Exército da Venezuela comemora seu 200º aniversário com grande desfile militar

207

O Exército Bolivariano da Venezuela realizou no dia 24 de junho o 2º Bicentenário da Batalha de Carabobo, ação militar decisiva em que o Libertador Simón Bolívar, à frente do exército patriótico da Venezuela, enfrentou as tropas imperialistas espanholas comandadas pelo General Miguel de la Torre y Pando, Conde de Torrepando, na Savana de Carabobo.

Esta batalha foi decisiva na libertação de Caracas, bem como do resto do território venezuelano depois da expulsão definitiva das tropas espanholas na posterior batalha naval do Lago de Maracaibo.

Subscribe
Notify of
guest

207 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
3 anos atrás

Vendo essas fotos, parece até impressionante.
Mas aí eu lembro de matérias do PN que os 3 subs deles não navegam a anos, e sobre aquela corveta venezuelana que foi albaroar um navio de passageiros português, e afundou no processo…

Up The Irons
Up The Irons
Reply to  Willber Rodrigues
3 anos atrás

E os caças que quase não voam… A única coisa imponente que eles possuem e deve ter o mínimo de operacionalidade e prontidão é o sistema de defesa antiaérea em camadas. De resto…

Last edited 3 anos atrás by Up The Irons
Paulo
Paulo
Reply to  Up The Irons
3 anos atrás

Ainda essa lenda que os SU 30 não voam?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Faltam evidências para refutar essa lenda. Consegue arranjar alguma?

Paulo
Paulo
Reply to  Leandro Costa
3 anos atrás

É só procurar nos arquivos do Poder Aéreo que o assunto já foi discutido em matéria.

Você tem alguma informação que não seja do ZapZap que estamos enganado?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Se por ZapZap você quer dizer Whatsapp, eu realmente lamento informar mas não uso isso. Muito menos para obter informação. O Telegram é beeeeeem melhor heheheheh

No aguardo de algum link com maiores informações.

ALISON
ALISON
Reply to  Leandro Costa
3 anos atrás

https://www.youtube.com/watch?v=uacUNvp2cgg

Serve esse de março de 2021??

Parece que seu Telegram de seguidor do inominavel não ta muito atualizado…

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  ALISON
3 anos atrás

Apenas dois Sukhois? É até menos do que o número que eu espero que estejam voando (imagino qualquer coisa de seis a quatro aeronaves em condições de vôo à qualquer determinado momento, e o resto em manutenção/estocados). E voar não significa que estejam plenamente operacionais, ou seja, não sabemos se os radares funcionam, se os outros sensores funcionam, se o armamento funciona, etc. Existem diversos ‘up gripes’ que permitem a aeronave voar, mas existem diversos ‘down gripes’ que fazem com que ela não esteja apta para diversos tipos de missões. Não estou dizendo que não estão em condições, apenas que… Read more »

ALISON
ALISON
Reply to  Leandro Costa
3 anos atrás

Vc pediu exemplo meu amigo. Vc ja viu a Russia erguer uma esquadra inteira pra acompanhar os navios e aviões dos EUA?

Se quiser mais exemplos procura na net e deixa de preguiça que não somos seus empregados não. kkkkkkkkkk

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  ALISON
3 anos atrás

Você só consegue confirmar que eles tem dois Sukhois voando. É isso entao?

Slow
Slow
Reply to  Leandro Costa
3 anos atrás
Pablo
Pablo
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Se não é lenda, então prove. Simples não?!

ALISON
ALISON
Reply to  Pablo
3 anos atrás

https://www.youtube.com/watch?v=uacUNvp2cgg

Serve esse de março de 2021?

Pablo
Pablo
Reply to  ALISON
3 anos atrás

O arsenal de Su 30 venezuelanos e de mais de 20 unidades. Mostre que pelo menos metade voa.

ALISON
ALISON
Reply to  Pablo
3 anos atrás

Tenho que mostrar nada. Falou-se que não voava nenhum. Ai esta a prova. Quem quiser mais que ataque eles ora… kkkkkkkkkkk

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  ALISON
3 anos atrás

Negativo. Falou-se que ‘quase não voam’ e sinceramente me parece ser uma suposição correta.

Slow
Slow
Reply to  Pablo
3 anos atrás

Metade eu não sei mas que estão voando estão sim ..

https://www.youtube.com/watch?v=Y8K-T5CZDgc&ab_channel=%C3%81guiasdeA%C3%A7o

Mauro Cambuquira
Mauro Cambuquira
Reply to  ALISON
3 anos atrás

Mundo Militar? Ai não…

ALISON
ALISON
Reply to  Mauro Cambuquira
3 anos atrás

Entao procure a noticia em outro site e deixe de preguiça oras. kkkkkkkk Cada preguiçoso aqui…

Paulo
Paulo
Reply to  Pablo
3 anos atrás

Prove você que esta afirmando que não voam

Pablo
Pablo
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Não, tu que falou que é lenda, não eu e os demais. Portanto prove tu que não é lenda.

Paulo
Paulo
Reply to  Pablo
3 anos atrás

Eu já citei que tem matéria no Poder Aéreo falando sobre a situação dos caças venezuelanos, se você não se da o trabalho de ir atrás é problema seu.

Agora mostra que os caças estão no chão como esta afirmando

Pablo
Pablo
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Entao posta o link e prova o que esta falando. Quem esta contrariando aqui e tu, portanto prove teus argumentos.

MFB
MFB
Reply to  Willber Rodrigues
3 anos atrás

O que mais impressiona é que ainda exist veículos conseguindo rodar

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Willber Rodrigues
3 anos atrás

Parece, não.
É impressionante.

Pablo
Pablo
Reply to  Antoniokings
3 anos atrás

Pra desfile, impressiona mesmo.

chapim rabilongo
Reply to  Willber Rodrigues
3 anos atrás

pelo menos não é sucata veia tipo os gpard, ou o porta helicopto que o brasil comprou só a carcaça dele do reino unido, ou então os caças da decada de 70 hahahah…. ou então os tanques obsoletos do brasil com o minimo de tecnologia possivel, ou então aqueles fals que de tão velho o cano ja ta com folga

Pedro
Pedro
3 anos atrás

E ainda tem gente que diz que nosso exercito esta a frente de qualquer vizinho…..temos NADA semelhante ao apresentado nessas, seja de artilharia, cavalaria ou infantaria. EB hj é um country club com pitadas de sindicato, nada mais que isso.

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  Pedro
3 anos atrás

Mas a Venezuela não tem indústria de defesa para manter tudo isso funcionando, se não vier peças de fora para tudo.

Paulo
Paulo
Reply to  Diego Tarses Cardoso
3 anos atrás

Brasil só aperta parafuso, as peças na sua maioria são importadas

Marcos
Marcos
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Apertando parafusos e entregando helicópteros, submarinos, aviões cargueiros, caças, fuzis, foguetes, mísseis, mlrs, radares, munição de vários calibres e outras centenas de equipamentos.

Last edited 3 anos atrás by Marcos
Paulo
Paulo
Reply to  Marcos
3 anos atrás

É Made in Brazil mesmo? tem certeza que é produto 100% nacional de uma empresa 100% nacional?

Cadillac
Cadillac
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Que argumento mais desonesto e falacioso, cara. Só uns dois ou três países no mundo realmente fabricam tudo 100% nacionais. Quer dizer então que o Japão só aperta parafuso também? Ou vai me dizer que aquele F-16 que eles chamam de F-2 é um pRoDuTo OrIgInAl 100% jApOnÊs? Exemplo de viralatagem maior do que o seu não existe. Mesmo que os equipamentos brasileiros tenham uma porcentagem de dependência estrangeira, os equipamentos venezuelanos dependem 100%.

