sexta-feira, julho 23, 2021

Saab RBS 70NG

ABIN: Brasil está exposto a um ataque terrorista

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

canal-isis-brasil_originalClippingA tragédia de Orlando mostra que o extremismo, aliado à tecnologia, produz terroristas que podem atacar a qualquer momento, em qualquer lugar. E o Brasil não está a salvo. Ao menos é essa a avaliação do serviço secreto brasileiro que consta de um relatório reservado distribuído às autoridades envolvidas na montagem da segurança da Olimpíada do Rio de Janeiro e obtido com exclusividade por VEJA.

O terrorismo 3.0, que arregimenta militantes remotamente com as facilidades de comunicação e as garantias de sigilo oferecidas pela internet, exorta aqueles mais radicais a realizar atentados por conta própria. Por isso, é uma das principais fontes de ameaça aos Jogos. Mais que uma simples hipótese, agora há razões concretas para elevar o alerta. A principal delas é a constatação de que grupos extremistas, em especial o Estado Islâmico, têm empreendido esforços não apenas para recrutar seguidores no país como também para deixar alguns deles em condições de agir a qualquer momento.

Até recentemente, a única ameaça concreta ao Brasil conhecida era um texto de 67 caracteres escrito numa rede social por Maxime Hauchard, um dos chefões do Estado Islâmico. “Brasil, vocês são o nosso próximo alvo”, dizia a mensagem, em francês, publicada dias após os atentados de novembro de 2015 em Paris. No fim do mês passado, o Estado Islâmico criou um canal de propaganda em língua portuguesa dentro de um aplicativo na internet.

Inaugurado com a publicação de um discurso do porta-voz do grupo, funciona como uma agência de notícias e veicula, todos os dias, fotos, vídeos e textos com informações das frentes de combate da organização. O material, invariavelmente, faz a apologia da crueldade e alia as já conhecidas práticas do grupo à retórica religiosa radical. Os ataques à coalizão que combate os jihadistas do EI no território conflagrado entre a Síria e o Iraque são comemorados como feitos épicos: da “perfeita emboscada” contra uma patrulha egípcia ao “ataque-surpresa” que matou dezessete “apóstatas” das forças oficiais, tudo é narrado com cores fortes. A propaganda apela à conversão. É um chamamento a novos soldados.

Desde que foi criado, o canal em português vem sendo monitorado de perto pelas autoridades brasileiras, que contam com o auxílio de serviços secretos estrangeiros – alguns deles, como a americana CIA, têm agentes trabalhando no Brasil há meses com a missão de detectar ameaças à Olim­píada e às delegações de seus países.

O maior desafio é identificar os responsáveis pela estratégia de recrutamento de brasileiros. Em parceria com a revista portuguesa Sábado, VEJA descobriu que um dos alvos prioritários da vigilância, neste momento, é um militante do Estado Islâmico que se identifica nas redes de propaganda do grupo como Ismail Abdul Jabbar Al-Brazili – ou, simplesmente, “O Brasileiro”. É ele um dos responsáveis, por exemplo, por abastecer com textos em português o canal de propaganda recém-criado. Há indicações de que Al-­Brazili não tem o Brasil apenas no nome de guerra – de acordo com informações oficiais, ele seria, de fato, um combatente brasileiro do EI.

Al-Brazili é um personagem bastante ativo na web. Nos últimos meses, abriu diferentes perfis em redes sociais. Frequentemente, assim que descobertos, os perfis são fechados a pedido das autoridades. Ele, então, abre novos. Semanas atrás, coube a Al-Brazili convocar, por meio de outros canais de comunicação do EI na internet, interessados em ajudar na tradução de textos do grupo para o canal em português. O militante, que mantém ainda dois blogs, diz ter sido recrutado para o Estado Islâmico por Abu Khalid Al-­Amriki, um americano que teria caído em combate na Síria. Ele promete vingar a morte do amigo. Além de fazer propaganda do grupo extremista, Al-­Brazili se apresenta como alguém capaz de facilitar o acesso de simpatizantes às fileiras do grupo – nos posts, ele costuma informar como os interessados podem contatá-lo por meios seguros de comunicação.

