HK 416 versus Colt M4

O vídeo mostra uma comparação entre o HK 416 versus Colt M4. Notem que o avaliador não toma precauções para que a água saia da arma antes de se fazer o disparo, o que no caso da Colt M4 provoca a sua destruição. Mas lembramos que isso é uma situação extrema, onde a HK 416 tem vantagem, por ser um projeto mais recente e pensado para situações extremas, como as operações do SOCOM.

57 Responses to “HK 416 versus Colt M4” Subscribe

  1. Rodrigo 25 de abril de 2009 at 1:05 #

    Sempre achei a dupla 416/417 uma combinação excelente para nossas forças armadas.

  2. TENENTE 25 de abril de 2009 at 1:08 #

    Muito interessante! No ultimo teste, a arma parece não estar no modo semi-auto, nem auto.( se fosse o FAL seria “GR”). Isso não facilita um pouco o teste? Obrigado.

  3. gaspar 25 de abril de 2009 at 10:20 #

    acho que eles ja esperavam pela falha do colt, pois notem que o atirador usa outros equipamentos de seguranca para dispara-lo…

    uma vez o EB fez um teste com 03 fuzus diferente na Amazonia, FAL, M16 e o outro eu nao me lembro…
    o teste persistia em deixar os fuzis durante uma semana os fuxzil ao ar livre, mergulha-lho no rio… apos os testes o EB simplesmente engatilhou os 03 fuzis, o unico que nao falhou e respondeu de imediato foi o nosso FAL…
    se alguem tiver mais info sobre esse teste na Amazonia, por favor…

  4. Bronco 25 de abril de 2009 at 10:46 #

    O FAL é pau pra toda obra. Tem diversas limitações mas é extremamente robusto, aguenta bem o tranco.

    Tem histórias de FAL do EB guardados há mais de 20 anos (em condições ideais e tomadas algumas precauções como a vedação do cano) que bastou encaixar um pente para saírem do armário atirando.

    É uma belíssima arma. Dependendo da escolha, o EB vai sentir falta dela.

  5. Felipe Cps 25 de abril de 2009 at 10:56 #

    O HK 416, mas mais ainda o 417, é um ótimo fuzil; aquela dos carregadores translucidos e “encaixáveis” (um no outro) para troca rápida foi uma powta sacada. Seria um armamento fantástico nas mãos das FFAA.

    É batido apenas, em minha opinião, pelo FN SCAR. A possibilidade de troca rápida de cano (e calibre) do FN SCAR é uma coisa única no mundo dos fuzis, desconheço outra arma pessoal que possibilite isso. E tem a qualidade e confiabilidade da FN, o que não é coisa de se desprezar.

    Quanto ao teste, achei estranho. Também notei que o atirador já meio que esperava o resultado, pois colocou uma máscara de proteção no segundo tiro, o que demonstra que ou a M-16 estava já meio degradada, ou eles já tinham feito o mesmo teste antes e sabiam que a arma não atira cheia dágua.

    Abraços.

  6. Marine 25 de abril de 2009 at 11:11 #

    Felipe Cps,

    O Massada tbm tem essa capacidade de trocar os canos como o FN SCAR, ja com relacao ao teste e “sabido” que poucas armas tem capacidade para dispararem cheias de agua ainda.

    Pessoal, foi por essa e outras razoes que meu voto fica com o HK 416, alias se estivesse voltando ao Iraque amanha e pudesse escolher o que levar, ficava com o 416 e uma Kimber 1911 .45

    Semper Fi!

  7. Wolfpack 25 de abril de 2009 at 12:24 #

    O Tavor tem uma versão mini-Tavor para Operações Espciais com calibre 9 mm, eu acho que seja possível a troca do cano de forma rápida também nos IWI Tavors… Eu achei este vídeo no youtube e postei logo abaixo… O que chama a atenção é o cuidado que o operador têm com o HK 416 qdo o coloca e retira da água. O primeiro tiro limpa a arma e dai pra frente é só sucesso…
    MAis um vídeo que prova a qualidade desta arma espetacular.

