Home Ministério da Defesa Nota do Ministério da Defesa sobre a matéria da Folha

Nota do Ministério da Defesa sobre a matéria da Folha

6878
384

Brasília (DF), 07/02/2020 – O documento mencionado pela Folha não reflete a posição da Escola Superior de Guerra ou do Ministério da Defesa.

Trata-se de trabalho acadêmico, desenvolvido no âmbito de uma escola, que reflete a primeira fase de um estudo preparatório, sendo importante destacar que cenários prospectivos são ferramentas empregadas por qualquer corporação ou país de sucesso e que a liberdade acadêmica é um dos requisitos fundamentais para a excelência de qualquer instituição de ensino de nível superior, como a ESG.

Naturalmente, o referido trabalho carece de análise crítica por este Ministério, para a elaboração de eventuais cenários finais.

Por fim, destaca-se a importância atribuída por este Ministério da Defesa à parceria estratégica que o Brasil e a França assumiram na área de Defesa, para o Século XXI.

Assessoria de Comunicação Social – Ascom
Ministério da Defesa

Subscribe
Notify of
guest
384 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Diego
Diego
3 meses atrás

Arregou! Mas não deixam de serem verdades algumas coisas que lá estão. Só que espalhar para o grande público, aí não dá. Pq se um dia a França ou qualquer outro país vier a ser inimigo não é inteligente deixar eles saberem antes, o que pensamos a respeito. Bora fingir ser amiguinhos, precisamos entrar na OCDE clã.

Ricardo Barbosa
Ricardo Barbosa
Reply to  Diego
3 meses atrás

Comentário bem pé de chinelo.

Diego
Diego
Reply to  Ricardo Barbosa
3 meses atrás

O seu né? Uma frase, nenhum argumento pra enriquecer a conversa ou provar seu ponto de vista. Kkkkk é de dar Dó.
Refúte-me com argumentos e nao com a ignorância.

Eleazar Moura Jr
Eleazar Moura Jr
Reply to  Diego
3 meses atrás

“Deixam de serem’…como assim?

Diego
Diego
Reply to  Eleazar Moura Jr
3 meses atrás

Deixam de ser*, o segundo verbo não sofre flexão na locução verbal. Obrigado.

Camargoer
Reply to  Eleazar Moura Jr
3 meses atrás

Caro Eleazar. Geralmente, é sinal de educação e respeito ignorar erros de gramática ou digitação. Talvez o mais importante é debater as ideias e coisas assim. Todo mundo erra, todo mundo ensina.

Tulio Rossetto
Tulio Rossetto
Reply to  Diego
3 meses atrás

Acho que o King hackeou a conta do cara.

Bueno
Bueno
Reply to  Tulio Rossetto
3 meses atrás

kkk já estão conseguindo hackear o celebro kkkk

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Diego
3 meses atrás

A França é inimiga do Brasil de longas datas. Desde os tempos coloniais até a guerra da Lagosta inúmeras vezes aquele paiseco tentou o Brasil e sempre perdeu.
As primeiras intervenções relevantes dos franceses na Baía da Guanabara (França Antártica), em 1566, e de São Luís (Maranhão) (França Equinocial), em 1615.
Houve também Intrusão Francesa no Amapá (1895), Guerra da Lagosta (1961–1963) e mais recentemente o conflito verbal com o atual governo.

Camargoer
Reply to  francisco Farias
3 meses atrás

Caro Francisco. O Brasil lutou junto como os franceses nas duas guerras mundiais. Acho necessário ler todas as páginas do livro de história.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Acho necessário ser mais sensato Camargoer, não estavamos lá pelos Franceses, nem pelos Americanos, muito menos pelos Alemães, todos sabem da pressão Alemã e Americana e que tínhamos que sair de cima do muro por isso, só pq em dois acontecimentos estávamos no mesmo lado não significa que tivemos diferenças no passado, nem afastou o fato de imperialismo frances aparecer pouco tempo depois.

Camargoer
Reply to  Carlos Campos
3 meses atrás

Olá Carlos. Você tem razão em lembrar que nos dois casos, o Brasil esteve em guerra contra aqueles que afundaram navios mercantes que levou à morte muitos civis brasileiros. Também tem razão em lembrar da política pendular de Vargas entre a Alemanha e os EUA. Antes da Alemanha afundar os navios brasileiros, o Brasil manteve um intenso comércio com a Alemanha que já estava em guerra contra a França e Inglaterra usando um artifício contábil virtual para compensar as exportações e importações. O EB também tinha adquirido mais de mil canhões da Alemanha (apenas uma parte foi entregue antes de… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Diego
3 meses atrás

Diego, com argumentos: O Ministério da Defesa não divulgou nenhum documento oficial afirmando a França ser o principal inimigo do Brasil nos próximos anos. Nem o Exército ou a Força Aérea ou a Marinha. Foi um estudo acadêmico. Isso não é arregar. Só deu fim a uma especulação da mídia e reafirmou a França como nação parceira e amiga. Afinal, essa é a verdade. Tanto que estamos produzindo submarinos e helicópteros em parceria com os franceses. Agora, claro, que o estudo, apesar de possuir erros e não ser a palavra oficial do ministério da defesa, possui base em pesquisas dentro… Read more »

Pka
Pka
3 meses atrás

A Foice de SP há anos se especializou na desinformação, milita politicamente ao invés de informar.
Inacreditável como em 2020 há quem a leve a sério.
Lamento pela repercussão mesmo em espaço “especializado” ao tema militar.
As meias verdades são instrumento de transformação de jornalista que deviam assumir o palanque político ao invés da “pena”.

Ersn
Ersn
Reply to  Pka
3 meses atrás

Folha sendo folha

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  Pka
3 meses atrás

Com certeza estão querendo que o Brasil arrume outra briga diplomática, o que poderia afetar seriamente a retomada do crescimento econômico. Não descarto sabotagem nesse quesito.

Está na cara de que certos setores da sociedade brasileira torce contra o próprio país, e tudo porque perderam verbas federais.

Lastimável.

Camargoer
Reply to  Pka
3 meses atrás

Olá pKa. A lambança de transformar uma reportagem sobre um estudo de cenários em um incidente diplomatico não foi do pessoal da ESG, não foi da FSP e nem do MinDef.

Ricardo Barbosa
Ricardo Barbosa
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Foi de quem? Pelo q entendi foi mais uma lambança da Folha…

Jacinto
Jacinto
Reply to  Ricardo Barbosa
3 meses atrás

Foi da embaixada francesa, que está tão interessada em confrontar o governo brasileiro que mandou às cucuias os padrões diplomáticos.

Camargoer
Reply to  Jacinto
3 meses atrás

Olá Jacinto. A FSP publicou a reportagem na sexta-feira às 2h00 da manhã. A embaixada da França publicou sua nota no twiteer na sexta-feira ás 14h50. O MinDef publica nota na sexta-feira ás 15h58. O Itamaraty teve a manhã inteira da sexta-feira para contactar a Embaixada da França e conversar sobre a reportagem da FSP. Até então, era possível tratar a reportagem como um mal entendido sem importância e até emitir um comunicado conjunto, uma visita do ministro brasileiro à Embaixada. Umas fotos… etc. Praticamente duas horas depois da nota francesa, o MinDef emite uma nota explicando que o documento… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Camargoer
A questão não e de tempo, mas da origem da informação. Da mesma forma que diplomacia não se faz (pelo menos não se fazia) por Twitter, ela tambem não se faz (pelo menos não se fazia) por reportagens de jornais. Pode ser o Trump ou a França: é coisa de amadores.

Camargoer
Reply to  Jacinto
3 meses atrás

Olá Jacinto. O ponto que levantei foi do absurdo de criar um incidente diplomático a partir de uma reportagem sobre um relatório de cenários estratégicos. Quem deveria fazer diplomacia era o Itamaraty, que ninguém sabe ninguém viu. A linha do tempo serviu para ver o tamanho da ausência do Itamaraty.

João Moro
João Moro
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

E o Wiki liks foi o que?

Camargoer
Reply to  João Moro
3 meses atrás

Olá João. Acho que concordamos que o Wikileaks vem divulgando documentos vazados por fontes anônimas de diversos governos. Acho que o caso Snowden/Glennwald também é um excelente exemplo da importância de publicar documentos vazados de governos preservando a fonte.

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

A culpa é do Itamaraty, sério isso?
Não é do folhetim que deliberadamente torna um documento sigiloso de UMA área que responde ao MdDefesa como posição oficial desse Ministério?
Nem dos franceses que respondem ao nada, baseado em reportagem estapafúrdia?

Mas é o Itamaraty que é ausente… blz então.

Camargoer
Reply to  Verinha Playmobil
3 meses atrás

Cara Verinha. O vazamento de um documento da ESG que foi publicado pela FSP não teria virado um incidente diplomático se a diplomacia brasileira tivesse feito o que se espera dela, evitar incidentes diplomáticos.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

E por falar em Itamaraty, acabei ler a notícia de que os EUA retiraram o Brasil da lista de nações em desenvolvimento que poderiam ter algumas facilidades comerciais.
Mais uma facada dos EUA nas costas do Brasil.
Valeu Trump;

Será que a ESG não previu esse cenário?

