sábado, novembro 26, 2022

Saab RBS 70NG

EUA comprará 100 mil munições de artilharia da Coreia do Sul

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Os EUA pretendem comprar 100.000 munições de artilharia de fabricantes de armas sul-coreanos para fornecer à Ucrânia, disse uma autoridade dos EUA, como parte de um esforço mais amplo para encontrar armamento disponível para as batalhas de alta intensidade que se desenrolam na Ucrânia.

Como parte do acordo, os EUA comprarão 100.000 munições de 155 mm, que serão transferidas para a Ucrânia através dos EUA.

O acordo permite que a Coreia do Sul cumpra sua promessa pública de não enviar ajuda letal à Ucrânia. Em um comunicado divulgado na manhã de sexta-feira, o Ministério da Defesa sul-coreano disse que não mudou sua posição sobre o envio de armas para a Ucrânia e que acredita que o “usuário final” da munição são os Estados Unidos.

“As negociações estão em andamento entre as empresas norte-americanas e coreanas para exportar munição, a fim de compensar a escassez de estoques de munição de 155 mm nos EUA”, disse o ministério. O Pentágono disse em comunicado que está “em discussão” sobre “vendas potenciais” de munição pelos EUA da Coreia do Sul.

Mas declarações da Coreia do Sul e dos EUA deixam claro que o acordo, que está em andamento há meses, ainda não foi finalizado. A compra de um suprimento tão grande de munição de artilharia é altamente sensível para a Coreia do Sul, especialmente devido aos recentes lançamentos de mísseis e testes de armas realizados pela Coreia do Norte.

A Coreia do Sul participou de reuniões do Grupo de Contato de Defesa da Ucrânia, o grupo multinacional criado pelos Estados Unidos para identificar os estoques de armas disponíveis e enviá-los para a Ucrânia. Mas Seul até agora se recusou publicamente a enviar ajuda letal à Ucrânia, entregando apenas ajuda não letal e humanitária, como suprimentos médicos e coletes à prova de balas.

A notícia da transferência, relatada pela primeira vez pelo Wall Street Journal, ocorre quando os EUA alertam que a Coreia do Norte está secretamente fornecendo à Rússia projéteis de artilharia para a guerra na Ucrânia. As transferências pretendidas de Pyongyang e Seul destacam a pressão que a guerra colocou nas bases industriais de defesa dos EUA e da Rússia.

“Não há dúvida de que isso pressionou nossos próprios estoques”, disse Colin Kahl, subsecretário de Defesa para Políticas, falando a repórteres em uma reunião virtual do Projeto de Mídia e Segurança Nacional da Universidade George Washington. “Isso pressionou nossa própria base industrial. Isso tem acontecido com nossos aliados.”

Desde os primeiros meses da guerra, a artilharia tem sido uma das principais armas fornecidas à Ucrânia em sua luta contra as forças russas. Os militares ucranianos anteriormente contavam com peças de artilharia de 152 mm da era soviética, mas como esse suprimento de munição secou, ​​os EUA e os países ocidentais os transferiram para obuses de 155 mm padrão da OTAN. Até o momento, os EUA enviaram 142 dessas peças de artilharia.

O desafio tem sido o fornecimento de munição à medida que a guerra se aproxima de sua marca de 9 meses.

“[A guerra] revelou que temos trabalho a fazer para tornar nossa base industrial de defesa mais ágil, mais responsiva e mais resiliente”, disse Kahl.

Os EUA enviaram quase um milhão de munições de 155 mm para a Ucrânia nos últimos meses. Na semana passada, um oficial de defesa disse que a Ucrânia está usando de 4.000 a 7.000 tiros de artilharia por dia, enquanto a Rússia está disparando aproximadamente 20.000 tiros.

Embora o foco principal esteja agora nos sistemas de defesa aérea para proteger a Ucrânia contra UAVs e mísseis russos, a artilharia continua sendo fundamental para a luta no solo.

Autoridades enfatizaram que o acordo entre os EUA e a Coreia do Sul não afetaria a prontidão de nenhum dos países.

Em um comunicado, o Pentágono disse que a Coreia do Sul tem uma “indústria de defesa de classe mundial que vende regularmente para aliados e parceiros, incluindo os EUA”.

