domingo, dezembro 4, 2022

Saab RBS 70NG

Uma nova ordem mundial surgirá das cinzas da supremacia dos EUA

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

À medida que a globalização e o domínio financeiro americano desmoronam, devemos prestar atenção ao papel do Sul Global

Por Marco Carnelos*

A ordem mundial está desaparecendo e ainda não há uma ideia clara sobre a próxima.

Demorou apenas 30 anos. A Guerra Fria terminou, mas uma paz calorosa durou apenas uma década. Os pilares da ordem mundial baseada em regras liderada pelos EUA – neoliberalismo, economia de livre mercado, finanças não regulamentadas e globalização – estão agora todos em questão.

No alvorecer do século XXI, a história e a natureza começaram a reivindicar assertivamente suas prerrogativas de uma humanidade superconfiante e arrogante. Os eventos de 11 de setembro e as longas guerras americanas no Iraque e no Afeganistão mancharam a liderança unipolar dos EUA e sua superioridade militar. A Pax Americana está em retirada desde então.

A crise financeira global de 2008 levantou dúvidas sobre uma economia gananciosa, especulativa, superfinanciada e subregulada. As consequências foram duras medidas de austeridade, espalhando uma enorme desigualdade; os dados mais recentes dos EUA e do Reino Unido são assustadores.

Teorias econômicas monetaristas duradouras foram deixadas de lado, enquanto imprimir dinheiro se tornou o novo normal nos EUA e na UE. A confiança cega no papel de equilíbrio do mercado, a chamada mão invisível, foi abalada. Os resgates financeiros e a pandemia de Covid-19 mostraram que é necessária uma mão visível, a do Estado. Políticos, economistas e especialistas neoliberais subitamente esqueceram o que pregavam há décadas.

Após 150 anos de intrusões e calamidades imperiais, a China despertou lentamente e recuperou o papel que teve durante a maior parte dos últimos dois milênios como a principal potência econômica do mundo. E foi ainda mais longe, tornando-se um poder tecnológico impressionante (com exemplos como 5G, inteligência artificial e computação quântica) e um poder militar em expansão.

Isso fez soar o alarme em Washington. Os EUA ficaram chocados com a ascensão da China e continuam relutantes em compartilhar sua hegemonia global há muito estabelecida.

Crise climatica

Quanto à natureza – depois de ter sido dizimada pela atividade humana e principalmente pela industrialização ocidental – agora está ameaçando o planeta com uma crise climática acelerada, enquanto pandemias como a Covid-19 apresentam uma nova ameaça disruptiva para a humanidade.

A crise energética levou a algumas dúvidas sobre a revolução verde, já que até Elon Musk, da Tesla, sustenta que os combustíveis fósseis ainda são necessários. Reduzir as emissões globais é um processo mais complicado quando a economia mundial caminha para a recessão.

A raiva pelo presente e o medo pelo futuro – com a assustadora perspectiva de que as gerações seguintes terão uma vida pior do que a nossa – parecem ser os marcadores distintivos do nosso tempo.

Em circunstâncias tão perturbadoras, pode-se esperar que as principais nações do mundo arregacem as mangas e, juntas, enfrentem essa grande variedade de desafios. Sem chance: em vez disso, o sistema mundial está se fraturando ainda mais. O estopim foi a invasão da Ucrânia pela Rússia, mas as condições já existiam muito antes da guerra. Em outras palavras, embora o presidente russo Vladimir Putin seja o principal vilão aqui, ele não é o único.

Ler as folhas de chá corretamente é, portanto, crucial. Mas a mídia ocidental já errou na cobertura da recente cúpula da Organização de Cooperação de Shangai, procurando obsessivamente por uma divisão entre China e Rússia quando a verdadeira notícia era a longa fila de países dispostos a ingressar na organização.

Irã e Bielorrússia foram admitidos, e outros poderão ser adicionados em breve, incluindo Egito, Turquia, Arábia Saudita, Catar, Bahrein, Kuwait e Emirados Árabes Unidos. Aliás, são todos aliados e parceiros dos EUA.

Embora seja verdade que Moscou e Pequim tenham opiniões diferentes sobre muitas questões, a sorte está lançada. Eles estão no mesmo barco, com até a Economist reconhecendo esse fato. A China está se preparando para que os EUA e a UE tomem a mesma posição contra Pequim que tomou contra Moscou e, assim, estão aumentando seus esforços para ser o mais independente possível em tecnologia, energia, alimentos e finanças.

Dólar usado como arma

Um evento importante deve ocorrer na China no próximo mês, quando Xi Jinping deve ser reconduzido como o principal líder do país para um terceiro mandato sem precedentes que pode abrir caminho para sua nomeação vitalícia. E em novembro, as eleições de meio de mandato dos EUA determinarão se o governo Biden pode continuar sua agenda ambiciosa, tanto dentro quanto fora do país. Uma semana depois, a Cúpula do G20 na Indonésia mostrará como as relações estão evoluindo entre os blocos do Sul Global e do Norte Global.

O que está claro agora é que a globalização está desmoronando. Como Zoltan Pozsar, do Credit Suisse, resumiu com maestria, a globalização foi alimentada pelo gás barato da Rússia para a Europa e produtos baratos da China para os EUA, que sustentavam o sonho consumista americano. O sistema também se baseou no domínio financeiro americano construído sobre o dólar americano como moeda de reserva global e, por décadas, foi dotado de inflação baixa e taxas de juros zero.

Esta situação não existe mais. A hegemonia financeira dos EUA é menos tolerada, pois o dólar foi excessivamente usado como arma contra qualquer um que não se alinha com as posições de Washington.

As principais palavras-chave agora são dissociação e reshoring, diante de cadeias de suprimentos globais cada vez mais interrompidas. Cortada da energia barata da Rússia, a Europa está adotando alternativas muito mais caras. Os EUA e a China estão cada vez mais se desvinculando, sem sequer perguntar quais impactos podem resultar do corte de cadeias de suprimentos e fluxos financeiros.