    Future Weapons…

  8. Gustavo 25 de abril de 2009 at 14:40 #

    o FN SCAR é o melhor do mundo, depois dele só essa dupla hk 416/417, com certeza deveriam ser os próximos fuzis do EB!

  9. Patriota 25 de abril de 2009 at 16:31 #

    A HK 416 é um show de fuzil

    Eu achei um video do tavor bem interessante tbm vale a pena ver
    http://www.youtube.com/watch?v=0N7X0pvhQ4w&NR=1

    saudações

  10. Wolfpack 25 de abril de 2009 at 17:03 #

    FN SCAR Modularity…

    Parece de Brinqueto, mas impressiona…

  11. Higgins 25 de abril de 2009 at 18:08 #

    Grande coisa…
    Desde o Viet-nam se sabe que se mergulhar um “Colt” na água ele dará chabú!
    Megulhe um AK-47… E ele funciona!

    Mergulhe um FAL e espere para ver… Se você sobrevive!
    O FAL é uma arma de ferrolho basculante, com todos os problemas inerentes desta solução: Não é afeito á poeira (areia) nem a lama…

    No Iraque, os soldados americanos jogam fora os seus M-4 na primeira oportunidade: Ak’s são populares entre eles, diputado à tapas!
    PQ será?

    Mas… A mente iluminada dos nossos Almirantes, equipou os FN com M-4… Isto, tendo à freten a arma que quisessem: HK 416; G-36; SCAR; Ak-101…

    É Bricandeira!

  12. Higgins 25 de abril de 2009 at 18:08 #

    *Tendo à frente…

  13. Thiago 25 de abril de 2009 at 18:10 #

    Resposta ao gaspar:Esse teste dos fuzis esta no sistema de armas e o terceiro fuzil que você não se lembrou é o HK-33 da FAB.

  14. Vassili Zaitsev 25 de abril de 2009 at 18:27 #

    Eu, se fosse um oficial que estivesse paticipando de uma licitação internacional para escolher o novo modelo de fuzil para o EB, votaria no G-36. Já que a IMBEL não produz um modelo atual mesmo, teria que adquirir no mercado internacional mesmo.

    abraços.

  15. Marine 25 de abril de 2009 at 19:15 #

    Higgins,

    “No Iraque, os soldados americanos jogam fora os seus M-4 na primeira oportunidade: Ak’s são populares entre eles, diputado à tapas!”

    Amigo, nao sei da onde vc tirou essa mas obrigado pelas gargalhadas….rsrsrsrsrs!

    Americano “jogando fora” M4 pra usar AK e ainda brigar de tapa por elas….rsrsrsr. Amigo mais uma vez nos mostre suas fontes e deixa os seus “achismos” e “advinhacoes” pessoais fora do blog por favor…

    Pelo contrario, americano briga a tapa pra ter M4 ao inves de M-16 e AK eles nao querem nem ver pintado de ouro!

    Semper Fidelis!

  16. Felipe Cps 25 de abril de 2009 at 19:19 #

    Wolfpack, excelente vídeo que demonstra bem as capacidades do sistema FN SCAR. Fantástico, quero um para mim, rsrsrs…

  17. Felipe Cps 25 de abril de 2009 at 19:39 #

    Higgins: vc só fala m. parceiro…

  18. Henrique Sousa 25 de abril de 2009 at 22:07 #

    Caramba, esta resposta do Marine me deixou impressionado.

    Isto mostra como as “lendas da internet” se propagam como verdade absurda quando encontram ouvido ávidos para escutá-las.

    Acredito que o Higgins “vende como comprou” a história (de ponto negativo fica um certo tom sarcástico que vou ignorar por hora) mas a informação que ele passa é desprovida de nexo com a realidade.

    Assim temos várias outras lendas que de tanto serem repetidas querem se firmar como verdades absolutas neste meio de assuntos de defesa.

    Eu como macaco velho duvido de tudo que leio, mas sinceramente entre um comentário de um camarada que escreve aqui tem tempo (que já viveu no fronte) e um verdadeiro CHAVÃO, fico com a primeira tranquilo.