Os EUA “têm estado em discussões sobre potenciais vendas de munição para os Estados Unidos pela base de defesa industrial não governamental sul-coreana”, disse o tenente-coronel Martin Meiners. O Pentágono não comentou detalhes das discussões, incluindo números ou cronogramas específicos.

Em agosto, o presidente sul-coreano Yoon Suk Yeol disse que queria tornar o país um dos principais fornecedores de armas do mundo. O objetivo de Yoon é tornar Seul o quarto maior fornecedor do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, Rússia e França. Embora a Coreia do Sul esteja disposta a fornecer armas à Europa – em julho, assinou seu maior acordo de armas para fornecer à Polônia tanques, artilharia e caças – até agora se recusou a vender ou entregar armas diretamente à Ucrânia.

FONTE: CNN

VEJA TAMBÉM:

Artilharia: guerra na Ucrânia só encontra paralelo na Segunda Guerra Mundial

- Advertisement -

111 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

111 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sagaz
Sagaz
15 dias atrás

E o Brasil. Não produz nada compatível? Seria uma oportunidade de vender algo esticado perto do fim da vida útil e substituir por algo novo.

Underground
Underground
Reply to  Sagaz
15 dias atrás

Se duvidar, o Brasil vai querer fornecer armas à Rússia.

Henrique
Henrique
Reply to  Underground
15 dias atrás

vai falar que tem que da tudo pq se não fica sem fertilizante kkkk

Nonato
Nonato
Reply to  Henrique
14 dias atrás

Falou: discipulo de Maduro, protegido de Putin e Mula…

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Nonato
13 dias atrás

Você sabe que politicamente o Putin e mais afinado a Bolsonaro, Thrump e Urban que com o Maduro nê?
O apoio Russo e mais por motivo econômico e pela estratégia de perturbar os EUA.
Olha que está sempre batendo de frente com o Putin, Baiden, Macron e companhia.
Dá uma pesquisada nas políticas internas Russas e nos governantes que admiram o Putin.

ODST
ODST
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
13 dias atrás

Precisa dizer mais alguma coisa?

Sem título.jpg
Oráculo
Oráculo
Reply to  Sagaz
15 dias atrás

Foi a primeira coisa que eu pensei.

Mas dai lembrei que o nosso atual governo, e principalmente o próximo, são muito alinhados com Putin.

Já podemos afirmar que não vai rolar.

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Oráculo
14 dias atrás

A CBC manda um abraço .

gordo
gordo
Reply to  Oráculo
12 dias atrás

Não vejo assim, apesar de termos boas relações com o Putin, EUA , China ou a UE. A questão é não se incomodar a troco de trocado. Para nós o melhor é ficar bem longe daquele atoleiro.

zoe
zoe
Reply to  Sagaz
15 dias atrás

Melhor não se meter neste conflito não.
Não seria nada bom deixar a Rússia braba, precisamos dos fertilizantes…

Henrique
Henrique
Reply to  zoe
15 dias atrás

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK até fev de 2022 fertilizante podia ser comprado em qualquer lugar…
.
Depois de Fev/2022 magicamente a Rússia virou o monopólio galaxyauuuu de fertilizantes kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
.
Semana quem vem a russetes vão dizer que tem que dar Amazônia pra Rússia se não ele não entrega os fertilizantes

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Henrique
13 dias atrás

Por mim dava, tem o quê lá que se preste? Nem para plantar serve, adivinha qual é o estado mais rico do Brasil?

Uma dica: não é o Amazonas…

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  zoe
14 dias atrás

A CBC é a maior fornecedora mundial de munições .

Bardini
Reply to  Sagaz
15 dias atrás

Produzir, produz…
A questão que importa saber é em quanto tempo a ultrapassada linha de montagem da Imbel daria conta de fazer 100 mil conjuntos de munições.
.
Para responder essa questão, basta olhar para uma aquisição recente de M107, feita pelo EB: 890 tiros, com um prazo de 18 meses, rsrsrsrs.
.
http://www.colog.eb.mil.br/images/Editais/2021/IMBEL-Municao-Explosiva/EXTRATO_TERMO_EXECUCAO_DESCENTRALIZADA_PUBLICACAO.pdf

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Bardini
15 dias atrás

18 meses, pra entregar uma quantidade de munição que a Ucrânia usa em meia-hora.
Tá explicado o porque da demora e o prazo necessário pra trocar os FAL’s pelo IA2…

Bardini
Reply to  Willber Rodrigues
14 dias atrás

Vou repetir o meu achismo: deveriam passar o facão em algumas partes da Imbel, para focar no que realmente é importante e estratégico: sistemas e componentes eletrônicos. Isso aí tem muita lógica de existir dentro de uma empresa como a Imbel.
.
Munição?
É CBC. Foco neles.
.
Armas?
É Taurus. Foco neles.
.
Para isso que deveria servir a tal da “BID”.