As autoridades têm motivos para acreditar que o proselitismo vem funcionando – e há casos suficientes para concluir que não se trata de platitudes apenas. Há dois meses agentes da Divisão Antiterrorismo (DAT) da Polícia Federal baseados em Brasília investigam o Desaparecimento da estudante paraense Karina Ailyn Raiol, de 20 anos. Recém-convertida ao islamismo, Karina saiu de casa dizendo que iria para a faculdade e nunca mais voltou. Só depois os pais descobriram que ela havia tirado passaporte às escondidas e tomado um voo internacional rumo à Turquia. O dinheiro para as passagens veio do exterior, de fonte desconhecida. A suspeita é que a estudante tenha sido recrutada pelo Estado Islâmico. Mensagens trocadas por Karina dias antes da viagem e obtidas por VEJA mostram que ela tinha simpatia pela causa. Numa delas, a estudante diz que “se juntar aos grupos terroristas é a única forma de lutar” contra o que chama de injustiças na “terra do Islã”.

Hoje, ao menos trinta suspeitos de ligação com o terrorismo são vigiados de perto pelos agentes oficiais no Brasil. Em outro caso, também a cargo da divisão antiterror da PF, foi preciso recorrer a uma medida de emergência: após a descoberta de que um universitário de 23 anos de Chapecó (SC) havia ficado três meses numa cidade síria dominada pelo EI, e que na volta ele passava as madrugadas em treinos de tiro ao alvo, os policiais pediram à Justiça que autorizasse o monitoramento do suspeito em tempo real, 24 horas por dia, por meio de uma tornozeleira eletrônica.

Dono de um serviço de entrega de comida árabe e estudante de economia, Ibrahim Chaiboun Darwiche usa a tornozeleira desde o dia 27 de maio. Ele está proibido de se aproximar de escolas, aeroportos ou outros lugares com grande concentração de pessoas. A medida vale até os Jogos, mas pode ser estendida, a depender do desenrolar das investigações. Na semana passada, soube-se que o sírio Jihad Ahmad Deyab, que cumpriu pena na prisão americana de Guantánamo por seus vínculos com a organização terrorista Al Qaeda e estava asilado no Uruguai, agora está vivendo no Brasil.

Essa profusão de notícias fez acender a luz amarela. Diz o relatório da Abin: “A disseminação de ideário radical salafista entre brasileiros, aliada às limitações operacionais e legais em monitorar suspeitos e à dificuldade de neutralizar atos preparatórios de terrorismo, aponta para o aumento, sem precedentes no Brasil, da probabilidade de ocorrência de atentados ao longo de 2016, especialmente por ocasião dos Jogos Rio 2016”. A partir de uma fórmula matemática que leva em conta diferentes variáveis para calcular os riscos, a Abin conclui que a ameaça de atentados no país durante os Jogos Olímpicos alcança o patamar 4 numa escala que vai de 1 a 5 – 5 representa a certeza de que haveria um ato terrorista em preparação. No mesmo relatório, as autoridades confessam suas “limitações operacionais” para prevenir o pior.

Leia os principais trechos do relatório da Abin:

Aumento ‘sem precedentes’ da probabilidade de atentatos no país

O relatório da Abin afirma que o Brasil nunca esteve tão exposto ao risco de um atentado terrorista. Segundo a agência, simpatizantes do Estado Islâmico no Brasil têm recorrido a estratégias de comunicação para driblar as autoridades, o que indica que pode haver um ato extremista em preparação. No documento, a Abin admite as “limitações operacionais” dos órgãos de segurança para fazer frente à ameaça terrorista no país

relatorioABIN-original

FONTE: Veja

COLABOROU: Kfir

- Advertisement -

48 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
48 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bille
Bille
5 anos atrás

Senhores, vai ser complicado isso. Ainda mais nossas fronteiras são muito permeáveis, não há monitoramento eficiente em todos os pontos, os agentes “comuns” não estão habituados a identificar ameaças, e mesmo que nos postos de fronteira se faça monitoramento, depois que passou a próxima barreira será só nas cidades dos jogos.
Vai dar dor de cabeça.
O que esse povo tem na cabeça pra comprar esse tipo de causa?
Me impressiona esse relatório vir a público antes dos jogos. Ainda acho que não devia confirmar nem negar as informações.

Ednardo Sombra So
5 anos atrás

Eu acho que deveria ser feito campanhas massivas para alertar a população do risco real, todos são capazes de ajudar fazendo denúncias de qualquer movimentação estranha.

