quinta-feira, outubro 21, 2021

Saab RBS 70NG

Israel pode atuar sozinho contra programa nuclear do Irã

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Comandante disse que exércio tem capacidade absoluta de atacar sozinho. “Quando chegar o momento, tomaremos a decisão”, afirmou Benny Gantz.

 

O general Benny Gantz do exército de Israel inspeciona veículo queimado depois que homens que cometeram atentando contra guardas egípcios invadiram Israel - Os cinco foram mortos - Foto Gal Ashuach-IDF-AFP

vinheta-clipping-forte1O comandante do Estado-Maior israelense, Benny Gantz, afirmou nesta terça-feira (16) que o exército de Israel tem capacidade para atuar sozinho contra o polêmico programa nuclear do Irã .

Questionado na rádio pública se o exército de Israel tem as capacidades necessárias para “atacar de modo solitário” o Irã, ou seja, sem a ajuda norte-americana, o general Gantz respondeu: “Sim, absolutamente”.

“Temos nossos planos, nossas previsões, nossas avaliações. Quando chegar o momento, tomaremos uma decisão”, disse Gantz em uma entrevista por ocasião do aniversário de 65 anos de criação do Estado de Israel.

FONTE/FOTO: G1/AFP

NOTA DO EDITOR: veja no infográfico abaixo os cenários avaliados pela agência RIA Novosti no caso de um eventual ataque israelense ao Irã, bem como o inventários das Forças Armadas de ambos os países, além de forças norte-americanas na região. Clique na imagem par aampliar.

00-ria-novosti-infographics-likely-scenarios-for-israeli-attack-against-iran-2012

- Advertisement -

18 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Renato Oliveira
Renato Oliveira
8 anos atrás

ahMADinejad, se prepare porque eu vou lhe usar…

virgilio
virgilio
8 anos atrás

exército de Israel tem as capacidades necessárias para “atacar de modo solitário” o Irã, ou seja, sem a ajuda norte-americana, o general Gantz respondeu: “Sim, absolutamente”.

Legal mas quero saber uma coisa se o Ira contra-atacar Israel também vai se garanti sozinho sem os EUA?

Bosco Jr
Bosco Jr
8 anos atrás

Virgílio, A capacidade ofensiva do Irã contra Israel está limitada aos mísseis balísticos de médio alcance já que eles não possuem meios aéreos convencionais capazes de tal ação. Agora, quem tem “cudículos” tem medo. Se houver um contra ataque iraniano com mísseis balísticos a tal ponto que ultrapasse a capacidade defensiva israelense, eles irão responder a esse contra-ataque e aí a coisa pode ficar feia porque poderá haver troca de mísseis balísticos de médio alcance e a escalada pode chegar a níveis incontroláveis. Eu penso o seguinte: Israel ataca, perde alguns aviões no processo, os iranianos contra-atacam com alguns mísseis… Read more »

Vader
8 anos atrás

virgilio disse:
16 de abril de 2013 às 20:31

Ué, e o Irã vai contra-atacar com o quê? Paus e pedras?

Porque é o que vai sobrar pros iranianos depois que Israel atacá-los…

Vader
8 anos atrás

Pensando bem, acho que na verdade vão sobrar só as pedras… os paus vão se queimar todos… 🙂

Bosco Jr
Bosco Jr
8 anos atrás

Vader, Tem uns otimistas inveterados que dizem que os iranianos podem contra-atacar com mais de 2000 mísseis balísticos de médio alcance. E tem gente séria que acredita, e pior, replica. Outros mais abilolados ainda fazem é aumentar a quantidade. rsrsrs Agora, esconder fabricar, sustentar e esconder 2000 mísseis do tamanho de um F-111 da inteligência israelense e americana seria um feito mais grandioso do que ter mesmo essa quantidade incrível de mísseis. O mais provável é que os iranianos tenham no máximo duas dezenas de mísseis capazes de atingir israel e se houver um contra-ataque o grosso vai ser assimétrico… Read more »

Ribeiro
Ribeiro
8 anos atrás

Amigos, o problema de Israel não é o contra ataque do Irã ou seja lá quem for individualmente… O problema de Israel é que ele é como aquele vizinho chato da rua, que quando brigar com qualquer um, os outros todos vão contra ele… Israel está no meio de um vespeiro, e o seu aliado está a meio mundo de distância… Quando o Osvaldo Aranha assinou o tratado de criação, deveria ter definido uma ilha (comprava Creta dos gregos ou a Tasmânia dos australianos), e não teríamos essa situação… Nunca entendí porque aquela área é especial para os judeus, se… Read more »

Bosco Jr
Bosco Jr
8 anos atrás

Ribeiro, Eu também acho que Israel tinha que ter sido criado num pedaço da Alemanha, que na época tava tão destroçada quanto a Palestina e facim-facim de desmembrar, difícil era fazer os vizinhos poderosos aceitarem e combinar com os judeus. Só isso! rsrssrss Quanto aos judeus acharem onde estão uma terra especial é porque como o messias deles ainda não veio (e nem sei se teria o mesmo peso do messias cristão ou de Maomé) continua valendo o que diz o Tanach, que corresponde ao antigo testamento cristão, e lá aquela região é considerada direito deles por negociação direta com… Read more »

virgilio
virgilio
8 anos atrás

Caramba!