Guerra econômica

Enquanto uma guerra real está ocorrendo na Ucrânia, uma guerra econômica global está se desenvolvendo entre os EUA, a UE e a Rússia e, em breve, a China. O Sul Global está observando, esperando permanecer em cima do muro, mas também pode se envolver economicamente. Os EUA estão ponderando sanções secundárias contra países que não se alinham com suas sanções contra a Rússia, e uma situação semelhante pode ocorrer em um futuro próximo em relação à China.

O inverno está chegando. A Europa está pronta para começar o racionamento de energia, enquanto os EUA deixaram claro que não podem ajudar. Quarenta CEOs de produtores de metal europeus, reunidos sob a bandeira da Eurometaux, emitiram este mês uma carta conjunta às instituições da UE, alertando que seu setor enfrenta uma ameaça existencial de altos custos de energia.

Em nível global, o Banco Mundial acaba de divulgar um relatório afirmando que “a economia global está no meio de um dos episódios mais síncronos internacionalmente de aperto das políticas monetária e fiscal das últimas cinco décadas”. Entre suas conclusões está que uma recessão global pode ser iminente.

A ordem mundial baseada em regras liderada pelos EUA tem sido frequentemente implementada com viés, mas sua crise também se deve ao surgimento mundial de diferentes valores, particularmente na China, na Rússia e no Sul Global. O sistema global pode estar evoluindo ao longo das linhas civilizacionais.

Há um século, o intelectual francês René Guénon advertiu contra uma civilização ocidental excessivamente materialista e individualista; algumas décadas depois, o historiador Arnold Toynbee deixou claro que o Ocidente não podia fingir ser o único modelo a seguir.

Hoje, é necessária uma recalibração da ordem mundial – e para funcionar de forma adequada e justa, deve ser baseada em valores amplamente compartilhados, refletindo nossa nova realidade mais caleidoscópica.


*Marco Carnelos é um ex-diplomata italiano. Ele foi designado para a Somália, Austrália e as Nações Unidas. Ele serviu na equipe de política externa de três primeiros-ministros italianos entre 1995 e 2011. Mais recentemente, ele foi enviado especial do coordenador do processo de paz no Oriente Médio para a Síria para o governo italiano e, até novembro de 2017, embaixador da Itália no Iraque.

- Advertisement -

126 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

126 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Patrício
Patrício
2 meses atrás

E a nossa grande felicidade é que estamos presenciando esse fato histórico.
Alvíssaras!

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Tem certeza? A China cresceu principalmente nesse mundo de “regras” em q os EUA dominavam. Se a regra muda pra um, muda pra outros… E quem disse q os EUA não se adaptarão? Chega a ser cômica a tua torcida. O mais interessante q vc e outros falam como se os EUA tivessem acabado. Ele ainda é a maior potência econômica. Ainda é a maior potência militar. Ainda é a maior potência científico-tecnológica. Ainda é a maior potência políticas. E ainda é a maior potência psicossocial. Econômica: os números são a prova Militar: os meios melhores e mais capacitados. Ciência… Read more »

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Enquanto isto no mundo real..

Bolsa de Moscou hoje..

O gás que os russos já estavam tomando esfolada para vender para Índia e China, caiu mais de 50%…

Nem números manipulados aguentam muito desaforo.

Mas fica tranquilo…as sanções não estão dando certo e a guerra, ops.. operação especial segue normalmente.

bolsa_moscou.png
Andreo Tomaz
Andreo Tomaz
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
2 meses atrás

Comandante farinha acha que a Rússia tá ganhando mais dinheiro agora vendendo parte de todo gás que era destinado a Europa para a China e a Índia e, ainda por cima, mais barato. Nem ele mesmo acredita nas próprias ideias.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Andreo Tomaz
2 meses atrás

Eu nem perco o meu tempo vendo os comentários dele e os da JP…

Eu fico até com vergonha

H.Saito
H.Saito
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Ufa, ainda bem que concorda com o conselheiro do Silvio Berlusconi!

kkkkkkk

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Os bots não sabe o que isso significa kkkk

Carvalho
Carvalho
2 meses atrás

O autor acertou no diagnóstico.
Mas não teve coragem de fazer Prognóstico….pra não assustar as crianças.
A nova ordem mundial será sombria.

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

Ele faz uma analise e não diz que a queda da supremacia dos EUA será sucedida pela ascensão de países cujas estruturas são burocraticas, corruptas e principalmente autocráticas para não dizer ditatoriais. Governos extremamente fechados e perigosos a liberdade.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Wellington jr
2 meses atrás

Exato.
Aqueles ressentidos que se alegram pela queda das democracias liberais irão ainda amargar sob o peso da opressão das liberdades.

Hawk
Hawk
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

Quando a boca do Dragão Chinês fechar, o mundo terá saudades das Garras Americanas!

Patrício
Patrício
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

E por falar em ‘democracias liberais’, muito provavelmente a extrema direita italiana deve vencer as eleições na falida bota.
Analistas ressaltam as posições anti União Europeia dos partidos que vão formar o Governo.
Lembro que a extrema direita também está para assumir o poder na Suécia.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Não costumo responder a trolls, mas isso sao oscilações naturais do espectro político democrático. Mesmo a extrema direita não será capaz de romper o sistema de garantias individuais existente na Europa. Pelo menos no curto e médio prazo.
Bem diferente na Rússia, onde a democracia nunca foi um valor respeitado.
Aliás….os tremores tb abalam a Rússia e Irã.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Extrema direita na Suécia e Itália não avançarão sobre as liberdades individuais, pelo menos a curto prazo.
Atualmente, é na Rússia e Irã que as prisões estão se enchendo de opositores.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Se vc é um ferrado nas democracias liberais….certamente será um ferrado nas autocracias do leste europeu.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

Estes caras achando que virando cagoetas em um regime autoritário farão carreira.