Carlos Campos
Carlos Campos
5 anos atrás

Eles já q deixaram a informação sair, deviam falar para população ficar de olho em atitudes suspeitas tipo alguém tirar fotos de câmera, bolsas malas sem dono em aglomerações, alguém nervoso de aparência apreensiva,

Bardini
5 anos atrás

Essas olimpíadas vão premiar com chave de ouro a incomPeTência do estado brasileiro…

Lukas Delmondes
Lukas Delmondes
5 anos atrás

Eu quero distancia dos eventos dessa olimpíada, pois pra mim vai acontecer algum atentado.
Pelo menos após eu espero que não tratemos essa questão como os Eurobambis fazem.

wwolf22
wwolf22
5 anos atrás

Agora eh tarde…
O que tinha pra entrar no Brasil ja entrou…
Agora temos que rezar pra não ser algo grande…
deixaram pra se preocupar “na ultima hora”… reflexo do governo anterior… descaso com nossas fronteiras…

Roberto Santos
Roberto Santos
5 anos atrás

Essa tal ABIN é a maior cascata de todos os tempos, ela não investiga nada, não produz nada, uma agência de colar e copiar.
Vive das informações de Jornais, Revistas, TV ,Radio PMs, PCs, PF, PRF, e Forças Armadas…..

Anderson
Anderson
5 anos atrás

O relatório na verdade é um TCR (Tira o * da Reta). Quando a água (não é bem água) bater no pescoço, vai vir aquela famosa frase, “Nós avisamos!!”.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
5 anos atrás

Nao necessita ser um Einstein, para chegar a essa conclusao que a ABIN chegou
….mad chegou tarde.

O Brasil esta infiltrado por terroristas islamicos (Hezbollah e Hamas), o que por si so ja é um grande problema.

O ISIS está preparando um ataque no Brasil.

Claudio Moreno
5 anos atrás

Boa tarde senhores!
Isto porque estamos falando apenas de terroristas islãmicos. Porquê se ampliarmos a ameaça para outros grupos, ai então a coisa se mostra caótica !]
Por exemplo a zona leste da cidade de SP está carregada de Haitianos, Nigerianos, Paraguaios e Bolivianos, muitos destes com experiência em guerrilhas e movimentos de insurgência. Tem-se notícia de Angolanos infiltrados nas gangues da zona leste de SP no papel de instrutores de táticas de guerrilha.

CM

Hawk
Hawk
5 anos atrás

Eu li num blog que os traficantes estão usando até blindados na fronteira do Brasil e dizem que tiveram usar armamento pesado e atá um tanque contra ele. Alguém confirma a veracidade dessa informação? O link do blog:
http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2016/06/o-brasil-esta-em-guerra-civil.html

DaGuerra
DaGuerra
5 anos atrás

O precedente já houve. O ataque à escola de Realengo-RJ foi exatamente como descreve a reportagem. O sujeito era Brasileiro mas simpatizante por questões pessoais com o jihadismo, inclusive tendo contato in loco com o pensamento radical que penetrou nas Mesquitas e no clero Islâmico. Sabemos que trocas de mensagens estão ocorrendo via internet com aliciamento no Brasil de potenciais lobos solitários e de mulheres, que estão sendo atraídas para o oriente médio para serem escravizadas.

Ricardo Lacerda de Lacerda
Ricardo Lacerda de Lacerda
5 anos atrás

Uns dizem que a ABIN não investiga, por tanto não pode afirmar as ameaças. Outros afirmam com certeza a ameaça, sem ter investigado. E vamos que vamos.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
5 anos atrás

Olimpiadas de Munique em 1972. Um tragico ataque da Al Fatah palestina.

Olimpiadas do Rio em 2016???

Flick
5 anos atrás

Não digo categoricamente que haverá algo no sentido de atentado, mas que as condições favoráveis estão sendo criadas, ah estão. Ademais, junte-se a isso, sem querer partidarizar, a votação do processo de impeachment da Dilma que acontecerá num período muito próximo a da realização dos jogos. É certo que ela não voltará, então, unirão-se a fome dos fundamentalistas com a vontade de comer dos partidários do PT. Que Deus nos proteja!!!