Zorann
Zorann
Reply to  Cadillac
3 anos atrás

Entao vamos lá cadillac!!!

Destes itens todos da industria de defesa montados/fabricados aqui. Quantos deles tem algum componente tecnologicamente relevante fabricado no Brasil?

Quase nada de tecnologicamente relevante em defesa é de fato produzido aqui, com tecnologia que dominamos. Até para integrar sistemas a gente apanha.

Soldar chapas, todo mundo solda.\

O Paulo está correto.

Isto é fato. Está na cara, não é segredo pra ninguém. Só cego não enxerga

Camargoer
Camargoer
Reply to  Zorann
3 anos atrás

Caro Zorann. Creio que apenas uma fração dos países têm capacidade de “soldar chapa”. Então, essa discussão é mais complicada ainda.

Zorann
Zorann
Reply to  Camargoer
3 anos atrás

Então piorou…. hehehe

glasquis 7
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Nada no mundo militar é 100%. Nem a NASA, que já usou até motores russos.

Ninguém detém a tecnologia de todas as partes de um determinado armamento.

Juntar os produtos oferecidos no mercado e em base deles, projetar e construir, te faz detentor de tecnologia de construção. Simples assim.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Nacional??? Embraer importa seus motores da General Electric E a Helibras que monta kits Made In France…

Paulo
Paulo
Reply to  Marcos
3 anos atrás

Helicóptero e submarino são franceses, aviões sueco, o cargueiro só tem a fuselagem brasileira, foguetes até o chassi do caminhão é estrangeiro, radares duvido que seja 100% BR, enfim…

Reiterando: Brasil só aperta parafuso

Tomcat4,2
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Santo viralatismo Batman !!!

Paulo
Paulo
Reply to  Tomcat4,2
3 anos atrás

Continue com seus delírios de Brasil Potência

Canarinho
Canarinho
Reply to  Tomcat4,2
3 anos atrás

No que o cara ta errado? Na hora que a coisa começar a escalar a primeira sanção que vai vir sera em sistemas militares. E são componentes que demoram anos para serem desenvolvidos…

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Canarinho
3 anos atrás

A Embraer fecha imediatamente. Ou talvez passem a produzir seus aviões como planadores, pois motores o Brasil não produz…

Zorann
Zorann
Reply to  Tomcat4,2
3 anos atrás

Serio mesmo que comentou isto.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Tomcat4,2
3 anos atrás

Sinto muito, mas o Paulo está certo. Se você vai a Itália e traz um kit de Ferrari Testa Rossa, e o monta aí no Brasil… Você apertou parafuso mesmo.

Last edited 3 anos atrás by Joao Moita Jr
MFB
MFB
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Você falou a verdade e os lunáticos espumam de raiva.

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Santa ignorância Paulo.
Só a Embraer tem uns 8 mil engenheiros. E eles não querem parafusos.

ALISON
ALISON
Reply to  FernandoEMB
3 anos atrás

Mas a Embraer não faz caça amigo…

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  ALISON
3 anos atrás

Não faz porque não houve interesse do governo, não tenho certeza se a FAB teve interesse ou não.
Projetar um caça já projetaram, o mais famoso é o MFT-LF, mas sem um cliente para o produto não foi construído.

ALISON
ALISON
Reply to  Wilson Look
3 anos atrás

Não estou falando do motivo. so falei que não faz. Ponto.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  ALISON
3 anos atrás

Se não consegue ir além do óbvio, então nunca vai entender os porquês de algo não acontecer.

Capacidade para desenvolver e fabricar um caça de alto desempenho, a EMBRAER tem de sobra. Não faz por razões além de seu controle.

glasquis 7
Reply to  Wilson Look
3 anos atrás

Não faz…”

E o A 29???

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  glasquis 7
3 anos atrás

No meu entendimento, o foco era os caças de alto desempenho, o A-29 não entra nessa categoria.

glasquis 7
Reply to  ALISON
3 anos atrás

o A 29 não é considerado um caça?

Camargoer
Camargoer
Reply to  glasquis 7
3 anos atrás

Olá Glasquis. Acho que a gente pode classificar o A29 de vários modos, mas obviamente ele é diferente de um F16 ou de um F5M. Chama a atenção é que o A29 é uma aeronave de ataque (“A”) e não de caça (“F”), apesar da gente considerar o A1M e o A4M da MB como caças.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  FernandoEMB
3 anos atrás

Cuja a função e encaixar radar, motores e aviônica importada numa fuselagem nacional. E acredite, isso não e facil, a maior tecnologia da Embraer e a integração de sistemas.

Pablo
Pablo
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Ainda bem que temos parafusos para apertar, diferente da “gigante” Venezuela, que as indústrias fecharam por não terem nem isso pra fazer.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Pablo
3 anos atrás

Como se eles tivessem um grande parque industrial. Uma das criticas a Venezuela, desde de antes do Hugo Chaves, era a dependência exclusiva do petróleo.
Tudo lá só gira por causa do petróleo. As poucas industrias que eles tinham em sua maioria era voltada para a exploração do petróleo, assim como nos países do oriente médio.

Pablo
Pablo
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
3 anos atrás

Não foi eu quem ridicularizou o Brasil por “apertar parafusos”.

glasquis 7
Reply to  Paulo
3 anos atrás

O KC 390 ( não consigo engolir o nome millenium) é um desenvolvimento da EMBRAER. O fato de usar partes e componentes projetados e até construídos por empresas especializadas não desabona o fato de que foi a EMBRAER que projetou e construiu o avião. Resta definir o quanto a EMBRAER é realmente brasileira nos dias de hoje.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Marcos
3 anos atrás

“helicópteros, submarinos, aviões cargueiros, caças”
Tire os componentes importados desses veículos, e vamos ver quantos itens nacionais sobram nesses veículos…

MCruel
MCruel
Reply to  Willber Rodrigues
3 anos atrás

Se tirar os componentes importados, talvez somente EUA, Russia e China sobrevivam…

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  MCruel
3 anos atrás

Depende.
Ppr exemplo…o Rafale, seus mísseis, o Charles de Gaulle e os subs nucleares da Marinha Francesa são 100% nacionais

_RR_
_RR_
Reply to  Willber Rodrigues
3 anos atrás

Não necessariamente… Os caças Rafale, salvo melhor juízo, ainda voam com alguns componentes de procedência americana. Coisa pouca, mas assim seria…

A fabricante de bombas SAMP, por exemplo, não existe mais…

Enfim, fora do eixo EUA/Rússia, praticamente ninguém é capaz de desenvolver tudo 100%…

Johan
Johan
Reply to  Willber Rodrigues
3 anos atrás

Não sabia que o assento ejetável do Rafale é francês…

glasquis 7
Reply to  Willber Rodrigues
3 anos atrás

Os assentos ejetáveis do Rafale são franceses?

Johan
Johan
Reply to  MCruel
3 anos atrás

A China agora que está se livrando da dependência da Rússia, principalmente na questão dos motores.

Canarinho
Canarinho
Reply to  Marcos
3 anos atrás

A maioria dos subsistemas criticos desses equipamentos são importadas. Voce falou cargueiros… motor IAE (importado) avionica (importada…) e as poucas empresas estrategicas que temos são cosntroladas por capital internacional que na menor das animosidades podem complicar as coisas para o nosso lado.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Canarinho
3 anos atrás

Quer um bom exemplo?
As futuras Tamandarés.
Tirando o MANSUP, o que mais terá de nacional naquilo?
Radares?
Sensores?
Sonar?
Mísseis AA?
Propulsão?
Nada disso sera nacional.
Nem o SINCONTA eles vão usar naqueles navios…

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  Willber Rodrigues
3 anos atrás

O MAGE Defensor.