Neural
Neural
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

Queria eu ter um pouco de opressão da minha liberdade, mas viver em um país bem administrado igual a China é hoje em dia. Melhor que essa pseudo democracia cheia de bandidos, sai um entra outro. País mal administrado, estagnado economicamente, violento, desemprego, jovens sai da faculdade sem perspectivas. Brasil tá péssimo

Prefiro não ter a liberdade de assistir a Globo, a folha de SP, Brasil 247, YouTuber fanfarrão, mas viver num país melhor, com segurança melhor, pleno emprego, educação melhor

Last edited 2 meses atrás by Neural
Sergio
Sergio
Reply to  Neural
2 meses atrás

Assino embaixo. E olha que sou orgulhoso eleitor do capitão. Abraços.

Luiz Paulo
Luiz Paulo
Reply to  Neural
2 meses atrás

“Bem administrado igual a China”, a ilusão que mostram né isso? Toda administração fica boa, quando repórteres não tem livre circulação, quando não há jornais de oposição, quando a transparência monetária econômica é a que o governo permite, quando a livre iniciativa é controlada.

Assim fica fácil “administrar bem”: Quando há menos garantias individuais e maior controle (econômico, social, politico, policial) para o Partido Único.

É incrível o quanto elogiam a China e esquecem o contexto.

Rafael Cordeiro
Rafael Cordeiro
Reply to  Neural
2 meses atrás

“Aqueles que abrem mão da liberdade por um pouco de segurança temporária não merecem nem liberdade nem segurança.” Benjamin Franklin.

Neural
Neural
Reply to  Rafael Cordeiro
2 meses atrás

Que liberdade você tem no Brasil? Liberdade de falar besteira na internet, virar YouTuber fanfarrão? Eu troco isso por poder sair na rua mais tranquilo, com menos pessoas cometendo crimes. E não é só violência, a família está acabando devido a essa cultura de lacração da Globo e artistas maliciosos.

Eu aceito esse preço “pra mim pequeno” de um pouco de porrete em artista lacrador, jornalista e Zé droguunha, e bobão que fala mal do governo na internet, pra ter isso que falei

Last edited 2 meses atrás by Neural
Renato B.
Renato B.
Reply to  Neural
2 meses atrás

Coréia do Norte está às ordens.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

Convenhamos, as democracias liberais já estão com problemas internos frente ao populismo. O próprio Francis Fukuyama, o liberal do “Fim da História”, já defende que o neoliberalismo passou da conta e é preciso mais social democracia.

Last edited 2 meses atrás by Renato B.
Carvalho
Carvalho
Reply to  Renato B.
2 meses atrás

Concordo,
É porisso que digo que o futuro é sombrio.
O número de apoiadores de “regimes de força”, iludidos com a miragem do fim da exploração capitalista nos leva seguidamente a ondas de nacionalismo e xenofobia.
Creio que a social democracia (leia-se Tony Judt) ainda é a melhor equação para o equilíbrio de liberdade, distribuição de renda, e controle do capital.
Regimes como Rússia são apenas caricaturas deformadas de oposição ao capitalismo.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

Como dizia Churchill, a democracia é a pior forma de governo, à exceção de todas as demais. O Fukuyama errou na previsão, mas descreveu bem o espírito de um tempo que já passou. De qualquer forma, (estou num dia de citações) como diz o lema da Otan: o preço da liberdade é a eterna vigilância.

Sempre vai ter alguém vendendo o “produto” opressão, não se pode tomar a liberdade ou direitos como garantidos. Uma nova ordem mundial pode entrar, mas essa é uma luta que vai permanecer.

Judilson
Judilson
Reply to  Wellington jr
2 meses atrás

Sobre corrupção: uma pesquisa ali pelos anos de 2015 concluiu que os maiores centros de lavagem de dinheiro do mundo não são paraísos fiscais como as ilhas caymans, mas sim países como a Suíça, a França e os EUA. Tipo, é fácil ficar apontando o dedo para os defeitos de outras nações e culturas quando se detém o monopólio da fabricação de dinheiro não lastreado e da natrativa. (Os norte-americanos detém 90% da distribuição mundial de cinema. Devem ter alguma relação similar a respeito de outras mídias. Aí é moleza dizer que o resto do mundo não presta. Quem contestar… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Judilson
Jagdv#44
Jagdv#44
Reply to  Judilson
2 meses atrás

Tu só esqueceu de dizer que o dinheiro lavado nestes locais é russo, chinês, saudi, emirate, norte coreano e etc.

Patrício
Patrício
Reply to  Judilson
2 meses atrás

Sem contar o dinheiro de atividades criminosas como tráfico de drogas, como de traficantes colombianos, mexicanos, mafiosos italianos e etc.
Miami foi em grande parte construída e sobrevive com dinheiro dessa origem.

Ivanmc
Ivanmc
Reply to  Patrício
2 meses atrás

É por aí mesmo, prezado Patrício.
Os EUA querem que o resto do mundo seja o seu quintal, mas Rússia e China não se curvam para eles.

jommado
jommado
Reply to  Ivanmc
2 meses atrás

o BRICs é a resposta a prepotência da europa e aos ameericanos.

Ivanmc
Ivanmc
Reply to  jommado
2 meses atrás

Pois é, prezado jommado.
O BRICS é uma alternativa para os países, que fazem parte, buscarem estreitar a cooperação e os negócios entre si, criando elementos que preservem seu crescimento econômico e desenvolvimento social.

Nuk77
Nuk77
Reply to  Ivanmc
2 meses atrás

BRICs, Organização de Cooperação de Xangai…

Já os EUA tem FMI, Banco Mundial, sanções, chantagem, coação, ameaças, agressão militar (Crimes de Guerra e Contra a Humanidade) Golpes, Revoluções coloridas para oferecer…

Jodreski
Jodreski
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Esqueceu de mencionar o dinheiro da organização brasileira tb… uma que só cresce.. era um “grito” dentro das penitenciárias agora já virou uma empresa multinacional e controla praticamente todo o fluxo de drogas que entra no Brasil e virou uma grande exportadora de drogas para Africa, Europa e Estados Unidos, tudo isso via portos brasileiros.

