Home Armas de Fogo Taurus estuda possível joint venture com empresa automotiva brasileira

Taurus estuda possível joint venture com empresa automotiva brasileira

3305
32

A Taurus, uma das maiores fabricantes de armas do mundo, assinou um memorando de entendimentos (MoU) não vinculativo com uma importante empresa brasileira do ramo automotivo atuante no mercado nacional visando a constituição de uma joint venture no Brasil.

O objetivo, se obtidas todas as autorizações estatutárias e legais, será a fabricação e a comercialização de acessórios de componentes metálicos de alto valor agregado para armas leves para os mercados nacional e internacional.

A partir da assinatura do MoU, as partes terão até 30 de setembro de 2020 para concluir os estudos de viabilidade da criação da joint venture e o plano de negócios a ser desenvolvido, bem como estabelecer as condições necessárias à efetivação do novo negócio.

De acordo com o presidente da Taurus, Salesio Nuhs, “a celebração desse Memorando de Entendimentos é mais um importante passo no processo de restruturação da Taurus, baseado em rentabilidade sustentável, qualidade e melhora dos indicadores financeiros e operacionais, com forte investimento no desenvolvimento de novos produtos e tecnologias, além da entrada em um novo segmento de negócio”.

Sobre a Taurus

A Taurus é uma Empresa Estratégica de Defesa, com 80 anos de história e reputação sólida. Sediada em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, emprega cerca de 2.000 pessoas no país e exporta para mais de 100 países. A companhia é a líder mundial na fabricação de revólveres e uma das maiores produtoras de pistolas do mundo, além de ser a quarta marca mais vendida no exigente mercado norte americano.

A empresa já recebeu dezenas de prêmios em reconhecimento pelo seu elevado padrão de qualidade e inovação, como o “Handgun of the Year”, considerado a premiação mais importante da indústria de armas dos Estados Unidos. A Taurus possui um portfólio completo de produtos composto por revólveres, pistolas, submetralhadoras, fuzis, carabinas, rifles e espingardas, atendendo os mercados militar, policial e civil.

DIVULGAÇÃO: Associação Nacional da Indústria de Armas e Munições

Subscribe
Notify of
guest
32 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
horatio nelson
horatio nelson
3 meses atrás

resumindo vão terceirizar a fabricação.

Art
Art
3 meses atrás

A taurus tem as armas de U$ 200 G2C, e U$395 G3, consideradas as mais baratas e boa opção dos EUA (detalhe são fabricas no Brasil e nos EUA). Enquanto aqui o preço é absurdo, (de 4 a 5k reais), deveria aproveitar e baixar o preço aqui. A G3 tem previsão de lançamento no 2 semestre 2020 no Brasil.
A G2C e a G3 estão conquistando o mercado americano que é exigente. Diferente dos erros do passado essas armas parecem ser boas.
 
https://www.handgunsmag.com/editorial/taurus-g3-review/375219#:~:text=Whether%20a%20four%2Dinch%2C%20double,flush%2Dfit%20magazine%20in%20place.
 
 
 
 
 
 
 
 

Last edited 3 meses atrás by Art
Mauro J F
Reply to  Art
3 meses atrás

e os impostos sobre as armas …em quanto monta ????
 

nonato
nonato
Reply to  Mauro J F
3 meses atrás

Isso é besteira.
Em todo país há imposto
Essa que é vendida por 200 dólares daria uns 1.100 reais.
Nos Estados Unidos também há impostos.
Se são fabricadas aqui, impostos tipo FGTS, 13°, IPTU existirá independente de serem vendidas aqui ou lá.
Ainda tem o frete lá.
Os salários dos vencedores nos Estados Unidos é bem mais alto do que no Brasil.
Venderem aqui por 1500, 1800 estaria de bom tamanho.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Art
3 meses atrás

Art, US$ 200 = R$ 1.060,00 IPI de 45% = R$ 477,00 ICMS de 12% sobre a soma desses valores = R$ 1.117,24 Total: R$ 2.654,24 Essa arma numa loja custa R$ 2.990,00. Se a gente levar em conta o lucro do lojista e o frete entre a fábrica e a loja, vai ver que a Taurus não enfia a faca no brasileiro. Quem enfia é o Bolsonaro e os governadores.     PS1: Sim, você paga imposto sobre imposto. E depois a Taurus paga outros impostos, como Imposto de Renda e PIS/Cofins. PS2: O ICMS varia conforme o estado.… Read more »