  19. Wolfpack 25 de abril de 2009 at 23:05 #

    Ouvi dizer que estão chegando navios cargueiros diretos do Iraque cheios de Colt M4 que serão trocados pelos AK107 do Chapolin na Venezuela rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs. Boa Noite a todos.

  20. Samuel 25 de abril de 2009 at 23:17 #

    Sem menosprezo a qualquer equipamento, creio que todos têm qualidades e defeitos. Porem em uma guerra de desgaste, longa, suja, e com terrível falta de manutenção e logística eu iria com a família AK, esqueceria o M4 ou a M-16. Porém esta nova família de fuzis parece estar uma geração a frente do AKzão, pois aliam ergonomia, leveza confiabilidade e modularidade! O AK foi, e é, o referencial para o projeto destes novos armamentos, porem já se encontra defasado.

  21. Marine 25 de abril de 2009 at 23:17 #

    Higgins,

    Amigo, primeiro de tudo se americano “jogar fora” sua M4 vai levar tanta porrada de sargento e tanto tempo de cana que vc deveria saber que nao e verdade essa “lenda”.

    Segundo, quando americano pega AK pra usar em foto ou video e sempre so pra mostrar ou pra “dar un tirinhos” so pra ver como e…nao quer dizer que prefere sua M4 a AK.

    Terceiro, da onde vira a municao e toda a cadeia logistica para que essas centenas de mavericks americanos indisciplinados usem seus AKs? Quem serao os armeiros para tomarem conta quando eles quebrarem, de onde virao as pecas? Nao funciona da maneira que vc pensa amigo…Guerra nao e Call of Duty 4…nao se simplismente pega um fuzil no chao e se usa descartando o seu por meses…

    Pelo contrario se vc for ver os AAR, lessons learned e revistas especializadas a esmagadora maioria das tropas adoram a familia M16, mas claro vai haver uns que preferem ate escopeta mas nao quer dizer que e a opiniao das tropas em sua maioria ou que brigam a tapas por ela.

    Semper Fi!

  22. Higgins 25 de abril de 2009 at 23:26 #

    Deus!!!
    Você não sabe ler?

    Falo de PRESS-RELEASES! O sabe nada!
    Quem é jogador de Lan-house, pelo argumento, percebe-se, é você!

    Olha o que você diz: “Amigo, primeiro de tudo se americano “jogar fora” sua M4 vai levar tanta porrada de sargento e tanto tempo de cana que vc deveria saber que nao e verdade essa “lenda””.

    Agora, veja o que eu mostro:
    http://sistemadearmas.sites.uol.com.br/ter/sniper04armas.html

    E segue a legenda da foto com um soldado americano, usando um SVD DRAGUNOV (que como é sabido, é uma arma que exige cuidados, pois não é robusta como AK):

    “Um sniper americano no Iraque treinando com um fuzil SVD russo. Várias fotos como esta, incluindo operações reais, sugerem que os americanos gostaram do fuzil ou que precisam urgente de armas de snipers”.

    Em tempo: Não sou moleque e desocupado para ficar jogando estas besteiras de lan-houses.

    E tenho dito.

  23. Wolfpack 25 de abril de 2009 at 23:40 #

    Vale a pena aprender japonês, mas as imagens em super slow já são um show a parte… Procure por http://www.youtube.com/user/Kafkanishian.

    FN FAL

    FAMAS

    L85A1

    STEYR AUG

    AK 74

    RPK-74

    FN MAG

    FNC

    FN MINIMI SAW

    H&K G41

    H&K G3/G3

    Dragunov (SVD)

  24. Marine 25 de abril de 2009 at 23:44 #

    Sua foto Higgins com o SVD….rsrsrs.

    O cara esta em uma “range” (stand) de tiro apenas experimentando a Dragunov como qualquer um faria com uma arma que nunca disparou antes. Seu argumento e tao invalido e vc sonha tanto que nao percebeu o outro no fundo da foto com uma Barrett .50 SASR…Esse atirando com a Dragunov nem Sniper e e pode-se notar so pela sua posicao de tiro…aonde ja se viu atiradro sniper de joelho alto daquele jeito com fuzil com luneta??!!