Ocidental Sincero
Ocidental Sincero
5 anos atrás

Se o governo brasileiro precisar obter mais informações sobre o terrorismo e seus respectivos terroristas; é muito simples. Só se dirigir a embaixada americana em Brasília e perguntar para o tio Sam, como ele criou a Al Qaeda no Afeganistão, Ansar al Suna Síria, as Farcs na Colômbia e o ISIS no Iraque. Mas antes que algum acéfalo me chame de Marxista, algo que não sou; é só pesquisar um pouco e ver bem na frente dos seus olhos que pós a Segunda Guerra Mundial, os americanos fizeram de tudo para derrotar seus inimigos; inclusive soltando no mundo monstros quase… Read more »

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
5 anos atrás

O Ocidental Sincero deve viver em algum outro planeta.

Uma viso totalmente distorcida da realidade.

Ele vive em um mundo geopolitico virtual, onde os EUA é o inimigo numero da humanidade.

Sem os EUA, o mundo seria outra coisa…seria um desastre.

moises
moises
5 anos atrás

Vendo o que outros países que sofreram ataques fizeram, teríamos poucas opções para impedir um ataque, controlando armas como os europeus tentam fazer, fazendo perfis de pessoas problemáticas como os americanos fazem, se infiltrando nas organizações (não funciona contra o EI) ou espalhando polícia e exército pra toda parte como faz Israel. Resumindo, de todas essas opções a única talvez viável que poderíamos fazer é rastrear perfis potenciais, isso considerando que houvesse efetivo e capacidade para isso. Entretanto, duvido que isso seja possível, como o PT só estava pensando em voto e não queriam dar satisfação à sociedade, não há… Read more »

Lucas Lima
5 anos atrás

A intenção da Abin ao comunicar isto é mostrar que a agencia precisa de investimentos para combater tal ameaças, porem o resultado na população e turista é a sensação de medo!!! foi errado por parte da Abin comunicar que há grande chances do jogos Olímpicos no Rio sofrer um ataque terrorista

Luiz Campos
Luiz Campos
5 anos atrás

Uso de explosivos em caixa eletrônico, ponto 50 contra carro forte, ônibus incendiado, arrastões a luz do dia, assassinato de policiais são ações terroristas?

Farias Cardoso
5 anos atrás

Enquanto os terroristas se infiltravam no Brasil, a ABIN se preocupava em monitorar o Lula. Mas não devemos nos preocupar, pois os USA vão tomar conta da tríplice fronteira, talvez criem até uma zona de exclusão aérea no Sul do Brasil. Esse é o nosso Brasil.

Tamandaré
Tamandaré
5 anos atrás

Deveríamos reestruturar a inteligência brasileira, isso sim!!! Deveríamos fazer uma partição em dois setores, tais como o MI5 e o MI6 na Grã-Bretanha. Para “espionagem exterior”, deveríamos formar uma entidade mista entre CENIMAR, CISA e CIE, tal qual foi o antigo SNI. Para a “espiongem interna & contra-espionagem”, civis deveriam compor uma entidade, talvez até funcionando em um departamento dentro da PF.
.
A ABIN precisa de SOCORRO com urgência, por que sozinha não dá!! As atividades de intel no BR me parecem andar com bastante precariedade….

ScudB
ScudB
5 anos atrás

Amigo Farias! Os yankees nao conseguem segurar um estado turístico como Florida (veja Orlando).Você imagina ELES segurando exatamente qual das tríplices?Ou so ta jogando “negocio” no ventilador? ABIN deveria é expor o material sobre “molusco” bem antes de explodir Lava Jato.Desta maneira íamos poupar muita grana e focar na Segurança Nacional. Não quero dizer que tirar os ladroes do poder não seria uma questão de Segurança. Ao contrario! So que com atuação da ABIN uma certa hora atras podíamos evitar um desgaste generalizado provocado pela demora no processo (burocrático) do Impedimento. Então não vem com essa conversa não.Sou imune. Acredito… Read more »

johnatan warp drive
5 anos atrás

Alguem tem de bater na mesa e exigir investimento e açao, ou pular fora do barco enquanto ha tempo, porque o risco sempre existiu por conta da falta de controle nas fronteiras, agora somado todo esse fluxo de pessoal e olimpiadas chegando temos uma bomba relogio nas maos, e nao sabemos quanto tempo nos resta.

Emerson R.B
5 anos atrás

“”Anderson 20 de junho de 2016 at 9:13 “”
kkkkk excelente comentário Anderson, é isso mesmo, estratégia Tira o c% da reta, é a triste realidade que vivemos.=/

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
5 anos atrás

Johnatan
Quanto tempo nos resta ? Nenhum.
Nossa única esperança é que os terroristas achem atacar as Olimpíadas tão fácil que não tenha graça…

johnatan warp drive
5 anos atrás

Delfim, concordo só é uma questao de tempo, agora é trabalhar pra nao deixar piorar !

Renato Vieira
5 anos atrás

Há muito amadorismo e como ja foi dito aqui, a ABIN não sabe muito mais que um leitor frequente do assunto, o que ela faz é juntar diversos noticiários e cenários com alertas de outras agências internacionais. Pouco ou nada se produz de novo e como tudo nesse país, a Abim não ta livre de indicações políticas é como e sabido por todos, tudo que politico toca vira mer.@. O Brasil tem um grande número de Hackers e Crackers, sendo um dos paises com maior índices cibernéticos (atacador/atacado) do mundo, mesmo sabendo que esse e só uma ponta do iceberg… Read more »

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
5 anos atrás

A ABIN até pouco tempo trabalhava pro PT, só agora voltou pro que devia ser a tarefa de uma Agência de Inteligência em época de grandes eventos.
Voltou tarde demais.

JT
JT
5 anos atrás

Infelizmente só não haverá ataque durante os jogos Olímpicos se os terroristas não quiserem – e a chance de eles estarem dispostos é muito alta. A segurança estará muito reforçada nos palcos principais, mas, como visto nos últimos atentados, tem-se escolhido lugares públicos e menos protegidos, como boates e estações. Já li que eles não fariam ataques à esmo para não perderem “apoio dos Brasileiros”, o que é uma grande besteira. Que Deus nos proteja.

bosco123
5 anos atrás

Duvido muito que o terrorismo islâmico possa fazer mais mal que os “menores” infratores.

Bueno
Bueno
5 anos atrás

Renato Vieira, boa tarde. Fica tranquilo, para o deslocamento da tropa o exercito está bem equipado Veja em 2:11min do vídeo
https://www.youtube.com/watch?v=6MHJve-eyLw

Bueno
Bueno
5 anos atrás

Renato ,A FBA faz bonito , empregando RA-1 A1MX Reconhecimento Aéreo em apoio à Marinha do Brasil e ao Exército Brasileiro durante a Operação Ágata 11.
“Pode descansar, a FAB faz”!

http://www.fab.mil.br/noticias/mostra/26299/ÁGATA%2011%20–%20RA-1%20realiza%20missão%20de%20reconhecimento%20aéreo%20na%20fronteira%20do%20Brasil%20com%20o%20Paraguai

Bueno
Bueno
5 anos atrás

Satélite de alta precisão reforça monitoramento da FAB durante Jogos Olímpicos
Pode descansar, a FAB faz sua segurança.

http://www.fab.mil.br/noticias/mostra/26315/RIO%202016%20–%20Satélite%20de%20alta%20precisão%20reforça%20monitoramento%20da%20FAB%20durante%20Jogos%20Olímpicos

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
5 anos atrás

OFF-TOPIC !
Circula nas redes manifestação de Forças de Segurança do RJ segunda feira 27/06/2016, PMERJ, CBMERJ e PCERJ.
A cobra vai fumar ou o couro vai comer ?

Soldat
5 anos atrás

“Sem os EUA, o mundo seria outra coisa…seria um desastre.”

Serio eu li isso mesmo!!!!!!!!!!.
Os Âmis estão levando o mundo a 3 WAR e eles são os Salvadores!?…….

kakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakkakakakakakakakakakkakkakakkakakakka………………………….

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
5 anos atrás

Mesmo com o $$$ federal, Gov. Dornelles não confirma pagamento da segunda parte do salário de Maio.
O resgate de um traficante do Hospital Souza Aguiar, perto do Comando militar, da Secretaria de Segurança Pública e do Batalhão de Choque… e a cúpula sabia dos riscos de tal ocorrer.
Há quem diga que na verdade foi arranjado, pro tráfico deixar a Olimpíada quieto.
A coisa pode ficar feia.

johnatan warp drive
5 anos atrás

O que muito falta é bom senso e um bom curso de analise de risco pra todos que lidam direta ou indiretamente com a inteligencia, como dizia um antigo professor meu, ao fazer o treinamento de risco com o chao de fabrica leve alguem do RH ou diretoria pra que ele entenda a situaçao e as consequencias da ignorancia !