Raduga
Raduga
Reply to  Jacinto
3 meses atrás

Dizer que a mulher de um presidente estrangeiro é desprovida de beleza; não importa de isto é verdade, deixar de receber o chanceler de um país para ir cortar cabelo e fazer live disto é com certeza guiar-se pelos mais alto padrões da diplomacia.

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Pka
3 meses atrás

Melhor exemplo disso é a matéria defendendo o gênio financeiro lulinha e que é escrita pelo advogado deste…piada essa folha!

O Chato
O Chato
Reply to  Marcos R.
3 meses atrás

Como as pessoas por aqui estão massacrando a Folha, vou tentar destoar e “defendê-la” (mesmo estando ciente de que esta mensagem será largamente “negativada”): A Folha abre espaço para figuras diversas exporem suas opiniões e/ou se defenderem, independentemente do espectro político ou partido, liberdade essa que a maioria dos órgãos de imprensa não dá (exceto quando forçados pelo Judiciário ou quando os artigos são entrevistas). Até o Marco Feliciano já escreveu artigos de opinião por lá (o último de nome “Razão e sensibilidade”, de 8 de janeiro deste ano, em apoio ao projeto da Damares). Dentre muitos outros, teve artigo… Read more »

O Chato
O Chato
Reply to  O Chato
3 meses atrás

Errata
Onde escrevo:
“Ele foi igualmente odiado pelos governos passados exatamente por não virar “mídia governamental” e ter sempre divulgado (notícias), investigado (notícias) e condenado (artigos de opinião) os escândalos de corrupção.”
Leia-se:
“Ele foi igualmente odiado pelos governos passados exatamente por não virar “mídia governamental” e ter sempre investigado e divulgado casos de corrupção (notícia), e criticado e reprovado os corruptos e suas práticas (artigos de opinião).”

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  O Chato
3 meses atrás

“Se soubesse como são feitas as salsichas”
depois de tudo, há quem vive em negação, opina baseado no que o mundo deveria ser e não no que ele é de fato

Marcelo Baptista
Marcelo Baptista
Reply to  Verinha Playmobil
3 meses atrás

Imprensa livre sempre!
Eu prefiro jornal escrevendo besteira ou com opinião contraria a minha, do que jornal chapa branca.

Camargoer
Reply to  Marcelo Baptista
3 meses atrás

Olá Marcelo. Acho que a ideia continua sendo essa, assegurando que as besteiras sejam verdade, mesmo sendo besteiras.

Camargoer
Reply to  O Chato
3 meses atrás

Olá Chato. Acho que você pontuou bem o papel da imprensa em uma democracia. Os governos têm um enorme poder de pressão que são muitas vezes usados para esconder seus erros. Desconheço qualquer governo que seja amigo da imprensa. Algumas vezes um governo exerce seu poder para silenciar a imprensa (já deixou de ser uma democracia) ou há a aproximação de um meio de comunicação ao governo por algum interesse desprezível (contratos de propaganda oficial, financiamentos subsidiados, favores, chantagens). Acho que ai ja se trata de criminosos. Lembro da entrevista do irmão do Collor, da entrevista do motorista Eriberto, das… Read more »

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  O Chato
3 meses atrás

Parabéns pelo post!
Concordo totalmente!

Ozawa
Ozawa
Reply to  O Chato
3 meses atrás

Chato, sem retoques ao que você disse, ao menos àqueles providos de sensatez, não raro nomeados chatos. No tocante às “negativações”, importa destacar que as tais fazem parte desse espaço democrático tanto quanto as positivações. Não obstante, retornam, a toda evidência no momento presente, saudosistas do regime de exceção no Brasil, que não aceitam em toda a plenitude o vigente constitucionalismo com sua liberdade de imprensa ou de expressão. Quanto aquela, tentam pautar, mesmo veladamente, o assunto que se conforme com seu pensamento, e quanto a esta, se valem não raro do escárnio retórico banal. Dito isso, a nossa preocupação… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Reply to  Ozawa
3 meses atrás

Os relativistas são os que compram os fósforos,
incentivam idiotas a comprarem os artefatos, fornecem os fósforos para mais idiotas e de longe assistem a explosão tendo a como espetáculo.
É assim que o relativismo age.

Relativismo é o método mais atual do Gramcismo no cenário global.
.
Quanta perda de tempo.

Camargoer
Reply to  Carlos Alberto Soares
3 meses atrás

Olá Carlos. Pensei que você estava se referindo ao fato de ser necessário um referencial inercial para comparar o movimento de um corpo.

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  Ozawa
3 meses atrás

prudência e sofisticação
eles são cautelosos em suas posições
eles dão as costas aos fanatismos
curtem uma mão invisível
– polarização?
– não!
fundos de investimento
pôquer e charutos
Vegas
eles vestem bem em qualquer roupa
reconhecem as contribuições da religião
mas sem fundamentalismos
eles fogem do extremismo
o que acontece no vale cinzento da razão…
fica no vale cinzenta da razão
a vapor ou seca?

LIBERALISMO:
CE CURTE?

Marcelo Baptista
Marcelo Baptista
Reply to  Ozawa
3 meses atrás

É uma alegria ler textos com sensatez e clareza. Principalmente neste mundo de radicalismo e obscuridade que é a internet.

Sergio
Sergio
Reply to  Pka
3 meses atrás

Pka. Uma coisa é certa. A Foice de SP reúne os melhores comedores de capim do país….

Gilson
Gilson
3 meses atrás

Eu estou de acordo com os estudos acadêmicos dos alunos da ESG, realmente no momento e daqui a alguns anos a França, realmente é uma ameaça a soberania do Brasil, falo isso porque primeiro eles tem um território aqui na América do Sul, que faz fronteira com o Brasil, e não é só isso os franceses sabem muito bem que podem pressionar o Brasil, em uma situação estratégica a favor das terras indígenas na Amazônia Brasileira, para se tornar um país ( as terras indígenas ), isso pode muito bem acontecer. E os estudos que aconteram não foram feitos por… Read more »

jef2019
jef2019
Reply to  Gilson
3 meses atrás

amigo…concordo em grande parte com seu comentário, porém penso que esse interesse, infelizmente, não é só da frança…alemanha é outra com os olhos bem abertos para essa região, só para mencionar um…e outros que injetavam dinheiro lá…não existe almoço grátis…enfim, o que fica claro, o Brasil deve investir fortemente em poder de dissuassão, para que qualquer país sinta-se desestimulado a embarcar em uma aventura por aqui…mas estamos bem longe de conseguir esse poder

J L
J L
Reply to  jef2019
3 meses atrás

4

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Gilson
3 meses atrás

2

Samuca cobre
Reply to  Saldanha da Gama
3 meses atrás

3

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Gilson
3 meses atrás

São cenários fictícios … E não se pode desprezar nenhuma hipótese… Imagina um estrategista militar inglês 10 anos antes da guerra das malvinas, alertar sobre uma invasão argentina a mesma? Além das gargalhadas, iriam interná-lo e com camisa de força, o mesmo se aplica quando a alemanha abriu frente contra a rússia, mesmo havendo um pacto de não agressão e o ataque a pearl harbor. O que não pode ocorrer , é o vazamento destes estudos… Tem que se averiguar quem foi corrompido e quem corrompeu…. ( Em maiúsculo, só Brasil).

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  Saldanha da Gama
3 meses atrás

Concordo. Não se pode desprezar hipótese nenhuma. Nem precisa ser uma década atrás. Dias antes da invasão argentina, os royal marines foram avisados de movimentos estranhos por parte dos argentinos, os superiores simplesmente ignoraram o aviso. Deu no que deu. Em Pearl Habor, os serviços de inteligência do Exército e Marinha alertaram no dia do ataque para ficarem preparados. O alerta máximo foi ignorado pelos comandantes navais do Pacífico, custando vidas materiais e principalmente humanas. Se tivessem seguido o alerta como foram instruídos, muitos seriam salvos. Na invasão da URSS foi a mesma coisa. Stalin ignorou o aviso de seus… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Saldanha da Gama
3 meses atrás

Saldanha,

Americanos fazem isso todo o tempo.

Se o Pentágono for atacado.
Se a Casa Branca for atacada.
Se o presidente e o vice forem assassinados.
Se o país for invadido.
Se os inimigos tradicionais se mostrarem convenientes.
Se o Golfo do México sofrer uma devastação natural.
Se Yellowstone explodir.
Se a supremacia branca provocar atentados ao Congresso.

Se. Centenas de cenários. A Cia e o FBI devem ter escritórios dedicados a esses temas. Provavelmente.

