Pelo menos 10 bandidos invadem a Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC), na Grande São Paulo, levam 20 fuzis e 70 mil projéteis e fogem

Uma quadrilha formada por pelo menos dez criminosos invadiu ontem à noite o Centro Tático de Treinamento (CTT), integrante da Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC), fabricante de armas de alta potência para treinamento de tiro, em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo. O bando ficou três dias num terreno perto esperando o momento de invadir o local. Os bandidos portavam pistolas e entraram na empresa pelos fundos do terreno onde também fica o prédio principal da CBC. Segundo a Polícia Militar, foram levados pelos menos 20 fuzis e 70 mil projéteis.

Há suspeitas de que os criminosos sejam integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC). “Não chegaram a entrar na CBC. Ainda não temos o levantamento do que foi roubado. Mas posso garantir que os ladrões levaram armas de alta potência, como fuzis, para treinamento de tiro”, afirmou o delegado-seccional de Santo André, Luiz Carlos do Santos, que também responde por Ribeirão Pires.

Eram 20 horas quando parte da quadrilha entrou pelo matagal e dominou o único vigia do CTT, cujo nome não foi divulgado. Ele teve os pés e mãos amarrados com cordas e foi trancado numa sala durante uma hora e 35 minutos. Os criminosos foram às prateleiras e recolheram todo o armamento e a munição. Sabe-se que a quadrilha utilizou pelo menos uma Fiorino branca na fuga, por volta das 21h30.

Uma testemunha avisou a Polícia Militar. Os policiais foram até a empresa e libertaram o refém. Segundo a polícia, os ladrões tinham um alvo concreto: levaram armamento pesado, normalmente utilizado para os treinamentos de elite das Polícias Civil, Militar e Federal, além do Exército.

O helicóptero Águia da PM foi acionado para as buscas. Até o fim da noite, havia informações desencontradas sobre perseguições e tiroteios na região.

Única fábrica de munições do Brasil, a CBC vende 50% da produção para o exterior. Mas a quantidade exata de mercadoria produzida é sigilosa. Em 2002, 230 mil cápsulas de munição da companhia foram roubadas quando eram levadas para Belo Horizonte e posteriormente recuperadas pela Divisão Antissequestro.

FONTE: O Estado de São Paulo

Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

No Responses to “Quadrilha rouba fábrica de munição e armas” Subscribe

  1. Marine 7 de março de 2009 at 19:37 #

    “levaram armamento pesado”….

    Como a midia gosta de sensacionalizar, parece ate que levaram canhao sem recuo e lanca rojao!

    “Helicoptero Aguia”…Sera que la dentro vinham o Sargento Robocop e o Capitao Rambo??! Rsrsrsrsrs

    Me desculpem mas nao aguentei…..

  2. Patriota 7 de março de 2009 at 20:04 #

    Pô apenas vinte fuzis! caramba os bandidos não tão nem sabendo roubar mais

  3. DaGuerra 7 de março de 2009 at 20:31 #

    Escândalo! Um incidente forjado para entregar centenas de armas para o PCC/CV. Vai ficar por isso mesmo, ninguém será responsabilizado em mais um golpe do TERROR VERMELHO contra os Brasileiros. O quadro cada dia vai se deliniando, as pessoas serão caçadas nas ruas.

  4. Hornet 7 de março de 2009 at 21:00 #

    Vixi! Então vamos fugir pras colinas, rápido!!!…

    abraços a todos

  5. Patriota 7 de março de 2009 at 21:36 #

    pessoal

    vinte fuzis não é nada estes caras ja tem metralhadoras anti-aerea
    se bobear ate bazucas e lança-rojão daki algum tempo so o EB vai segurar eles.

  6. Liddell Hart 7 de março de 2009 at 21:43 #

    Encontrei o CTT através do Google Earth, e duas possíveis trilhas que os ladrões poderiam ter utilizado.

    Como a notícia é de quele teriam passado por um portão, que teria sido aberto por um “caseiro” por eles enganado, uma dessas trilhas é a mais provável.

    Segue a tabela de latitudes e longitudes:

    CBC : 23°42’1.26″S, 46°26’19.03″W
    CTT : 23°42’26.33″S, 46°26’35.03″W
    Entrada Trilha 1: 23°41’59.99″S, 46°26’45.27″W (a mais provável)
    Entrada Trilha 2: 23°42’24.54″S, 46°27’29.36″W

    Interessante notar que a “Trilha 2″ não parece ter nenhum portão, e nem passar por tantas habitações quanto a “Trilha 1″. Ela ofereceria, portanto, menor risco para os ladrões, apesar de ser mais longa.