Augusto Mota
Augusto Mota
Reply to  Rafael Oliveira
3 meses atrás

Bolsonaro fez um desafio de zerar os impostos sobre automóveis com os governadores, NENHUM aderiu. Vc fala “Quem enfia a faca é o Bolsonaro” , mas foi ele quem criou o IPI? Foi ele quem definiu a alíquota de 45%? O governo está propondo uma reforma tributária, mas NADA passa nesse congresso sem liberação de $$$$$$$$$$$ para os parlamentares, coisa que o presidente não quer fazer. Agora, passar todas as lei com mensalão é mole, podiam fazer o que queriam na época e não fizeram…

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Augusto Mota
3 meses atrás

Não foi o Bolsonaro que criou o IPI nem ele que fixou a alíquota de 45%. Mas a alíquota é fixada por Decreto e ele é presidente desde 01/01/2019 cabendo a ele fixar as alíquotas do IPI. Ou seja, não precisa de reforma tributária para baixar a alíquota do IPI. Ele só não baixa porque não quer. Não tem que ficar desafiando governador a reduzir impostos estaduais. Se ele acha certo, ele que reduza os impostos federais e ponto final. Ainda mais sobre armas que ele prometeu reduzir os impostos. Detalhe que na maioria dos estados a alíquota de ICMS… Read more »

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  Augusto Mota
3 meses atrás

Podiam fazer o que queriam na época, pagando bem ao congresso, e fizeram mesmo, mas só o que queriam e que a maravilhosa imprensa televisiva não divulgava, como financiamentos de obras mirabolantes em republiquetas mundo afora e com governantes alinhados aos mesmos projetos $$.
Podiam ter feito rodovias, hospitais e presídios.
Podiam ter fomentado bem mais a indústria de defesa do país.
Podiam ter feito tanta coisa…

nonato
nonato
Reply to  Rafael Oliveira
3 meses atrás

Em todo pais do mundo se paga imposto.
O ipi não é sobre o valor que é vendida ao consumidor final nos Estados Unidos, mas sobre o valor de venda da fábrica para a loja.
Esses outros impostos que você falou, como imposto sobre o lucro todo país tem.
Ou empresas não pagam imposto de renda no exterior?

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  nonato
3 meses atrás

Nonato, tem IPI nos EUA? Tem PIS/Confins?
Qual a alíquota de todos os impostos nos EUA e no Brasil que incidem sobre as armas de fogo?
Se você conseguir responder essas perguntas, verá que falou bobagem.
No mais, eu fiz as contas. Só em impostos já não tem como a arma custar R$ 1.500,00 no Brasil.
 

Art
Art
Reply to  Rafael Oliveira
3 meses atrás

Não. Onde é R$ 2.600,00? A Taurus G2 está R$ 4.800,00 site da Taurus. Existe imposto sim, mais falta concorrência também para baixar o preço, tem imposto ICMS e tem monopólio Taurus Imbel.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Art
3 meses atrás

Entra na loja “pau de fogo” que lá está por R$ 2.990,00 (não falei que custava R$ 2.600,00). É uma loja confiável do Paraná. Se pesquisar, achará em outras lojas por 3 mil e alguma coisa.
R$ 4.800,00 deve ser em algum estado com alíquota de ICMS bem alta, além do frete embutido no preço das vendas diretas da Taurus. De qual estado você é?
 
 

Zé naval da Paraíba
Zé naval da Paraíba
Reply to  Art
3 meses atrás

Cara, tem muito imposto em cima do preço, o problema não é necessariamente o fabricante ou o vendedor.

unnamed.jpg
Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Zé naval da Paraíba
3 meses atrás

Pois é. Ontem eu fiz uma postagem sobre o preço, mas ainda está aguardando a moderação.
A G2C sem impostos confiscatórios, custaria uns US$ 200 = R$ 1.060,00, no Brasil, porque é isso que a Taurus recebe pela arma. O resto vai para os Governos Federal e Estaduais.