Glasquis7
Reply to  Esteves
3 meses atrás

Quem faz isso é hollywood, o alto comando americano sabe, e sabe muito bem, quais são as suas reais ameaças e não as publica. É segredo de Estado… Uma pastinha com um carimbo que diz “TOP SECRET”.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Esteves
3 meses atrás

De fato, li uma vez que eles fazem até estudos sobre como se preparar para uma apocalipse zumbi. São exercício de planejamento para capacitar o pessoal que está subindo na carreira a manter a mente aberta. Alguém preparado para o absurdo terá facilidade para lidar com o possível, mesmo que improvável.

J L
J L
Reply to  Saldanha da Gama
3 meses atrás

Concordo plenamente. Deve-se ser averiguado com rigor de onde e por quem vazou tal estudo sendo ele tendo sido desvirtuado para acirrar ainda mais as relações entre os 2 países. Penso que isso seja proveniente daqueles que querem criar um clima de incerteza para tumultuar o ambiente político para proporcionar chance nas futuras eleições municipais, estaduais e federais.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Gilson
3 meses atrás

Sabe o que imagino? Que esse caso, trágico, pra não dizer outra coisa, infelizmente, foi ”vazado” para ver se o povo brasileiro acorda na questão política e defesa do país. Quando essa minuta saiu, muita gente que nunca vi falar um ”a” sobre defesa, se preocupou com o fato da França estar de olho em nosso território. Então, é uma questão bem complicada. Por um lado foi bom? Olha, é, foi, mas por outro, isso pode trazer problemas para o Brasil e a única coisa que não quero e os demais também, é que o Brasil arrecade mais problemas do… Read more »

Camargoer
Reply to  Welington S.
3 meses atrás

Ola W. Acho que foi o responsável pelo vazamento deve ter sido mais ingênuo que maléfico. O jornalista Igor Gielow da FSP apenas aproveitou a chance para emplacar uma reportagem. É possível consultar outras reportagens dele para compreender que ele não seria inexperiente para ser enganado ou manipulado e que tem um histórico de reportagens internacionais e de política nacional.

João Moro
João Moro
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Camargoer, este é o problema: os jornalistas destas grandes mídias querem “emplacar uma reportagem” não se importando com as consequências. Isso não é jornalismo ético. Ademais, é óbvio que os jornalistas da FOICE são militantes e tem como objetivo desgastar o governo mesmo que tenham que distorcer completamente a fala dele.

Camargoer
Reply to  João Moro
3 meses atrás

Olá João. Acho que existe um desvio ético quando um jornalista escreve conscientemente uma reportagem baseada em dados mentirosos e errados. Caso a reportagem tenha algum erro cometido na boa-fé, basta uma errada explicando o erro, colocando a informação correta e um pequeno pedido de desculpas. Se o documento da ESG era verdadeiro (e pelo que entendo da nota do MinDef era verdadeiro) fica difícil dizer que o jornalista foi antiético.

Gilson
Gilson
Reply to  Gilson
3 meses atrás

concordo com vc Gustavo, sua colocação em poder político e militar o Brasil, eu vejo que não tem outro caminho aqui dentro da América do Sul, em partir para uma supremacia em todos os sentidos não tem como um país igual ao nosso que domina até a tecnologia nuclear ficar patinando em ideias esquerdista de passar praticamente toda a Amazônia Brasileira, para os índios, sabendo que ali em baixo das quelas terras tem mais petróleo que a Venezuela, ouro, alumínio, cobre, ferro, e água potável, meu amigo a maior biodiversidade do planeta, cara quem não vai se interessar por isso,… Read more »

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Gilson
3 meses atrás

A foice de SP não presta e nunca vai prestar é ant patriota até o osso.
No caso França/Guiana Francesa basta alguns “treinos” com o Astros 2020 e quem sabe com o Mtc “300” só pra mostrar q o buraco é mais embaixo.

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Tomcat4.0
3 meses atrás

Era anti-patriota ao destacar as ações da lava-jato?
Ao publicar a entrevista do Roberto Jefferson que detonou o mensalão?

Tulio Rossetto
Tulio Rossetto
Reply to  EduardoSP
3 meses atrás

Até um relógio quebrado acerta a hora duas vezes por dia.

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  EduardoSP
3 meses atrás

o cara quer equivaler a linha editorial nos dois períodos …
o sistema é sóda

Munhoz
Munhoz
Reply to  Gilson
3 meses atrás

Finalmente ouvi um bom raciocínio! Não só a França mas também a Inglaterra está próximo, ou seja a Europa está na nossa porta 🚪 esquecem que as guerras geralmente ocorrem entre vizinhos! Uma invasão terrestre é bem difícil em meu ponto de vista pois nosso país é continental com 200 milhões de habitantes, está bem longe de ser um alvo fácil, além do que em 3 ou 6 meses podemos ter uma bomba atômica, em 2 ou 3 anos uma potência nuclear ☢️ inclusive com mísseis balísticos. Agora o que pode realmente ocorrer é um atrito naval, com o envio… Read more »

sub urbano
sub urbano
3 meses atrás

Escute o presidente falando e pode ter uma amostragem do nível dos oficias das nossas forças armadas. Taokey? Vemos análises, aqui neste espaço, feitas por curiosos e armchair generals morenos, que são muito melhores que a dos “profissionais” da ESG. Esses cenarios delirantes apresentados por eles são uma vergonha.

Welington S.
Welington S.
Reply to  sub urbano
3 meses atrás

Bostejo soltado pelos dedos. Parabéns, apátrida.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  sub urbano
3 meses atrás

Bom era o teu Deus..

Aquele que pagando uma comissão f…. o país.

Camargoer
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

Caro Rodrigo. O debate seria sobre o conteúdo da nora do MinDef e sobre o fato que gerou a crise diplomática. Eu não entendo o que Getúlio Vargas tem a ver com o assunto. Aliás, um bom cristã evita usar o nome de Deus em vão. Haveria o risco de ser castigado publicamente pelas milícias que protegem as palavras do santo livro.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Um eu sou ateu..

Dois eu escrevo o que eu quiser..

Camargoer
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

Olá Rodrigo. Eu nem sempre escrevo o que gostaria mas também sou ateu. Por ser ateu não tenho Deus, o que aumenta a responsabilidade sobre o que escrevo ou faço. Contudo, optei por acreditar que as todas as pessoas têm o direito natural á vida e que todas são iguais perante a lei.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

E ?

Camargoer
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

Olá Rodrigo. Isso quer dizer que não existe relação de casualidade entre a inexistência de Deus e a liberdade que permite tudo, contudo a moral é o resultado da escolha que cada um faz consciente ou inconscientemente, o que é quase intangível.

Flanker
Flanker
Reply to  sub urbano
3 meses atrás

Olha, então já é um progresso!! Lembra das falas da presidAntA? Mantendo teu “raciocínio”, naquela época os nossos generais deveriam apoiar a estocagem de vento, saudar a mandioca e proteger a mulher sapiens…..
Bolsonaro não serve como exemplo de inteligência emocional e de comunicação assertiva…..entretanto, Dilma era hors-concours……então, cuide de seu telhado de vidro antes de atirar pedras.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Flanker
3 meses atrás

Progresso?
‘Países orientais com inveja do sucesso brasileiro disseminam vírus no Rock in Rio’.
Avise aos invejosos países orientais que por aqui já temos dengue, febre amarela, malária, chicungunha (já foi abrasileirada)’ e dezenas de outros, além da mortal e infalível fila do SUS.
Se vc não morrer por alguma doença dessa infindável lista de doenças, ainda pode morrer por uma bala perdida ou se estoporar em uma de nossas estradas.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

E tudo Isso que você falou são problemas brasileiros, sim! Não há dúvidas…..que, entretanto, existiam antes e continuam a existir , depois de 16 anos de PT no governo federal……não “inclua-se fora dessa”……todo mundo tem culpa no cartório.

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  sub urbano
3 meses atrás

horas, não tinham orgulho do presidente que se gabava por não ler nada, usar termos chulos e não saber conjugar um verbo?
quando é da esquerda é lindo, é o representante do povo …

Camargoer
Reply to  Verinha Playmobil
3 meses atrás

Olá Verinha, a boa educação recomenda nunca criticar uma pessoa por erros de gramatica, pronúncia ou grafia. Vez ou outra, por pressa, desatenção, corretor automático, ou outra coisa todo mundo erra. As vezes até trocamos interjeições por substantivos.