    Acho que eles não consultaram o Google Earth!!! ;-)

  7. LeoPaiva 7 de março de 2009 at 22:05 #

    Liddell Hart

    Fiquei impressionado com sua investigação, você seria um bom agente da ABIN.rs rs.

    Sds.

  8. Liddell Hart 8 de março de 2009 at 13:10 #

    É compreensível que fábricas de armamento, que lidem com explosíveis, fiquem distantes das zonas urbanas.

    Fiquei interessado no assunto, e fui procurar outras fábricas que sofressem do mesmo risco (“portas dos fundos” que dêem em mata, e mal-guardadas)

    Procurei o básico: Embraer, Imbel, e Avibrás.

    A Embraer é boa demais pra ter esse tipo de problema. O pessoal lá sabe o que faz!

    A Imbel está “imune” ao Google Earth (por enquanto), por conta da baixissima resolução das fotos de satélite da área de Piquete/SP (parece proposital).

    Já a Avibrás tem lá suas vulnerabilidades… Vejam nas seguintes coordenadas:

    23°19’28.10″S, 45°48’55.25″W

    Antes que perguntem, também chequei a Base de Alcântara (Maranhão) e, SEM CHANCE! As fotos são de baixissima resolução. Nesse caso, certamente, a pedido do Governo Brasileiro.

  9. Cinquini 8 de março de 2009 at 14:11 #

    Marine, só pra te explicar, aqui os helicopteros da PM de SP sao chamados de “Águia” e os da Polícia Civil são chamados de “Pelicano” por isso o reporter usou a expressão “Águia” ao defini-lo.

    Meus amigos,

    Sobre o CTT ligado a CBC aonde ocorreu o assalto eu posso falar que não é tão desguarnecido assim, muita coisa está sendo falado na mídia, mas nao corresponde a verdade, mesmo pq eles nao podem falar qual é o real aparato de segurança lá dentro.

    Tive vários amigos que já passaram por treinamento ali e afirmam que a segurança é grande e rigorosa, eu mesmo estava querendo fazer um curso lá e até andei conversando com o Marine e mostrei a página pra ele.

    Agora é esperar para ver o resultado disso, o Estado de SP pediu ajuda ao Exército nessa missão. Acredito que logo essas armas sao encontradas, como foi no caso do roubo do quartel no RJ.

    Um grande abraço

  10. Vassili Zaitsev 8 de março de 2009 at 17:09 #

    Marine,

    Poxa, me desculpa aí. Te respeito pra caramba, mas vc mora em Boston/EUA. Vc falou daquela forma dos “Aguias” só por zoeira, ou falou sério????????? O serviço daqueles policiais é de fenomenal importância aqui em São Paulo. Fiquei sem entender esse deslize seu.

    Honet,

    Cuidado com o Liddel Hart. Ele é um araponga da ABIN. Com certeza, está tentando chegar até VC, o Ulisses, o Castor e o Direto do Fundo do Mar. Nessa hora, todo cuidado é pouco.

    SABOTAGE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    RESISTANCE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ABRAÇOS.

  11. Vassili Zaitsev 8 de março de 2009 at 17:11 #

    Honet nãoooooooooooooooo, é Horrrrrrrrrrnet. Nick em homenagem à um certo navio ianque, que andava com um monte de “gatinhos” nas costas, rs,rs,rs,rs.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Brasil diminui gastos militares e cai em ranking

De 2012 a 2013, país reduz em 3,9% os investimentos em defesa e deixa de figurar entre os dez que […]

Exército Brasileiro comemora 366 anos de existência

No dia 19 de abril se comemora o Dia do Exército Brasileiro. Essa data assinala a criação da entidade, que […]

Esquadrão Falcão treina com o Exército Brasileiro

O Esquadrão Falcão, de Belém (PA), capacitou 64 militares do Exército Brasileiro em operações com helicópteros. O treinamento envolveu o […]

Vladimir Putin diz ‘Espero não ter que fazer uso do direito de enviar tropas para Ucrânia’

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse hoje que espera não ter que fazer uso do direito, aprovado em Março […]

Griffon Hoverwork na LAAD Security 2014

Claudio Queiroz – Rio de Janeiro, especial para o Forças Terrestres/Forças de Defesa Foi realizada no Riocentro, no Rio de […]

GLO na Bahia mobiliza 2,5 mil militares das Forças Armadas

As Forças Armadas já mobilizam 2,5 mil militares para atuar em Garantia da Lei e da Ordem (GLO), no estado […]