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Judilson
2 meses atrás

Suiça, destino do dinheiro dos corruptos latinos e depois reinvestimento nas ilhas paraiso fiscal se não sabe é melhor ler a investigação da Lava Jato. França um grande repositório de oligarcas das ex republicas da URSS que tem envolvimento com tudo desde trafico internacional até escravidão, sim ainda há escravos existindo na Europa, boa parte na zona que compreende Moldávia, Ucrânia, Rússia, Georgia, Cazaquistão, Tajiquistão e outros países fechados aos investigadores internacionais, mas tem escravos até na França, Italia, Alemanha. EUA? Ainda vem me citar o maior recebedor de carteis de drogas colombiano, mexicano, porto-riquenho, Jamaicano e outros cartéis que… Read more »

Francisco
Francisco
Reply to  Wellington jr
2 meses atrás

É verdade amigo, contudo, parece que os governos tidos como abertos, como democráticos tem sido tão ditatoriais quanto os que assumidamente o são, porém de uma forma muito pior a meu ver pois querem vender uma imagem, um discurso, quando na realidade praticam um regime ditatorial na cara dura mesmo, e sinceramente só não vê quem não quer, essa pandemia mostrou muito bem como são esses governos supostamente democráticos, e não é porque podemos criticar como fazemos aqui que se é mais democrático, muito pelo contrário, estamos presenciando no Brasil e no mundo inúmeras situações de autoritarismo por parte de… Read more »

Nuk77
Nuk77
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

Sombria só para os colonizados dos EUA/OTAN.

Jodreski
Jodreski
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

Até pq acertar o prognóstico é bem difícil visto que essa equação tem N variáveis que mudam contantemente.

André Luís
André Luís
2 meses atrás

Que venha a ascensão dos países NÃO anglo-saxão!
E para os prepo$to$ de londres, uma dica: aproveitem ($$$) o final da festa. A nova realidade veio para ficar hehehehe.

#SlaviaKatervina

Delcio
Delcio
Reply to  André Luís
2 meses atrás

Anglo-saxões.

PSTx27
PSTx27
Reply to  André Luís
2 meses atrás

Que bocó!

gordo
gordo
2 meses atrás

Interessante vai ser aquele faça o que digo, mas não faça o que eu faço. Para segurar a China vão tocar o protecionismo e dinheiro do Estado a granel em setores que hoje são pouco competitivos, tudo que não querem que os irmãos subdesenvolvidos ao Sul façam. Para Nós cabe o papel de horta dessa nova era, coisa que somos desde as sesmarias.

Joanderson
Joanderson
2 meses atrás

Na verdade a Rússia está fazendo escada para a china subir,se tentar mudar a ordem mundial através das armas fosse benéfica a china que é muito maior qui a Rússia em quase todos os sentidos ja tinham invadido Taiwan.
Porém os chineses sabem qui primeiro tem qui resolver seus problemas internos para depois querer invadir paises seja la por qual motivo.
Enquanto a china cresce a Rússia toma uma enxurrada de sanções e fica com a economia estagnada, fora que a população ja não cresce ai o putin ainda coloca seu povo em guerra.

Desculpem ai os erros de ortográficos.

Red Pill - 红色药丸
Red Pill - 红色药丸
Reply to  Joanderson
2 meses atrás

A Rússia nunca ganhou tanto dinheiro com energia como agora, vá ver os números seu incauto.

Nickless
Nickless
Reply to  Red Pill - 红色药丸
2 meses atrás

Vendendo as comanditeis pela metade do preço e manipulando os números? assim é bem fácil mesmo pra incauto acreditar.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Red Pill - 红色药丸
2 meses atrás

Na bolsa de hoje o gás que já estava sendo vendido por 30% do preço original aos europeus já caiu mais de 50%…

Nem na matemática da Dillma isto é lucro

Mauricio
Mauricio
2 meses atrás

Esse processo é irreversível por isso a otan está em desespero. Para piorar a russia poderá aniquilar a otan em guerra nuclear o que deixaria a China como a potência unica capaz de reconstruir a Europa e EUA, ou seja, qualquer cenário favorece a China.

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Mauricio
2 meses atrás

Infelizmente a China não consegue o que os EUA conguiram na primeira e segunda guerra. Isso porque a China tambem seria muito afetada por uma guerra nuclear.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Mauricio
2 meses atrás

Os únicos sobreviventes de uma guerra nuclear seriam as baratas, que vão se alimentar dos nossos restos mortais e os escorpiões, que vão se alimentar das baratas. Nem os ratos vão suportar os níveis de radiação do no solo e na água. Os seres humanos serão extintos. Guerra nuclear só tem perdedores.

Henrique
Henrique
2 meses atrás

“Teorias econômicas monetaristas duradouras foram deixadas de lado, enquanto imprimir dinheiro se tornou o novo normal nos EUA e na UE. A confiança cega no papel de equilíbrio do mercado, a chamada mão invisível, foi abalada. Os resgates financeiros e a pandemia de Covid-19 mostraram que é necessária uma mão visível, a do Estado.” . 23:59 – “Estado largo as teorias solidas pra imprimir dinheiro e isso está implodindo a economia” . 00:00 – “a gente precisa do Estado como mão invisível  pá nuns salvar” . . O cara se refuto. Se o Estado causou toda desgraceira na economia imprimindo dinheiro… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Henrique
Patrício
Patrício
Reply to  Henrique
2 meses atrás

Teorias econômicas do tipo ‘mão invisível’ foram sepultadas pelo keynesianismo.
A crença de que a oferta cria demanda, numa espécie de auto-regulação invisível, tornou-se falha no combate à grande depressão e de lá para cá nenhum outro Governo teve coragem de implementar esse tipo de política.