Agnelo
Agnelo
3 meses atrás

Impressionante….
Vazou ideias prospectivas daquela estudos nos quais os alunos estão aprendendo a fazê-los….
Aqueles onde a Escola prepara conjunturas atuais fictícias, para os alunos aprenderem a preparar os cenários futuros?
Pena q a ESG não colocou a Bricaria, a Esboslavia e o Reino Austral …. ia ser lindo o trabalho da Folha….
😂😂😂😂😂

Fernando XO
Fernando XO
Reply to  Agnelo
3 meses atrás

Prezado Agnelo, não esqueça do bom e velho AZUVER, hehehe…

Agnelo
Agnelo
Reply to  Fernando XO
3 meses atrás

Hahahahaahahhahaha

Gabriel
Gabriel
3 meses atrás

Independente, de ordem e fatores este trabalho acadêmico é de muito mau gosto, não parece documento elaborado por acadêmicos de instituições militares. Mas de certa forma quem elaborou tal documento teria emprego certo como roteirista de games.
Todos países elaboram cenários futurísticos que visam tentar antever possíveis conflitos mas com lucidez . Portanto chega a ser chocante existir esse balaio de gato.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Gabriel
3 meses atrás

Para fazer um juízo como esse é preciso ler o documento original, se bem feito vai ter uma introdução explicando os objetivos do trabalho e uma parte de metodologia explicando qual a lógica para a escolha das ameaças. Sem saber disso é tudo chute.

Camargoer
Reply to  Renato B.
3 meses atrás

Olá Renato. Li o documento original (imprestável), li as reportagens da FSP, li a nota no twittes da embaixada da França e li a nota do MinDef. Fiz uma descrição lá embaixo dos problemas do suposto relatório da ESG (se não fosse a nota do EB, eu diria que foi um documento falso). Você tem razão, o que esta no relatório é tudo chute.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Ok, isso é um argumento. Vou dar uma olhada no relatório. Triste saber que é tão ruim assim.

Camargoer
Reply to  Renato B.
3 meses atrás

Olá Renato. O suposto relatório é muito ruim. O mais estranho é não mencionar quem são os autores. Talvez por vergonha do resultado. Vamos esperar a próxima lambança para tentar melhorar o humor. Um abração.

jef2019
jef2019
3 meses atrás

Que a amazônia deve ser a principal preocupação concordo…tampouco irei menosprezar esse documento elaborado pelo pessoal que vive o dia a dia nas forças armadas e teoricamente tem muito mais embasamento do que simples palpiteiros…porém deve-se ressaltar que trata-se de um documento que ainda receberá análise final do MD, portanto não trata-se de um parecer final e sim apenas possíveis cenários…agora é fato que o pronunciamento do chefe de estado da frança acendeu um sinal vermelho, então essa preocupação faz sentido de no mínimo ter sido pautada, porém difícil saber qual outros países também não embarcariam em um apoio quanto… Read more »

Maus
Maus
Reply to  jef2019
3 meses atrás

O que a França fez quando os argentinos precisaram dos Exocet?

jef2019
jef2019
Reply to  Maus
3 meses atrás

amigo…a argentina passou alguns dados do míssil exocet para os britânicos…só que tem um detalhe…sem entrar no mérito de quem pertence as malvinas, os argentinos que atacaram primeiro…e acabaram se isolando por esse motivo tb

Jef2019
Jef2019
Reply to  jef2019
3 meses atrás

Ops…corrigindo…a França passou dados do exocet aos britânicos…a unica coisa que os argentinos passaram foi por sofrimento e vergonha

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Maus
3 meses atrás

‘O que a França fez quando os argentinos precisaram dos Exocet?’

O mesmo que os americanos estão fazendo com o Iraque.
Ao pedir a saída dos americanos do País, os iraquianos ficaram sem receber novos F-16, peças e armamentos.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Pelo visto,”desconfio” você não aprova o que os EUA estão fazendo nesse caso. E, no caso dos franceses com os argentinos, em 1982, você concorda com o que os croissants fizeram??

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Flanker
3 meses atrás

Flanker, nas Malvinas, os franceses não podiam fazer nada diferente. Iam fazer o que, apoiar a Argentina e, já agora, aproveitar e invadir o Reino Unido? Eu sou um país, você é outro e o fictício João outro. Eu sou amigo dos dois, faço negócios com os dois. Derrepente, vocês chateiam se por uma qualquer coisa e partem para a porrada. Eu faço o que? Abstenho me obviamente, visto que um cenário que não previa ocorreu sem que para isso eu me tivesse prevenido. Na sua opinião eu devia não só sabotar os meus aliados como ainda deveria aproveitar, e… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  Peter nine nine
3 meses atrás

Se a França quisesse agir da forma que vc falou, ela deveria não ter interferido, como fez ao passar dados do Exocet aos ingleses. Ao fazer isso, ela lucrou financeiramente, com a venda dos mísseis aos argentinos e diplomaticamente, com a cessão dos dados aos ingleses.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Flanker
3 meses atrás

Flanker, a França não tinha outra hipótese senão escolher o lado britânico, você sabe bem disso, ainda assim fez lo mantendo alguma neutralidade. Por mais, não foi pelo acesso aos referidos dados que os ingleses obtiveram superioridade nas Malvinas.
Não existia nenhuma viabilidade de apoiar os argentinos contra o Reino unido e nem a França estava numa posição que o permitisse. Os argentinos atacaram, e ao fazê lo isolaram se.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Maus
3 meses atrás

Atendeu aos interesses do parceiro que dava mais lucro. Soldados ingleses lutaram em solo francês na primeira e segunda guerra mundial, há acordos da OTAN e laços comerciais imensos. Isso não é amor, é negócio. Quem não quer passar por isso que desenvolva sua próprias armas.

Antoniokings
Antoniokings
3 meses atrás

Virou motivo de chacota na imprensa internacional.
Mais uma.

Ricardo Barbosa
Ricardo Barbosa
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Mais um factóide da Imprensa torpe para tentar denegrir o governo Bolsonaro., como se o governo tivesse ingerência sobre estudos acadêmicos da Escola Superior de Guerra E os boçais petralhas fazendo coro.

Mgtow
Mgtow
Reply to  Ricardo Barbosa
3 meses atrás

O governo que aí está se denigre sozinho. Se auto denigre meu caro.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Por que? Que a Amazônia é interesse de 1⁰ grau da Europa, EUA, China e outros, todos com ao menos 2 neurônios funcionais, sabem. No caso das queimadas o Lacron falou o termo “nossa Amazônia”…….tu achas Que isso não tem algum outro sentido? E mesmo que fosse sem outro sentido (e esse outro sentido existe), nem o Lacron e nem ninguém, exceto os brasileiros, ppde se referir à Amazônia como “nossa”!!! E quanto a ser chacota, prefiro ser por esse motivo do que por causa de corrupção, prisão e impeachment. Mas, para você, cromea são normaos…são algo justificável….desde que sejam… Read more »

Alessandro
Alessandro
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

A matéria da FOLHA com toda certeza, já são chacota no BRASIL há muito tempo!

Jagderband#44
Jagderband#44
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Chacota mesmo é chegar na Europa Ocidental e falar bem da Venezuela, Cuba, Irã Turquia, Coreia do Norte etc.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Chacota é a tal da Petra Costa tem falado fora do Brasil..

Não são mentiras leves, são mentiras absurdas..

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

links?

Salim
Salim
3 meses atrás

Senhores a Folha foi instrumento para envio recado dos meios militares e governamentais ao posicionamento do governo francês. Lembro que sob governo petralha tivemos que engolir helicopteros em grande quantidade com restrições até hj operacionais e submarino que francês não usa nem outro país de primeira linha em conchavo com empreiteira corrupta.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Salim
3 meses atrás

A Índia usa os Scorpénes e os Rafales, vai lá dizer para eles que não presta.

Flanker
Flanker
Reply to  Defensor da liberdade
3 meses atrás

Os scorpénes indianos tiveram “n” priblemas, que não sei se já foram todos solucionados. O Rafale teve o primeiro entregue em outubro passado. Esses 2 produtos terão bom histórico na Índia? Veremos.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Flanker
3 meses atrás

A Índia tem dois inimigos nucleares e encrenqueiros, investimento no que não presta seria fatal para eles.

Flanker
Flanker
Reply to  Defensor da liberdade
3 meses atrás

Hehehehe…então tá!! Aguardemos…..
* Em tempo: torço para que os nossos usuários sejam, ao menos, confiáveis. Coisa que os H225M ainda não conseguem ser.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
3 meses atrás

comment image

Camargoer
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
3 meses atrás

Olá Adriano. Eu gostaria que você explicasse seu ponto de vista. Como você relaciona esses números com a discussão aqui no Forte?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
3 meses atrás

Adriano.
A Europa deve agradecer pela crescente presença de muçulmanos ou de qualquer outra religião, raça ou preferência sexual no Continente.
Se vc não percebeu, ela está definhando com diversos países apresentando grande declínio populacional.
O mesmo ocorre com o Japão.
Se não chegar gente de fora, ela vai fechar ou se tornar pequena e insignificante o bastante para ser alijada de qualquer situação importante no Mundo.