Bueno
Bueno
5 anos atrás
glaxs7
5 anos atrás

O segundo cara na linha de comando das tropas do BOPE responsáveis pela segurança tanto na Copa como nas Olimpíadas, foi treinado pela SWAT e pelo GOPE pra operações anti terroristas. Isso em 2010. Finalizados os cursos, assumiu como instrutor do GOPE. Naquela época era um tenente. hoje não sei qual a patente dele.
Isto demonstra que existiu uma preocupação e uma preparação pra manter a segurança nestes eventos com grande antecedência. Se não me engano era Marcelo de Souza ou Marco de Souza.
Acredito que o Brasil deve ter apresentado garantias de segurança pro COI.

horatio nelson
horatio nelson
5 anos atrás

deixando brincadeiras de lado infelizmente basta saber o numero de fatalidades e mortes q acontecerão,quantidade de explosivos e armamentos, é inevitavel e certo basta só esperar…em um país onde se consegue bananas de dinamite em qualquer esquina onde ´´bondes´´ de bandidos com 20 elementos cada um com um ar15 ou ak47 circulam livres a 100m da ssp e batalhões da pm , com granadas e .30 sem contar as .50, onde não há controle de quem entra ou sai e onde a abin só serve para grampear deputados…espero só q não envolvam judeus nisso…ja sofreram demaiz

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
5 anos atrás

Ainda mais que vai ser inverno, todo mundo agasalhado, pra esconder bomba vai ser uma maravilha.

Jeff
Jeff
5 anos atrás

Meu deus, vão morrer milhões, e outros milhares serão assassinados…

Ops, mas isso já acontece todos os anos no Brasil.

bosco123
5 anos atrás

O Brasil é o primeiro país em assassinatos por ano, passando a Índia que é o segundo, sendo que a Índia tem 6 vezes a população do Brasil (e é mais miserável em termos percentuais).
Tivéssemos a população da Índia e nos mataríamos à taxa de 380.000 por ano.
Eles lá não matam mais que 43.000. Nós, 65.000.

Tadros
Tadros
5 anos atrás

Gente, trabalho no centro de São Paulo e lá a bagunça é generalizada. Andarilhos, desocupados, nóias, muitos mas muitos nigerianos enfim várias etnias. Nçao acredito e não comungo de nenhum tipo de xenofobismo, mas fica claro que as Autoridades não mantém nenhum tipo de controle sobre imigrantes. Após as 19 horas a movimentação de drogas é absurda. Se não conseguimos controlar isso como poderemos almejar controlar qualquer grupo militante extremista? Onde está o setor de imigração da PF que não age? A impressão que dá é que qualquer estrangeiro pode aqui chegar e sair incólume. Passou da hora de se… Read more »

Sidy
Sidy
5 anos atrás

Vamos calcular probabilidades…O brasil n chama muita atenção do EI. Eles até confundem de vez em quando com os países africanos!!! C caso atacassem o brasil, n teria nada q possa fazer para impedir, pq brasil é conhecido por ser um país acolhedor e muito pobre ao ponto d impedir ataqs do EI. Seria pontos forts para ataqs do EI ao brasil: carnaval, os jogos olimpikos, e épocas de futebol importants como copa do mundo!

João Adaime
João Adaime
5 anos atrás

Em qualquer país democrático é impossível um controle 100%, porque aqui existe o direito de ir e vir e o de que todo cidadão é inocente até prova em contrário. Por outro lado, nos países totalitários, para cada habitante existe um agente de olho nele. Daí fica muito mais fácil controlar os passos das pessoas.
Só nos resta torcer para que o Brasil, um País simpático para os outros povos, seja poupado pelos terroristas. Porque, até mesmo um lunático querendo aparecer, pode fazer um estrago.

Últimas Notícias

3ª Brigada de Infantaria Motorizada realiza treinamento por meio de jogos de guerra

Brasília (DF) – A 3ª Brigada de Infantaria Motorizada (3ª Bda Inf Mtz) realizou, no período de 5 a...
- Advertisement -
- Advertisement -