Patrício
Patrício
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Pois então, perca tempo estudando alguma coisa útil em vez de demonstrar total desconhecimento do assunto.
Aliás, mais um.

dicionariofinanceiro.com/keynesianismo

É um apertado, mas vem elaborado resumo para leigos.

Realista
Realista
Reply to  Patrício
2 meses atrás

maluco defensor Estado e de político que invade país vizinho para exterminar o país e a população ”

Você defende os americanos/europeus qual a diferença ?

Henrique
Henrique
2 meses atrás

O capitalismo americano focado em “lucro excessivo” alimentou o “dragão” que é extremamente inteligente, doutrinado e focado, apesar do puro controle estatal em quase tudo, mas com um objetivo muito claro há mais de 30 anos que é dominar economicamente as engrenagens de geração de riqueza mundial. Putin “escorregou no tomate” invadindo a Ucrânia mas quem conseguir tirar a neblina da visão verá que desde que os Democratas assumiram o governo nos EUA o mundo todo está se instabilizando… começa pela Ucrânia, agora por Taiwan, já com movimentos no Irã e sabe-se lá o que mais estão fomentando… e isso… Read more »

rui mendes
rui mendes
Reply to  Henrique
2 meses atrás

”A Europa perdeu a sua identidade, nos últimos 20anos, com políticos medíocres …” , a tua identidade preferida é nacionalismo tosco e sobre os políticos Europeus, olha que comparado aos vossos, até são e foram razoáveis.

Patrício
Patrício
Reply to  rui mendes
2 meses atrás

A Europa foi seguir o Tio Sam e se ferrou.
Está no chão.
Estava agora no YouTube quando apareceu uma sugestão de vídeo de uma brasileira que mora na Áustria.
O título é: ‘Áustria em crise. Chegou a hora de partir? Europa já não é mais a mesma. Áustria. Alemanha #europa”

Segundo relato dessa brasileira, a situação está péssima e vai piorar.

Patrício
Patrício
Reply to  Patrício
2 meses atrás

E essa brasileira postou, há cerca de uma hora, que está faltando gás e terá de usar lenha.

Machado
Machado
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Em novembro é que vamos ver de verdade. Vai piorar muito. Cheque Mate do Putin.

Patrício
Patrício
Reply to  Machado
2 meses atrás

A Europa, durante séculos, valeu-se de sua superioridade técnico-cientifica para impor seus modelos ao resto do Mundo.
E era parente que sempre dependia das matérias primas de outros continentes.
Vide a Rota da Seda, Companhia das Índias, a colonização da África, Ásia e Américas e por aí vai
Só que agora isso acabou.
Tanto a exploração quanto a vantagem científica que tinha.
Novos e péssimos dias se aproximam dia europeus.

Patrício
Patrício
Reply to  Machado
2 meses atrás

Em tempo
A situação está tão ruim na Europa que várias empresas estão se mudando até para os EUA, que não são exemplo de eficiência em diversas áreas, principalmente industrial

Valor Econômico – 24/09/22

‘Empresas européias mudam atividades para os EUA.’

Henrique
Henrique
Reply to  rui mendes
2 meses atrás

Berlusconi, Blair, Boris, Macron…. só como alguns exemplos mais famosos não estão bons o suficiente pra vc? Não está vendo o que está acontecendo na Holanda com a tal “agenda verde” … ou continua em Nárnia?

Patrício
Patrício
Reply to  Henrique
2 meses atrás

A agenda verde nem seria problema, não fosse a inesperada virada política alemã.
Merkel costurou diversos acordos com a Rússia e as coisas estavam indo muito bem para a Alemanha e Europa.
Bastou a entrada de Scholz que embargaram o Nordstream2 (seguindo ditames americanos) e endossaram a posição americana na OTAN com relação à Ucrânia.
Conclusão.
Se estreparam.
A Europa está se tornando um puxadinho dos EUA e perdendo, visivelmente, espaço e relevância a cada dia que passa.

Henrique
Henrique
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Merkel, depois de Thatcher, foi o último governante de gabarito na Europa.

Kornet
Kornet
2 meses atrás

É verdade que teve um golpe militar na China e derrubaram o Xi?
Alguém sabe se isso procede?

Henrique
Henrique
Reply to  Kornet
2 meses atrás

só boatos e informações aleatórias desencontradas por hora.
(mas como a china é um estado centralizado e autoritário não seria surpresa… essas cosias acontecem sempre do nada)
.
pena que se for verdade não foi na Rússia o golpe kkkk

Slow
Slow
Reply to  Henrique
2 meses atrás

A chapelada chora kk

Henrique
Henrique
Reply to  Slow
2 meses atrás

chora o que?

seria divertido ver o cara lá morrer, mas é mais divertido se ele tiver vivo vendo a Rússia ruir pela mão dele

Augusto
Augusto
Reply to  Henrique
2 meses atrás

divertido? um pais cheio de ogivas nucleares ruir e se desintegrar seria a pior coisa para humanidade e para o futuro do planeta.

WSilva
WSilva
Reply to  Henrique
2 meses atrás

Pelo contrário, Xi terá aceito seu terceiro mandato seguido, algo histórico.

Patrício
Patrício
Reply to  WSilva
2 meses atrás

O que seria mais que lógico, visto ser o líder que está levando a China ao papel de líder mundial.
Que Deus dê vida longa a Xi.

WSilva
WSilva
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Correto, é de suma importância que Xi e Putin permaneçam no poder por pelo menos mais uns 5~10 anos.

J-20
J-20
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Wang Huning é bem mais importante para a China, mas as pessoas só olham para aquele que está na posição de líder e vai ser ótimo para a China enquanto ele continuar agindo assim, despercebido.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Kornet
2 meses atrás

Fake news. O Partido Comunista chines, depois do fim da “gangue dos quatro” se reformou nos anos 70 e a inspiração foram as juntas dos regimes militares do cone sul, principalmente a do Brasil. Ou seja, não tem mais “golpe dentro do golpe”, as mudanças devem ser aprovadas por todos os membros. Xi Jinping acumula mais poderes que os ultimos secretarios do partido, mas não é nada do outro mundo, nada comparado a Mao por exemplo.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Kornet
2 meses atrás

Me falaram que foi um boato fake que surgiu na Índia…

Massss

Nunca se sabe….