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Bardini
14 dias atrás

A Taurus é da CBC e a CBC é a maior fornecedora mundial de munições .

José Luiz
José Luiz
Reply to  Alan Santos
14 dias atrás

CBC que eu saiba somente produz até 30 mm.

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Bardini
14 dias atrás

A CBC (Companhia Brasileira de Cartuxos), do empresário Daniel Birmann, comprou a Taurus, maior fabricante de armas do país. Fechado na semana passada, o negócio alcançou R$ 121 milhões e encerra uma longa temporada de conflito entre os antigos acionistas da Taurus. O executivo que já presidia a Taurus, André Balbi, foi convidado para ficar à frente da operação. A tarefa de Balbi é resgatar a rentabilidade da empresa, fornecedora do Exército e das forças policiais nacionais.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Bardini
14 dias atrás

youtube.com/watch?v=xwInx6rWG0A

pode começar a ver o vídeo a partir do minuto 8, quando começam a colocar o propelente no estojo. Pense nos cascavéis do EB mandando fogo em combate e é aqui que precisa fabricar toda a munição utilizada.

Bardini
Reply to  DanielJr
14 dias atrás

Isso aí é só a montagem do conjunto. Tem muito processo com maior complexidade, antes de chegar nesta etapa. É onde ficaria o gargalo.

Last edited 14 dias atrás by Bardini
Rafael
Rafael
Reply to  Sagaz
15 dias atrás

A Rússia usa outros calibres.

Last edited 15 dias atrás by Rafael
Henrique
Henrique
Reply to  Sagaz
15 dias atrás

aposto 10 reais que se o Brasil fabricasse com larga sobra as 5 munições mais usadas na Ucrânia ainda assim não venderia por birra e mamação no putin… se Rússia pedisse entregava tua ate a Amazônia kkkkkk

Nonato
Nonato
Reply to  Henrique
14 dias atrás

Assina: zumbi de Msduro e Macron.
Maduro e Renan Calheiros agradecem.
Triste do povo que se deixa iludir pelo comunismo que há 100 anos tenta tomar o poder na América Latina.
Judiciário e imprensa aparelhados.
Povo imbecilizado.
Fidel e che Guevara comemora…

Matusa
Matusa
15 dias atrás

É cediço que os estoques americanos estão baixos e não são dimensionados para a guerra moderna com uso intensivo de artilharia.
Portanto, terão de recorrer ao exterior.
No outro post foi publicado que os EUA vão ceder cerca de 20.000 disparos de 155 mm.
Putz
A Rússia usa mais do que isso em um dia.

RPiletti
RPiletti
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Nem na IIGM eles disparavam o equivalente diário soviético. São doutrinas diferentes.

George
George
Reply to  RPiletti
15 dias atrás

Faz parte da doutrina Putin. Dispara um monte e depois foge do território conquistado. Xadrez 5D é assim!

Matusa
Matusa
Reply to  George
15 dias atrás

Faz parte da doutrina econmizar em Kherson para gastar em Donetsk.
E não é que está funcionando?

Kira
Kira
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Fumou!?

Edu
Edu
Reply to  Kira
14 dias atrás

De acordo com os russos, fumar é a segunda maior causa de derrotas, a primeira são os gestos de boa vontade.

Underground
Underground
Reply to  Kira
14 dias atrás

Já há informações que as tropas russas sequer estão ficando próximo ao lado esquerdo do rio (leste), estão com forte recuo para Criméia.
Não é impossível que os ucranianos retomem todo o Oblast de Kherson sem disparar um único tiro.
A verdade é que os russos estão com medo de perder a própria Criméia.
E a briga em Moscou segue forte entre as facções de mafiosos.

Andre
Andre
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Está sim, o Avanço Putin foi executado a perfeição em Kherson. Essa doutrina de avanço para trás é impressionante mesmo, mais revolucionária que o armata e sua capa de invisibilidade.