    Olha vc provavelmente pode achar fotos minhas com estilingue tambem mas nao quer dizer que eu prefiro o estilingue a minha M4! O que a reportagem faz e uma insinuacao…o reporter nao tem a menor ideia se falta armas p/ snipers ou nao ele mesmo sofre de achismo no artigo citado por vc!

    Se quiser te mando foto nossa com AK em stands de tiro tbm mas nenhum de nos jogou fora nossa M4 so porque demos alguns tiros com AK pra experimentar….Vc amigo chega a conclusoes baseadas em fotos!

    Com relacao a ser moleque…nao preciso nem entrar no argumento preciso??

    Eu sou Sargento de uma das forcas mais respeitadas na historia da humanidade, tenho uma decada de servico em mais de 25 paises, ja liderei HOMENS em combate, sou graduado de varias escolas especializadas, sou Rifle Expert, sou condecorado por bravura em uma das cidades mais perigosas do mundo…enfim acho que basta ne?

    Ja voce e leitor do sistema de armas e basea seus achismos por merito de fotos….:)

    Semper Fidelis!!

  25. Bronco 25 de abril de 2009 at 23:51 #

    Sei que o Galante e os demais tem mais o que fazer, mas não seria essa a hora de intervir editando ou excluindo os comentários.

    A coisa infelizmente descambou para a “troca” (unilateral) de gentilezas.

    Penso que estamos todos aqui, sem exceção, aprendendo e usufruindo de um espaço onde podemos trocar idéias sobre um interesse em comum.

    Para finalizar, cito uma frase que li em um fórum, e que vou adaptar para o uso deste espaço: “Use o campo de comentários como um privilégio, não como um direito.”

    Um abraço caloroso a todos, e meu mais sinceros votos de paz, apesar de falarmos de instrumentos de guerra.

    =)

  26. Giovani 25 de abril de 2009 at 23:51 #

    Alguem tem duvidas de que os HK 416/417 são excelentes opções para o EB.
    Os irmãos 416 e 417 seriam ótimas armas para a Infantaria de selva, Comandos Anfibios e Grumecs unidades estas que operam em ambientes aquaticos.

  27. Giovani 26 de abril de 2009 at 0:19 #

    Vou dar um pitaco.

    Quase todas as tropas Especiais do Mundo usam a carabina M4, Força Delta, SEALS, SAS, SASR, JTF-2, TONELEROS, GRUMECS, BFE EB.
    Porque Será?

  28. Higgins 26 de abril de 2009 at 1:01 #

    Creio que as pessoas não sabem ler: Eu disse que recibe e recebo PRESS-RELEASES! REUTERS, FRANCE-PRESS…

  29. Cinquini 26 de abril de 2009 at 1:27 #

    Senhores,

    Eu acho que se fosse pessoalmente ninguem iria dizer palavras ríspidas ao outro, por isso, no meu entender, seria de bom tom que evitem palavrões e ofensas.

    As discussões tem que ficar no campo das “idéias” e não no campo “pessoal”.

    Espero que essa seja a primeira e última intervenção amiga ou nao!

    Um grande abraço a todos

  30. Henrique 26 de abril de 2009 at 1:29 #

    Interessante este teste, mostra que o HK é mais robusto à utilizações críticas do que o M4. O cara já sabia pois até com máscara blindada estava equipado no teste do M4.
    Para os admiradores do AK, este é realmente um excelente fuzil porém não é preciso como os M4, HK, Barret etc… e sinceramente, dúvido que um soldado troque sua arma (que conhece) por uma arma que não sabe sequer como foi manutenida (a não ser que não tenha opção em combate)… ainda mais armas de “rebeldes” que sabe-se lá de onde vieram. Para os EUA não importa se a arma terá vida curta, a cadeia logística deles pode suprir seus batalhões com armento novo e muita munição e cá pra nós, mudando de fuzil .. um sniper com uma Barret.50 deve ser o pesadelo de qualquer oponente.
    Se pudesse escolher um fuzil para utilizar em missão, escolheria o Barett M468 ou o HK 417!
    O Fal é uma arma robusta mas é um “trambolho” e considerando que as “guerras” atuais são praticamente urbanas, é preciso que os soldados de frente tenham mobilidade.
    Abraços.