Eu nem sabia que na China tinha limite para reeileições..

Esdras Moreira
Esdras Moreira
2 meses atrás

Só tenho uma pergunta: os EUA abrirão mão do poder assim, sem sequer disparar um único míssel?
Receio, senhores, é o que sinto sobre o futuro…

Last edited 2 meses atrás by Esdras Moreira
Mauricio
Mauricio
Reply to  Esdras Moreira
2 meses atrás

Até se houver guerra entre Rússia e otan a China ganha também rs

Judilson
Judilson
Reply to  Esdras Moreira
2 meses atrás

Sim. Porque “míssel” é algo que não existe.

Patrício
Patrício
Reply to  Esdras Moreira
2 meses atrás

Não depende do derrotado impor as regras.
Caso contrário, Roma seria a maior potência ocidental.

WSilva
WSilva
Reply to  Patrício
2 meses atrás

”Não depende do derrotado impor as regras.”

Os EUA ainda darão muita dor de cabeça para o mundo todo antes de efetivamente cair, e cair aqui não significa uma queda tipo Roma mas sim perder o poder absurdo que acumulou pela falta de adversários.

A China fará o serviço sujo de enfrentar os EUA de frente e mostrar o caminho das pedras para os demais juntamente com a Russia, depois países como Índia e Brasil farão o serviço final em consolidar o mundo multipolar proposto por Xi e Putin.

Patrício
Patrício
Reply to  WSilva
2 meses atrás

A Rússia deu o pontapé inicial e abriu a porteira.
O resto vem atrás.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Esdras Moreira
2 meses atrás

Já é tarde demais, deveriam ter destruído o PCC antes deles terem colocado as mãos em armas nucleares. De todo modo, a destruição dos EUA está acontecendo de dentro para fora, seus principais e mais perigosos inimigos são internos.

Rodrigo
Rodrigo
2 meses atrás

Comentando por piedade para alegrar os xings da vida

Patrício
Patrício
Reply to  Rodrigo
2 meses atrás

O ‘xings’ vem batendo nessa tecla há um tempão.
De resto, sobra a vcs sentar no meio fio e chorar.
E talvez comprar um produto americano para dar uma força para o Tio Sam.

Minsc
Minsc
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Vc pode comprar um super Lada pra comemorar.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Patrício
2 meses atrás

O cara ja se refere a eles mesmo na terceira pessoa…

ahahaahah

É o Pelé

Last edited 2 meses atrás by Rodrigo Martins Ferreira
Fernandonp
Fernandonp
2 meses atrás

Não é análise, é torcida!

100nick-Elã
100nick-Elã
2 meses atrás

Mas não estavam vencendo na Ucrânia? e quando a Ucrânia vai fazer plebiscito para saber se os territórios que ela tomou da Rússia serão anexados à Ucrânia? a Rússia não é fraquinha, porque não colocam mercenários ocidentais, armados com armas ocidentais, e dão um coro na Rússia? se a Rússia levasse um coro na Ucrânia, a China ficaria pianinha e a supremacia dos Estados Unidos estaria garantida por mais um século. “Não fazem isso porque a Rússia tem armas nucleares”. Ora, se o combate se restringisse só ao território da antiga Ucrânia e os EUA, ao mesmo tempo que dessem… Read more »

Marcelo
Marcelo
Reply to  100nick-Elã
2 meses atrás

Cara, essa vodka que você bebeu estava batizada com chá de santo daime? Juntou nada com coisa nenhuma. E fechou com armamentos tecnológicos e caros, perfeito, mas ineficazes, discordo … Javelins liquidaram centenas de tanques de guerra, 16 Himars detonaram depósitos de munições às pencas e os mísseis antiradiação AGM 88 Harm tiraram os radares do ar, seja por destruição ou por desligamento.

Nickless
Nickless
Reply to  100nick-Elã
2 meses atrás

hahahaha, está certo que seus comentários são sempre do tipo fantasioso ala fantástico mundo de bob, mas nessa vc se superou, Se 16 himars devastaram as linhas de suprimentos russas causando o colapso do avanço e hj estão perdendo território dia pós dia, vc vem falar que equipamento ocidental é só propaganda? (ja pensou o que 50 ou 100 desses fariam com os russos) AGM-88 vencido a 30 anos destruindo diversos radares e deixando desligados é propaganda? Javelin abrindo blindado russo como se fosse uma lata de sardinha e propaganda? esse final de semana mesmo foram abatidos mais de 10… Read more »

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Nickless
2 meses atrás

Uau, Nickless, quer dizer que 50 ou 100 Himars mais vários Javelin já resolveriam a Guerra na Ucrânia? uau, você acabou de salvar o Ocidente. Passe um e-mail para a Cia, para o comedor de criancinha Biden e para os fabricantes, passando essa brilhante conclusão. Isso salvará o Ocidente. Certamente, Holliwood fará filmes contando sua vida, haverá uma estátua da sua pessoa em Kiev e em Berlim. Parabéns. Você será escrito nos livros de História, como “O Brasileiro que Salvou o Ocidente”

Nei
Nei
Reply to  100nick-Elã
2 meses atrás

Você deve ser o salvador RUSSO, o cabeça pensante, mais delirante já visto aqui. Superou até o Kings.