Zorann
Zorann
Reply to  Willber Rodrigues
3 anos atrás

Perfeito!!

Falar a verdade agora virou viralatismo…

Zorann
Zorann
Reply to  Marcos
3 anos atrás

Uau! Mais um cego que crê fielmente que existe um Brasil potencia.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Marcos
3 anos atrás

Industria bélica pesada mesmo no Brasil não existe.

Last edited 3 anos atrás by Joao Moita Jr
Zorann
Zorann
Reply to  Diego Tarses Cardoso
3 anos atrás

Esta resposta não tem nada a ver.

Hoje os conflitos se decidem em dias. O que conta é o que tem em estoque. E quem disse que temos uma indústria de defesa forte?

Ser nacionalista é uma coisa. E não tem nada a ver com acreditar em tudo que é porcaria que se lê por aí.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Pedro
3 anos atrás

cita aí por ponto a superioridade da Venezuela, falar por falar, eu digo que o Haiti é a maior potencia militar do Planeta.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Pedro
3 anos atrás

Desde os anos 80 do século XIV que as nossas forças armadas não passam de um grande sindicato, que em muitas ocasiões determinaram os rumos do país. A última foi na década de 60, cujo resultado foi catastrófico.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  Inimigo do Estado
3 anos atrás

Século 14?

Pensei que as Forças Armadas Brasileiras existissem só a partir do Século 19.

Marcos Cooper
Marcos Cooper
Reply to  Pedro
3 anos atrás

E então acabou o combustível e todos os veículos estão estocados!
Áh,homens,fazer o favor de entregar seus uniformes de domingo. Se estragar,papai Maduro não pode comprar outro…

pgusmao
pgusmao
Reply to  Pedro
3 anos atrás

Vê-se que não entendes nada sobre equipamentos militares, pois nunca ouvi tanta bobagem, acho que teu negócio é mais análise de contexto político, obviamente com viés para tua ideologia!!

João Adaime
João Adaime
3 anos atrás

Independente de ideologias e do equipamento, os países que integram a região amazônica precisam estar minimamente reforçados e manifestarem um aviso comum: “Mexeu com um, mexeu com todos”. Digo isto porque nenhum pais ou países vai (vão) invadir somente a amazônia brasileira. Se resolverem intervir, será em toda a região, seja qual país for. No momento este perigo não existe, estando apenas na retórica. Mas nunca se sabe. Como diz meu corretor: “você tem seguro para não usar”. Se acontecer um sinistro, eu tenho o seguro. Melhor do que não ter. Sobre a postagem, agora entendo porque aqueles equipamentos dos… Read more »

Welington S.
Welington S.
Reply to  João Adaime
3 anos atrás
João Adaime
João Adaime
Reply to  Welington S.
3 anos atrás

Muito bacana o vídeo Welington
Esta deveria ser uma tática a ser adotada em conjunto por todos os países amazônicos. Se é que já não exista.
Abraço

Canarinho
Canarinho
Reply to  João Adaime
3 anos atrás

Isso depende muito, se eu fosse apostar meus 2 centavos, diria que tem muita gente de olho grande nas reservas minerais da calha norte amazonica brasileira.

João Adaime
João Adaime
Reply to  Canarinho
3 anos atrás

Prezado Canarinho
A calha norte também abrange as 3 Guianas (simplificando) e a Venezuela. O que tem aqui, também tem lá. E qual o problema se alguém quiser explorar? Desde que pague os impostos e siga a legislação, principalmente a ambiental. O que não pode é como fazem os milhares de garimpeiros ou grilheiros. Estes sim são os verdadeiros inimigos.
Abraço

João Adaime
João Adaime
Reply to  João Adaime
3 anos atrás

Caro Bruno
Não só um. Pelo menos dois.
A título de curiosidade, sugiro ver o vídeo que o Welington postou logo aqui acima.
Abraço

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
3 anos atrás

De fato impressiona, mas lembra muito mais a Coréia do Norte onde o povo passa fome e o cara gasta horrores para se manter no poder.

Tomcat4,2
Reply to  Diego Tarses Cardoso
3 anos atrás

Exatamente meu caro e neste caso mais embuste, em certos aspectos, que um real poder pois sem logística pra fazer isso tudo funcionar na hora “H” é o mesmo que não ter nada !!!

Pablo
Pablo
Reply to  Diego Tarses Cardoso
3 anos atrás

O pior que tem gente aqui que ainda defende esse regime do Maduro, mas quando tu manda ir pra la, inventam desculpas e nao abrem mao daqui

Paulo
Paulo
Reply to  Pablo
3 anos atrás

Pior que tem gente aqui que defende o liberalismo e estado minimo mas quando mandam eles irem para Afeganistão ou Somália eles não abrem mão daqui.

Up The Irons
Up The Irons
Reply to  Paulo
3 anos atrás
Agressor's
Agressor's
Reply to  Up The Irons
3 anos atrás

A Somália é o país com a política econômica de Estado mais neoliberal que existe no mundo hoje…

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Paulo
3 anos atrás

O que tem uma coisa a ver com a outra? Assim… por curiosidade (mórbida, provavelmente) e tal…

Pablo
Pablo
Reply to  Paulo
3 anos atrás

Pelo jeito serviu o chapéu né?
Tu é tipo o Evo Morales, que defendia o amigo Maduro, mas na hora que ficou com o rabinho no meio das pernas, preferiu ir pra bem longe do amigo hahaha

Last edited 3 anos atrás by Pablo
Agressor's
Agressor's
Reply to  Paulo
3 anos atrás

No início dos anos 90 elegemos o Collor e o neoliberalismo, tínhamos o mesmo tamanho da China. E agora?

Porque NINGUÉM fala que o PIB dos EUA é IRREAL, fantasioso, superdimensionado, pois o método de cálculo utilizado por eles é ÚNICO e eleva o seu resultado a enésima potência?

Last edited 3 anos atrás by Agressor's
ALFA BR
ALFA BR
3 anos atrás

Ao que parece eles são fãs do Carl Gustav. Contei 48 peças.

Antunes 1980
Antunes 1980
3 anos atrás

Acredito que o Brasil passe sufoco na mão destes venezuelanos. Porém seu nível de prontidão, uma rede logística eficaz e uma indústria que possa garantir a intensidade em qualquer conflito sem a ajuda dos russos, isso realmente pesa conta eles.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Antunes 1980
3 anos atrás

Nenhum país da região pode com as forças armadas do Brasil. Verdade é essa. Muito menos Venezuela e, sinceramente, não sei qual sufoco você acha que o Brasil passaria, caso a Venezuela viesse querer se aventurar em uma guerra com o Brasil.