  31. Marine 26 de abril de 2009 at 2:11 #

    Henrique,

    Falou pouco mas falou bonito!

    SF!

  32. Marine 26 de abril de 2009 at 3:58 #

    Pra terminar o assunto…Quem quiser ver After Action Review do proprio exercito americano:

    http://images.military.com/pix/defensetech/cna_m4_study_d0015259_a2.pdf

    SF!

  33. Hornet 26 de abril de 2009 at 6:58 #

    Caro Higgins,

    eu não queria me meter nesta discussão, até porque armas de uso pessoal, como fuzis, não são bem minha “praia” (se é que tenho uma, mas no geral gosto mais das coisas que voam, e fuzis não voam…e pelo o que eu vi no vídeo, mas sabem nadar também..hehehe)…mas me parece que o amigo não está se dando conta de uma coisa: o Marine, neste caso, não está falando apenas como um comentarista (opinativo) do blog, ele está falando também como um sargento, que ele é de fato, do USMC. Ou seja, ela está falando como um integrante da USMC, é um depoimento que ele está dando…e não uma opinião. Eu o conheço, somos amigos e nos falamos quase todo dia (fora do blog), e posso lhe afirmar que ele é uma das pessoas mais legais e mais honestas (em todos os sentidos, incluindo o sentido de disponibilização de informações) que temos aqui no blog.

    Eu sei que vc, como disse, está baseado em informações de agências de notícias e tal…mas eu te digo uma coisa: o Marine, neste caso, É a notícia. É a fonte da notícia.

    A France Press, a Reuters, ou seja lá o que for, colhe depoimentos para fazer suas matérias. Aqui no Blog temos, in loco, vários militares que quando solicitado dão seus depoimentos e nos ajudam muito, inclusive passando informações que não teríamos acesso em nenhum outro lugar. E o Marine é um desses militares que, sempre quando solicitados, nos ajudam…Quando ele quer dar uma opinião, um palpite sobre alguma coisa, ele dá também…mas ele deixa claro que é um palpite, que é um ponto de vista, que é um “acho que”. Neste caso, ele não está dando um palpite, está dando uma informação, está dizendo o seguinte: os soldados americanos preferem as M-40 (é isso, né? Eu só conheço os P-40…hehehe). Ele conhece as FAs dos EUA. Mas não conhece de ler nos jornais. Ele conhece por ser membro delas.

    Enfim, eu prometi pra mim mesmo que não ia me meter neste assunto, mas como, de repente (pelos avisos acima, notei que algo de estranho acontecia), a coisa poderia descambar para um lado nada agradável, de ofensas pessoais, achei melhor me intrometer um pouco até mesmo para que vc possa a continuar a trocar idéias com o Marine, mas sem maiores problemas, e, quem sabe, até ouvir (ler) o que ele tem a dizer para vc poder cotejar com suas informações e fazer um balanço crítico. É sempre bom fazermos um balanço crítico, uma leitura crítica, das informações dos jornais ou sites de intenet, não concorda? Enfim…

    um forte abraço

  34. Hornet 26 de abril de 2009 at 6:59 #

    ops! “mas sabem nadar também” = MAL sabem nadar…hehehe

  35. Hornet 26 de abril de 2009 at 7:08 #

    Agora a zuação..

