terça-feira, julho 27, 2021

Saab RBS 70NG

Canadá se oferece para substituir Brasil em missão de paz no Haiti

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Dívida brasileira com a ONU sobe a R$ 1,3 bilhão e põe em risco o direito a voto do País na organização

280640Com o Brasil prestes a deixar o comando das forças de paz no Haiti depois de mais de uma década no país caribenho, o Canadá se apresenta para assumir as operações das Nações Unidas. O novo primeiro-ministro, Justin Trudeau, começou em fevereiro a negociar a transferência com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. A meta de Ottawa é a de enviar até 2 mil homens ao Haiti.
Hoje, cerca de 2,3 mil soldados, 2,6 mil policiais e 1,5 mil civis atuam em nome da ONU no país. Até o fim do ano, além da troca no comando das tropas de paz, o Brasil também precisa enviar recursos para quitar parte do que deve à ONU.

O País acumula uma dívida inédita de US$ 380 milhões (cerca de R$ 1,3 bilhão) com a organização, o segundo maior déficit de um governo com a instituição. Caso não arque com cerca de US$ 110 milhões, poderá até perder direito a voto.

Não apenas contas antigas não foram pagas, como uma reformulação do orçamento das operações de Paz da ONU fez a contribuição do Brasil crescer. A desvalorização do real também influiu no salto do déficit. Até o fechamento desta edição, o Ministério das Relações Exteriores não havia respondido à reportagem sobre a existência de alguma negociação em relação aos depósitos na ONU.

O Ministério da Defesa já havia declarado que, em outubro, entregará o comando das tropas e, desde o início do ano, a cúpula das Nações Unidas passou a negociar com outros países uma transferência.

Parte do esforço brasileiro para assumir as funções de comando em 2004 tinha como objetivo demonstrar à comunidade internacional que o País estava disposto a aumentar sua responsabilidades nos esforços por paz e segurança no mundo, gesto que foi saudado pela ONU.

Além das tropas, o governo fez doações para programas de combate à fome, foi eleito para dirigir entidades internacionais e aumentou aportes financeiros para o Alto Comissariado da ONU.
Mais de uma década depois, a situação do governo brasileiro com a ONU é diferente. Planilhas internas das contas da organização revelam que, em apenas oito meses, o buraco nas contribuições do País deu um salto de US$ 95 milhões.

Só no financiamento das diversas operações de paz no mundo, a dívida brasileira é de US$ 148 milhões. Entre os 193 países da ONU, apenas a dívida dos EUA, de US$ 1,1 bilhão, é maior. Isso sem contar com os gastos específicos do governo brasileiro para manter seus soldados no Haiti, que superaram a marca de R$ 2 bilhões. Desse total, o Brasil foi ressarcido em cerca de R$ 1,2 bilhão pela ONU.

Para o orçamento regular das Nações Unidas, a dívida brasileira era de US$ 220 milhões até ontem, superando os US$ 190 milhões do Japão, o segundo maior doador das Nações Unidas. Outros US$ 10 milhões faltam nas contas brasileiras para os tribunais internacionais bancados pela entidade.

Os números internos mostram que o déficit não parou de crescer desde o fim de 2014. Naquele momento, ele era de US$ 190 milhões. No dia 4 de agosto de 2015, o buraco já chegava a US$ 285 milhões.

Em agosto do ano passado, o Ministério do Planejamento indicou que pretendia “regularizar o mais rapidamente possível o pagamento do valor devido” e, em reuniões em Nova York, a diplomacia brasileira chegou a indicar aos responsáveis pela contabilidade da ONU que o governo tinha como prioridade quitar as dívidas, como demonstração de seu “compromisso com o multilateralismo”.

FONTE: Montedo

- Advertisement -

55 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
55 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alexandre Samir Maziz
5 anos atrás

Bem já estava hora ser substituír mesmo , participe da quinta BRABAT em Cité Soleil, uma das áreas mais conturbadas do Haiti .fazendo papel de polícia trocando tiro e prendendo meliantes , infelizmente o que falta para o EB e investir em dinheiro e equipamento adequado para cumprir a missão , vontade e disposição para o militar não faltava lá no Haiti , capitão , major ralando junto com soldado coisa que não acontece aqui . Fiz duas incursões com soldados Canadenses são gente boa demais , fora equipamento , a farda dele e feita de um tecido principalmente a… Read more »

Hawk
Hawk
5 anos atrás

Legal seu comentario Alexandre ! Acho que mostrar a realidade é sempre uma lição para nós aprendemos com isso… Agora a dívida com ONU não sabia….

kfir
kfir
5 anos atrás

OFF
DESEMPREGO OFICIAL MAIS DE 10%,

Wellington Góes
5 anos atrás

Tá na hora de passar o bastão.