Canarinho
Canarinho
Reply to  Welington S.
3 anos atrás

Vou te passar um estudo de caso – Siria!!! Assad estava perdendo a guerra para um monte de faccoes de rebeldes sustentados pelo ocidente, dai a Russia veio comecando com o fornecimento de equipamento critico e estrategico e pessoal para treianemento e pontos chave da cadeia organizacional das forcas armadas sirias. Coisa que maduro pode pagar com ouro e petroleo quase ilimitados. O que eu posso te afirmar que e num eventual animosidades entre Venezuela e Brasil (que no final nao seria interessante a ninguem) voce nao teria so um monte de venezuelano ”louco para desertar”, do outro lado mas… Read more »

Welington S.
Welington S.
Reply to  Canarinho
3 anos atrás

Iniciar uma guerra com o Brasil, é iniciar a terceira guerra mundial. Da mesma forma que Maduro pagaria com ouro à compra de equipamentos militares da Rússia ou China, em relação ao Brasil, não seria diferente. O Brasil entraria pesado, principalmente no desenvolvimento de tecnologia e financiamento; além disso, receberia todo o apoio necessário dos Estados Unidos. Maduro confiar em Rússia e China, é o mesmo que confiar em uma mulher que te traiu pela primeira vez, não dá certo! Tudo se baseia através do interesse – imagine a Venezuela declarando guerra contra o Brasil. O mundo entraria em caos… Read more »

Caio
Caio
Reply to  Welington S.
3 anos atrás

Nossa mãe os comentários aqui vai do viralatismo ao ufanismo sem limites, o mundo entrar na terceiro guerra mundial pelo Brasil???? Sério?? Só se for por qual pedaço desta terra, cada potência teria “direito” .
Infelizmente somos terra rica e fértil, eternamente a mercê dos gringos, graças ao usura dos governos e comodismo do povo.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Caio
3 anos atrás

Está sendo tratado aqui o segundo maior país da América Latina, cara. Aonde existe ufanismo? Levei em consideração o que o rapaz disse em relação a Venezuela guerrear com o Brasil. Quem estaria do lado da Venezuela nessa hipotética guerra? Quem estaria do lado do Brasil nessa hipotética guerra? Agora, imagine o seguinte; imagine, de forma imediata, os Estados Unidos prestando todo o apoio possível ao Brasil na região. Imagine o tamanho do bloqueio naval que os Estados Unidos faria para impedir que, por exemplo, a Rússia ou China venha em apoio a Venezuela. Aí, vem o melhor, imagine o… Read more »

Caio
Caio
Reply to  Welington S.
3 anos atrás

Carrissimo! ” O Brasil ser o maior exportador de alimentos do mundo” e a China depender desses nossos alimentos é a maior falácia desse século. 95% da produção agrícola e das exportações da mesma são SOJA E MILHO, e os chineses não comem soja e milho na sua refeição diária, isso é PARA O GADO CHINÊS, bovino, galináceo, caprino. E os EUA super interessados em fornecer essa produção, os chinas não compram deles pelo preço mais alto do que o nosso. Logo em uma hipotética guerra que colocasse Brasil vs China, realmente é plausível a China se indispor com os… Read more »

Vitor
Vitor
Reply to  Welington S.
3 anos atrás

Camarada, aquela região é de baixa densidade populacional com uma savana cercada de floresta, portanto os conflitos ali não conseguiriam, nem que quisessem por parte dos dois países, ter alta intensidade. O Brasil possui um poder de fogo maior, mas a Venezuela possui proporcionalmente ao tamanho de seu território um Exército mais concentrado, portanto ficaríamos basicamente no conflito de guerrilhas, uma vez que blindados do EB estão concentrados no sul e a artilharia da região conta apenas com obuseiro 105mm, podendo mudar algo caso o sistema astros entrasse no conflito. Então assim, é ufanismo sim achar que Brasil e Venezuela… Read more »

glasquis 7
Reply to  Welington S.
3 anos atrás

Está sendo tratado aqui o segundo maior país da América Latina…”

??? …

Então, qual seria o maior país da América Latina?

Faver
Faver
Reply to  Welington S.
3 anos atrás

Penso de outra forma…. ao ter uma guerra com a Venezuela os grandões iriam criar uma zona de exclusão entre nós e eles, que só eles gerenciariam. Tipo área livre que só eles iriam explorar. Isto seria pretexto para perder de vez parte da Amazônia. França alegaria problemas para a Guaiana Francesa, os EUA para a sua base alugada aqui no Brasil. Já pensou?

Carlos Pietro
Carlos Pietro
Reply to  Welington S.
3 anos atrás

Boa noite, não é bem assim não.

ALISON
ALISON
Reply to  Welington S.
3 anos atrás

Venezuela não quer se aventurar a nada. Só vcs loucos m.in.ion.s que falam de atacar eles…

Raphael Carvalho
Raphael Carvalho
Reply to  Welington S.
3 anos atrás

Envie o CFN da Marinha e eles seguram por um bom tempo a primeira tentativa de invasão até o reforço logístico chegar.
Amadores falam de equipamentos, profissionais discutem a logística.

Antunes1980
Antunes1980
Reply to  Welington S.
3 anos atrás

Os T-72B1V deles são superiores ao nossos Leopard 1a5.
Os SU-30 MK2 são superiores ao nossos F-5 Tiger II
Os Sistemas S-300 são os melhores da América do Sul.
Os Mi-35 Hind foram recentemente atualizados.

Com certeza uma dor de cabeça ele dariam no nosso EB e FA.

Pablo
Pablo
Reply to  Antunes1980
3 anos atrás

No papel e superior, mas na prática tem todos esses equipamentos disponíveis e operacionais?

glasquis 7
Reply to  Pablo
3 anos atrás

E o Brasil, tem todos os seus equipamentos operacionais?

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  glasquis 7
3 anos atrás

Tem sim, só não sei o nível de disponibilidade do equipamentos.

glasquis 7
Reply to  Wilson Look
3 anos atrás

Dé uma olhada na Guanabara.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Antunes1980
3 anos atrás

E daí? Podem ser ”superiores” como você diz, contudo, na prática, a realidade é bem diferente. Não podem conosco e isso é mais que um fato. ”Os T-72B1V deles são superiores ao nossos Leopard 1a5.” – Estão todos operacionais? Quais as reais capacidades deles? ”Os SU-30 MK2 são superiores ao nossos F-5 Tiger II” – Estão todos operacionais? Quais as reais capacidades deles? ”Os Sistemas S-300 são os melhores da América do Sul.” – Estão todos operacionais? Quais as reais capacidades deles? ”Os Mi-35 Hind foram recentemente atualizados.” Certo! E estão todos operacionais? Quais as reais capacidades deles? Você deve pensar que guerra é igual… Read more »

Tomcat4,2
3 anos atrás

Começou a ladainha vira latas de EB bla bla bla isso e aquilo só de ver um desfile com bons equipamentos. Se eles tivessem uma logística mínima pra manter,operar e fazer funcionar longe de casa em caso de um combate real longe do QG ai vcs poderiam apedrejar o EB (q pode não possuir os melhores equipamentos mas os opera,mantém e supre a contento e tem capacidade logística para tal em sua base industrial) apenas mediante o fato de ter alguns equipamentos inferiores mas lembrem se que o que a Venezuela tem ,tem as custas da miséria de seu povo… Read more »

Welington S.
Welington S.
Reply to  Tomcat4,2
3 anos atrás

Verdade.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Tomcat4,2
3 anos atrás

o Brasil só teria problema com a Venezuela se invadisse, e mesmo se invadisse ia ter gente apoiando o Brasil pq já querem o fim do governo Maduro, não acredito que um grande numero de população fosse morrer pelo governo. (país), sou contra qualquer intervenção na Venezuela, qualquer mudança tem que vir de dentro.

Tomcat4,2
Reply to  Carlos Campos
3 anos atrás

No caso o Brasil invadindo a Venezuela né???
A Venezuela se tentasse nos invadir tomaria uma coça absurda devido a logística necessária para tal que a obrigaria a se ver afunilada em caminhos únicos e nós só de boas ,como o Leônidas nas Termópilas ,passando o cerol e ,diferentemente dele(q obteve o q queria no intento q era retardar as tropas de Xerxes), não perderíamos.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Tomcat4,2
3 anos atrás

os caras pedem ajuda do Irã para refinar petroleo, não iam nem chegar em Manaus.

Wilson França
Wilson França
Reply to  Tomcat4,2
3 anos atrás

Nosso especialista em logística é o Pazuello….

glasquis 7
Reply to  Tomcat4,2
3 anos atrás

Acho que vc deveria dar uma analisada no mapa e no relevo daquela região. Me parece que um enfrentamento seria duríssimo para ambos.

glasquis 7
Reply to  Tomcat4,2
3 anos atrás

“…EB (q pode não possuir os melhores equipamentos mas os opera,mantém e supre a contento e tem capacidade logística para tal em sua base industrial)…”

Então a KraussMaffei Wegmann (KMW), não faz a manutenção dos Leopard do EB ou o EB é dono da KMW???