    Fala a verdade Marine, vc trocou seu fuzil por um “treis-oitão”, não trocou? Pode falar, estamos entre amigos aqui no blog…kkkk

    abração

  36. Mhenrique 26 de abril de 2009 at 10:00 #

    O AK é um excelente fuzil, porém não é preciso mesmo a curta distância, geralmente é considerado o melhor em virtude do sucesso comercial que atingiu no mundo, vejam o vídeo a seguir e entenderão melhor meu ponto de vista:

    Marine, parabéns pela moderação nas suas respostas. Mas então, trocaste a tua a M-4, por um “treis oitão” numeração raspada, mais “deiz” bala com ogivas diversas kkkkk… just kidding

    Forte Abraço

  37. Hornet 26 de abril de 2009 at 10:18 #

    Mhenrique,

    ô barbaridade a minha! Falei M-40…e é M-4…

    por isso que eu digo, prefiro os P-40…hehehe

    e desculpem a nossa falha!

    abraços

  38. Hornet 26 de abril de 2009 at 10:22 #

    Aliás, vou entregar todo mundo agora (hehehe), este meu não-conhecimento de fuzis se deve ao próprio Marine e ao Cinquini que ficaram de me ensinar alguma coisa a respeito, mas até agora nada…kkkkk

    Brincadeira!

    abraços a todos

  39. Marine 26 de abril de 2009 at 10:58 #

    Pessoal,

    Primeiro de tudo gostaria de pedir desculpas aos demais leitores do blog se sentiram o clima de chuva e nuvens negra descerem aqui no blog.

    Agradeco aos comentarios do MHenrique e a “carta de recomendacao” do Hornet…hehehe!

    Extendo minha mao tambem ao Higgins, nao levo as coisas como ofensas pessoais e gostaria de te dizer que apenas discordei fortemente do que voce afirmou.

    Alias espero que todos percebam que procuro nao forcar minha opiniao a ninguem aqui do blog, procuro sempre apenas passar-lhes informacoes vindas de experiencia e acesso particular a tais informacoes. Qunado discordo de alguem geralmente e com a intencao de corrigir algo que sei ser erroneo e procuro corrigir tal erro para o bem do assunto antes que tais informacoes/lendas virem verdades virtuais.

    Enfim, Higgins sinta-se a vontade de debatermos ou colher informacoes que quiser junto a minha pessoa.

    Abracos a todos!

  40. Marine 26 de abril de 2009 at 11:01 #

    Hornet e MHenrique,

    .38 e boa!! Mas na verdade eu troquei minha M4 pelo revolver do Coringa (Jack Nicholson) lembra aquele com cano de 60 polegadas que derrubou o aviao do Batman??!

    Aquilo quando terrorista via na minha mao eles mudavam logo a vontade de ver as 72 virgens….hehehe

    SF!

  41. Mhenrique 26 de abril de 2009 at 11:42 #

    kkkkkk

  42. Hornet 26 de abril de 2009 at 12:00 #

    Marine,

    “carta de recomendação” foi boa…hehehe

    Mas pensa assim, seu um dia vc quiser trabalhar nas Casas Bahia é só imprimir…kkkkkk

    abração

  43. José "Jacahead" da Silva 26 de abril de 2009 at 16:52 #

    Soldados americanos portando armas russas no Iraque e no Afeganistao, ou estao avaliando e matando a vontade, ou são embeded com unidades da policia e do exercito iraquiano. Nesse caso, muitas vezes, usam até os distintivos das unidades iraquianas no uniforme.

  44. Wolfpack 26 de abril de 2009 at 18:52 #

    O negócio esquentou de ontem pra hoje… A melhor arma é a que você pra se defender nem que for uma faca…
    Abraço e sem ofensas pessoal. Vamos tentar manter o diálogo técnico ou quase técnico rsrsrsrs.

  45. VirtualXI 27 de abril de 2009 at 7:45 #

    Sempre tem um burro tentando vender o produto aproveitando as características diferenciais entre os concorrentes. É a mesma coisa que eu tentar vender um Polo e um Troller mostrando ambos transpassando um pântano alagado.

    Agora, dê-me um Colt M4 e, no seu ambiente de guerra, garanto que faço estrago com ele. É igual o FAL. Ultrapassado, rústico, pesado e tudo o mais, mas no primordial que é matar o Argent… ops.. o inimigo cumpre sua função com louvor.

  46. Henrique Sousa 27 de abril de 2009 at 11:27 #

    Putz, tem camarada que é dose.

    Ainda deram chance do Higgins relativizar as afirmações dele, de que ele poderia estar vendo só um lado da situação, que as coisas poderiam não ser tão claras como ele imagina.