Os colegas não estão subestimando o Ira não?

rsrs…. mas tudo bem..

Augusto
Augusto
8 anos atrás

Ribeiro disse: 16 de abril de 2013 às 21:50 Sua proposta de colocar os judeus em qualquer parte do mundo que não seja exatamente onde eles estão agora seria mais difícil que colocar a Estátua da Liberdade em Moscou ou o Cristo Redentor no meio de Meca. Está escrito: “Então o Senhor disse a Abrão: ‘Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa de seu pai, e vá para a terra que eu lhe mostrarei.'” Gênesis 12:1 Depois: “Abrão atravessou a terra até o lugar do Carvalho de Moré, em Siquém. Naquela época os cananeus habitavam… Read more »

Bosco Jr
Bosco Jr
8 anos atrás

Virgilio, Mísseis e foguetes que não têm alcance para atingir Israel não conta. Só conta os que tem alcance acima de 1000 km. Os iranianos tem um poderoso exército pra lutar contra um inimigo fronteiriço. Já contra Israel são outros quinhentos já que não faz fronteira com o Irã. Talvez tenha sido muito pessimista em relação ao Irã ter somente duas dezenas de mísseis de médio alcance, capaz de atingir Israel, sendo mais provável que tenha umas 10 x isso, mas mesmo que sejam 200, farão pouca diferença em termo estratégicos no caso de um hipotético confronto, que como disse… Read more »

aldoghisolfi
aldoghisolfi
8 anos atrás

Acho que se o Messias judeu vier, vai ser p’rá reclamar do Pai deles, que prometeu levar os judeus p’rá terra do leite e do mel e sacaneou, colocando os pobres no meio dum baita areal seco e sem nada e todos os seus inimigos em volta deles, em cima de imensas bacias de petróleo.

Blind Man's Bluff
Blind Man's Bluff
8 anos atrás

Sem uma “ogiva” nuclear, o Iran não tem como revidar. Porém, isso não significa que um ataque israelense é coisa fácil como os colegas mais otimista pregam. Invariavelmente, seria muito difícil, para não dizer impossível e suicida, realizar um reabastecimento aéreo sobre um país como a Síria ou Arabia Saudita. Se pelo menos as relações com a Turquia estivessem em outro pé…mas não estão e eu duvido que a Turquia permitiria que Israel utilizasse seu espaço aéreo para atacar um país islâmico. O que sobra seria um ataque a longa distancia, cruzando provavelmente o Iraque, o caminho mais curto e… Read more »

hamadjr
hamadjr
8 anos atrás

Retórica sionista, não vão atacar o Iran porque não tem apoio do tio san, e até aonde a história alcança se não me engano a região onde era a palestina era habitada por outra tribo, se não estou enganado os tal Jebuseus.
No mais é bla bla bla devido ao consumo daquele cigarro do capeta.

Ivan
Ivan
8 anos atrás

O Gal. Benny Gantz, comandante do Estado Maior de Israel, só poderia dar uma resposta: “SIM”. Qualquer outra seria uma demonstração de fraqueza, inadmissível na situação deles. Mas será que as IDF podem, efetivamente, realilzar um único ataque com força suficiente para destruir e/ou inviabilizar o programa nuclear iraniano por alguns anos? Acredito que não. A primeira premissa seria: Um único ataque. Porque a mobilização internacional (russos, chineses, árabes, turcos, celebridades politicamente corretas e opositores anti-sionistas) tomaria de assalto a mídia impendindo um segundo ataque. Porque a Arábia Saudita, que estaria reservadamente comemorando a destruição do aparato nuclear iraniano, teria… Read more »

Requena
Requena
8 anos atrás

Israel não possui Tomahawks?

Bosco Jr
Bosco Jr
8 anos atrás

Não!

Requena
Requena
8 anos atrás

Então vão ter que pedir ajuda pro Tio Sam.
Que não vai ajudar… oficialmente…
Se é que vocês me entendem…

Últimas Notícias

Colin Powell, líder militar e primeiro secretário de Estado negro dos EUA, morre após complicações da Covid-19

(CNN) – Colin Powell, o primeiro secretário de estado negro dos EUA cuja liderança em várias administrações republicanas ajudou...
- Advertisement -
- Advertisement -