Marcos
Marcos
3 anos atrás

Se um Guarani é destruído, o Brasil pode substituir
Se um BRT é destruído, a Venezuela…

Tomcat4,2
Reply to  Marcos
3 anos atrás

Simples assim e outro fator crucial é que produzimos nossas munições em quase todos os calibres, creio que os principais .

Canarinho
Canarinho
Reply to  Marcos
3 anos atrás

Ah pode?? E pode vir uma chuva de missil de cruzeiro sabe la de onde e atingir a instalação industrial da IVECO em minas (ate porque nem sequer temos defesa AA decente), pronto!!! Jogo empatado!! Pelo amor de Deus gente, nao vamos achar que somos a ultima bolachinha do pacote nao, que nosso telhado e de vidro.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Canarinho
3 anos atrás

Não é um argumento muito bom, Canarinho. Em caso de uma invasão Venezuelana (sabe-se lá por que seriam loucos o bastante para fazer uma burrada dessas), pode-se colocar as poucas defesas de ponto que temos em pontos estratégicos. De qualquer maneira não acredito que a Venezuela tenha meios de simplesmente disparar mísseis de cruzeiro até a Fábrica da IVECO. O ponto logístico que os colegas postaram faz bastante sentido. Temos meios inclusive de fazer um bloqueio naval, impedindo que novas remessas de material sejam feitas por mar, por exemplo. E por mais que se façam remessas por via aérea, elas… Read more »

glasquis 7
Reply to  Leandro Costa
3 anos atrás

“…Temos meios inclusive de fazer um bloqueio naval, impedindo que novas remessas de material sejam feitas por mar, por exemplo…”

E como seria feito esse bloqueio, com as Niteroi ou a Barroso?

Teria o Brasil condições de bloquear um navio russo em aguas internacionais?

Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  glasquis 7
3 anos atrás

Primeiro, eu duvido muito que o Brasil estivesse sozinho nessa. O amigo do norte jamais deixaria nos deixaria sozinhos enquanto a Rússia arma um país no quintal americano. Segundo, se contar com o Riachuelo, que deve estar sendo entregue nos próximos meses à MB, temos 3 submarinos totalmente operacionais e talvez mais 1 que poderia ser aprontado e questão de meses e ainda teríamos pelo menos 2 Niteróis, a Barroso, a Barroso e o Atlântico. Isso é muito, mas muito mais do que a Venezuela tem e a Rússia não peitaria em águas territoriais Venezuelanas, porque o problema entre nós… Read more »

Glasquis 7
Reply to  Jadson Cabral
3 anos atrás

“eu duvido muito que o Brasil estivesse sozinho nessa.” Mas o comentário foi: “…Temos meios inclusive de fazer um bloqueio naval, impedindo que novas remessas de material sejam feitas por mar, por exemplo…” Em nenhum momento fala de terceiros ajudando o Brasil. “ se contar com o Riachuelo, que deve estar sendo entregue nos próximos meses à MB, temos 3 submarinos totalmente operacionais e talvez mais 1 que poderia ser aprontado e questão de meses e ainda teríamos pelo menos 2 Niteróis, a Barroso, a Barroso e o Atlântico. Isso é muito, mas muito mais do que a Venezuela tem e… Read more »

Johan
Johan
Reply to  Canarinho
3 anos atrás

Nem mesmo você sabe lá da onde viria a chuva de mísseis de cruzeiro, puro super trunfo.
Você deve ter esquecido que o Brasil que está no fim do desenvolvimento do seu próprio míssil de cruzeiro.
Ah mas não está pronto…
…respondo: esforço de guerra estaria pronto em pouco tempo!

Last edited 3 anos atrás by Johan
glasquis 7
Reply to  Johan
3 anos atrás

esforço de guerra estaria pronto em pouco tempo!”

Vc sabe quanto demorou o PMG da Defensora?

Sabe quanto durou a Guerra das Falklands ou a Guerra  no Alto Carabaque?

Hoje as guerras se ganham cm o que se tem, não com o que se terá.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  glasquis 7
3 anos atrás

Apenas o que o Brasil tem em serviço na marinha já é poder de fogo suficiente para destruir a marinha venezuelana.

glasquis 7
Reply to  Wilson Look
3 anos atrás

Sim mas afundar a Marinha da Venezuela não impediria que a Rússia, China ou qualquer outro país entrega-se armas à Venezuela, aliás, acho que a MB nem poderia tocar em navios de países fornecedores em águas internacionais.

Camargoer
Camargoer
Reply to  glasquis 7
3 anos atrás

Olá Glasquis. Se a MB ou a marinha chilena interceptasse um navio de bandeira estrangeira levando armas para a Venezuela, isso seria um ato de guerra contra a Venezuela.

Glasquis 7
Reply to  Camargoer
3 anos atrás

Sem dúvidas mas, queria ver qse o Chile ou o Brasil estariam dispostos a peitar navios russos ou chineses se nem peitam navios pesqueiros.

Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  glasquis 7
3 anos atrás

Ué, do mesmo jeito que a Venezuela poderia receber ajuda da Rússia, nós poderíamos receber dos EUA.

glasquis 7
Reply to  Jadson Cabral
3 anos atrás

O comentário disse que o Brasil sozinho consegue. Em nenhum momento se fala de ajuda externa.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  glasquis 7
3 anos atrás

Nem precisa, se a marinha venezuelana é destruída, basta bloquear os portos, que terão que achar outra forma de enviar armas para a Venezuela.

Glasquis 7
Reply to  Wilson Look
3 anos atrás

Como vai bloquear os portos venezuelanos tendo uma frota de SU 30 para contra restar?

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  Glasquis 7
3 anos atrás

E esses SU-30 dariam conta de 2 frentes?

Porque tem a FAB inteira que estaria ao sul e a MB estaria ao norte, além de que submarinos não seriam incomodados pelos SU-30, e seria possível minarem as entradas do portos.

glasquis 7
Reply to  Wilson Look
3 anos atrás

Entenda que o sistema de defesa aérea da Venezuela á conta. Os S 300 VM é suficiente pra dar tranquilidade de enviar 5 ou 6 SU pra quebrar um bloqueio. Principalmente sabendo que a MB não conta com um sistema de defesa aérea de zona. O resto da frota junto com a defesa anti aérea dão conta do recado. O triunfo seria o combate em terra.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Wilson Look
3 anos atrás

Olá Wilson. Só falta uma justificativa para uma ação de guerra destas. Para que a MB vai atacar a marinha venezuelana? Qual foi o ato de guerra venezuelano que teria motivado a MB atacar a marinha venezuelana?

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  Camargoer
3 anos atrás

Isso só ocorreria em caso de guerra entre os dois países. O que eu duvido que ocorra, no máximo é o que já ocorre que é a MB perseguindo navios venezuelanos agindo ilegalmente em aguas brasileiras.

Tomcat4,2
Reply to  Canarinho
3 anos atrás

Viaja não muchacho, Venezuela acertar a Iveco em MG a mais de 3.500 km de distância?????‍♂️??‍♂️??‍♂️
Vcs não tem limites ?????

glasquis 7
Reply to  Marcos
3 anos atrás

Uma pergunta de leigo, com o que o EB destruiria um BRT do EBV?