    Mas não, o argumento de uma pessoa que PARTICIPOU das operações, viveu as situações que ele só PENSA como são (errado por sinal), não servem para nada.

    E sem medo de errar extrapolo esta situação para outros casos, onde as Lendas da Internet se propagam como fogo na palha, mas (infelizmente para os partidários das lendas…) sem a corroboração dos FATOS.

  47. Mineiro 27 de abril de 2009 at 12:34 #

    Penso o seguinte: arma é igual mulher, cada um gosta de uma ou duas, é uma questão de gosto pessoal, alguns preferem as pistolas 1911 outros as 9mm. Já nos fuzis alguns preferem o colt M-4 outros o AK – 47 e por aí vai, cada um se adapta melhor a um tipo de armamento e ponto final.
    Cordialmente.

  48. Zero Uno 27 de abril de 2009 at 14:11 #

    Defesa@Net 22 Abril 2009

    IMBEL
    A nossa IMBEL foi fonte de uma série de interessantes informações e novidades, as quais serão comentadas por tópicos:

    FAL

    Segundo informações dos engenheiros militares da empresa, a troca do calibre 7,62x51mm OTAN pelo 5,56x45mm OTAN para a arma individual da infantaria brasileira ainda não é uma idéia consolidada dentro do Exército Brasileiro.

    IMBEL M964 convertido para M964A1 MD1: nova vida para o FAL do Exército Brasileiro. A tampa da caixa da culatra com trilho Picatinny e a mira de visada rápida não fazem parte do pacote de atualizações neste momento.

    Como resultado disso, o Exército Brasileiro está progressivamente enviando todos os seus fuzis FAL M964 para IMBEL a fim de serem transformados em fuzis PARAFAL M964A1 MD1. Durante este processo, todas as armas passarão por uma revisão completa, com a substituição de peças já desgastadas, e terão o conjunto coronha fixa, conjunto de mola recuperadora embutida na coronha, transportador do ferrolho com haste articulada e cano de 530mm do modelo M964 substituídos pelo conjunto de coronha rebatível, transportador do ferrolho com mola recuperadora e cano de 450mm do modelo M964A1 MD1. A tampa da caixa de culatra não será substituída, ainda neste estágio, pela versão com trilho Picatinny.

    MD97

    Expostos na LAAD encontravam-se um fuzil de assalto MD97L, pintado na camuflagem padrão do uniforme de combate do Exército Brasileiro, e uma carabina MD97LC, pintada numa camuflagem urbana digital. Nas armas expostas, nenhuma novidade. Já nos bastidores…

    IMBEL MD97L

    A IMBEL prepara uma nova versão do MD97L, com muitas novidades. Após ouvir a opinião de vários usuários e analisar os problemas apresentados nos lotes anteriores, um novo MD97L encontra-se em fase de preparação de protótipos. Será um fuzil construído em duralumínio 7075T, como os Colt M16 norte-americanos, que agora terá uma coronha rebatível com comprimento e apoio da bochecha reguláveis, como se vê nos fuzis FN SCAR. Estudos ergonômicos realizados ditaram o desenho de uma nova empunhadura, mais confortável para o atirador, além de novos reténs de carregador e ferrolho, mais acessíveis e de fácil manuseio. O guarda-mão frontal terá diversos trilhos Picatinny para comportar múltiplos acessórios, e a tampa da caixa de culatra receberá um trilho Picatinny integral por toda sua extensão, e não apenas duas pequenas porções como se vê na versão atual. Para sanar o problema de marcação das espoletas, que diversos policiais mencionaram, será utilizado um novo percussor feito de titânio e uma mola para retorno do percussor à retaguarda.

    IMBEL MD97LC

    Protótipos com algumas das modificações mencionadas já se encontram em testes com membros da Brigada de Operações Especiais, que têm dado um feedback extremamente positivo.

  49. Vassili Zaitsev 27 de abril de 2009 at 16:06 #

    Marine,

    Gostei do que vc fez. Mesmo levando “porrada atrás de porrada do Higgins, o sr. tratou de deixar pra lá e estendeu a mão, em sinal de amizade.

