terça-feira, dezembro 7, 2021

Saab RBS 70NG

De graça

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Rússia pretende doar armas usadas ao Líbano

A Rússia entregará ao Líbano um pacote de armas de segunda-mão com o objetivo de fortalecer as Forças Armadas daquele país, informou o Primeiro-Ministro russo Vladimir Putin ao seu colega libanês Sa’ad Hariri em notícia publicada pelo site do jornal israelense Haaretz.com.

No pacote estão incluídos seis helicópteros de ataque Mi-24, três dezenas de carros de combate T-72 e algumas peças de artilharia. Os helicópteros foram produzidos na década de 1980 e serão substituídos, na Rússia, pela versão Mi-28.

A decisão de fornecer material bélico russo para o Líbano foi tomada em conjunto com a Síria, que mantém grande influência na política libanesa.

Na semana passada o comitê de relações externas do Congresso dos EUA suspendeu as sanções militares ao Líbano e aprovou o fornecimento de US$ 100 milhões em assistência militar àquele país do Oriente Médio. Porém, existe o temor de que os equipamentos militares norte-americanos caiam nas mãos do grupo radiacal Hezbollah e o acordo pode ser cancelado.

Por outro lado, a Rússia oferece equipamentos militares sem restrições ou temores.

- Advertisement -

45 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
45 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.
Mauricio R.
11 anos atrás

Se esses equipamentos acabarem nas mãos do Hez, não reclamem de Israel achar de fazer alguma “doação”.
E a “casa da mãe joana” do Líbano continua a mesma.

Pedro
Pedro
11 anos atrás

“Se esses equipamentos acabarem nas mãos do Hez, não reclamem de Israel achar de fazer alguma “doação”.”

> O mesmo pensamento tambem vale para o Hezbolah, basta lembrar o baile que ele deu nos israelences em 2006.

Fabio556
Fabio556
11 anos atrás

“Por outro lado, a Rússia oferece equipamentos militares sem restrições ou temores.”

E quando foi que a Russia teve temores ou pudores de fornecer armas a alguém? Não que outros países o tenham muito mais, vale dizer….

roni
roni
11 anos atrás

e de graça mesmo? deve ta sobrando armas na russia uns falam que eles tao duro nao consegue comprar novas armas eagora estao doando armas de graça vai entender isso

Fábio Maciel Rocha
Fábio Maciel Rocha
11 anos atrás

Isso me preocupa, pois doar armas a um país estável ou que esta sofrendo um ataque injusto é uma coisa, outra é doar material militar para um país instável, com influência Síria, que abriga grupos guerrilheiros tal qual acontece hoje no Libano. O Líbano já foi um dos países mais equilibrado, evoluído do oriente médio, mas que tratou de forma errada a questão OLP e acabou gerando motivos para sucessivas invasões de países vizinhos e a atual situação de fantoche dos Sírios. Quanto ao “baile” que o Hezbolah deu não é bem assim. O que aconteceu verdadeiramente, é que estes… Read more »

Nautilus
Nautilus
11 anos atrás

Nem de graça eu iria querer essas tranqueiras russas.

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

Fábio Maciel Rocha disse:
18 de novembro de 2010 às 1:24

Pois é…

Ai quando a IDF cai de pau em cima, sem dó e nem piedade. Israel que é o Estado terrorista.

EDSON
11 anos atrás

Quanto ao “baile” que o Hezbolah deu não é bem assim.
O que aconteceu verdadeiramente, é que estes navios de “ajuda humanitária” que Israel invadiu um este ano, e deu aquela ladainha toda de violação dos direitos humanos e etc, a muito estavam levando armas pesadas e munições para a guerrilha no Líbano.

Tudo errado aqueles navios não tinham armas par o Hezboalah pois não estavam indo para o Libano e sim para Faixa de Gaza. E sim eles levaram um baile do Hezboalah e esta já é a segunda vez.

Giordani RS
11 anos atrás

O Líbano vai ter de comer na mão dos russos para manutenir estes equipamentos…

Depois, quando estes equipamentos forem parar na mão dos grupos terroristas, os boçais de fala mansa terão a cara de pau de dizer que israel é um estado agressor…que é malvado…asseclado do tio samuel…

Biel
Biel
11 anos atrás

O caminho para enfrentar a instabilidade em países como o Libano é este mesmo, fortalecer as forças de segurança do estado ( Exército libanês ) para fazer frente aos terroristas.

Tem gente aqui que acha que é possivel enfrentar o hezbollah sendo omisso e esperando a solução cair do ceu igual estamos fazendo no Rio de Janeiro.

A atitude tomada pelos russos é comum a todos os países do conselho de segurança da ONU ninguém tá lá pra só pra enfeitar e ocupar cadeira.

Isso também serve pro Itamaravilha !

abraços

Vader
Vader
11 anos atrás

Fábio Maciel Rocha disse:
18 de novembro de 2010 às 1:24

Perfeito comentário, assino embaixo.

Paulo Henrique
Paulo Henrique
11 anos atrás

É óbvio que a Rússia forneceu de graça os equipamentos pro Líbano para aumentar a sua influência sobre Beirute. Uma venda, uma doação, qualquer coisa, sempre tem o laço da “amizade”. Isso tanto faz se é para os EUA ou para a Rússia.

A intenção é fortalecer o estado libanês, para se possível fazer frente ao Hez.

Por que muitos aqui defendem Israel?
Pois este é um país agressor, que matou milhares de vidas inocentes.

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

Paulo Henrique disse: 18 de novembro de 2010 às 7:54 O que o senho não compreendeu é que o Líbano ainda tem e terá um estado muito fraco por muito tempo. Não estabilizarão a situação lá de imediato com meia-dúzia de Hinds e alguns blindados antigos. É uma situação mais política e administrativa que militar. Os gringos fizeram bem em não ceder o material, ia pegar muito mal com um aliado fiel, este material caindo nas mãos de seus inimigos. Hoje em dia eu também acho que Israel, bate forte demais e desproporcionalmente as agressões. No nosso caso é fácil… Read more »

Paulo Henrique
Paulo Henrique
11 anos atrás

Rodrigo disse: 18 de novembro de 2010 às 8:09 Compreendo bem a postura do Líbano. Claro que não da mesma forma que os cidadãos que moram naquela região, mas conheço da forma que a mensagem chega até aqui. O estado Libanês só ficará forte quando o Hezbollah desaparecer do mapa ou deixar de ser um grupo paramilitar e ser apenas uma organização política. Convenhamos que nenhuma das duas opções irá ocorrer em décadas, ou talvez nunca ocorrerá. Poucos helicópteros e blindados nada poderão fazer contra Israel se for o caso do Hez tomar posse dos mesmos. Uma coisa que eu… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

Paulo Henrique disse: 18 de novembro de 2010 às 9:52 Poucos helis e blindados não fazem nada contra a IDF, mas contra áreas civis em um ataque surpresa fazem bastante estrago. Pois é… Aqui temos problemas com assaltos, lá eles tem com bombas, foguetes e etc… Quem mora no RJ adora o BOPE, que não entra em combate passando a mão na cabeça de ninguém e nem precisa dizer que a oposição no RJ é muito mais leve que o que a IDF enfrenta diariamente. Os nossos países vizinhos traficam armas e drogas para cá isto é óbvio, mas nunca… Read more »

Paulo Henrique
Paulo Henrique
11 anos atrás

Rodrigo disse: 18 de novembro de 2010 às 10:18 Um ataque “surpresa”….os Hinds serão derrubados antes de conseguir colocar o território Israelense sobre o alcance das suas armas de modo eficaz…o mesmo com os blindados. Bacana o teu menosprezo “Aqui temos problemas com assaltos”. É claro que o “buraco” deles é mais embaixo. Mas você classifica como assalto o ataque do PCC em 2006? Classifica como assalto os trocentos homens armados com fuzis que fazem diversos ataques no Rio de Janeiro? No fim, quando uma pessoa morre, o sentimento é o mesmo. Não importa se ele seja atropelado ou exploda… Read more »

Sukhoi
11 anos atrás

Eu pessoalmente não defendo o estado sionista.
O grupo espião deles – o Mossad – é notoriamente terrorista.

Esse povo vive com mania de perseguição.
Quem é que prega essas maluquices?

Pelo que eu sei, os líderes de certas nações do Oriente Médio detestam abertamente o governo sionista pró terrorismo, mas não tem nada contra as pessoas de bem (aliás, os próprios moradores protestam contra o governo sionita… E levam bala).

Não se enganem, há terroristas dos DOIS lados.

Sukhoi
11 anos atrás

E quanto ao presente russo, cavalo dado não se olha os dentes.

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

Paulo Henrique disse: 18 de novembro de 2010 às 10:35 Amiguinho você mora onde ? Em Israel a coisa é muito mais problemática quem em qualquer lugar do Brasil. É tudo apertado, lá não existem grandes áreas desérticas de fronteiras e o Hezbollah não age por elas e sim por áreas urbanas. Se fosse aqui em SP teríamos mais ou menos o cenário de um município da Grande SP, disparando contra outro. Um blindado vai se camuflar rapidamente entre os prédios e um heli idem… O problema em 2006 foi a excessão da excessão, eu moro em SP, não sei… Read more »

david
david
11 anos atrás

cara uma materia puxa um outro assunto sepre, o caso dos armaentos, nem vou falar por que sao o lixo descartado dos russos, que so vao servir de diverçao para os israelences, mais quanto ao caso que israel e terroristas, entao o bin ladem, a loco de teeram, sao o que a fadinha do dente, faz me ri, nego fala dos israelences, mas vai mora la pra ver, nego la vive cercado pelos arabes que querem sua detruiçao, entao fala e facio nao?
o caso brasil e o mau da populaçao mesmo, isso nao se discute!

roni
roni
11 anos atrás

engraçado e que quando eu nao tinha conhecimentos sobre forças armadas eu achava que o brasil tinha um dos mais poderosos exercitos do mundo depois que passei a pesquisar e me interessar pelo assunto vi que eu estava errado creio que a maioria dos brasileiros pensam como eu pensava espero que mais pessoas passem a tomar conhecimentos sobre nossas forças armadas para cobrar dos politicos mais respeito

Fábio Mayer
11 anos atrás

O Líbano sempre foi influenciado pela Síria e, portanto, também pela Rússia/URSS. Por mais que a Síria tenha lá suas diferenças com Israel, ela não deixará que o Hezbolah use tais armas, porque não são idiotas de sujeitarem-se a uma sanção internacional americana.

O Líbano precisa de tais equipamentos para manter a ordem interna, são benvindos…

Giordani RS
11 anos atrás

“Fábio Mayer disse: 18 de novembro de 2010 às 12:09 …Por mais que a Síria tenha lá suas diferenças com Israel, ela não deixará que o Hezbolah use tais armas, porque não são idiotas de sujeitarem-se a uma sanção internacional americana.” O problema Fabio é que quando as FFAA do Líbano fizerem uma encomenda de reposição(ex: foguetes e munições em geral) poderá vir junto um “plus” que poderá ser desviado para alguns grupos terroristas… ****** Quanto ao debate dos amigos entre comparar a violência da região com a violência praticada aqui, não tem nem comparação! Lá o MOSSAD atira pra… Read more »

germa
germa
11 anos atrás

rodrigo, concordo com os seus post acima. se te interessar assista um documentário chamado “sob a névoa da guerra” é sobre o Robert Strange McNamara e das estratégias usadas em guerras. em uma das lições ele discorre sobre a proporcionalidade e o que o Estado sionista faz não é proporcional e não é de propósito!! Agora sobre a doação de armas, é melhor para rússia do que para o Libano. Eles se livram de coisas ultrapassadas diminuindo custos de manutenção e por outro lado abrem espaço para compra de novos equipamentos, gerando empregos e empregando dinheiro do Estado na economia,… Read more »

germa
germa
11 anos atrás

1 – Robert S. McNamara foi secretário da defesa de JF Kennedy e Lindon Johnson.

atuou na crise dos mísseis em cuba e na guerra do Vietnam.

2 – Fábio Maciel Rocha disse:
18 de novembro de 2010 às 1:24
por favor, citem as fontes quando não for apenas opinião pessoal, para que nós todos do blog possamos ler compartilhar das mesmas informações.

abs 😉

Deivid
Deivid
11 anos atrás

Parabenizo a Russia pela iniciativa de ajudar outro pais!!!,quanto a comparar Brasil com a situação no Libano,é uma tremenda burrisse!!!,não existe essa comparação, aqui só bandidagem “pé de chinelo” lá,os grupos terroristas são organizidos e bem armados!!
Aqui oproblema é devido a falta de enteresse politico em resouver a situação,ja no Libano a questão outra!! bem diferente!

Paulo Henrique
Paulo Henrique
11 anos atrás

Rodrigo disse: 18 de novembro de 2010 às 11:33 Moro em São Paulo, na capital! Em momento algum eu quis deixar explicito se é acá ou acolá onde o cenário é mais problemático. Pois vivemos duas distintas realidades. Nas duas regiões em questão as populações aprenderam a viver com a possibilidade de sofrer alguma coisa. Mas em um post superior, comentei que não concordava com o fato de relevar a nossa situação a igualdade de simples “roubos”. Em maio de 2006, um membro da minha família que trabalhava como carcereiro em uma penitenciaria desse Estado presenciou a morte de quase… Read more »

@wagner
@wagner
11 anos atrás

Essas armas são mais simbolicas, elas ajudarão as forças libanesas nacionais na idéia do desenvolvimento do proprio país sem a influencia dos guerrilheiros, Síria ou Israel atacando o povo deles, sob a justificativa criminosa de ” se defender” . Israel é um estado tão criminoso quanto os guerrilheiros que combate. Um é igual ao outro, só muda o slogan. Nenhum dos dois se importa com os civis no meio do caminho, isso quando não usam os civis de proposito para justificativa politica. Essas armas ajudam na reconstrução do Líbano, depois de 20 anos de guerra civil. Quem sabe essa região… Read more »

@wagner
@wagner
11 anos atrás

ps: pensei que o Mi28 tinha sido preterido em favor do Kamov na Russia !

A. C. Zaitsev
A. C. Zaitsev
11 anos atrás

Contraponto ao comentário do Sr. Fábio Maciel Rocha, e aos demais correlatos. Por extrema infelicidade, cabe nos espaços dedicados à literatura militar, farto preconceito, de toda espécie, contra tudo que não seja ungido pelas graças imperiais dos EUA. Defende-se neste espaço, como em outros, toda e qualquer atitude advinda tanto dos EUA, como do seu preposto no Oriente Médio: Israel. Pois que se saiba, que a propalada instabilidade no Líbano, deu-se, a partir de rompimento dos pactos políticos internos, erigidos que eram em perspectiva de um equilíbrio entre as porções “cristãs” e “muçulmanas”. Dá-se, que a minoria cristã mostrou-se ávida… Read more »

david
david
11 anos atrás

caro A. C. Zaitsev, vc estava la no comboio? creio que nao, entao dizer que o comboio era totalmente pacifista e brincadeira ne. era uma maneira de testa se israel ia deixa eles passarem na maciota, como fazem nossos mui amigos, bolivares vizinhos com a carguinhas deles (drogas, armas e deus sabe la o que mais), entao israel fez o que o brasil nao faz. o resto e interpretaçao do que quizer.

Michel
Michel
11 anos atrás

Por que eh que esse povo do PT não se muda logo pra Venezuela , Irã ou Russia ? Lá vcs vão ficar livre dos Imperialistas Americanos….que tal?

E realmente…querer colocar na mesma sacola, a defesa de Israel contra o Hezbolah, com o Brasil atacando bolivia e paraguai para poder combater traficantes, é no minimo infeliz (pra não dizer outra coisa).

Gogogas
11 anos atrás

Por que não doaram ao Brasil ?????

Dell72
Dell72
11 anos atrás

Fala-se tanto em terrorismo, eu pergunto aos senhores o que Israel praticava contra os Ingleses era o que ?
não mais existe cordeiro na terra santa. cada um se vira como pode, isso vale pra todos, O material é ruim ? pode ser, mas como se diz na minha terra não falta um chinelo velho que caiba em um pé torto.

Cor Tau
Cor Tau
11 anos atrás

“Gogogas disse:
18 de novembro de 2010 às 20:38

Por que não doaram ao Brasil ?????”

http://www.youtube.com/watch?v=Eho-fLsmYIk

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

Vamos ao exemplo de hoje…

Ontem Israel mandou mais um cidadão da Al-Qaeda para encontrar as suas 70 virgens…

Hoje a noite uma salva de foguetes atingiu o país.

@wagner
@wagner
11 anos atrás

Zaitsev, perfeito !!

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

A. C. Zaitsev disse: 18 de novembro de 2010 às 17:49 Digamos que os israelenses soubessem que não existiam armas e nem terroristas no navio. Eu sou meio parvo, então peço ajuda aos universitários. Me expliquem qual a utilidade de se atacar um comboio civil para imprensa mundial e o mundo inteiro ia cairem em cima de pau e com razão. Não é muito mais crível achar que foi um erro de Intel ou melhor o inimigo induziu os israelenses a um erro de intel ? Como eu costumo falar… Tem afirmações que vocês fazem, que não tem respaldo no… Read more »

A. C. Zaitsev
A. C. Zaitsev
11 anos atrás

Sr. David. Não discuta comigo, mas com Times e o The Economist, por favor. Não houve armas naqueles comboios e a imagem mais candente, foi a de ursos e brinquedos infantis. Sr. Rodrigo. Caso não saiba, Israel é hoje dirigido por pessoas com perspectivas distantes da realidade, sendo que alguns beiram à bestialidade. Agindo como prepostos dos EUA, os israelenses acreditam-se acima das leis e das nações. Exemplos não faltam, ao contrário, abundam. Em tempo: o incidente dos comboios humanitários foi coberto de forma intensa e independente. As alegações ridículas de que transportavam armas, apenas leva os comentadores aqui presentes… Read more »

A. C. Zaitsev
A. C. Zaitsev
11 anos atrás

Sr. Rodrigo.
Concordo com a sua alegação que o problema libanês possui como determinante o componente político, em detrimento ao militar. Falta dizer, no entanto, que os agentes desestabilizadores são os interesses e ações do Estado de Israel, que age como preposto na região dos EUA.

@wagner
@wagner
11 anos atrás

AH AH AH AH!!

PORQUE NÃO DOARAM AO BRASIL ?? ah ah ah, foi ótima !!!
Estamos mesmo precisando !! ah ah ah !!!

david
david
11 anos atrás

diser que israel fez o certo nao digo, mais foram la investigar, como nois deveriamos fazer, mais diser que israel e que e o causador de istabilidade na aerea e força nao?
ou vai dizer tambem que o holocausto nao houve?
faz me ri!

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

A. C. Zaitsev disse: 19 de novembro de 2010 às 17:20 Como todo bom comunista, você enrolou e não explicou. Quero saber qual a vantagem que Israel obteria em atacar um comboio que eles previamente sabiam ser humanitário ? Não tem sentido tático e nem estratégico, mas deve haver alguma teoria da conspiração por trás disto que eu do alto da minha estupidez não consigo enxergar. Eu costumo dizer que é muito fácil nós daqui apontarmos o dedo para eles… Com excessão dos vermelhos imbecis, membros de ONG´s, jornalistas da esquerda e correlatos que curtem queimar a sua erva enquanto… Read more »

david
david
11 anos atrás

nao e assim nao amigo, agui como la quem ta no poder foi o povo que botou, nao importa se e a, b ou c, nao tenho partido nem sou anti americano nao, mais essa m que ta no brasil e o povo mesmo que deixou rola, ai nao e culpa minha nem sua, se os caras puxao um fininho o problema nao e dele e sim de toda sociedade que aceita e diz, o bichinho ta doente, bota ele em uma clinica!
como se resolvesse, esse pais e uma palhaçada, e os palhaços somos nos! que irronia nao!

fn
fn
11 anos atrás

Terrorismo,proprorcionalidade do uso da força,sionismo,antiamericanismo,banditismo,comunismo,vermelhismo,aonde foi parar uma doação de armamento usado,se botassemos todos os comentaristas juntos ia dar um comfronto muito feio.
BOM cada um tem sua opnião,eu felizmente concordo com muitos comentários de ambas as partes.
Pena eu tenho é do povo civil dos dois lados que sofrem as baixas de seus entes queridos que não tem nada a ver com as politicas de seus estados.

SDS.

Últimas Notícias

Saab apresenta soluções inovadoras em defesa e segurança na 6ª Mostra BID

Entre os dias 7 e 9 de dezembro, a Saab participa da 6ª Mostra BID, no Centro de Convenções...
- Advertisement -
- Advertisement -