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  glasquis 7
3 anos atrás

ALAC, o Cascavel, etc…

E sendo sincero tirando o T-72B1 o resto do blindados venezuelanos são vulneráveis ao cascavel.

glasquis 7
Reply to  Wilson Look
3 anos atrás

Entendo, então os ZBD 05 armados com de mísseis Hong Jian-73C com alcance de 5 km. não estariam à altura dos Cascavel que nem imagino como faria pra desviar dos 9M117 Bastion, os RPG-7V2, os 2K25 Krasnopol e os IMI MAPATS-2.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  glasquis 7
3 anos atrás

Agora está entrando na arena de como o armamento será empregado, o que é diferente da pergunta anterior.

E novamente, tirando os T-72B1 todos os outros blindados venezuelanos podem ser destruídos pelo cascavel, da mesma forma que o cascavel será destruído se for atingido, tudo dependerá de como eles serão utilizados. E não entendi o porque de colocar uma munição de artilharia ai no meio.

Glasquis 7
Reply to  Wilson Look
3 anos atrás

Agora está entrando na arena de como o armamento será empregado, o que é diferente da pergunta anterior.”

Não. a verdade é que o ALAC não existe no EB assim como nenhum ATGM ativo em serviço e os cascavel não conseguiram se aproximar impunemente aos blindados venezuelanos pois eles sim tem ATGM e bastantes.

Entenda que não estou dizendo que o Brasil perderia mas sim que, seria uma carnificina para ambos lados se consideramos os armamentos existentes em cada força na atualidade.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  Glasquis 7
3 anos atrás

O que não tem é o MSS 1.2 AC, o ALAC é uma arma da categoria do AT-4, e sobre o resto, tirando aquela faixa de terreno aberto na fronteira o resto é mato fechado, isso limita muito o emprego de ATGMs pois não se tem como tirar todo o proveito de seu alcance, o que é possível no sul do Brasil.

Na região o terreno favorece o defensor, o cascavel operaria realizando emboscadas.

glasquis 7
Reply to  Wilson Look
3 anos atrás

“O que não tem é o MSS 1.2 AC, o ALAC é uma arma da categoria do AT-4”
Vc está certo. Eu me enganei. Confundi o ALAC com o MSS 1.22 AC

Nessa região o combate seria corpo a corpo. mesmo assim, o equipamento deles é bom, dariam muito trabalho.

Além disso, se não há espaço pro emprego de ATGM, menos ainda espaço há pro uso de blindados, não acha?

Last edited 3 anos atrás by glasquis 7
Emmanuel
Emmanuel
3 anos atrás

O Paraguai tinha o melhor exército do continente.
O Brasil, nem de longe.
Hoje, o Paraguai praticamente não existe…já o Brasil.
Treino é treino, jogo é jogo.

Canarinho
Canarinho
Reply to  Emmanuel
3 anos atrás

Amigo com dinheiro da inglaterra minando a vontade (para ser pago com suaves juros depois)o negocio fica meio desleal ne? Alias sabe se la quantos mercenarios nao desceram por essa terra aqui para carregar o piano nessa guerra por procuracao para a coroa.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Canarinho
3 anos atrás

Canarinho, a Inglaterra não tem qualquer tipo de envolvimento na Guerra do Paraguai. Estávamos inclusive de relações diplomáticas cortadas com a Inglaterra devido à questão Christie.

Cadu
Cadu
Reply to  Leandro Costa
3 anos atrás

Exatamente! Inclusive um dos motivos da invasão militar nossa no Uruguai ( um dos fatos que contribuiu para guerra), também foi para demonstrar força.

camargoer
camargoer
Reply to  Leandro Costa
3 anos atrás

Olá Leandro. Exato. Tem um livro pequeno de um historiador chamado “A guerra é nossa” que analisa as causas da Guerra do Paraguai e ele diz que são inexistentes qualquer documento que prove o envolvimento da Inglaterra no conflito.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  camargoer
3 anos atrás

Opa! Obrigado por mais uma boa sugestão de leitura pois esse eu não conhecia. 😀

Mas o mesmo é afirmado pelo Doratioto em ‘Maldita Guerra’ e por Luiz Octávio de Lima em ‘A Guerra do Paraguai.’ Livros relativamente recentes e com pesquisa bastante profunda sobre o tema.

camargoer
camargoer
Reply to  Leandro Costa
3 anos atrás

Olá Leandro. “Maldita Guerra” é muito bom. Estou com o livro do Luiz Lima na estante, ainda embrulhado no plástico esperando as férias chegarem… vou mudar a ordem e colocar ele por cima da pilha.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  camargoer
3 anos atrás

Esse é um dos problemas com livros, Camargo. Eu estava procurando um livro específico sobre o bombardeio de Schweinfurt-Regensburg, e encontrei dois livros recentes que me parecem bons. O problema é que um deles é de um autor que já conheço e gosto, e descobri que ele lançou mais dois outros livros… estou sentindo que o que seria a aquisição de apenas um livro, vai virar uma bola de neve… >.<

Camargoer
Camargoer
Reply to  Leandro Costa
3 anos atrás

Olá Leandro. Este é o tipo de problema que faz bem. Espero morrer antes de resolver este problema e deixa de herança para minha filha.

GABRIEL
GABRIEL
3 anos atrás

O que a Venezuela tem de impressionante são as defesas antiaéreas que seria uma pedra no sapato do Brasil ou de qualquer outro pais em caso de guerra, agora a marinha é ridícula até um navio de passageiros português destruiu uma embarcação deles e o exercito lembra muito o do Iraque na Guerra do Golfo, tem quantidade e não qualidade, na primeira oportunidade todos iriam se render é melhor do que passar fome.

Marcos
Marcos
3 anos atrás

Pelas imagens , todas aproximadas propositalmente( sem ter a dimensão exata), o grande desfile é bem aquém do que se informa.

MFB
MFB
3 anos atrás

Tem gente aqui que critica o Maduro mas apoia o projeto do “Chavez” com camisa da CBF. É uma comédia.

MCruel
MCruel
3 anos atrás

Desfile militar é que nem propaganda de produto. Tudo lindo e maravilhoso. Se o produto não é bom, não subsiste. O mesmo serve para as forças armadas.

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
3 anos atrás

Desejo tudo de bom aos venezuelanos, que uma pitada de patriotismo torne o país um pouco melhor e mantenha as forças armadas aquarteladas, tomara que instaure a paz e restaure as relações internacionais o quanto antes
A única ameaça da Venezuela foi uma arma apontada para cabeça de seu próprio povo, deixem a Venezuela em paz.

Agressor's
Agressor's
3 anos atrás

Ai é um desfile que dá gosto de assistir…Nessa área estão de parabéns, a maior força da América Latina hoje…E a que tudo indica estão fazendo uma corrida armamentista pra deixar suas defesas ainda mais reforçadas, dada a situação de ameaça/urgência que paira sobre eles nesse momento…

Last edited 3 anos atrás by Agressor's
_RR_
_RR_
3 anos atrás

Prezados… Uma guerra entre Brasil e Venezuela é algo impensável… Se imaginarmos o cenário onde se desenrolaria o conflito, resta claro que haveria um espaço extremamente limitado para manobras, com poucos terrenos favoráveis para o avanço de uma força de cavalaria. A maior ameaça seria projetada para a região de Boa Vista, um gargalo bem defensável. O terreno, de forma geral, é um verdadeiro pesadelo para manobras, evitando que qualquer ofensiva em larga escala seja verdadeiramente viável. Enfim… Se ousarem entrar, encontrarão um verdadeiro Vietnam, tendo pela frente um terreno totalmente favorável aos defensores, uma força bem treinada e motivada,… Read more »

Tomcat4,2
Reply to  _RR_
3 anos atrás

Agora tenta colocar isso na cabeça dos vira latas de plantão ?, não aceitam nada q não seja os pensamentos malucos deles.