Gustavo Borges
5 anos atrás

É triste ver o nanismo diplomático ao qual o país de Rio Branco e Osvaldo Aranha se reduziu.

Marcos
Marcos
5 anos atrás

É assim que querem um assento permanente no conselho de segurança?

Caio
Caio
5 anos atrás

À herança da tia Dilma, é dolorosa demais.
Os nossos militares já fizeram o que tinham que fazer, está na hora de aplicar por aqui este aprendizado, e com bastante urgência, para não acabarmos como o próprio Haiti.

Carlos Campos
Carlos Campos
5 anos atrás

Espero q o Haiti tenha rendido aprendizado sobre guerra e guerrilha urbana na era moderna, táticas de batalha e como manter uma tropa fora do país, tá na hora de dar adeus. Mas uma pra conta do PT uma dívida enorme que daria para comprar milhares de fuzis IA2, munição e fardamento. Esse partido só gera ódio

Iväny Junior
5 anos atrás

Não há mais condição de operação militar do brasil no além mar. O Canadá percebeu e vai ocupar a função. Felizes os haitianos.

Juliano M
Juliano M
5 anos atrás

Curiosidade:

Qual o atual interesse do Canadá em assumir a missão de paz?

Delfim
Delfim
5 anos atrás

Não era nem pra termos ido.

Smith Dji
5 anos atrás

Haiti não precisa mais o serviço de ONU
Não tem suficiente de dinheiro para pagar cada soldado

Aldo Ghisolfi
5 anos atrás

PEGUEMOS COM AS DUAS MÃO!

Aldo Ghisolfi
5 anos atrás

MÃO = MÃOS

Trollbuster
Trollbuster
5 anos atrás

Juliano, francamente não me interessa o interesse do Canadá…

A pergunta que interessa é:

Qual o interesse do Brasil ficar no Haiti ?

Wilton Feitosa
Wilton Feitosa
5 anos atrás

pra quem almeja, ou almejada, uma cadeira permanente no conselho da ONU, tem que estar disposto e agir mundo a fora, se quer participar das decisões, tem que arcar com os custos e onus desse desejo … e isso é, ou seria, apenas o primeiro passo …

Iväny Junior
5 anos atrás

O interesse do Canadá é o mesmo que o brasil “tinha”: ajudar o Haiti a reerguer-se como nação, depois, transformá-lo em parceiro comercial, fomentar a economia e lucrar juntos os dividendos.

Porém, nesse tempo que o brasil esteve lá, quem lucrou muito foi eike batista no tempo dele…

Juliano M.
Juliano M.
5 anos atrás

O interesse do Brasil em assumir a missão de paz à época era subordinado à política externa Megalonanica de C.Amorim, um meio para adquirir cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU e construção da imagem de Lula como líder internacional. Não entendi o pq do Canadá se “oferecer” pra assumir a missão, certamente houve algum arranjo na ONU q lhe demandou a voluntariedade. O que ganham em troca? Oq ambiciam? Quais são as demandas do país em âmbito internacional que podem ter sido postas na mesa? Limitar o olhar pro nosso próprio umbigo pouco ajuda a entender o contexto… Read more »

JRoberto
JRoberto
5 anos atrás

Fora o que escreveu o Ivany logo acima, o que pode agregar e facilitar para a Tropa Canadense neste ambiente, é a particularidade da “língua” pois a maioria deles tb falam o Frances, idioma oficial do Haiti.

Roberto Santos
Roberto Santos
5 anos atrás

Pelo amor de Deus entrega logo essa porcaria

Trollbuster
Trollbuster
5 anos atrás

Iväny Junior 21 de abril de 2016 at 14:32

É justamente isto…

Mas estes acertos já eram para estar prontos e até hoje nada.

Não é para se espantar vindo de um país que não consegue fazer as devidas reformas dentro de casa, imagine exportá-las.

Só serve para empreeteiras amigas do Rei ganharem muito com o nosso dinheiro.