Camargoer
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Olá Antônio. Acho que há um erro xenofóbico no cenário sobre o aumento da população de imigrantes mulçumanos na Europa que indique alguma coisa além da oportunidade de mercado de fornecer alimentos que atendam os critérios religiosos dessa população. Qual o cenário na Europa acerca da imigração de latino-americanos? Ou de imigrantes sem nível superior? Ou sobre as necessidades educacionais dos filhos dos imigrantes? Sel lá… Mulçumanos, ateus, xintiistas, ortodoxos, evangélicos, indus…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Camargoer

Muito do que se lê por estas bandas é macaquice copiada do irmão do Norte.
Mais uma.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Concordo! E acrescente aí as macaquices, suas e de outros tantos, aos ditames da irmã amarela…..qie está esperneando para se livrar de um inimigo que só se vê em microscópios eletrônicos ……

Camargoer
Reply to  Flanker
3 meses atrás

Olá Flanker. Eu ainda não entendi o contexto do cenário sobre imigrantes mulçumanos com o debate e até sobre o seu significado em si. Isso significa que os europeus terão que fechar paróquias para abrir mesquitas? Talvez seja importante a CE iniciar uma campanha de esclarecimentos sobre como receber esses imigrantes e integra-los as comunidades locais.

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Europeus não tem capacidade de julgar o que é melhor pra si, mas Antoniokings sim.

Camargoer
Reply to  Verinha Playmobil
3 meses atrás

Olá Verinha. Eu ainda estou querendo saber o que o Adriano tentou argumentar.

Maus
Maus
3 meses atrás

Só uma aliança com Israel, Japão, Coréia e Índia pode nos render bons frutos. Quem confia em europeu sempre se arrepende.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Maus
3 meses atrás

Coréia do Sul e Índia eu concordo, os outros dois são lacaios dos EUA.

Doug385
Doug385
Reply to  Space Jockey
3 meses atrás

Verdade. São países de primeiro mundo com alto IDH e com forças armadas modernas totalmente lacaios dos EUA.
Bom mesmo é não se dobrar aos caprichos de Washington, como Irã, Coréia do Norte e Venezuela.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Doug385
3 meses atrás

Índia, Pakistão… a palavra é independencia.

Doug385
Doug385
Reply to  Space Jockey
3 meses atrás

Paquistão? Isso é alguma piada?

Flanker
Flanker
Reply to  Space Jockey
3 meses atrás

Pois foram os “lacaios dos EUA,” os “nefastos sionistas”, que tornaram possível a modernização dos F-5 da FAB (chegou num ponto em que a Embraer não conseguia fazer os aviônicos, radar e armamento conversarem entre si – sem o tio Jacó, a coisa não teria funcionado) e dos A-4 da MB (mesmo caso dos F-5 da FAB).

Tulio Rossetto
Tulio Rossetto
Reply to  Space Jockey
3 meses atrás

Mas quando uma certa barragem estourou, só vi os lacaios dos EUA aqui nos ajudando.

jef2019
jef2019
3 meses atrás

Galera fala sério, depois das ameaças desse maluco francês, alguém acha que este fato deveria ser totalmente ignorado? que a amazônia desperta a cobiça internacional todos sabem…a questão é que infelizmente não temos que nos preocupar somente com a frança

Camargoer
3 meses atrás

Olá Colegas. Coisas para se pensar… Como um trabalho acadêmico chega ao ponto de gerar um incidente diplomático? Óbvio que o autor do estudo e inocente. O jornalista fez o que todo jornalista faz, pública aquilo que está fora do ordinário. O governo tem um setor profissional para resolver essas coisas antes de virar problema. Lambança de amadores.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Tem que começar a por na cadeia esses vazadores indiscriminados, tipo aquela da PF que vazou pro namorado que vazou para o jornalista safado que haveria a busca e apreensão na casa do Lula. Começa a meter esses engraçadinhos na cadeia, ou o Brasil toma posturas mais sérias ou a coisa não vai pra frente.

Camargoer
Reply to  Space Jockey
3 meses atrás

Olá Space. Acho ser necessário entender o contexto de cada vazamento. Pense em um caso como Watergate ou dos Arquivos do Pentágono sobre a guerra do Vietnan. Os “vazadores” sabiam que havia algo errado envolvendo pessoas poderosas e que jamais seriam descobertos ou processados. Foram casos importantes que resultaram ganhos para a sociedade. O vazamento dos arquivos da NSA pelo Snowden seria outro bom exemplo. Por isso que a fonte deve ser preservada. Caso o vazamento mostre um desvio de uma autoridade pública ou de uma empresa privada, o jornalista tem obrigação de publicar e preservar a fonte. São os… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Perfeito Camargoer.

E não podemos esquecer de vazamentos utilizados para influenciar eleições.

Camargoer
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Olá Antônio. Já vimos vazamentos para influenciar eleições, negociações entre sócios brigas entre estudios de cinema, sobre dados privados para afetar acordos de divórcio, sobre cotação do dólar, ações na bolsa…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Space Jockey
3 meses atrás

Camargoer

Não podemos esquecer que estamos no Brasil.
Aqui, o sujeito intercepta uma conversa da Presidenta e fica por isso mesmo.
Ou melhor, é promovido.
Se alguém for flagrado’ nos EUA grampeando o Presidente seria fuzilado.
Por outro lado, o jornalista que divulgou centenas de irregularidades na LJ é indiciado, sendo que a a pífia denúncia foi depois rejeitada.
Nos EUA tivemos o Watergate com os jornalistas podendo trabalhar livremente mostrando os crimes das autoridades de lá (pelo menos nesse caso).

smichtt
smichtt
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Está enganado. A interceptação foi do telefone do ex-presidiário que tentava fugir da justiça com a ajuda da destruidora de 10 milhões de empregos.

Camargoer
Reply to  smichtt
3 meses atrás

Caro Smichtti. A interceptacao foi ilegal e a sua divulgação autorizada por um juiz. Isso foi crime. O fato de ser uma conversa da presidente se torna um agravante. O juiz emitiu um veredito fora do processo legal. Troquei os personagens e mantenha a situação. Fica mais fácil perceber o crime.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Como estudante das leis digo que não houve crime. Mas someste sorte e domínio perfeito das leis para fazer tudo sem ilegalidades

Flanker
Flanker
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Te coloco o mesmo desafio: se fosse Bolsonaro o grampeado, ao tentar proteger um ex-presidente da cadeia, nomeando-o para a casa civil da presidência da república? Você também teria essa mesma verve dialética?

Camargoer
Reply to  Flanker
3 meses atrás

Olá Flanker. Minha opinião sobre o Estado de Direito não tem exceção. O fins não podem justificar que um juiz atue como justiceiro, ou que um policial ou morador seja um vigilante. O agente do Estado tem um compromisso com a democracia e com o Estado de Direito.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Flanker
3 meses atrás

uma correção o Dilma não estava grampeada. Por isso o ato não foi ilegal… e se fosse Bonoro nomeando alguém para Salvar bandido. Eu teria a mesma opinião, por exemplo eu não gosto da fraquejada, ou seja o Flavio Bolsonaro, por mim ia preso… o Cunha e sua conta na Suíça, isso serviu de base para sua condenação, porém legalmente o Cunha nunca teve uma conta na Suíça. Pois existia um trust e não conta. Sua remoção do cargo foi ilegal. O enriquecimento ilícito é q devia ser investigado.

Camargoer
Reply to  smichtt
3 meses atrás

Caro Smichtt. Acho que a expressão “ex-presidiário” está incorreta. Acho que são apenas duas condições, 1 cumprindo pena e 2 livre. Uma pessoa que foi condenada e cumpriu a pena determinada pelo juiz não é um ex-presidiário, porque isso implicaria um status (direitos e deveres) diferentes entre as duas situação, antes de cumprir a pena e após cumprir a pana. Mas as duas situação são iguais.

Camargoer
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Olá Antônio. Acho que fui um dos poucos na época que levantaram a questão que juiz justiceiro seria um criminoso. Que a diferença entre a Justiça e a Vingança está no respeito as leis. Um juiz que divulga um grampo ilegal deixou de ser juiz e virou criminoso porque a lei o proíbe de fazer isso. O meio de comunicação que pública o vazamento deve fazer uma aviação crítica do que seria o interesse jornalístico. No caso da áudio ilegal da presidente, o fato jornalístico seria o crime do juiz

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Camargoer
Perfeito!
O rosário de ilegalidades desvendadas pela Vaza Jato seria suficiente para colocar dúzias de pessoas na cadeia.
Resolveu-se dar uma esfriada no assunto para ver se passa.
Espero que o Governo mude, o STF deixe de ficar acuado e puna estas pessoas de forma exemplar.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

STF acuado?? O mesmo tribunal deu um jeito de liberal o ex-presidente ladrão! Onde está o tribunal acuado??

Camargoer
Reply to  Flanker
3 meses atrás

Caro Flanker. O nome do teu no processo e irrelevante. O ponto e a conduta de um juiz como.jstiveiro. Geralmente colocamos os EUA como exemplos a serem seguidos e exemplos a ser evitados. Acho que o zelo pelo processo legal e um exemplo a ser seguido.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Concordo! E na china? Tem imprensa fora da esfera estatal e do partido?

