vitalícias para filhas solteiras de militares do que com os soldados.

Hamilton Mendes
Hamilton Mendes
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Passa da hora das FFAA tomarem a iniciativa de propor um projeto de Lei que reformule a legislação de pensões, em que, entre outras providências, seja vedado/cancelado o benefício para as pensionistas que têm outras fontes de renda (algo simples de apurar junto à RFB), independentente do estado civil. Com certeza vão descobrir muitos casos de falta de “solteiras de araque”, drenando a Sociedade.

Gerimum
Gerimum
Reply to  Hamilton Mendes
1 mês atrás

Nunca irão fazer isso. Eles querem dinheiro, sempre, desde o golpe da proclamação da república

Joao
Joao
Reply to  Gerimum
1 mês atrás

É tinha q ter um rei ainda….

Joao
Joao
Reply to  Joao
1 mês atrás

Eu acho que esse arsenal que o exército tá colocando na fronteira não vai dar nem pra começar

Silvio Quirino
Silvio Quirino
Reply to  Hamilton Mendes
1 mês atrás

As pensões para filhas de militares acabaram em 2000, ou seja a 23 anos. Só restam aquelas que já tinha direito adquirido, por terem entrado antes. Vá estudar!

Wilton Santos
Reply to  Silvio Quirino
1 mês atrás
Last edited 1 mês atrás by Wilton Santos
Oráculo
Oráculo
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Não vão aprovar nunca.

Se tem uma coisa que os oficiais generais são bons, é fazer lobby com político para garantir suas “mamatas”.

Enquanto isso as FFAA parecem cada vez mais o Exército de Brancaleone…

Atirador
Atirador
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Incostitucional

Oráculo
Oráculo
Reply to  Silvio Quirino
1 mês atrás

Esqueceu de citar que o aluno da AMAN que entrou na escola no ano de 2000, tem “direito adquirido” para garantir pagamento de pensão a suas filhas.

Uma aberração concedida aos militares pelo governo da época.

O Ministério da Previdência calcula que até 2090 vai ter filhas de militares recebendo pensões.

Isso é um crime que o alto comando das FFAA cometem contra o povo brasileiro.

Last edited 1 mês atrás by Oráculo
João
João
Reply to  Oráculo
1 mês atrás

Não tem, não. Só tem o direito, ao passar pra Reserva.

Atuador 33
Atuador 33
Reply to  Oráculo
1 mês atrás

Nosso problema não são as filhas de militares recebendo a pensão de seus país, o problema é esse câncer que corrói e drena os recursos públicos chamado de direito adquirido, que tem como objetivo manter todas as benesses do servidor público, pq não existe direito adquirido na iniciativa privada?

Atirador
Atirador
Reply to  Atuador 33
1 mês atrás

Não fale besteira, o Direito Adquirido existe em todos os ramos do Direito

Atirador
Atirador
Reply to  Silvio Quirino
1 mês atrás

Negativo, o que acabou foi a pensão para as netas, para filhas continua

Joao
Joao
Reply to  Hamilton Mendes
1 mês atrás

Isso foi feito na última administração.
Nenhuma outra quis fazer.
Na última, se cruzaram os dados da RF e FFAA, e as pensões foram revistas.
Tudo sob os olhos do TCU.

Gerimum
Gerimum
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Concordo plenamente… O orçamento Militar Brasileiro, fica quase todo com o gordo escalão e muitas pensões para nossos generais heróis de guerra ( contém ironia)

Joao
Joao
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

De novo essa ladainha q não existe….
Fica sujando o fórum.

Mustafah
Mustafah
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

As FFAA se transformaram em repartições públicas sem funções, consomem recursos orçamentários gigantes e São obsoletas e mal treinadas, seis gastos são voltados para pensões, mordomias dadalta oficialidade , vide o caso das adegas, das remoções
E a cessação seu emprego e adora comprar sucata francesa e alemã

João
João
Reply to  Mustafah
1 mês atrás

Nos exercícios CORE, o EB foi tão bom, que os americanos até chamavam a direção do exercício, pra provar que os brasileiros conseguiram realmente fazer o que fizeram.
Em exercício com a OTAN, nossos submarinos, convencionais, já afundaram porta-avioes, no caso o espanhol. Se nao me falha a memoria, 2 x.

Ou seja, mal treinadas???

participa de outro fórum e não suja aqui.

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

A função principal dos aviões de transporte é transportar políticos, até nos C-130 e KC-390 esses parasitas andam de graça.

Santamariense
Santamariense
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Meu caro, a FAB não tem NENHUM C-130 na reserva. Todos que não estão mais operacionais foram vendidos como sucata (já ocorreram vários leilões) ou canibalizados, restando apenas as fuselagens, asas e estabilizadores desmontados, aguardando leilão. As células, todas elas, foram muito voadas. A história sexagenária do C-130 na FAB está quase acabada.

Wilton Santos
Reply to  Santamariense
1 mês atrás

Compara a frota de C-130 no mundo e verá que muitos países ainda operam essas aeronaves normalmente. Inclusive com modelos mais atrasados do que os brasileiros. O Brasil havia finalizado a modernização de cerca de 20 C-130 em 2012, ou seja, muito recente. Essas aeronaves tinham aviônicos e sistemas de navegação, comunicação e autodefesas de última geração. Essas vendas de aeronaves como sucatas deveriam ser investigadas pois há indícios de que há algo errado. O mesmo processo fizeram com as aeronaves P3 Orion que tinham acabado de serem modernizadas. Eu não ponho a minha mão no fogo pelos militares brasileiros.… Read more »

Joao
Joao
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Vc não tem noção de como os C-130 estavam no osso.
E 2012 pra cá, faz tempo de voo pra burro.

Joao
Joao
Reply to  Joao
1 mês atrás

Por que o Brasil tá investindo tanto no exército esse ano por que antes era sucateado não tinha investimento nenhum

Santamariense
Santamariense
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

De 2012 pra cá são 12 anos e alguns milhares de horas de voo na frota. Foram modernizadas ao redor de 18 células, incluindo os 2 KC-130. E todas já eram células beeeeem voadas. E o KC-390 veio pars substituir o Hércules. Não vejo nada de errado no processo.

Atirador
Atirador
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Na verdade vieram 10 modernizados da Italia em 2012, os que já estavam aqui não foram modernizados. Quanto aos P3 estão voando ainda todos os 9

Henrique
Henrique
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

A gestão de recurso da FAB é péssimas. Vejam o absurdo que foi desativar os helicópteros Mi35

na aula de hoje aprendemos que a FAB agora tem que saber fazer peças russas e não sabendo fazer elas e Russia não fenecendo a culpa é da FAB kkkkkk

os caras tem um posvenda lixo e a culpa é da FAB kkkkk

Mauricio Autorino Veiga
Mauricio Autorino Veiga
Reply to  Henrique
1 mês atrás

Inúmeras nações pobres mundo afora operam essas aeronaves mas O Celeiro do Mundo não consegue fazer isso, conta outra estória pra gente!!!

Joao
Joao
Reply to  Mauricio Autorino Veiga
1 mês atrás

Vc acha realmente, que haveria vontade política de liberar $$ pra desenvolver o comprar o C-390, se ficássemos igual inúmeras nações pobres com o C-130 ?

O GF não queria liberar $$ pra modernizar os AMX, pq a FAB não queria o Mi-35.

Vai entender….

Atirador
Atirador
Reply to  Henrique
1 mês atrás

SIm, mas podiam ter vendido essas células ao invés de sabe-se lá o que foi feito

Joao
Joao
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

???????? A FAB nunca teve mais de 20 Hércules…. A modernização deles foi há muuuuuito tempo.

Para, cara.

Só tá aqui pra falar mal.

Joao
Joao
Reply to  Joao
1 mês atrás

Não não tou falando mau eu acho que tem que ter mais recurso o exército para ampliar as forças armadas por que a Venezuela tem avios russos melhores mais tecnologia vem se preparando e envistindoa mais tempo do que o brasil

Mustafah
Mustafah
Reply to  Joao
1 mês atrás

Se aumentarem os recursos para 2% do PIB, vão queimar dinheiro em mordomias, criação de comandos desnecessários para promoverem amigos, pensões, adegas, Viagra e picanha. A tropa vai continuar mal treinada, mal garfada e comendo mal

João
João
Reply to  Mustafah
1 mês atrás

vai sujar outro forum…

adegas saõ pras “autoridades” do executivo e legislativo q utilizam os HT.
Viagra e outros remedios eram de pregoes para atender varios ministerios.

fala serio

Santamariense
Santamariense
Reply to  Joao
1 mês atrás

O C-130 está em fase de desativação programada, substituído pelo KC-390. Nada de anormal. Mas, faço uma pequena correção: A FAB operou no total, 29 Hercules e, por um período de poucos anos, chegou a operar 21 C-130 ao mesmo tempo (4 C-130E remanescentes, de 5 células, que haviam recebido motores e equipamentos da versão H. Mais tarde, um deles, o 2459, passou por modernização ao padrão M; 5 C-130H; 2 KC-130H e 10 C-130H ex-Força Aérea Italiana). Anos após a chegada dos “italianos”, os C-130E não modernizados ao padrão M foram desativados, pois eram células bem antigas, recebidas ainda… Read more »

João
João
Reply to  Santamariense
1 mês atrás

Mas não todos em disponibilidade, confere?

Santamariense
Santamariense
Reply to  João
1 mês atrás

Aeronave ativa, operacional, disponível, são todas situações diferentes.
– Ativo é quando faz parte da frota utilizada, está em atividade;
– Operacional é quando faz parte da frota de uma Unidade Aérea;
– Disponível é quando está pronta para uso, na linha de voo.

Atirador
Atirador
Reply to  Joao
1 mês atrás

Tinha 13 quando recebeu os 10 italianos, modernizaram só os KC-130, se não me engano 2 e estocaram o resto

Santamariense
Santamariense
Reply to  Atirador
1 mês atrás

Não. Quando os 10 ex-italianos chegaram haviam 11 C-130. 4 C-130E que haviam sido elevados ao padrão H (eram 5, mas um foi perdido em 2001), 5 C-130H e 2 KC-130H. Dos antigos E, 1 foi modernizado ao padrão M e os 5 C-130H e os 2 KC-130H também foram modernizados, assim como os 10 ex-italianos, totalizando 18 células modernizadas ao padrão M.

Nativo
Nativo
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Sinceramente espero que o escrito por você seja FALSO.
Se não, a decepção até com a FAB é grande.

Pedro
Pedro
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Desativaram os Mi35 porque a Rússia não dava suporte.

José de Souza
José de Souza
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

20 C130 parados que passaram por processo de modernização recente e foram precocemente aposentados”

Gesuis! 😀

Santamariense
Santamariense
Reply to  Emmanuel
1 mês atrás

Acho que nem 4 tem mais. O número deve ser 2 ou 3.

Tutu
Reply to  Emmanuel
1 mês atrás

Tem matéria falando que todos os Hércules foram baixados em dezembro, agora só KC-390.

https://www.airway.com.br/forca-aerea-brasileira-aposentado-seus-ultimos-c-130-hercules/

Joao
Joao
Reply to  Tutu
1 mês atrás

Aleluia!!!!!

Mauricio Autorino Veiga
Mauricio Autorino Veiga
Reply to  Emmanuel
1 mês atrás

Foram comprados para isso, tudo oque não precisamos nesse momento é Rainha de Angar!!! Acorda FAB …

Gerimum
Gerimum
Reply to  Emmanuel
1 mês atrás

Acho que o que ele quiz dizer é sobre a capacidade de mobilização em velocidade que eles sengabam em ter, além do Hércules c130 eles já contam com vários kc390 então seria o caso de 1 dia isso estar tudo do outro lado do Brasil.