Agressor's
Agressor's
Reply to  _RR_
3 anos atrás

Dá pra notar bem que vc não conhece nada daquela região, vc já ouvia falar da “Guerra de Lethem”?..Uma porção do nosso território foi tomada pelo dedo da Inglaterra nesse incidente recente a poucas décadas e agora faz parte do domínio da Guiana…Guiana Inglesa na verdade pois nunca foi independente ou autônoma, ainda continua como uma colônia disfarçada dos ingleses…

Last edited 3 anos atrás by Agressor's
camargoer
camargoer
Reply to  _RR_
3 anos atrás

Olá RR. Geralmente, uma guerra é o resultado de uma escalada cuja origem tem alguma motivação. Quando a gente avalia o contexto da crise venezuelana, a primeira coisa que fica clara é que o governo venezuelano não tem interesse em uma escala, seja contra o Brasil ou contra a Colômbia. Faltam, por exemplo, vantagens econômicas para iniciar um conflito. Falta capacidade industrial para a Venezuela manter um conflito de longo prazo. Com a crise política entre a oposição e o governo, o governo venezuelano poderia dar a chance para uma intervenção estrangeira apoiada pela oposição. Por todos os lados que… Read more »

_RR_
_RR_
Reply to  camargoer
3 anos atrás

Boa noite, Camargoer.

Se me permite, era o comentário que faltava!

Nesse momento da história, a última coisa que o atual governante venezuelano deseja é dar o motivo para uma intervenção externa.

O fato de estar se armando como tal, não tem por propósito a invasão de algum vizinho, mas manter a ordem interna (como já vimos recentemente) e proporcionar aos militares venezuelanos um mínimo de adestramento. Claro que há um efeito dissuasório frente a opositores regionais, mas é evidente que o armamento é insuficiente para opor-se a qualquer agressor determinado e razoavelmente bem equipado.

camargoer
camargoer
Reply to  _RR_
3 anos atrás

Olá RR. Creio que as compras de armas pelo governo venezuelano foi um dos modos de manter o apoio das forças armadas. Seria desastroso para o governo venezuelano enfrentar uma crise política, como vem enfrentando, sem o apoio das forças armadas. Este apoio pode ser consigo por dois meios. De um lado, adquirindo equipamento militar moderno (mesmo usando recursos que seriam necessários em outas áreas da sociedade), e por outro lado, dando privilégios para os militares, como soldos altos, aposentadorias, cargos dentro do governo, linhas de financiamento especiais. Portanto, a aquisição de material militar nada tem a ver com planos… Read more »

Caio
Caio
3 anos atrás

A Coreia do Norte cucaracha, eita América Latina.

Maurício.
Maurício.
3 anos atrás

Em 2019, principalmente depois das confusões com os comboios de ajuda humanitária, tinha um pessoal afirmando que o Maduro não passaria daquela semana, que a US Navy já estava pronta para baixar o porrete na Venezuela, e mais um monte de afirmações tiradas não sei de onde, talvez do imaginário de suas cabeças, bem, o tempo passou e nada de Maduro cair ou aparecer o tal porrete da US Navy.
Ouvi boatos que naquele tempo até a FAB estava fazendo uns treinamentos mais específicos…
No final, ainda bem que não aconteceu guerra alguma, guerra nunca é a melhor opção.

Bruno
Bruno
Reply to  Maurício.
3 anos atrás

Ouvi boatos que naquele tempo até a FAB estava fazendo uns treinamentos mais específicos…” Prezado, as vozes da sua cabeça e boatos não valem! Vá tomar um todynho.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Bruno
3 anos atrás

“boatos não valem!” Se você for esperar um pronunciamento oficial da FAB sobre certos assuntos, quem anda tomando todynho é você…

daniela
daniela
3 anos atrás

fantoches de cuba

Wilson França
Wilson França
Reply to  daniela
3 anos atrás

Hã?

ALISON
ALISON
Reply to  daniela
3 anos atrás

Para de fumar isso viu? estragou já…

MestreD'Avis
MestreD'Avis
3 anos atrás

Caros foristas, depois de ler os comentários a esta e outra noticia, eu fico a pensar se realmente há medo de que a Venezuela possa invadir o Brasil. Visto por alguém de fora, um pais invadir outro com 10 vezes o seu tamanho e 8 vezes a sua população é uma loucura absoluta!!! Acho que nem o general Venezuelano mais louco alguma vez considera ter sucesso nessa empreitada. Seria uma operação da escala da Barbarossa em 1941 que necessita de mihões de homens!! E esses milhões de homens iam atravessar os 3000km da fronteira até Brasilia como? Um ataque rápido… Read more »

Tomcat4,2
Reply to  MestreD'Avis
3 anos atrás

Mas a turma q idolatra o “poderio” venezuelano adora um super trunfo e um desfile com os brinquedos lustrados e brilhando e se esquecem que treino(e desfiles,hauhauhau) é treino e jogo é jogo.

ALISON
ALISON
Reply to  MestreD'Avis
3 anos atrás

São apenas os loucos mi.ni.ons que conjecturam esse absurdo de a Venezuela atacar o Brasil. Bando de lou.cos

camargoer
camargoer
Reply to  MestreD'Avis
3 anos atrás

Caro Mestre. Concordo com você. Para a Venezuela agredir o Brasil ela teria que vislumbrar alguma vantagem, por exemplo um ganho de território com riquezas minerais (mas a Venezuela possui reservas de petróleo maiores que as brasileiras). Além disso, a Venezuela teria que ter capacidade militar de manter o território ocupado, o que custaria muito mais do que o benefício econômico resultante da agressão. Para isso, a Venezuela teria que ter capacidade industrial para abastecer a sua intervenção a médio e longo prazo, algo que não tem. Uma agressão deste tipo daria o motivo para uma intervenção dos EUA, o… Read more »

SmokingSnake ?
SmokingSnake ?
Reply to  MestreD'Avis
3 anos atrás

Já aconteceu várias vezes na história, o próprio Brasil foi invadido pelo Paraguai.

Last edited 3 anos atrás by SmokingSnake ?
Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  SmokingSnake ?
3 anos atrás

O Mundo está bem diferente daquela época, inclusive o Brasil. A Guerra do Paraguai em si já é um excelente fator dissuasório em favor do Brasil.

Não vejo a menor possibilidade de a Venezuela empreender qualquer tipo de ação ofensiva contra o Brasil. Aliás, não vejo a menor possibilidade de alguém empreender esse tipo de coisa à menos que seja algo extremamente pontual.

MestreD'Avis
MestreD'Avis
Reply to  SmokingSnake ?
3 anos atrás

SmokingSnake, não creio que algo que aconteceu há 150 anos possa ser transposto para o Séc XXI. Nessa altura eram jovens países lutando por cimentar as suas fronteiras e posição na hierarquia continental sem impacto directo nas populações fora da zona de combate. E o resultado da invasão Paraguaia reforça até o que eu disse: Um lider iludido levando o seu país para uma guerra que não poderia vencer

camargoer
camargoer
Reply to  SmokingSnake ?
3 anos atrás

Caro Smoking. Recomendo o livro “Maldita guerra” para entender o contexto daquela guerra. O Paraguai invade o Mato Grosso, cujo território era acessado apelas por via fluvial a partir do Rio da Prata e subindo o RIo Paraguai por dentro do Paraguai. Não havia estrada nem aviação. Para o Paraguai, bastava contar o acesso pelo riio que cruzava o seu território para controlar todo o MatoGrosso. E isso só aconteceu uma vez. E deu errado.