Marcelo
Marcelo
2 meses atrás

A questão principal é: como o Brasil vai se posicionar nessa nova ordem mundial que está em gestação? Temos enormes vantagens competitivas no campo econômico e a nossa localização geográfica nos afasta das áreas de conflito no mundo. Temos boas relações diplomáticas e comerciais. Por outro lado, o futuro nunca chega no presente do Brasil. Somos especialistas em perder janelas de oportunidades, não temos um projeto de país, nossa educação não melhora, a desigualdade social impera, o ambiente de negócios continua capenga, nossas fronteiras são tão estanques quanto uma peneira e não estamos em nenhum acordo comercial importante. Para onde… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Marcelo
Patrício
Patrício
Reply to  Marcelo
2 meses atrás

Será um caminho natural para o Brasil e toda a América Latina.
Se aliar e beneficiar dos projetos econômicos chineses na esteira do Belt and Road e dos BRICS.
Por falar nisso, parece que a Argentina formalizou sua adesão ao Grupo.

Patrício
Patrício
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Ih! Que papo estranho.
Minions sempre aparecem com fantasias sexuais.
Se orienta, rapá!

Henrique
Henrique
Reply to  Patrício
2 meses atrás

uau a A R G E N T I N A

será que ela vai formalizar um empréstimo no banco pra dar calote tb?

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Marcelo
2 meses atrás

O Brasil tem tudo para ser protagonista, só depende de nos e essa eleição de 2022 é o unico momento que temos a chance de dizer queremos ser protagonistas e não meros espectadores do nosso crescimento.

Cristiano Salles (Taubaté-SP)
Cristiano Salles (Taubaté-SP)
2 meses atrás

Assisti um filme à uns tempos atrás, chama: Deixados para trás

Sobre a nova ordem mundial…

mago
mago
2 meses atrás

Atenção! Iniciar-se-á em breve, o “chôro” raivoso dos apaixonados pelos algozes anglo-saxões que os desprezam tanto que nem mesmo “ocidentais” os consideram…..! Amaldiçoarão o autor desse artigo.

Ianiv
Ianiv
2 meses atrás

Tanto a China quanto a Rússia tem demográfias insustentáveis. Em menos de 10 anos a conta da previdência Chinesa fica impagável. Empresas estrangeiras estão fugindo da chia e indo para os EUA, Vietnã ou índia. A China não e auto suficiente nem em comida nem em energia. Uma fragata no oceano indico e a China desindustraliza. A Rússia tem comida e energia. Mas não consegue exportar volume nem para a China nem para índia, porque não tem dutos. Com as sanções ficam sem Chips e no mínimo 10 anos atrás do resto do mundo em tecnologia. Agora se meteram em… Read more »

Patrício
Patrício
Reply to  Ianiv
2 meses atrás

Em matéria de demografia, nada se compara à Alemanha, Itália, Japão, Coreia do Sul e diversos outros aliados americanos.
Estão, literalmente, sumindo mapa.
Só como exemplo, a população italiana caiu de 60.8 mi em 2011 para 58,9 esse ano.
Menos 2 milhões de habitantes.
A do Japão de 128 mi em 2010 para 125 mi hoje.
Menos 3 milhões.
Agora, com relação à economia, basta um petroleiro saudita ou catari afundado que a economia ocidental colapsa.
Vc tem dúvidas?

Bernardo
Bernardo
2 meses atrás

É possivel o Dollar não fazer mais parte do cambio e paises em grande maioria começar a trocar produto por produto se baseando na cotação do ouro?

Last edited 2 meses atrás by Bernardo
Henrique
Henrique
Reply to  Bernardo
2 meses atrás

é possível trocar Dólar por outras moedas ou metais (ou até bitcoin), mas no final do dia o mercado vai pender para a moeda mais confiante disponível e nisso o dólar ta disparado pq é a moeda com maior disponibilidade e aceita em qualquer lugar. . O melhor seria todo mundo voltar ao Padrão Ouro e todas as moedas serem lastreadas no Ouro, e não no “Confia” como é hoje, mas isso é difícil pq implicaria no Estado perder muito poder. . Se vc quer derrubar o Dólar será necessário uma moeda com mais confiabilidade que o dólar e um… Read more »

Patrício
Patrício
Reply to  Bernardo
2 meses atrás

Vários países já estão implementados trocas comerciais em moedas locais.
Essa tendência tem aumentado depois do congelamento de recursos russos por parte de países ocidentais.
Índia agora negocia com a Rússia em rublos e rúpias.
A China já está comprando petróleo e gás em RMB.
A Rússia já está aceitando contas bancárias em RMB.
Até a Arábia Saudita está prestes a abandonar o dólar em seu comércio com a China.
São muitas iniciativas.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Patrício
2 meses atrás

Isto não é novo…

quando são economias estáveis, acontece com frequência..

Quando são economias não estáveis, usa-se uma moeda de reserva para evitar algum problema entendeu ?

Com certeza não, pq vai continuar repetindo as m…. que escreve o dia todo.

Por exemplo..
O Brasil anos atrás comprou os Gripens em coroas suecas.

Last edited 2 meses atrás by Rodrigo Martins Ferreira
Heitor
Heitor
2 meses atrás

Há especulações sobre o Xi Jimping ter sido preso pela PLA… Alguém pode confirmar?

Patrício
Patrício
Reply to  Heitor
2 meses atrás

Saiu no twitter da Família Aragão.
A vovó que repassou.
Kkkkkkk

Maurício.
Maurício.
2 meses atrás

Na minha opinião o Brasil vai continuar sendo o Brasil, basicamente uma enorme fazenda, nada vai mudar por aqui, não importa quem esteja na tal “supremacia”, isso é briga de cachorro grande.

Arthur
Arthur
2 meses atrás

Que estranho o blog estar publicando artigo tão anti-americano e anti-globalismo. Foge à regra! De repente fiquei sem chão… Igual a George Soros!!!

Maurício.
Maurício.
Reply to  Arthur
2 meses atrás

No poder naval eu quase nunca entro, mas quando o site começa a postar muita matéria sobre a marinha chinesa, alguns dizem que o site pode estar recebendo dinheiro para tal, a mesma coisa no aéreo, quando começa muita matéria sobre aeronaves chinesas, quando tem matéria mostrando possíveis problemas no F-35, vish, aí o choro é enorme, acusam a trilogia até de “vermelha”, antiocidental e um monte de mimimi. Mas tudo vai da torcida do sujeito.