Camargoer
Reply to  Flanker
3 meses atrás

Olá Flanker. Acho que a China e exemplo de um regime pitoco que deve ser evitado. O partido único e os ataques aos direitos humanos são suficientes para nós convencer que a China nao seria uma democracia. Controle da imprensa e a repressão a livre manifestação são consequências do regime não democrático da China. Acho sempre concordamos com isso.

Sequim
Sequim
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Lambança de amadores de um (des)governo de amadores. Segue o baile.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Sequim
3 meses atrás

Tipo os aloprados…

Flanker
Flanker
Reply to  Sequim
3 meses atrás

Sério, Pequim?? Hehehehehe …O roto falando do esfarrapado….

Jacinto
Jacinto
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Camargoer, Isso daqui é lambança da embaixada francesa que emitiu precipitadamente uma nota oficial em resposta a uma reportagem, sem antes verificar se o conteúdo dela era correto. Isso está absolutamente fora dos padrões diplomáticos normais, que é o de buscar responder a manifestações oficiais ou, de esclarecer posições do governo francês. Demonstra uma certa disposição em confrontar o governo, o que apenas prejudica ainda mais as relações. E há anos a Folha de São Paulo anda com problemas em seus editorialistas, que, pelo visto, não revisam as matérias antes de elas serem publicadas. A quantidade de erratas e de… Read more »

Camargoer
Reply to  Jacinto
3 meses atrás

Olá Jacinto. Coloquei em outro comentário a cronologia dos documentos, começando pela reportagem da FSP, pela nota da Embaixada francesa e pela nota do MinDef. Acho muito provável que o Itamaraty consiga contactar o embaixador francês diretamente para conversar e esclarecer o mal-entendido. Nesse episódio, nem a FSP, nem os estudantes da ESG, nem o Ministério da Defesa ou a Embaixada da França devem desculpas. O Itamaraty deve esclarecer o que estava fazendo que era mais importante do que resolver um incidente diplomático entre Brasil e França.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Será que em alguma parte do documento, aventa-se a possibilidade de uma agressão americana, invasão de parte de nosso território para se apropriar de petróleo, ou instalar um enclave com bases militares no Nordeste?

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Pelo visto tu não tem o menor conhecimento do histórico da ESG e do pensamento dos generais brasileiros….Quanto à visão deles em relação aos EUA você iria se surpreender. Mas, para mim não é novidade você pensar assim, pois pensas que só há vida inteligente dentro do ParTido (algo que eu penso de forma diametralmente oposta ).

Jacinto
Jacinto
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Camargoer Quantas vezes antes deste caso vc viu a embaixada francesa dar uma resposta agressiva contra um governo a partir de uma reportagem de jornal cuja leitura atenta indica a existência de problemas no conteúdo? A resposta e nunca. O normal seria a embaixada francesa consultar o governo brasileiro antes de emitir nota. Então, quem inovou aqui soltando nota sem consultar o governo brasileiro foi a diplomacia francesa. Mas a minha impressão de que a diplomacia francesa decaiu no governo do Macron não e so minha. Na Europa ja há quem o chame,ironicamente, de Rei Sol

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Jacinto
3 meses atrás

Nem queiras saber o que dizem do teu presidente. E do patrão dele, lá mais a norte.

Flanker
Flanker
Reply to  rui mendesmendes
3 meses atrás

Vai fora portuga….vai cuidar do teu bacalhau….

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  rui mendesmendes
3 meses atrás

Não interessa o que vc ou outros acham do nosso presidente, elegemos ele e vcs terão de engolir. preocupe-se em pedir a benção para a imperadora da Europa a tia Angela, preocupe-se com o que ela quer para Europa.

Camargoer
Reply to  Space Jockey
3 meses atrás

Também não devia interessar quem os alemães ou franceses ou argentinos elegeram em seus países. Acho que existe uma contradição no seu argumento.

Sequim
Sequim
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Exato, professor. Quantas vezes aqui já não chamaram a senhora K. de botocuda?

Jacinto
Jacinto
Reply to  rui mendesmendes
3 meses atrás

Rui,
Eles devem achar uma porcaria, como muitas daqui também acham. Isso não faz do Macron melhor. Ele provavelmente não vai se reeleger e ainda está pavimentando o caminho para a Marine Le Pen.

Camargoer
Reply to  rui mendesmendes
3 meses atrás

Olá Rui. Quem seria o “meu presidente”? Acredito que meu voto foi e ainda continua secreto. Já o presidente em exercíci não é meu nem seu. As eleições presidenciais são para “presidente do Brasil”.

Camargoer
Reply to  Jacinto
3 meses atrás

Caro Jacinto. Vou apenas especular. O Itamaraty sempre foi eficiente e profissional. Talvez a gente não se lembre de outros incidentes diplomáticos que tiveram origem em reportagens em razão da rápida intervenção do Itamaraty. O problema não está na ESG, na FSP, na embaixada francesa ou no MunDef do Brasil. O problema está na ausência do Itamaraty.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Vc tem dois perfis ?

Camargoer
Reply to  Space Jockey
3 meses atrás

Oi Space. Você está pergunto a mim se tenho dois perfis? Queria saber o que o lava a pensar isso. A unica hipótese seria eu ter outra ou outras personalidades (tipo Clube da Luta ou Fragmentado. O livro da Sybil também é legal) que existem sem eu saber. Possível é.. talvez minha esposa até prefira o “outro” porque ela jamais recomendou eu buscar um psiquiatras (ao menos por isso). Um abração divertido.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

vejo dois com o mesmo nome, um deles tem uma foto, o outro aparece sem avatar, por isso a pergunta.

Camargoer
Reply to  Space Jockey
3 meses atrás

Olá Space. Também reparei esse bug. Não sei explicar. Para o desespero de alguns sou apenas um. Nem me arrisco especular. O corretor também faz umas lambanças. Um abração.

bjj
bjj
3 meses atrás

Basicamente o Ministério da Defesa acabou “confirmando” o documento, tentando apenas se afastar e afastar a ESG, como instituição, da sua elaboração. Em momento algum, na nota, o documento vazado foi tratado como falso ou impreciso. Isso ainda me parece preocupante.

Camargoer
Reply to  bjj
3 meses atrás

Caro BJ. Caso o documento fosse uma fraude, o MinDef iria responsabilizar o jornalista. Como o documento era verdadeiro, foi necessário uma nota oficial para corrigir o incidente diplomático. Aliás, acho que está faltando alguém nessa lambança que deveria ter entrado em contato com o governo francês no dia da publicação e colocado panos quentes.

Jacinto
Jacinto
Reply to  bjj
3 meses atrás

É um estudo de hipóteses, Bjj. Escreve-se todo tipo de hipótese, às vezes absurdas, chegam a inventar países e equipamentos que não existem e depois isso vai sendo filtrado, revisto, hipóteses são descartadas, outras são acrescidas até sair um documento final. É assim que se obtém pensamentos “fora da caixa”, porque de outra forma os resultados são sempre os mesmos.

Camargoer
Reply to  Jacinto
3 meses atrás

Olá Jacito. Concordo com você. Essa é uma ótima técnica de planejamento. Primeiro é necessário formular hipóteses simples e complexas. Depois avaliar quais são prováveis e quais são improváveis. Avaliar as consequências das hipóteses prováveis e montar os cenário futuros que seriam benéficos e os que seriam prejudiciais. Classificar em relação á gravidade e propor quais ações deveriam ser tomadas em cada caso. Comparar as ações necessárias com as ações possíveis. Avaliar o que é preciso fazer nos próximos anos para minimizar os riscos ao menor custo possível.

Hélio
Hélio
3 meses atrás

Então a situação é realmente grave, nossos militares estão completamente loucos de droga. Não sei o que é pior, achar que a França invadiria o Brasil pela Guiana, sabendo que a França não dá a mínima para a Guiana, inclusivé, sugerindo que os guianos deveriam pedir a independência, ou achar que os EUA nós dariam um porta aviões e oito escoltas pesadas em troca de alinhamento automático. Eu pensava que a escola superior de guerra era uma instituição séria, mas pelo visto, de lá vem os comentaristas de Facebook.

Camargoer
Reply to  Hélio
3 meses atrás

Olá Hélio. O pior dessa lambança foi a ausência do Itamaraty atuando imediatamente com o governo francês explicando o que a nota do MinDef divulgou. Comentar o conteúdo do documento seria perda de tempo. Contudo, fico preocupado que tenha virado um incidente diplomático.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Camargoer

Vc já viu quem está à frente do Itamaraty?
O sujeito, semana passada, foi a um evento da ‘direita cristã’ nos EUA provavelmente para discutir as novas Cruzadas do Século XXI.
Um louco que, além de tudo, não tem a mínima competência para estar lá.

Flanker
Flanker
Reply to  Hélio
3 meses atrás

Fala a verdade: você já tinha ouvido falar em ESG, antes dessa “matéria” da folha??

Camargoer
Reply to  Flanker
3 meses atrás

Olá Flanker. Você perguntou isso a mim ou ao Helio? Conheço a ESG há anos e já li muita coisa produzida por eles.

Flanker
Flanker
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Foi para o Hélio. Mas, aproveitando a sua colocação, de que já leu muita coisa produzida por eles, talvez tenha percebido que é uma instituição estratégica…..aí, talvez possa auxiliar a fazer muitos daqui entenderem que p que foi vazado nada mais é do que um exercício acadêmico.

Camargoer
Reply to  Flanker
3 meses atrás

Olá Flanker. Legal você comentar isso. Acho que expliquei mais ou menos isso no comentário para o Jacinto. Todos os órgãos de estudos estratégicos na iniciativa privada, morar, defesa civil, ciência e tecnologia, etc. elabora cenários fictícios para avaliar problemas, gargalos, prever consequências e descartar cenários improváveis. Eu estou surpreso com a ineficiência do Itamaraty de evitar que uma reportagem tenha evoluído para um incidente diplomático.

Gabriel BR
Gabriel BR
3 meses atrás

O Jornalismo da folha já era!

Agnelo
Agnelo
3 meses atrás

O tesao em falar mal é tão grande, o sujeito fica se comichando tanto, q não consegue entender q faz parte de estudos com situações idealizaras pra entendimento de métodos de preparo de políticas e estratégias. Quanto a França, bem…. pode não ser ameaça, talvez, mas pra quem tem 9 Bda, manter 1 Regimento Estrangeiro de Infantaria além mar…. interesse tem….bastar lembrar q da Guiana Francesa é possível projetar poder na foz do Amazonas. Quem domina a foz, domina o rio. Quem domina o rio, domina o território interiorizado pelo seu acesso.

Jean Jardino
Jean Jardino
Reply to  Agnelo
3 meses atrás

Meu caro eles estao la para proteger a base de lançamento de foguetes.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Jean Jardino
3 meses atrás

Falam do Brasil, mas não conseguem defender aquele território minúsculo de desmatamento e garimpos ilegais e acham que estão protegendo alguma coisa de verdade…

O francês é o argentino da Europa mesmo.

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

A inveja é fodida. Será por serem eles que vos estão a ensinar a construir equipamento militar? Aliás do que já aprenderam a construir, os professores foram sempre Europeus. Ou é aquele velho trauma do passado?

Flanker
Flanker
Reply to  rui mendesmendes
3 meses atrás

Fodido é você , portuga

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  rui mendesmendes
3 meses atrás

Inveja de quem ? De Portugal ?

Da Poderosa Marinha Lusitana que vai lançar um drone e joga dentro da água ?

Vocês para comprar avião tem que vir aqui. Nem um de controle remoto conseguiram fazer e vem com papo de que precisamos de vocês..

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

Meu, mas Portugal é para aqui chamado? O mendes refere França e o “auxilio” por esta providenciado ao Brasil…. Onde se arranja motivo para referenciar Portugal? Drones, Portugal faz o que pode, o drone que foi a água foi erro de lançamento, havendo diversas variedades de modelos hoje em operação, nacionais e estrangeiros. Aviões? Mas era para comprar ou não? Porque se não fosse para comprar a brasileiro, fazia-se o que se podia com outros fornecedores. Por mais, um modelo de aeronave brasileira, pela primeira vez na história foi adquirido por Portugal, o que é bom, mas a sua saída… Read more »

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Peter nine nine
3 meses atrás

Quem foi pedir o “auxílio” da França está na cadeia ou perto de ir ou voltar para ela.

Os franceses não venderam o auxílio, eles compraram a nossa classe política, isto sim.

Bem sintomático né ?

Agnelo
Agnelo
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

Cara
Tu pegou pesado….
Só pq Portugal não tem industria bélica….
Aquele drone era super…. ou tu não sabia que era um aerosubdrone?

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Agnelo
3 meses atrás

Agnelo, Portugal não tem indústria bélica, entraspas. Quanto tínhamos um exército na casa da centena de milhar, tínhamos, fazíamos as nossas armas ligeiras e blindados e sempre garantimos um minimimo de autonomia na manutenção dos nossos meios. Hoje, com umas forças armadas que se limitam ao cumprimento das suas obrigações inseridas no teatro internacional em cooperação com aliados, já não temos demanda para tal, visto termos hoje uma força cujo efectivo não compensaria a continuidade do esforço financeiro para manter empresas cujo único objectivo passaria por armar quase que exclusivamente militares portugueses. Ainda assim, num programa reconhecidamente atribulado, conseguimos substituir… Read more »

Juscelino S. Noronha.
Juscelino S. Noronha.
3 meses atrás

Em pensar que este imbróglio todo por causa da “Foice de S. Paulo”. Jornal lixo!!!

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  Juscelino S. Noronha.
3 meses atrás

Pior que agora eles deram para escrever as matérias contra o país em inglês

Caio
Caio
3 meses atrás

Tudo e todos são ameaças para quem vive dormindo! O erro dessa matéria for ter se lmitado a somente um e maior ainda será o erro de não se preparar, para desafios do tipo.
O QUE INFELIZMENTE É QUASE CERTO.

Vinícius Almeida
3 meses atrás

Não é de hoje que a Folha de São Paulo age para atrapalhar o desenvolvimento do Brasil, em 1986, por exemplo, eles denunciaram os planos do governo brasileiro de obter armas nucleares, lamentável…

OSEIAS
OSEIAS
3 meses atrás

A desinformação é de tal monta que fala de “documento”. OK, é um documento mas se trata de trabalho acadêmico feito por uma aluno. Estamos entrando em um debate monstruoso sobre o TCC de alguém. Isso não é um estudo completo solicitado pelas forças armadas. Vamos entrar em guerra contra a França por causa de um TCC. Não confio em nação alguma, pois cada pais tem seus objetivos, assim como temos os nossos. Hoje somos parceiros, amanhã somos adversários. Há um mês atrás vazou um estudo das relações comerciais americanas com Wakanda. Todos acharam esquisito isso, mas faz parte das… Read more »

Camargoer
Reply to  OSEIAS
3 meses atrás

Olá Oseias (caixa alta). Eu acho que o certo seria mesmo “trabalho escolar”. Trabalho acadêmico tem o rigos metodológico que aparentemente não foi usado para elaborar esse relatório ou memorando. Acho que a palavra mais geral seria mesmo documento….

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  OSEIAS
3 meses atrás

Então pior, é o quase pedido de desculpa brasileiro, que se seguiu há nota da embaixada Francesa, já que era só o trabalho de um aluno.

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  OSEIAS
3 meses atrás

o pior é que desinformam de forma premeditada, não é ruindade, erro…

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
3 meses atrás

Se os alunos fazem um trabalho desses, é por que o professor anda pondo caraminholas na cabeça dos alunos. Se o professor tem esse tipo de mentalidade, logo reflete a cultura e a visão que predomina na instituição. Estamos falando de um artigo feito em um ambiente acadêmico das forças armadas, o que sai de lá tem impacto em todo o resto do aparelho das forças armadas.

A nota do Ministério apenas veio a confirmar que sim, nossos militares tem a visão de ameaças que foi veiculada pelo jornal.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Defensor da liberdade
3 meses atrás

É isso, Defensor.

Por que colocaram a França e não os EUA como ameaça, visto os interesses americanos no seu ‘quintal’?
Talvez porque o nosso ‘Presidente’ saia com boné escrito ‘Trump 2020’ como fez ontem?

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Realmente rídiculo.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
3 meses atrás

Te ver com raiva e irritadinho é muito bom!! Hehehehe…não vai morder a língua, senão morre envenenado…

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  Defensor da liberdade
3 meses atrás

Vá ler Enem dos últimos 15 anos, TCCs e teses de mestrado e doutorado de humanas, aí você descobrira o que professores estão fazendo com a cabeça dos alunos

Camargoer
Reply to  Verinha Playmobil
3 meses atrás

Olá Verinha. Eu leio muitas teses, dissertações e TCC´s. Algumas são brilhantes, outras nem tanto. Eu acho isso um excelente hábito e há anos recomendo isso aos colegas aqui da trilogia.

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

e …?

Camargoer
Reply to  Verinha Playmobil
3 meses atrás

Olá VP. COmo disse, eu tenho esse hábito de ler TCC, dissertações e teses. E algumas sao brilhantes, outras nem tanto. Se é fato, como disse, que o resultado dos TCC, dissertações e teses reflete o trabalho dos professores, tanto quando o trabalho dos alunos, então alguns professores têm feito um trabalho brilhante e outros nem tanto (relação de causa-efeito).