Renato Vieira
5 anos atrás

Passou da hora de voltar, não precisa de 1 década para aprender algo, para agregar conhecimentos, ate porque nossas forças armadas não precisam ir para longe para somar ou cambiar esses tipos de conhecimentos já que tirando a língua e os terremotos, existem vários Haitis aqui mwsmo no Brasil. Esse mania de brasileiro de querer mostrar ou ser algo que não é, aliás, isso é bem típico de sistemas populistas. Se queremos ser uma potência de fato e respeitado lá fora o caminho é outro, bem mais doloroso e demorado mas o correto, que é investir em: educação, ciência e… Read more »

Luiz Campos
Luiz Campos
5 anos atrás

Como foi dito, o objetivo de atuar no Haiti era a pretensão do lula em colocar o Brasil como membro do Conselho de Segurança da ONU, apenas isso. De prático ficou a dívida e a experiência de que o Brasil é aqui e o Haiti é lá, se é que me entendem.

Fernando
Fernando
5 anos atrás

e que divida heim! vai ficar pro próximo governo pagar essa conta

Caio Romão
Caio Romão
5 anos atrás

Caio 20 de abril de 2016 at 20:24
À herança da tia Dilma, é dolorosa demais.
Os nossos militares já fizeram o que tinham que fazer, está na hora de aplicar por aqui este aprendizado, e com bastante urgência, para não acabarmos como o próprio Haiti.
——————————————————————–

Pois é, meu xará… Eu acho muito engraçado, isso. Um país cujas grandes metrópoles, como RJ e SP tem rincões tão tenebrosos como os de Porto Príncipe se preocupar em “ajudar” outro país, enquanto aqui o PCC e o Comando Vermelho tomam conta de tudo. Chega a ser ridículo…

junior
junior
5 anos atrás
Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
5 anos atrás

OFF – Dilma doa kits completos ao Equador pra atender 3000 vítimas, enquanto o mosquito pica livre leve e solto, postos de saúde são fechados e os remédios aumentam 12,5 %.
.
Vader, Soares, onde estão vocês ?

junior
junior
5 anos atrás

Delfim
Está se referindo ao Carlos Alberto Soares? Eu vi que ele foi banido por meio ano em uma matéria sobre o Gripen lá no Aéreo.

glaxs7
5 anos atrás

Off: Exército agiliza obras no país e as empreiteiras se queixam
https://exemplar3.wordpress.com/2015/04/11/exercito-agiliza-obras-no-pais-e-as-empreiteiras-se-queixam/

Alexandre Samir Maziz
5 anos atrás

Verdade Glaxs7 , sobre as obras já vi EB fazer muita coisa , digo por experiência própria a maioria dos militares não são corruptos cara , estão vestindo a farda por amor mesmo pois o salário dele e bem menor que os outros servidores federais , trabalha pra caramba

Alexandre Samir Maziz
5 anos atrás

Trabalha muito ainda mais em missões reais , no Haiti eram incursões de serviço de turnos de ate 48 horas , fora que quando voltarmos para base a tropa ficava de prontidão se tivesse uma lenha grade tinha que intervir ,o bom do soldado brasileiro era que ele era sempre cordial com a população do Haiti , por isso a molecada sempre procurava a gente , realmente foi uma grande experiência de vida , mesmo apesar de não ter ganhado quase nada a mais no salário pago por uma missão fora do Brasil.Mas servir a pátria ainda mais em missões… Read more »

luiz campos
luiz campos
5 anos atrás

O EB não precisa executar as obras, seria mais útil que fiscalizasse o trabalho das empreiteiras para ver se está conforme o projeto contratado.

Mustasfah Kemal
Mustasfah Kemal
5 anos atrás

Como policial federal, adoraria ver as FFEE brasileiras operando em apoio a INTELIGÊNCIA do DPF nas ações antidrogas em pontos remotos de nossa fronteira, principalmente nos Estados do Mato Grosso do Sul, Mat Grosso, Rondonia, Acre, Pará e Amazonas, a exemplo do que as FFEE do Exército colombiano fazem em apoio a inteligência da Polícia Nacional. Não custa sonhar.