Salim
Salim
Reply to  Rafael Oliveira
3 meses atrás

G2C esta em torno r$ 2800,00. Vi bastante testes desta pistola e parece uma ótima opção para defesa pessoal com boa precisão curta distancia e bem segura contra disparo acidental. Americano paga quase um terço do que nos e tem PIB per capta quase oito vezes maior que nosso. Esta e uma das razões nosso atraso. Tem taxar renda e lucro, náo consumo e salario

RockShooter
RockShooter
Reply to  Salim
3 meses atrás

Hoje está custando R$ 3051,94

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Art
3 meses atrás

Uma G2C já está menos de 3K..
 
ainda é caro, mas só um pouco de concorrência já forçou a bovina a reduzir preços.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

Concorrência de quem nessa faixa de preço?
Se eu não me engano ela foi lançada em 2018 por R$ 2.300/2.400.
A Taurus vende por esse preço porque ela quer. Desconheço outra 9mm ou .40 por menos de R$ 4.000 no Brasil. Importadas não saem por menos de R$ 6.500.
 
 

Heinz Guderian
Heinz Guderian
3 meses atrás

Olá leitores, uma pergunta de leigo nesse assunto especifíco, o fuzil t4 da taurus já foi testado pelo CFN? Não seria uma boa opção já que eles utilizam o M-16, facilitaria o adestramento. Ou eles vão utilizar o Ia-2? Fico grato sem alguém me tirar essa dúvida.

Wilson
Wilson
Reply to  Heinz Guderian
3 meses atrás

Se testaram o t4 não sei.
Sei que pretende-se substituir os FAL ainda em uso pelo IA2(com algumas modificações).

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Wilson
3 meses atrás

A Imbel pretende fornecer o IA2 para o CFN.
Se o CFN irá comprar é outra história.

Wilson
Wilson
Reply to  Rafael Oliveira
3 meses atrás

Bom o interesse do MD é que o IA2 se torne o fuzil padrão das 3 forças, se vai ocorrer é outra história.
 
É só uma suposição minha, acho que estão esperando o IA2 ficar mais maduro, para só então comprar.

Augusto Mota
Augusto Mota
Reply to  Wilson
3 meses atrás

CFN não compra porcarias, são uma tropa de elite, du-vi-do que vão comprar o IA2, quem viver verá…

Wilson
Wilson
Reply to  Augusto Mota
3 meses atrás

O IA2 está longe de ser uma porcaria(como muitos falam aqui), ele tem seus defeitos, mas tem virtudes também. Se o CFN não fosse comprar, não faria sentido algum terem pedido que a Imbel modifica-se a arma, criando uma versão específica para eles e que algumas dessas modificações estão sendo estudadas para serem colocadas como padrão.
 
Se minha suposição estiver correta, então o CFN está sendo muito inteligente, pois assim quando comprarem o IA2 já estará muito mais maduro e com muitos defeitos sanados.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
3 meses atrás

Muito interessante creio que o objetivo é juntas investirem nas tecnologias mais modernas.

Vitor
Vitor
3 meses atrás

Agrale?

Oraculo
Oraculo
Reply to  Vitor
3 meses atrás

99% de certeza.
Vão criar alguma coisa em conjunto.
Só não imagino o que pode ser…

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Oraculo
3 meses atrás

Além dividir custos de investimento em projetos futuros, talvez a possibilidade de produção de armamentos mais pesados, como metralhadoras e canhões de 20 e 30mm, especialmente, para utilização em veículos de reconhecimento… Assim, uma verticalização na produção e fornecimento às FFAA.

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Vitor
3 meses atrás

Foi o que me veio a mente…

Ph Nunes
Ph Nunes
3 meses atrás

Pergunta off Topic:

O que foi resolvido sobre o novo uniforme do CFN? Abraços.

Rodrigo
Rodrigo
3 meses atrás

O pós pandemia vai oferecer muita oportunidade, o governo pretende lança um grande plano de geração de emprego, incentivando grande obras, entre elas os projetos militares…

Foxtrot
Foxtrot
3 meses atrás

Sign in FORÇAS TERRESTRESForças Terrestres – ForTe RBS-70 NG Home Armas de Fogo Taurus estuda possível joint venture com empresa automotiva brasileira ARMAS DE FOGOINDÚSTRIA DE DEFESANOTICIÁRIO NACIONAL Taurus estuda possível joint venture com empresa automotiva brasileira 2 de junho de 2020 1582 15 “A Taurus, uma das maiores fabricantes de armas do mundo, assinou um memorando de entendimentos (MoU) não vinculativo com uma importante empresa brasileira.” Obs1: se as outras empresas de defesa do Brasil conhecessem essa opção comercial, não precisariam terem sido dadas a preço de “banana” as multi internacionais. “A empresa já recebeu dezenas de prêmios em… Read more »