Leonardo Cardeal
Leonardo Cardeal
Reply to  Emmanuel
1 mês atrás

Achei que avião de transporte era pra transporte.. vc me ensinou que não…

Marcus Vinícius
Marcus Vinícius
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Concordo com sua. Estamos longe de ser uma força que possa dar uma resposta rápida a qualquer ameaça.

Joao
Joao
Reply to  Marcus Vinícius
1 mês atrás

Com certeza… o Brasil não tem caminhões, aviões, navios pra caramba pra serem fretados e mobilizados.
Quase nada q tem….

Joao
Joao
Reply to  Joao
1 mês atrás

E isso mesmo

ODST
ODST
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

A região está em um estado iminente de uma guerra por um acaso? Não há uma urgência, se houvesse as viaturas com certeza chegariam mais rápido.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  ODST
1 mês atrás

Com todo o respeito, mas se é pra continuar com essa desculpa fiada de que “não tem emergência” ou “pro nosso T.O tá bom”, então terceiriza tudo e acaba com a verba enviada anualmente pro MD. O pagador de impostos agradece.
Tú acha MESMO que, se em tempo de paz está assim, em tempo de conflito, com bomba e míssil caindo a torto e a direito, seria mais rápido? Acha mesmo?

Matheus
Matheus
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Seria maravilhoso uma base Americana na Amazonia.
Tira a dor de cabeça.

Joao
Joao
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Cai bomba e míssel do nada….. é quase uma aparição….

Sem dúvida, o Maduro vai atacar o maior aliado político dele…quem mais articula internacionalmente pra ele sobreviver…

Joao
Joao
Reply to  Joao
1 mês atrás

E o que vc acha se eles entra pela selva para não ser alvo fácil para os aliados vai ser trabalhoso mais vai ser mais seguro para não colocar em risco seu exército e soldado como a Argentina feisemfrentou as forças fora do seu abitar foi um suicídio para seu exército sem chance pode acontecer isso com a Venezuela se ela bater de frente

ODST
ODST
Reply to  Willber Rodrigues
30 dias atrás

Não acho, tenho certeza

Pedro
Pedro
Reply to  ODST
1 mês atrás

Não há urgência? Ja ouviu falar de Venezuela e Guiana?

ODST
ODST
Reply to  Pedro
30 dias atrás

Só falta explicar aonde está a urgência nisso. O ditadorzinho de meia tigela que só fica na retórica com forças armadas com moral baixa, sem comida e papel higiênico que estão canibalizando aeronaves para manter algumas poucas em condições de voo? Poupe-me.

Last edited 30 dias atrás by ODST
Gerimum
Gerimum
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Concordo… Fora o pessoal mobilizado… Isso mostra a total falta de infraestrutura das estradas do interior brasileiro.

Joao
Joao
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

As FFAA não tem a mínima intenção de se gabar de nada.
Só estão fazendo um exercício logístico, com os meios próprios, só do EB.

Mustafah
Mustafah
Reply to  Joao
1 mês atrás

Se contrata uma empresa de logística privada, entrega o mesmo material em menos tempo e por menor custo. Demorar 30 dias de Cascavel PR a Boa Vista RR e uma piada, se r exercício, já reprovaram

João
João
Reply to  Mustafah
1 mês atrás

Ah, sim…. boa ideia…. sem necessidade de emergencia justificavel, com o TCU no cangote, vai contratar empresa… no final do ano, com dinheiro sobrando….

com certeza….

parabéns….

Tomcat4,5
Tomcat4,5
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Concordaria contigo se fosse o caso de tropas e viaturas venezuelanas já estarem na fronteira se acumulando com os russos antes de entrarem na Ucrânia mas……não é o caso e o EB ainda mostra o trabalho, a capacidade logística que possui (que a Venezuela aparentemente não tem). Em tempos de tensão ,ai sim teríamos KC-390 voando dia e noite como se viu na época da pandemia.

Sagaz
Sagaz
Reply to  Wilton Santos
1 mês atrás

Como não é em caráter de urgência, penso que teria sido menos oneroso a contratação de uma empresa de logística. A não ser que faça parte de algum treinamento logístico.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
1 mês atrás

É um coldre de peito o que os caras tão usando?

Velame
Velame
Reply to  Renato de Mello Machado
1 mês atrás

O coldre axilar é utilizado com o macacão que as guarnições de Vtr Bld usam.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
Reply to  Velame
1 mês atrás

beleza!

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 mês atrás

Por um lado, o EB tá de parabéns pela logística em mandar e manter esses meios na região. Mas isso não esconde o fato de que, antes da Venezuela botar as garrinhas de fora, os meios naquela região era MUITO inadequados, e não muda o fato de que os meios daquela região CONTINUAM a ser inadequados. Oras, só agora mandaram mais ATGM’s pra lá? Só agora os Guaicurus “mostraram as caras” lá? Acham que aqueles Cascavéis ainda tem valor militar hoje em dia? E as defesas AA da região? Se sabem que o vizinho “de cima” tem Sukhois te uma… Read more »

Brandão
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Precisamos de defesa AA de médio/longo alcance pra ontem!

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Brandão
1 mês atrás

Sabe o que me deixa chateado? É saber a quantidade de meios que o EB, e as FA’s de modo geral, tem no Sul/Sudeste, e comparar com os meios que as FA’s tem no Norte. Ora, quais nossos vizinhos do Sul? Um país minúsculo que nunca brigou conosco, um país gigante, mas cujas FA’s tem menos poder de fogo que a PMSP, e um país que tentou nos invadir a 130 anos, mas tomou uma coça da gente que não se recuperou até hoje. No Norte: A região mais rica e cobiçada do Brasil pelo mundo, com um vizinhos que… Read more »

Talisson
Talisson
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Sudeste precisa de proteção da Marinha e anti aérea. Não entendo o motivo de haver tropas e viaturas por ali. O mesmo vale pro Sul. São areas que seriam, na minha opinião, alvos de mísseis nos polos industriais e de bloqueios nas áreas portuárias.
O EB deveria ficar de olho é na Colombia e Venezuela, ambos proxys das potências e que tem grandes exércitos de tropas leves. O problema é a logistica naquela região.

Last edited 1 mês atrás by Talisson
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Talisson
1 mês atrás

Se é pra proteger aquelas áreas do Sul/Sudestecontra mísseis, então deveria ter alí mais sistemas AA e uma maior rede de radares, e não um monte de batalhão leve armados apenas com FAL, ainda aguardando uma “suposta invasão” da Argentina, como se ainda estívesse-mos no começo do século.
Imagine a quantidade de meios que temos nas fronteiras com o Paraguai e Argentina, que poderiam tranquilamente ser transferidas pro Norte, sem prejuízo na defesa desses lugares.

Fagundes
Fagundes
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Desde a primeira guerra mundial a guerra é vencida por quem tem mais indústria.Nenhum país no norte do continente sul americano tem o suficiente para ser convertida em máquina de guerra e representar uma ameaça. Se vc quer argumentar que existe a necessidade de investimento em artilharia pesada e defesa AA,e distribuir melhor esses meios, aí concordo.Esse drama todo no Norte, uma canetada do nine com a bença do Lira resolve isso nem precisa de conflito.

No One
No One
1 mês atrás

Nessas horas não posso não lembrar que a nossa “elite ” militar pintava cenários onde a França era a ameaça mais provável para o nosso país, deixando “sem querer ” vazar essas teses delirantes para agradar o político de estimação da vez. Será que os nossos nobres militares dentro dos “Cenários de Defesa 2040”, elaborada entre o o 2019 e 2020 eles pelo menos mencionaram a situação da Venezuela ? Será que toda aquela palhaçada serviu para alertar e preparar minimamente as forças armadas sobre as ameaças futuras?

Duvido muito…

L G1e
L G1e
1 mês atrás

Parabéns ao exército brasileiro pôr está testando meios de transporte para Roraima através do centro oeste.

Infelizmente hoje não tem condições de transportar grandes efetivos pôr meios aéreos.

O exército brasileiro tem que testar o envio de grandes efetivos pôr meios terrestres. Estou falando em 100.000 soldados vindo do sul sudeste e centro oeste com todos os seus equipamentos o que pôr via aérea é impossível.

O exército brasileiro deveria testar a logística pela rodovia Porto velho Manaus Roraima.

É difícil mas tem que testar aprender como seria essa logística. Parabéns exército brasileiro.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  L G1e
1 mês atrás

Outra opção para chegar lá é pela Guiana ou pela Venezuela. Kkkk

Adriano madureira
Adriano madureira
1 mês atrás

Sério que não tinha como os seis KC-390 levar os 16 LMV Lince🤔🇧🇷⁉️

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Adriano madureira
1 mês atrás

O salário do pessoal está pago. Então sai mais barato ir de barco.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Adriano madureira
1 mês atrás

Olá Adriano. Claro que dava. Contudo, o transporte aéreo (ainda que mais rápido) é muito mais caro. Se fosse urgente, provavelmente seria colocada uma ponte aérea para o transporte de tropas e equipamentos.

Sem urgência, seria um desperdício de recursos.

Mig25
Mig25
1 mês atrás

Li ontem que o Irã destina 47% do seu orçamento de defesa para pesquisa e desenvolvimento de armas. Não a toa, estão aí exibindo seus mísseis de cruzeiro e balísticos, drones etc…aos milhares.
As forças armadas brasileiras consomem quase 90% do orçamento em pagamentos de soldos, salários, mamatas, pensões, aposentadorias etc…
A diferença tá aí.

Henrique
Henrique
Reply to  Mig25
1 mês atrás

melhor diferença é que o iran é um teocracia autoritária né e o Brasil não… esse teu tipo de comentário ja renderia um forca pra vc lá

pergunta se a população pode questionar esse orçamento deles…
acho que não pq ele matam as mulheres só por colocar o hijab 5cm torto

Scudafax
Scudafax
Reply to  Henrique
1 mês atrás

O Irã é um dos exemplos a serem seguidos, mas no quesito desenvolvimento tecnológico militar, sob condições adversas. Afinal, o Brasil não produz, infelizmente, satélites nacionais e seus lançadores, sistemas de defesa aérea nacionais de médio e longo alcance, turbinas nacionais e etc. Resta se contentar com a insignificância, criticar quem consegue fazer, ou pressionar por investimentos estratégicos. Melhor que pressionar para comprar caixa preta.

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Se a população Iraniana fosse livre, com toda a certeza, preferia investir mais na economia e no bem estar da sociedade, que em defesa, que ainda por cima se baseia em mísseis balísticos e em conseguir o nuclear.
Para isso, estão á décadas a investir muito dinheiro do povo Iraniano, o dinheiro do petróleo, para isso, enquanto muita da população, passa por dificuldades.

Mig25
Mig25
Reply to  Rui Mendes
1 mês atrás

Muita da população passa por dificuldades é aqui no Brasil msm. E sem mísseis balísticos e drones. o Irã precisa dos meios para se defender. A população iraniana vai ver o que é bom se eles passarem pelo que passou a população iraquiana, Síria, Líbia, etc…
Aí sim não vai ter bem estar nenhum na sociedade, pode acreditar.

Zorann
Zorann
Reply to  Rui Mendes
1 mês atrás

O cara está falando de quanto do orçamento militar é gasto em pesquisa…. e não apoiando o sistema de governo do Irã. Precisa aprender ler.

Sequim
Sequim
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

O Brasil projetou e construiu o Amazônia I ,satélite de monitoramento ambiental lançado da Índia em 2021. Falta o lançador de satélites.

Mig25
Mig25
Reply to  Henrique
1 mês atrás

E daí? Aqui questionamos há décadas e nada muda. A diferença é que aqui questionamos, e pouco se faz. lá, eles não questionam, mas o país, mesmo sob embargos, é muito mais desenvolvido militarmente do que nós…

Joao
Joao
Reply to  Mig25
1 mês atrás

Por isso q eles tem e não sabem usar, além de gastar mais com Defesa.

Mig25
Mig25
Reply to  Joao
1 mês atrás

Eles tem e não sabem usar? Putz… Leia as notícias neste próprio blog, pra não ficar difícil pra vc, de uns dias atrás. Veja lá onde e a que distância eles andaram acertando mísseis…

Joao
Joao
Reply to  Mig25
1 mês atrás

E o custo a Venezuela tem muitos homens só os aliados pra trazer pra car esses homens vai custar muita olhe o grupo ruthis estão lutando pau a pau com o melhor do mundo tem horas que a tecnologia não funciona por exemplo em mata fechada como a amazônia eles não pode nem queimar que o mundo fica contra vão ter que entra como nós velho tempo só com o fuzil seja o melhor pra sobreviver. e só uma opção a até que eu esteja errado mais e possível Venezuela não vai cruzar o corredor da morte esperando eles armado… Read more »

Carlos Crispim
Carlos Crispim
1 mês atrás

Ainda bem que não estamos em guerra, bastava um scalpl, ou himars, caindo ali no meio da embarcação e 90% dos meios do EB evaporariam. Que falta que faz uma defesa AAe de longo alcance.

ODST
ODST
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás
  1. Não estamos em guerra.
  2. Não há HIMARS na região
  3. Não há SCALP na região
  4. Você está criando um cenário de guerra imaginário aonde o Brasil seria atacado literalmente do nada (por quem? de que lugar? como o inimigo chegou nessa posição?) e como se já tivéssemos perdido toda a superioridade aérea da região (sabe-se lá como)
Scudafax
Scudafax
Reply to  ODST
1 mês atrás

Lembrando que fazemos fronteira com a OTAN, através da Guiana Francesa. Me surpreende o fato de não termos preparação contra ataques nucleares, além de inúmeros outros meios estratégicos e cruciais. O Comando da Força deveria, por obrigação, informar que não consegue cumprir a função constitucional de defesa da pátria sem satélites, mísseis hipersônicos, defesa antiaérea e etc.

Joao
Joao
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Meu Deus do céu…. Agora vem ataque nuclear…. Hahahahhaha

Talisson
Talisson
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás

Essa AAe poderia ser jameada. Então…

Arthur
Arthur
1 mês atrás

Quando a maior parte do nosso orçamento militar tem por destino o pagamento de soldo e pensões, aí se vê o destino do resto do dinheiro… Acho que nem a Ucrânia aceitaria esses brinquedos em seu inventário militar!

Tutu
1 mês atrás

Quantos LMV o EB recebeu de fato?

Pq se não me engano já foram 14, agora estão mandando mais 14?

David
David
1 mês atrás

Essa logística é burra ou é muito incompetente simplesmente era só usar os 4 kc 390 , aconteceria em algumas horas e demostrava a rapidez de prontidão

Joao
Joao
Reply to  David
1 mês atrás

E se precisar levar um efetivo enorme em caminhões e barcos, será a primeira vez…..
Parabéns….

Joao
Joao
Reply to  Joao
1 mês atrás

Eu acho que o estados unidos querem que o Brasil amorteça a Venezuela com suas armas e eles chegam depois já na Guiana com os ingleses pra terminar o serviço

Joao
Joao
Reply to  Joao
1 mês atrás

Se for só os soldados armados com mantimentos como os estados unidos vai derrotar eles um míssil pra cada soldado eles sobrevivem na Amazônia e os soldados americano vai ter que emtrar na selva.vai demorar essa guerra mais não vai morrer muito soldados como as outras e o desgaste dos aliados vai ser grande só Brasil não vai precisar entra essa guerra e deles Guiana e aliados

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  David
1 mês atrás

Nossa!!! verdade!!!! Espero que alguém do MD tenha lido esse comentário, eles nunca devem ter pensado nisso…

Ademir
Ademir
1 mês atrás

Mais uma comédia pastelão das forças armadas. Pintar meio fio não traz muita bagagem é fato. Se passaram quase 60 dias e ainda estão tentando capitalizar o fato de levar uma dúzia de viaturas que não suportam um tiro de armas dos morros do Rio para a fronteira. Forcas armadas, nos ajude a te ajudar.

Tatamovitch
Tatamovitch
1 mês atrás

Apenas a título de esclarecimento ao paisano. Trata-se de um excelente exercício de mobilização e logística. Afere-se rota, tempo, levanta-se tudo relacionado aos meios empregados nesse exercício, como combustivel gasto em cada meio empregado, etc…. Se notar, duas rotas fora utilizadas nesse exercício. Se necessário, as FFAA tem muito mais informações sobre cada rota utilizada para conduzir uma mobilização de maior escala com meios para executar a defesa e contra-ofensiva. Pois, afinal de contas não será veículos leves 4×4, blindados ou nao, que levarão a cabo todas as missões…

João
João
Reply to  Tatamovitch
1 mês atrás

Parabéns, camarada.

isso q o forum precisa, e não de gente pra sujar.

Augusto José de Souza
Augusto José de Souza
1 mês atrás

Imagina se fosse para reforçar o Amapá na fronteira com a Guiana Francesa? Vergonha não termos infraestrutura adequada interligando o Norte com o resto do país,já passou da hora de fazer pavimentação e pontes em todas as estradas da região.

Oráculo
Oráculo
Reply to  Augusto José de Souza
1 mês atrás

Mas nesse caso a guerra seria na selva mesmo, porque o “lado de lá” também não tem estrutura nenhuma na região

Aliás ninguém ali tem.

Tanto é que a Venezuela quer entrar em Essequibo pelo Brasil, pois é o único lugar aonde se consegue adentrar no território. O resto é morro, selva, rios e lama.

Ceip
Ceip
1 mês atrás

Preados leitores do Blog,

Tenho uma duvida:

Com as duas remessas de equipamentos militares enviadas para 18º Regimento de Cavalaria Mecanizado, alguém saberia dizer quantos blindados Cascavéis, Guaranis e Guaicurus estão operando no 18º RC Mec?

Teórico
Teórico
1 mês atrás

Essas novas balsas que o EB adquiriu. Uma dúvida. Agora são equipamentos de uso militar que vão percorrer centenas de quilômetros dia e noite pela imensidão da floresta. Vão transportar toda categoria de material, viaturas, munição, Astros etc. A cabina do piloto tem um mínimo de proteção blindada? Tem reparos para ponto 50 e MAG? tem o nicho para o operador? Vcs lembram da Guerra do Vietnâ? Em um cenário mais real tal medida é necessária. Ahh… mas vai ser escoltada por lanchinhas… No conflito recente em Gaza até trator e motoniveladora são blindadas. Podem ser vítimas fáceis de insurgentes… Read more »

jorge
jorge
1 mês atrás

A FAB passou recentemente por uma vergonha, ao não conseguir achar o helicóptero acidentado, embora tenha disponibilizado mais de 03 aparelhos para tanto. Quem descobriu foi a Polícia militar do estado SP, cujos pilotos são infinitamente melhores que os da FAB. Pobre FAB. Pobre comandantes supremos fajutos e que estão lá por indicação ( Q.I ) e não por competência. Que não entremos em guerra, nem com a Bolívia ( com todo respeito), caso contrário, perdermos feio …..

Andre Silva
Andre Silva
1 mês atrás

As Forças armadas, gastam mais em Marketing militar que em armas.