Juarez
Juarez
5 anos atrás

Caro Mustasfah, no primeiro dia em que tivermos um governo decente neste país e principalmente um mandatário sem rabo preso com nenhum vagabundo político nós vamos varrer esta fronteira de SC até ao Amazonas e se for o caso vamos adentrar fronteiras, exterminar esta gentalha e caso haja negação dos países que hospedam pistas clandestinas em desativa-las, vamos lá bombardear, bombardear e bombardear até não sobrar pedra sobre pedra.
Este é um desejo não só meu, mas de gente com estrelas nos ombros e o sonho dourado do pessoal dos terceiros….

G abraço

Frank
5 anos atrás

EFEITO, TOP-TOP.

kfir
kfir
5 anos atrás

OFF SEGUNDO o site antagonista. Neste momento há um alinhamento do parlasul contra a soberania brasileira . de 2014 até agora encolhemos 10%, lembrando que socialismo pode ser usado como ARMA. . http://www.oantagonista.com/posts/o-golpe-do-mercosul .O golpe do Mercosul Brasil 25.04.16 12:09 O Mercosul está se intrometendo em assuntos internos do Brasil. O presidente do parlamento do Mercosul, o kirchnerista Jorge Taiana, ontem chamou o impeachment de “golpe parlamentar”. Hoje ele foi ainda mais longe: durante um encontro com deputados do bloco, botou todos os representantes no fundo da sala. Arthur Maia, do PPS, foi escalado para protestar contra os bananeiros. Em… Read more »

Juarez
Juarez
5 anos atrás

Eu já disse e repito, nós temos que soltar as amarras deste maldito “merdosul”(com m minúsculo) e nos juntarmos a gente grande, que realmente quer fazer comércio livre e sem as falcatruas desta gentalha que os ptralhas se juntaram.
Ahh, de quebra sair da famigerada Unasur, que nada mais é um senhor cabidão de cargos com proventos astronômicos,e usar este din din para por a conta com a ONU em dia.
O Chile é um exemplo aqui na AL, no quesito comércio exterior a ser seguido.

G abraço

Lucas Lima
5 anos atrás

Tantos os Franceses e Americanos não conseguiram fazer do Haiti uma nação, porque o Brasil conseguiria ? e porque o mérito do fracasso é do Brasil

Duanny D.
Duanny D.
5 anos atrás

Esse governo é uma piada.
Estou começando a me convencer, vendo os discursos e a administração Dilma que essa mulher é doente mental.

Odilson
Odilson
5 anos atrás

Caro editor de uma olhada no http://www.EB.mil.BR, no CMO, primeira navegação noturna da vbtp Mr guarani….

Luiz Campos
Luiz Campos
5 anos atrás

Lucas Lima, talvez o fracasso dos Franceses e Americanos devesse ter sido considerado antes de aceitar o desafio. O mérito do fracasso não é apenas do Brasil, mas inclusive do Brasil. Reconheço o empenho e comprometimento do EB nesta missão, como bem detalhou o Maziz que efetivamente participou da missão, mas já temos mazelas demais internamente e precisamos do EB aqui.

Juarez
Juarez
5 anos atrás

Exatamente, vamos limpar a nossa casa para depois participar da limpeza da casa do vizinho.

G abraço

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
5 anos atrás

Por quê o Canadá vai pro Haiti ?

Simples, porque o Canadá tem muito mais condições de pleitear, e conseguir, uma cadeira no CS da ONU que nós. Faz parte do G7 e da OTAN. Sem dizer que é praticamente um 51º Estado dos EUA, mais que Porto Rico ou Israel.

Luiz Campos
Luiz Campos
5 anos atrás

Delfim, complementando seu comentário, o Canadá é confiável aos olhos das potências ocidentais. Quem apoiaria um país bolivariano para o CS ?

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
5 anos atrás

OFF – Quem disse que não tem abundância em Brasília ?

Milena Santos, Miss Bumbum 2013, é a esposa do novo Ministro do Turismo (sexual).

Primeiro ato dela como tal foi fazer um ensaio sensual no Gabinete do marido…

Rafael M. F.
Rafael M. F.
5 anos atrás

Juarez
24 de abril de 2016 at 22:47

.
Juarez, meu camarada! Será que vamos viver para ver um governo desses?
.
Nem quero muito, não. Apenas um governo pragmático interna e externamente.
.
Principalmente externamente, resgatando nossas melhores tradições na Política Externa.

Últimas Notícias

Taiwan testará mísseis Patriot III nos EUA

TAIPEI (Taiwan News) - Os militares de Taiwan em breve testarão mísseis Patriot III no White Sands Missile Range...
- Advertisement -
- Advertisement -