Raphael
3 meses atrás

Eu vejo um outro problema muito sério, somente o alto escalão tem acesso a esses documentos da ESG, portanto este documento vazado intencionalmente especificamente para um jornal de esquerda da pior espécie, nos mostra que já temos militares do alto escalão servindo aos interesses do Foro de São Paul

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Raphael
3 meses atrás

Sempre teve…

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  Raphael
3 meses atrás

sabotador é o que mais há neste país… imaginem numa guerra, a quem a lealdade de “patriotas” responderá

Jacinto
Jacinto
3 meses atrás

O Ministério da Defesa divulgou hoje uma nova Nota à Imprensa, novamente para desmentir uma uma matéria da Folha de São Paulo, mas desta vez sobre a retirada de pessoas de Wuhan, na China…

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
3 meses atrás

Olha, gostaria de chamar atenção dos setores de Inteligência… Primeiro: ainda não entenderam que há uma guerra declarada ao “autêntico, legítimo Estado brasileiro?” A impressão que dá, pelas “ações” diárias do inimigo externo mancomunado com o interno, é a de que “vocês” não perceberam isso! Porque de outra forma, “estes” não estariam operando de forma tão acintosa livremente… Que nome devemos dar a isso…? Incompetência? Porque não é possível… As “ações” adversária cotidiana que mantém o “Estado legítimo” nas cordas, é um absurdo! E, eu falo isso como brasileiro e contribuinte do Estado, que mantém as instituições nacionais. Segundo: as… Read more »

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  PRAEFECTUS
3 meses atrás

O problema reside exatamente na nossa legislação e no judiciário que é permissivo com os inimigos do Estado brasileiro.

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

Rodrigo… O nome do aparato já diz tudo “Inteligência”….. Basta fazer uso de fato! E será flagrante a reviravolta que veremos neste estado de coisas. Porque inclusive neste “detalhe citado” haverá como se antecipar… A única forma de se antecipar ao adversário neste caso é conviver com eles…! Minar, sabotar, neutralizar o inimigo fazendo uso de infiltrados, destruindo-os por último com o uso de provas cabais, irrefutáveis, expondo tudo inclusive nas mídias digitais e mídias comprometidas com a verdade. Este é o caminho. É um trabalho árduo, mas que de fato trará resultados benefícios ao país. E precisa ser feito,… Read more »

Farroupilha
Farroupilha
Reply to  PRAEFECTUS
3 meses atrás

Caro PRAEFECTUS, assino embaixo. Mais, Como venho alertando, já há tempos, é nítido o conjunto de ações dentro da mídia tradicional e eletrônica visando tirar todo valor positivo das ações deste governo (e de quebra minar a aceitação e boa imagem dos militares). Os agentes dessas ações se posicionam preferencialmente nas estruturas de inserção (comunicação) social, sendo que na eletrônica muitos como simples comentaristas, além claro dos sites e canais declaradamente socialistas. Ou seja, o inimigo interno do Brasil é claro para quem quer ver… Mas para quem não consegue ver, eles também estão no meio empresarial, político, militar e… Read more »

Sequim
Sequim
Reply to  Farroupilha
3 meses atrás

E serpentes que matam milicianos de estimação em queima de arquivo, tu nada falas para nada falares?

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Sequim
3 meses atrás

Fala do Celso Daniel

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  PRAEFECTUS
3 meses atrás

os meios indicados já são feitos de forma coordenada, mas por sabotadores da república que se articulam e agem como bloco contra o país… as instituições estão a serviço desse Estado paralelo

Verinha Playmobil
Verinha Playmobil
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

exato

Sequim
Sequim
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

Gzuis ! Oi? 1964 , volta pra cova!

Hawk
Hawk
3 meses atrás

Novamente a história “e se…” lembrando que daqui há 20 anos o Macron nem será uma lembrança na França, a menos que ele vire ditador. A menos que, tenhamos um presidente “A la Videla” que para esconder seus erros, inventou a Guerra Das Malvinas (e torçam pra que jamais isso aconteça). Era mais fácil o Brasil entrar em conflito com a França na “Guerra da Lagosta” do que agora….

Flanker
Flanker
3 meses atrás

Vocês parecem viver num outro mundo. Qual o país não faz estudo de possibilidades estratégicas? Mesmo os EUA já figuraram, é com certeza ainda figuram, entre possíveis inimigos em potencial no futuro. E a preocupação dos militares brasileiros, quanto aos EUA, se refere à Amazônia.

Alessandro
Alessandro
3 meses atrás

A França sozinha não faz mal a ninguém, existe um ditado popular que diz assim: “existe os franceses e os homens de verdade” só por essa frase já dá pra entender pq não precisamos ter medo deles. Mas, isso não significa que eles no futuro não pode CONSPIRAR contra o Brasil com outros países da UE, e até mesmo dos EUA se o governo for simpatizante a causa deles. O comandante Farinazzo falou algo muito bem observado, o europeu médio vem sofrendo uma verdadeira lavagem cerebral com esse negócio de meio ambiente, isso está se tornando praticamente uma religião por… Read more »

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Alessandro
3 meses atrás

Embora saiba que estou a responder para um fanático, que inventa para se auto satisfazer, já que não o pode fazer na realidade da vida, mesmo assim perco o meu tempo, para te dizer, a França sozinha, acaba com todo o continente sul americano, para o teu país basta a marinha Francesa, ou então só a força aerea, e sem precisar das armas nucleares. Depois para lá dos meios, têm os seus militares com experiência em guerras, não em desfile de capacetes azuis. E o que disse da França, podia dizer o mesmo do Reino Unido. A Itália é bem… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  rui mendesmendes
3 meses atrás

E o teu potente e poderoso país? Faz o que?

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Flanker
3 meses atrás

Flanker, flanker…. continuai então com essas saídas maravilhosas. O poderoso país, Portugal, não é de todo poderoso, uma nação agora humilde, cuja história, que sim, é por vezes criticável, nos apresenta com um povo que desde há séculos tem demonstrado um espírito guerreiro incrível, que só quem pouco conhece pode questionar. Uma história militar mais antiga que o próprio país, cheia de feitos incríveis. Foram diversas as vezes em que vencemos inimigos mais fortes, numericamente superiores, e dizimamos inimigos mais fracos. Nesse aspecto não me pergunte por isso o que faz Portugal. Iniciamos campanhas em África e vencemos campanhas em… Read more »

Camargoer
Reply to  Peter nine nine
3 meses atrás

Olá P99. Longo mas necessário. O problema seria aquela turma do “parei ler quando….” Quando o que mesmo? Como tenho 25% de sangue português, que deve ser um sangue rico com pitadas do oriente, me levantei e bati palmas e assoviei. Os outros 50% de espanhol e italiano também fizeram sinal com a cabeça que concordam. Os 25% restantes, uma mistura de negros escravos africanos, alguma bugrada, uns degredados de Portugal e Espanha, algum comerciante árabe e persa, todo mundo ficou em respeitoso silêncio enquanto eu lia o texto até o final.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Camargoer
3 meses atrás

Fico feliz que tenha entendido a mensagem camargoer, só tenho pena, pena que certas pessoas optem por radicalismos, ignorando até por vezes a lógica e razão. Tenho pena que certos e determinados assuntos levem certos indivíduos a apelar ao ódio e denegrimento de países e povos, até mesmo quando aliados o são. Tenho pena que, em ordem a se ter aprovação, governos aproveitem uma qualquer crise para cumprir um qualquer objectivo e, ainda mais pena tenho que as pessoas sigam cegamente os discursos incoerentes que por vezes vemos. Tenho pena que, contrariados, certos indivíduos, ao invés de dialogarem com um… Read more »

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  Peter nine nine
3 meses atrás

Perfeita colocação, colega. Sinto vergonha alheia por todos os meus conterrâneos brasileiros que esvurmam o pus da xenofobia neste espaço de debates. Por eles peço desculpas.

Camargoer
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
3 meses atrás

Olá Marcus. Acho que são coisas diferentes. Pessoas diferentes têm opiniões diferentes. Pessoas em diferentes países podem ter opiniões iguais. Desprezo a xenofobia em qualquer idioma, mas é importante evitar criticar as pessoas mas argumentar e mostrar que é bem melhor vivermos sem a xenofobia.

Sequim
Sequim
Reply to  Peter nine nine
3 meses atrás

Sinto vergonha quando gente tosca assim, à falta de bons argumentos ataca o país alheio. Isso afasta o debate e a diversidade. É isso que querem. Não conseguirão.

Camargoer
Reply to  Sequim
3 meses atrás

Olá Sequim. Apelidei o momento atual de “república da chutocracia”

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  rui mendesmendes
3 meses atrás

Igual acabaram com a Alemanha, igual venceram a Indochina, na Africa…

Alessandro
Alessandro
Reply to  rui mendesmendes
3 meses atrás

Uma coisa é um país ter material bélico superior ao outro, na qual eu reconheço que todos esses países que tu citou são melhores que o Brasil, mas outra coisa é vim aqui e apenas bombardear fazer o estrago e dar meia volta, agora atravessar o atlântico sul, ficar meses, talvez até anos em COMBATE no mar, ar, e principalmente em terra, até TOMAR todo o território brasileiro, seria muito difícil disso acontecer. Seria CUSTOSO e DANOSO demais para a UE, os europeus sem os americanos não tem cacife para isso, pq o Brasil é um continente, temos uma grande… Read more »

Glasquis7