Alessandro
Alessandro
2 meses atrás

Esse autor que descreve todo empolgado sobre a nova ordem mundial, lembra muito aqueles entusiastas putinetes sobre a invasão na Ucrânia no início dos conflitos, mas quando chega o “convite” para o recrutamento para ir a guerra, a primeira coisa que ele pensa é se ESCONDER dentro da geladeira, ou pegar o carro e fugir para o país vizinho mais próximo pra escapar dessa “maravilhosa” visão utópica que ele descreve no conforto e segurança do seu computador comprado nesse modelo “NEOLIBERAL SEM REGULAMENTAÇÕES” (como ele critica no seu texto) e vivendo há MILHARES de quilômetros de distância daquilo que ele… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Alessandro
jommado
jommado
Reply to  Alessandro
2 meses atrás

Tem muita desinformação da midia a serviço da OTAN e a Ucrania provavelmente esta dando seus ultimos suspiros porque deve vir uma reação russa. Oque a russia quer é desgastar a europa e a ucrania.

Rodes
Rodes
2 meses atrás

ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ quase dormi lendo

Last edited 2 meses atrás by Rodes
jommado
jommado
2 meses atrás

…Crise essa impulsionada pela ideologia de gênero(europeus e americanos perderam sua identidade cultural e vão pagar um preço caro por isso.) e a famigerada Otan.

Nilo
Nilo
Reply to  jommado
2 meses atrás

Com relção a questtão de genero:
Putin disse a anos que a Rússia seria a reserva crista de uma Europa degenerada.
No governo Putin a igreja cristã ortodoxa russa voltou a florencer.

Last edited 2 meses atrás by Nilo
Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Nilo
2 meses atrás

Vocês que falam mal dos pastores evangélicos brasileiros, ignoram os fatos que eles não chegam no cheio do patrimônio do Líder da Igreja Ortodoxa Russa que é subserviente ao Putin..

Vocês n tem vergonha de escrever o que escrevem.. pqp

Gabriel BR
Gabriel BR
2 meses atrás

É um privilégio ver tudo isso

Rodrigo
Rodrigo
2 meses atrás

Texto chato vou esperar adaptação para cinema pela Marvel studios

Jodreski
Jodreski
2 meses atrás

A dívida pública americana já supera seu PIB e a tendência é só aumentar. A expansão militar chinesa forçará os EUA a gastatem ainda mais com suas forças armadas agravando ainda mais essa situação. Qual será o resultado disso para economia americana à curto, médio e longo prazo é uma boa pergunta, mas com certeza um dia essa conta vai chegar.

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Jodreski
2 meses atrás

Questão não é divida é pagar os juros dela…

Se pode rola et o que vale…agora China com população envelhecendo vão aposenta 1 bilhão ????

Gênesis
Gênesis
2 meses atrás

Os livros de Daniel e de Apocalipse deixam claro: A China e a Rússia serão derrotadas (e acho que a Índia também). Os quatro cavaleiros do apocalipse representam as armas pelas quais Babilônia derrotará a Rússia e a China. A nova ordem mundial será executada através de uma única cidade (Babilônia), nova e internacional, que será criada a partir da internacionalização e unificação de todas as cidades de peso global. Esta cidade terá poder sobre as quatro feras de Daniel, quatro mega-reinos, sendo dois deles detentores de territórios interplanetários. Essa cidade sucederá a ONU e será a coroa do que… Read more »

Augusto
Augusto
Reply to  Gênesis
2 meses atrás

Vamos estudar pessoal!

andre
andre
2 meses atrás

quando o dragão vermelho acordar, o mundo sobre ele dobrará.

santiago
santiago
2 meses atrás

Isso gera algumas questões… A China precisa do mundo exatamente como ele é hoje para continuar grande, se o mundo se tornar a china (china interna) ele não consegue se sustentar . A economia global precisa da produção de baixo custo chinesa para o alto consumo atual. Se os o ocidente puxar essa produção um problema gigante acontece. A Rússia pode concentrar uma grande produção de Energia/gás mas se essa matriz muda (demora muito mas muda sim) acabou seu poder de negociação pois no momento atual seu poder se resume a isso e só. criação de tecnologia ou mesmo produção… Read more »

Andreo Tomaz
Andreo Tomaz
2 meses atrás

Mais um motivo que justifica a rezão pela qual a Índia não irá trilhar o mesmo caminho da China, além do que a taxa de natalidade de sua população – Índia – já se encontra abaixo do nível de reposição.

MHC
MHC
2 meses atrás

Muito achismo de um esquerdista.

Nemo
Nemo
2 meses atrás

A questão chave é a administração da dívida. Muitos países do chamado Oeste já passaram dos 100% na relação dívida/PIB (inclusive os EUA). Caso consigam controlar as cousas irão se ajustando, caso não consigam a explosão do sistema internacional valerá por mil bombas atômicas.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
2 meses atrás

Artigo ruim de um diplomata italiano (é, talvez não à toa uma fã de Mussolini chegou ao topo lá na terra de Dante, mau sinal). Ainda acreditando nas disjunções de sempre, que miram em árvores frondosas mas perdem o registro da floresta: norte-sul, ocidente-oriente, guerra-paz, unipolaridade-multipolaridade, couplings-decouplings, mas sem atinar que o capitalismo é o mesmo em toda a paisagem e que a crise do capitalismo liderado pelas finanças se encarna em inúmeros avatares ameaçadores, eles mesmos sintoma do passamento e terapia de prolongamento da vida. Peço que considerem a imagem seguinte como uma pista sobre a influência verdadeiramente hegemônica… Read more »

PIBGlobal&AtivosFinanceirosGlobais.png

Últimas Notícias

Empresa alemã produzirá munição do Gepard na Espanha

A Rheinmetall, depois de adquirir o mundialmente famoso fabricante espanhol de munições Expal Systems SA, planeja estabelecer a produção...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -