Lanternas

Modos de usar lanterna

Continuando com o tema de acessórios para armas leves, o ForTe gostaria de introduzir os leitores no tema lanternas acopladas à armas. Além do ábvio benefício de iluminação em situações de baixa visibilidade para localizar e identificar possíveis ameaças, as lanternas também servem para o propósito de comunicação, navegação e até confundir e momentaneamente cegar o inimigo, imediatamente antes de um engajamento.

As lanternas em si podem ser de lâmpadas incandescentes ou LEDs, de tamanhos e pesos variáveis e geralmente são classificados pela sua luminosidade que são medidas em “lumens”. Sem entrarmos demais na parte técnica, basta saber que e considerado ser necessário no mínimo 60 lumens para temporariamente cegar um ser humano, sendo assim a maioria das lanternas táticas possuem entre 60 a 150 lumens e algumas maiores e mais pesadas acopladas a metralhadoras e veículos chegam ate 500 lumens.

A fonte de emissão e um fator que se deve levar em conta, lâmpadas incandescentes possuem um filamento que um dia terão que ser trocados, apesar de serem bastante resistentes em lanternas táticas o filamento esta submetido a grandes choques pelo disparo da arma, as lâmpadas incandescentes também gastam mais energia mas, tem a vantagem de que podem ser usadas com um filtro infra-vermelho e assim utilizadas pelo operador com seus NVGs. Já as LEDs não possuem filamento e utilizam muito menos energia de suas baterias mas, não funcionam bem com filtros IR portanto não são recomendadas para uso com NVGs.

A ergonomia é outro fator também importantíssimo a ser considerado, em situações de estresse o movimento para acionar a lanterna deve ser natural e fluido, o operador deve praticar o acionamento milhares de vezes para que se torne “muscle memory” e para que não ha acionamentos acidentais revelando a posição do usuário e sua equipe.

Não devemos esquecer também de que nada adianta gastar centenas de dólares em uma lanterna só para utilizá-la com baterias de baixa qualidade sendo assim invista nas melhores baterias possíveis pois, sua vida pode depender delas.

Por ultimo, em se tratando de táticas básicas, ao contrario do se pensa ou vê na TV o operador quando dentro de uma edificação não deixa a lanterna ligada constantemente por razoes obvias, o correto e ligar e desligar “pincelando” a sala com luz branca ao mesmo tempo em que ele continua se movendo conforme vai realizando a “limpeza” de tal edificação. Dessa maneira ele procura localizar e identificar uma ameaça ao mesmo tempo em que revela sua posição o mínimo possível e quando tal ameaça e encontrada utiliza forte luz branca para cegar e confundir o inimigo antes de neutralizá-lo.

Tags:

37 Responses to “Lanternas” Subscribe

  1. Lucas Calabrio 24 de julho de 2009 at 21:00 #

    Prezados
    Vejam a reportagem sobre a Amazônia no globo reporter.
    Abraços

  2. Lucas Calabrio 24 de julho de 2009 at 21:00 #

    Prezados
    Vejam a reportagem sobre a Amazônia no globo reporter logo mais.
    Sds

  3. RoninSnkShit 24 de julho de 2009 at 21:37 #

    Boa Marine,

    realmente uma boa lanterna faz diferença na hora do “vamos-ver”!
    Por jogar paintball Real Action, nao dependo minha vida a uma lanterna, igual operadores reais, mas tenho uma boa lanterna no meu marcador (arma de paintball)

    Gostaria de ter uma Scorpion da StreamLight, porém optei por uma genéria pelo fato de ter que suportar muita porrada nos jogos, e ter uma lanterna de R$200,00 para isso, ainda nao fiquei louco! Além do mais, a Scorpion nao possui o remote (on/off), o que dificultaria em muito a utilização. (Quem já viu o filme “Eu Sou a Lenda” sabe das dificuldades que estou falando)

    No youtube há vários videos bons sobre as técnicas de Low Light em CQB. Esses foram os mais bacanas que eu ja achei:


    http://www.youtube.com/watch?v=Q9ObSKdP1AI

    Audaces Fortuna Juvat!
    Abs a todos!

  4. Bosco 25 de julho de 2009 at 1:21 #

    Excelente Marine.
    Agora faz um artigo bem completinho rsr… sobre sistemas de visão noturna usados pela infantaria, tanto os intesificadores de imagem quanto os de imagem térmica.
    Depois um sobre os sitemas de comunicação utilizados pela infantaria e depois faz um de designadores lasers. rsrs….
    Quem mandou começar. Agora aguenta. rsrsrs……
    Um abraço meu caro.

  5. Hornet 25 de julho de 2009 at 6:09 #

    Marine,

    Parabéns pelo texto!

    mas queria comentar a foto (já que vc sabe que não entendo muita coisa sobre armas pessoais, mas gosto de fotos).

    desde que vc mandou a foto pra gente ver que eu disse que tinha gostado e muito. Não te expliquei direito o motivo de eu ter gostado tanto da foto. É que na mesma hora que eu a vi (a primeira foto do post) me lembrei de uma cena de um filme.

    Só tive tempo de procurar na internet agora. E achei. Lembra desta cena? Chegou a ver este filme?

    http://images3.wikia.nocookie.net/memoryalpha/en/images/5/59/Borg_approach_in_dark.jpg

    “resistance is futile”.

    Cuidado com os Borgs!…rs.

    abração

  6. Hornet 25 de julho de 2009 at 6:48 #

    off-topic.

    como o amigo Lucas Calabro avisou, hoje passou uma reportagem no “Globo Repórter” da TV Globo sobre a Amazônia. Eu assisti e gostei bastante.

    Marine, Cinquini, Poggio, enfim, caso queiram postar no blog, a Globo disponibilizou um trecho em seu site, com vídeo e matéria escrita:

    http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1242488-16619,00-NOVO+MAPA+REVELARA+TESOUROS+ESCONDIDOS+DA+AMAZONIA.html

    abraços a todos

    ps. quem não chegou a ver o programa na TV, vale a pena ver o vídeo que está disponibilizado no link acima. É curto, mas é bem legal.

  7. Marine 25 de julho de 2009 at 12:40 #

    Hornet,

    Nao lembro de ter visto o filme nao mas realmente as fotos sao bem similares!

  8. Hornet 25 de julho de 2009 at 16:50 #

    Marine,

    no filme tem uma sequência inteira com o uso de lanternas…que eram utilizadas acopladas nos “fuzis de laser”…

    Os Borgs invadem a Enterprise e os oficiais da nave vão procurá-los a bordo…devem ter estilizado para o cinema técnicas como as que vc descreveu acima, pois eles também não a deixavam (as lanternas) ligada o tempo todo. Claro que estilizaram e usaram com muita imaginação, pois a ação toda se passa dentro de uma nave espacial, tem armas de laser, tem os Borgs (seres cibernéticos do outro lado da Galáxia…hehehe)…enfim…ficção científica.

    Mas a foto me lembrou o filme.

    abração

  9. Bosco 25 de julho de 2009 at 17:00 #

    Marine,
    e quanto às lanternas que a luz só pode ser percebida por quem estiver com NGV?

  10. Marine 25 de julho de 2009 at 17:33 #

    Bosco,

    Geralmente se utiliza os filtros IR acoplados as lanternas, assim o usuario pode coloca-los a noite p/ que a lanterna se “torne” IR e retira o filtro durante o dia para funcao normal. Os proprios NVGs tem uma luz IR neles que o usuario pode usar e muitas vezes servem como comunicacao em silencio…

    2 piscadas quer dizer estou em posicao, uma piscada longa quer dizer iniciar ataque e por ai vai, fica a imaginacao da equipe.

    Hornet,

    To por fora amigo, se e uma coisa que nunca fui acusado e de ser “trekkie”….Hehehehe.

  11. Bosco 25 de julho de 2009 at 17:37 #

    Me desculpe pelo NGV. rsrs…

    Valeu!
    Um abraço.

  12. Bosco 25 de julho de 2009 at 17:43 #

    Marine,
    Me desculpe novamente. Só agora prestei atenção no seu texto e li a referência aos filtros e a utilização do NVG.
    Desatenção minha.

  13. RoninSnkShit 25 de julho de 2009 at 17:51 #

    Ta aí uma foto das minhas crianças…
    http://img249.imageshack.us/img249/5889/dscf9265.jpg

    Abs!

  14. Bosco 25 de julho de 2009 at 17:53 #

    E as miras lasers? Também podem receber o filtro ou têm que ser próprias para operarem com o NVG?
    Também tenho uma dúvida. O laser (próprio ou com filtro) usado com o NVG já serviria como uma lanterna? Pelo que da pra perceber, quando do uso do laser em conjunto com o NVG, além de ficar visível o ponto mirado pelo laser, também parece que o ambiente se torna ‘iluminado’, dispensando uma lanterna com filtro em ambiente fechado.
    Procede ou estou errado?

  15. Marine 25 de julho de 2009 at 17:55 #

    Ronin,

    Tao bonitas! Mas eu vou preferir a minha, faz um pouquinho mais estrago! Hehehehe.

    Abracao!

  16. Bosco 25 de julho de 2009 at 18:38 #

    Marine,
    não sei se você sabe de uma curiosidade.
    Na década de 40 e 50 a Marinha Americana tinha um programa de pesquisa para aumentar a sensibilidade visual dos soldados, principalmente à noite. Eles deram por vários meses uma dieta rica em vitamina A que é boa para a visão. Os resultados foram animadores mas a pesquisa foi encerrada depois que a tecnologia dos ‘intensificadores de imagem’ se mostrou promissora.
    Um abraço.
    OBS:
    Não esqueça da minha ‘perguntinha’ sobre os lasers aí de cima.

  17. Hornet 25 de julho de 2009 at 18:44 #

    Marine,

    hehehe…eu também não sou. Mas acabei vendo um filme ou outro.

    de qualquer modo: long life and prosper (rs.)

    abração

  18. Bosco 25 de julho de 2009 at 18:49 #

    E por falar em química para aumentar a performance do combatente, o que você sabe sobre aquelas pílulas a base de anfetaminas que deixam o cara acesso durante 72 horas e sem efeito colateral que, dizem, estão sendo usadas no Iraque e no Afeganistão?
    É sabido que lá no meu departamenteo, a DARPA, rsrsrs….., existe muito interesse na busca do ‘super-soldado’. É claro que não será um mutante como o Capitão América, mas há várias linhas de pesquisa ligadas à fisiologia humana tendo como objetivo o aumento da performance do combatente. Afinal, a principal arma de um exército é o soldado e é lógico que ele seja motivo de ‘evolução’ já que há limites para o que um bom treinamento possa fazer.
    O cansaço, medo, estresse, vigor, sensibilidade à dor, força física, etc, podem ser melhorados com a química.
    Me desculpe pelas viajadas. rsrsr…
    Pelo menos não fiz igual o Hornet que de lanterna passou para armas desintegradoras dos Borgs.rsrsrs…..
    Um abraço.

  19. Ronin 25 de julho de 2009 at 19:00 #

    Hahuahua.. boa Marine!

    Eu tb sou mais fã das armas de verdade, mas essas a gente não pode atirar no amigo e zuar ele depois! hehe..

    Mas ainda tá faltando alguns detalhes para eu completar os marcadores.. Na M4, está chegando pra mim um hand guard de M4 mesmo, com 4 trilhos picantiny. Está chegando tb um novo red dot (eotech 552), pq eu aposentei o meu aimpoint. Depois, irei colocar um lançador de granadas M203 e aí vai ficar fino!

    A Mp5 já está praticamente pronta. Tive que colocar uma coronha de G36C nela pq a coronha retrátil da MP5 é bem frágil! E a coronha fixa dela é dificil (e cara) de encontrar aqui no Brasil. Só vai faltar um meio de colocar uma lanterna nela, mas isso vou deixar mais pra frente!

    Abs e desculpem o Off-Topic!

  20. Hornet 25 de julho de 2009 at 19:17 #

    Elementar meu caro Bosco!

    Siga o raciocínio: lanterna emite o quê? Luz, não é? Raio laser é o que? Luz também, correto?

    armas desitegradoras Borgs na verdade são um tipo de lanterna, só que mais raivosas…kkkk

    abração

    ps. Deixa eu parar com esse papo de Borg aqui, senão logo serei teletransportado pra outra dimensão…hehehe

  21. RoninSnkShit 25 de julho de 2009 at 19:48 #

    Marine,

    posso fazer uma sugestão de matéria?
    Fale um pouco sobre os coletes que as forças americanas usam. Isso pq eu já vi inúmeros tipos diferentes de colete (antes que algum engraçadinho venha falar que os coletes MOLLE é modular e pode-se mudar a configuração dos mesmos, estou falando de coletes abertos, fechados, chests, etc).

    Gostaria de saber se há um padrão específico para o exército, marinha, fuzileiros, etc… ou se o próprio operador fica livre para escolher o que se adapta melhor? E no caso das forças especiais? Eles possuem alguma autonomia para escolher os coletes/equipamentos ou não?

    ABs!

  22. Bosco 25 de julho de 2009 at 19:53 #

    Ronim,
    antes que me esqueça. Parabéns pela bela coleção.

    Hornet,
    como o cargo do Supervisor Mor para o nosso Setor Espacial da Federação dos Isectossauros Andrôgenos Mutatentes Homicidas Andromedianos vagou, com o teletransporte prematuro e inesperado para outra dimensão do Espaço-Tempo do MJ, bem que você, com seu conhecimento acima da média, inclusive sobre raios desintegradores e miniaturizantes, viagens transdimensionais em fator de dobra 9, além de um vasto conhecimento da Teoria das Cordas e da mecânica dos Buracos de Minhoca , você bem que poderia se candidatar ao posto. Seria inusitado termos um terráqueo ocupando tão digno cargo interestelar, principalmente disputando com um insectossauro legítimo que o o Sr. Senor Abravanel, que diga-se de passagem, tem mais de 135 anos mas tem corpinho de 133.
    Um abraço.

  23. Bosco 25 de julho de 2009 at 19:55 #

    Hornet,
    você é terráqueo, né?
    rsrsrs….
    Um abraço.

  24. Hornet 25 de julho de 2009 at 20:55 #

    amigo Bosco,

    pelo o que consta, sou…kkkkk

    Agradeço o apoio e o incentivo, mas acho que o cargo já está ocupado: o Silvio e o Vesgo do Pânico já tomaram posse. Estão mais à altura do MJ. Diria: mesmo nível.

    Ah! O Sr. Abravanel…”Quem quer dinheiro?”!!! Digamos que ele seja um homem de valor!!! Ou seria de preço?!!! Deve ser de preço, afinal ele incentiva a todos os terráqueos estabelecerem seu próprio preço…Tal atitude faz parte da cultura milenar andromedeana. Esse certamente é o rei da colônia de insectossauros que se infiltraram no Planeta Terra desde a época da grande explosão intergaláctica que misturou as dimensões no nosso Universo. Se não é o rei, ao menos deve estar entre os líderes….hehehe

    abração em transdobra!

  25. Marine 25 de julho de 2009 at 20:56 #

    Bosco,

    Lasers como os PEQ-2 nao sao visiveis, sao utilizados apenas com NVGs para facilitar os engajamentos. Os lasers vermelhos que se ve na TV sao utilizados apenas em pistolas pois eles trasmitem sua posicao e os lasers IR nao sao fortes suficientes para agirem como lanternas, para isso se utiliza lanternas com filtros IR. Entendeu? Basicamente uma vez que vc utiliza NVG, tudo muda, tem ser tudo IR e invisivel ao olho nu.

    Ronin,

    Gostei da sugestao, vou procurar fazer uma materia sobre os coletes sim, mas por enquanto saiba que o Army usa um, o USMC usa um no Iraque e outro no Afeganistao e as Forcas Especiais usam praticamente a seu gosto mas acabam se padronizando por certas marcas que eles tem preferencias.

    Hornet,

    Hehehehe.

  26. Marine 25 de julho de 2009 at 20:58 #

    Bosco,

    Ja tinha ouvido falar sobre essas drogas, existe um boato aqui que na China estao esperimentando com oficialmente dar esteroide a certas unidades mas por enquanto e so boato (quero deixar claro isso).

    Sds!

  27. Fernando 25 de julho de 2009 at 21:11 #

    Marine

    Mandou bem mais uma vez!!! Normalmente se encontra muitos artigos sobre armas, mas é difícil encontrar sobre os acessórios, que como as armas, são fundamentais ao combatente.
    Continue contribuindo…
    Abraços.

  28. RoninSnkShit 25 de julho de 2009 at 22:01 #

    Bosco, valeu! Obrigado! ;-)

    Marine,
    boa velho! Aguardarei ansiosamente a matéria!

    Abs!

  29. Bosco 25 de julho de 2009 at 23:22 #

    Marine,
    só pra eu entender.
    Então o laser pode ser usado para ‘iluminar’ um ambiente como no caso do PEQ-2, desde é claro que o usuário esteja usando os NVGs.
    Tendo o NVG e um rifle dotado do PEQ-2 ele não precisaria de uma lanterna com filtro para adentrar um ambiente fechado já que o próprio laser faz o trablho com a sua ‘energia’ refletida e sendo captada pelo intensificador de imagem do NVG.
    Correto?

  30. Bosco 25 de julho de 2009 at 23:25 #

    Mas o PEQ-2 tem também um laser visível sem o NVG, não tem?
    Ou seja, mesmo com um fuzil ou uma submetralhadora pode-se adotar um laser vermelho como se vê nos filmes.
    Ou não?
    Não pergunto mais nada.rsr..
    Um abraço.

  31. Marine 26 de julho de 2009 at 14:01 #

    Bosco,

    Pelo contrario, o PEQ-2 nao e forte o suficiente p/ iluminar uma area com o NVG, ele apenas reflete uma longa faixa e um ponto no alvo, sendo assim para se iluminar uma area o operador necessita de uma lanterna com filtro IR.

    O PEQ-2 tambem nao possui um laser vermelho visivel, esses lasers nao sao indicados porque sao visiveis a olho nu sendo assim o inimigo pode ve-lo. A unica razao que sao vistos nos filmes e para a cena ficar “chique”, eles somente sao utilizados em pistolas porque nao ha como colocar um “iluminador” PEQ-2 em pistolas.

    Ficou mais claro agora? Hehehehe…

    Semper Fidelis!

  32. LBacelar 27 de julho de 2009 at 10:23 #

    Marine,

    Mais uma vez mandou ver, muito boa a matéria. Uma boa lanterna quando bem usada se torna um ótimo e muito silencioso flashbang, por isso não dispenso a minha !!!

    Ronin,

    Como o mundo é pequeno, eu pensei que eu era o único jogador de paintball Milsim por aqui rs

    E quando vi as fotos vi que era o Tameirão dos Galos de Briga hehe

    forte abraço amigo

  33. RoninSnkShit 27 de julho de 2009 at 18:45 #

    Opa Bacelar,

    sou eu mesmo! hehehe…
    Tem muita gente do Galos que acompanha o blog!

    Abs e bons jogos pra vc Bacelar!

  34. Angelo Nicolaci 27 de julho de 2009 at 19:02 #

    Ronin,

    Estou começando na pratica do paintBall aqui no rj, mas estou com certa dificuldade em relação a montar meu marcador, eu estou querendo fazer um M-16 ou M-4, pode me dar umas dicas de onde eu posso comprar tais kits e como montar?, Só sou bom mesmo com as verdadeiras….rsrsrs, mas estou ate que me saindo bem nas primeiras partidas que participei, até pq todos são principiantes no meu grupo.

  35. RoninSnkShit 27 de julho de 2009 at 22:23 #

    E ai Angelo?

    Cara, aqui pelo blog fica meio dificil te ajudar, mas recomendo que tu acesse os seguintes fóruns. Lá, vc vai conseguir um pouco de tudo, informações, comparações, equipamentos, além de gente vendendo diversos marcadores (armas de paintball), etc…

    http://www.paintballcenario.com (forum nacional)
    http://www.paintballelite.org (forum mineiro)

    Qualquer coisa, estamos aí!

  36. LBacelar 28 de julho de 2009 at 10:25 #

    Fala Angelo blz? Tbm sou carioca e frequento o fórum paintball cenario assim como o Ronin que eu conheço no fórum como Tameirão.

    Qualquer duvida pode me procurar lá no fórum, Legionnaire_RJ que eu te ajudo com as suas duvidas.

    Tameirão, abraço p/ vc e todos os Galos

    UUUURRRAAAAA

  37. Fernando 29 de julho de 2009 at 6:36 #

    Marine em 25 jul, 2009 às 20:58

    Bosco,

    Ja tinha ouvido falar sobre essas drogas, existe um boato aqui que na China estao esperimentando com oficialmente dar esteroide a certas unidades mas por enquanto e so boato (quero deixar claro isso).

    Sds!

    Marine

    Aqui no Brasil, especialmente nos morros do Rio de Janeiro, os combatentes irregulares utilizam um certo pó branco, e provavelmente alguns conseguem ficar mais de 72hs na ativa.
    Me parece que a tecnologia veio da Colombia.

    Abraços.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Brasil diminui gastos militares e cai em ranking

De 2012 a 2013, país reduz em 3,9% os investimentos em defesa e deixa de figurar entre os dez que […]

Exército Brasileiro comemora 366 anos de existência

No dia 19 de abril se comemora o Dia do Exército Brasileiro. Essa data assinala a criação da entidade, que […]

Esquadrão Falcão treina com o Exército Brasileiro

O Esquadrão Falcão, de Belém (PA), capacitou 64 militares do Exército Brasileiro em operações com helicópteros. O treinamento envolveu o […]

Vladimir Putin diz ‘Espero não ter que fazer uso do direito de enviar tropas para Ucrânia’

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse hoje que espera não ter que fazer uso do direito, aprovado em Março […]

Griffon Hoverwork na LAAD Security 2014

Claudio Queiroz – Rio de Janeiro, especial para o Forças Terrestres/Forças de Defesa Foi realizada no Riocentro, no Rio de […]

GLO na Bahia mobiliza 2,5 mil militares das Forças Armadas

As Forças Armadas já mobilizam 2,5 mil militares para atuar em Garantia da Lei e da Ordem (GLO), no estado […]