ALISON
ALISON
3 anos atrás

O que tem de lo.uc.o aqui é uma riqueza…

Não tem que ficar comparando guerra de Brasil com Venezuela… Nenhum dos dois nunca mostrou hostilidade alguma com o outro ate o surgimento dos mi.nio.ns com suas loucuras de restabelecer a democracia indo na onda dos EUA…

O material bélico da Venezuela tá até bom pra quem vem sofrendo esse sabotamento brutal a tantos anos por parte dos EUA e países europeus principalmente…

E claro que numa guerra longa, o Brasil levaria vantagem pela infraestrutura e logística…

camargoer
camargoer
Reply to  ALISON
3 anos atrás

Olá Alison. Há anos venho criticando a postura brasileira de confronto contra a Venezuela, que fez a indústria brasileira perder mercado e prejudicou a posição brasileira de intermediar qualquer solução diplomática para a crise na Venezuela. Sobre um conflito entre os dois países, ou o Brasil é o agressor ou o Brasil é o agredido. Não existe uma terceira opção. A Venezuela não tem nem interesse estratégico, nem político, nem econômico para agredir o Brasil. Sobra a opção do Brasil agredir a Venezuela, o que também seria um disparate. O maior risco que existiu foi o do governo brasileiro ou… Read more »

Tomcat4,2
3 anos atrás

O aeroporto de Santa Elena de Uairén na Venezuela fica a 10,1 km de Pacaraima RR(onde há uma pista que poderia ser usada para suprimento logístico para nossas forças armadas), nesta distância ,a pista deste aeroporto venezuelano está bem ao alcance do sistema Astros II(q nem precisa ficar tão próximo da fronteira pois há foguetes com mais de 50 km de alcance ) e dos obuses tbm. Destruindo esta pista já daria um baque na, caso tenha alguma, capacidade logística venezuelana para manter tropas próximas da fronteira em um dos únicos(se não é o único mesmo) caminhos terrestres trafegáveis para… Read more »

Mangano
Mangano
3 anos atrás

Topicando aqui depois de ler todos os comentários: 1. Como já dito, pouquíssimos países possuem satisfatória independência industrial e tecnológica pra manter o esforço de guerra praticamente de forma independente. Resta então escolher um lado e daí que vêm as escolhas feitas por equipamentos no momento da aquisição (em um potencial conflito com a Venezuela, os principais “provedores” do Brasil estariam do nosso lado); 2. É simplesmente impensável que a Venezuela invadisse o Brasil … Se os EUA ainda não tomaram uma ação mais enérgica em relação ao Maduro podem ter certeza que é porque colocaram na ponta do lápis… Read more »

Chico Tripa
Chico Tripa
3 anos atrás

Como leio e ouço sandices espalhadas por mal intencionados e replicadas por inocentes úteis à respeito do povo, da Venezuela e do governo da Venezuela. A Venezuela como peça importante ao norte da américa do sul. Até acredito que os grandes e bem armados saqueadores internacionais estejam de olho sim e alimentem sonhos, ou planos, ou intenções de ocuparem fisicamente toda a região norte da América do Sul para não correrem o risco de perderem o controle político (que sempre detiveram) sobre essas vastas e riquíssimas áreas do planeta. Sabemos que a América do Sul é área de retaguarda vital… Read more »

Mangano
Mangano
Reply to  Chico Tripa
3 anos atrás

Ah tá…. Pode crer…. O povo da Venezuela está super bem alimentado e disposto a defender seu grande messias Nicolas Maduro contra a maligna conspiração Yankee que quer dominar o norte da América do Sul…. Obrigado por esclarecer….

Chico Tripa
Chico Tripa
Reply to  Mangano
3 anos atrás

A mesma conversa chata de sempre! Discutir e expor opiniões diferentes dessa ladainha chata, idiota e que não leva a lugar nenhum é simplesmente perda de tempo! Boa tarde!

Claudio QUADROS
Claudio QUADROS
3 anos atrás

Os cara não consegue lida pequenobgrupi terrorista imagina guerra Iraque tinha maiores exército mundo aliados chegou se entregaram ao montes.

Antunes1980
Antunes1980
3 anos atrás

Para constar.

Os T-72B1V deles são superiores ao nossos Leopard 1a5.
Os SU-30 MK2 são superiores ao nossos F-5 Tiger II
Os Sistemas S-300 são os melhores da América do Sul.
Os Mi-35 Hind foram recentemente atualizados.

Com certeza uma dor de cabeça ele dariam no nosso EB e FA.

camargoer
camargoer
Reply to  Antunes1980
3 anos atrás

Caro Antunes. Falta o principal. Qual a motivação da Venezuela agredir o Brasil militarmente? Afinal, a China tem poder militar superior ao brasileiro, os EUA também. A Rússia e a China tem poder militar superior. Nem por isso qualquer um destes países (inclusive a Venezuela) expressam razãoes políticas, estratégicas ou econômicas para considerar o Brasil um inimigo.

Glasquis 7
Reply to  camargoer
3 anos atrás

Não existe motivação alguma.

Ao que parece, está mais fácil o Brasil agredir a Venezuela.

O Maduro é problema dos venezuelanos e ponto.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Antunes1980
3 anos atrás

Ui, nossa, que dor de cabeça. Nossa, nossa.

ALISON
ALISON
Reply to  Antunes1980
3 anos atrás

So no Inicio. Numa guerra longa perderiam. Mas isso e conversa de mi.ni.on. Venezuela não tem interesse algum em atacar o Brasil, seja político, econômico ou militar.

sub urbano
sub urbano
3 anos atrás

Em uma guerra de curta duração a Venezuela venceria o Brasil. Ocorre q os políticos brasileiros nunca tomariam prolongar demais uma guerra, o custo economico e politico é alto. O Brasil demorou 50 anos pra pagar a divida da Guerra do Paraguai.

ALFA BR
ALFA BR
Reply to  sub urbano
3 anos atrás

O que te leva a crer nisso?

camargoer
camargoer
Reply to  sub urbano
3 anos atrás

Caro Sub. Discordo da sua premissa. Há essencialmente dois tipos de conflitos. De um lado, existem aqueles que são definidos por uma campanha curta praticamente em torno de uma batalha decisiva. Do outro, as guerras de atrito que se prolongam por anos, vencendo o país que tiver as condições humanas, industriais e econômicas para sustentar a guerra. Para que um país vença um conflito rapidamente, ele precisa de um poder militar muito superior ao do outro pais. Precisa de mais tropas, de mais tanques, de mais aviões. Como exemplo seria a guerra do golfo, no qual os EUA tinha uma… Read more »

Jagdverband#44
Jagdverband#44
3 anos atrás

Se procurar bem vai achar um T34.

pgusmao
pgusmao
3 anos atrás

Que recebam de volta essa imensidão de refugiados, só na minha cidade está cheio de venezuelanos pedindo esmola nos sinais, apesar de sobrar vagas para trabalho aqui na região do vale do Itajaí/SC!!

Camargoer
Camargoer
Reply to  pgusmao
3 anos atrás

Caro Pgusmao. Segundo os dados do IBGE, o desemprego está em 14%, uma taxa muito alta. Acho difícil dizer que existam vagas sobrando. Além disso, é preciso entender que um refugiado com nível superior terá que revalidar o seu diploma para poder exercer a sua profissão. Portanto, até conseguir regularizar esta situação, este refugiado terá que disputar vagas de menor salário, que são exatamente as faixas de maior desemprego. Impressões pessoais não podem ser usadas para conclusões estatísticas. É muito comum chegar a conclusões equivocadas. Então seria interessante fazer as seguintes perguntas. 1 qual a taxa de desemprego na região?… Read more »

José Pereira
José Pereira
3 anos atrás

Arábia Saudita da América do Sul e esta nesta situação.
Fico imaginando como a vida dos Venezuelanos Sob um governo descente…seria uma das maiores potências das Américas.