    Gostei do seu gesto.

    abraços.

  50. Everson 27 de abril de 2009 at 20:19 #

    Interessante esta oportunidade de poder trocar palavras com um combatente do USMC…

  51. Wolfpack 27 de abril de 2009 at 21:04 #

    O Marine é um gentleman!
    Não gasta munição à toa.
    Higgins, qual o nome dos cães (dobermans) que vc contracenava no seriado Magnum com Tom Selleck na década de 80?

  52. Zero Uno 28 de abril de 2009 at 12:39 #

    Calma Wolf… Não recomece ok?

    Abração.

  53. Meia-dúzia 28 de abril de 2009 at 12:41 #

    Só uma observação/dúvida: em 3:46, o cara do teste tem que extrair o cartucho deflagrado manualmente, certo? Logo, o HK416 funcionaria embaixo d’água apenas por repetição?

  54. Ricardo Winter 12 de maio de 2009 at 11:48 #

    Marine,

    Como foi que voce ingressou no USMC? Ja morava antes nos EUA? O amigo e brazuca de que Estado?
    Saudaçoes

    Ricardo

  55. focka 23 de julho de 2009 at 14:41 #

    Sou Comandos Anfíbios e achei o teste muito esficaz, principalmente a capacidade de desparo sob a água.

  56. allan_BR 27 de julho de 2009 at 1:17 #

    Nada contra o HK, mas o Ak-47 já fazia isso na década de 40 e com apenas uma fração do custo operacional .Já o m4 mostrou + uma vês q é uma arma de utilização urbana diria ate de uso policial.

  57. marcinaldo da costa marinho 5 de outubro de 2009 at 14:23 #

    A meu ver o G36 seria uma ótima escolha,pois o atual fuzil da FAB é o HK-33,além disso a Aeronáutica tem uma política conservacionista a respeito de certos tipos de equipamentos por ela adotados,veja bem o caso dos caças que estão sendo adquiridos pela Força Aérea,para mim que muito estudei os candidatos,o melhor teria sido o SU-35 devido a muitos aspectos operacionais,mas “por não terem experiência com material russo”,o contrato de venda já está no colo dos franceses,sinceramente,como uma força militar espera ter a sua disposição equipamentos de execelênte qualidade,se permaneçe presa a pensamentos ultrapassados e limitados,o sistema AK apesar de rústico é eficiente e confiavel,o HK tambem é muito bom,já o M4/M16 é ultrapassado e já estão em vias de substituição nos EUA,dos outros sistemas pouco sei a respeito,em resumo dificilmente a Força Aérea ira substituir as armas HK por outras congêneres.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Forças Armadas da Namíbia compram viaturas Agrale Marruá

Agrale Marruá

A Agrale fechou acordo para o fornecimento de 141 unidades da viatura Marruá para a Namibia Defense Force (NDF). As […]

Exército Brasileiro e Google Street View firmam parceria

EB e Google - 1

Rio de Janeiro – O Exército Brasileiro e o Google Street View firmaram uma parceria para disponibilizar as imagens do […]

Empresa detecta supervírus espião e ‘indício de guerra cibernética’

141124104200_symantec_abre_624x351_getty

A Symantec, uma das principais empresas de segurança da informação do mundo, anunciou no domingo ter descoberto um vírus de […]

Helibras entrega mais um helicóptero EC725 para as Forças Armadas

Quinto EC725 do EB - Foto Felipe Christ

Exército Brasileiro recebe sua quinta aeronave deste modelo A Helibras realizou, nesta semana, a entrega do quinto helicóptero EC725 ao […]

Putin admite concorrer a quarto mandato

ARMENIA-RUSSIA-UKRAINE-EU-PROTESTS-PUTIN

Presidente russo não descarta se candidatar a mais seis anos em 2018; ele nega, porém, intenção de posto ‘vitalício’. Em […]

Exército Brasileiro vai escolher seu veículo blindado 4×4

Avibras Tupi

Victor Barreira, Lisboa Quatro empresas do setor têm até meados de dezembro para entregar ofertas ao Exército Brasileiro para um […]