George
George
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Você ainda não entendeu o tamanho da derrota que foi para os russos perder Kherson.

Não é todo dia que se vê uma derrota desse tamanho para um exército tão poderoso. Será lembrado para sempre como o dia da vergonha para Putin.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Está tendo fontes de um universo paralelo, só pode ser …

Henrique
Henrique
Reply to  Matusa
15 dias atrás

econmizar em Kherson para gastar em Donetsk.

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Edu
Edu
Reply to  Matusa
14 dias atrás

O avanço para Moscou está funcionando com certeza.

Minsc
Minsc
Reply to  Matusa
14 dias atrás

Esta funcionando que é uma maravilha..para os ucranianos

Pedro
Pedro
Reply to  Matusa
14 dias atrás

Esta funcionando bem até demais….para os ucranianos

Guilherme Leite
Guilherme Leite
Reply to  Matusa
15 dias atrás

O EUA não usa tanta artilharia pois eles possuem supremacia aérea e seus caças usam armas de alta precisam, pouco se vê eles utilizando bombas burras.

Um trocadilho: Você tem que ser igual a bomba para usa-la kkkk

Teropode
Reply to  Guilherme Leite
15 dias atrás

Muitos ignoram que já estamos no século 21 e que eficiência é priorizado !

Matusa
Matusa
Reply to  Guilherme Leite
15 dias atrás

Supremacia aérea no Afeganistão, né?
E mesmo assim, foram derrotados.

Andre
Andre
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Perderam a guerra sem terem perdido qualquer batalha. Ao contrário dos russos que a cada dia adicionam mais uma derrota em campo.

George
George
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Sim, os soviéticos foram derrotados no Afeganistão, mesmo com supremacia aérea.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Guilherme Leite
13 dias atrás

Tão inteligentes que um Hellfire mandou para a vala 30 civis inocentes para matar um único terrorista, no ano passado…. Mas cadê a comoção como houve na Ucrânia? Zero….

Underground
Underground
Reply to  Matusa
15 dias atrás

“A Rússia usa mais do que isso em um dia”.
E continuam indo na direção de Miscou.

Daniel
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Me responde Matusa, como está Kherson? Teus ídolos ainda estão lá ou já fugiram?

Matusa
Matusa
Reply to  Daniel
15 dias atrás

Pelo jeito fugiram e já chegaram a Donetsk.
O dia está bem movimentado por lá.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Tem alguma coisa errada nessa informação …

Matusa
Matusa
Reply to  Daniel
15 dias atrás

E eu acho que os russos resolveram se movimentar.
Acabaram de libertar Mayorsk.
A terceira cidade só hoje.
Vai entender.

IMG_20221111_160948_773.jpg
Ramon
Ramon
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Já que vc é especialista no xadrez 1000d do Putin, me responde aí até 2050 os russos chegam em Berlim?

Matusa
Matusa
Reply to  Ramon
15 dias atrás

Até 2050 Berlim já congelou.

paulof
paulof
Reply to  Matusa
15 dias atrás

E como fica as filhas do Putin e do Lavrov que moram lá?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  paulof
15 dias atrás

Não faz pergunta difícil…

Underground
Underground
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Os russos estão se movimentando desde fevereiro. Levam três meses de avanço, a custo de muitas baixas, e de pois perdem o terreno em três dias.
Tem sido assim.
kkkk

George
George
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Militares ucranianos entraram em Kherson essa manhã e foram recebidos como libertadores. Fonte? Qualquer lugar que você for procurar. Até mesmo nos canais russos.

Matusa
Matusa
Reply to  George
15 dias atrás

Os russos voltam e acabam com a ‘festa’.

George
George
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Por qual ponte? Os russos destruíram todas com medo do avanço ucraniano e estabeleceram posições defensivas na outra margem.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Voltam correndo para a Rússia e acabam com a festa da artilharia ucraniana … um alvo rastreado, um alvo engajado, um disparo de projétil guiado e um alvo destruído. Os russos fazem 20 mil disparos às cegas e deixam 20 mil buracos no solo. Cadê os alvos destruídos? Mínimo acerto.

Marcelo
Marcelo
Reply to  George
15 dias atrás

Nem precisa de fonte … tem fotos e videos de crianças, mulheres e idosos batendo palmas e até oferendo flores aos combatentes ucranianos. Basta fazer uma busca expressa no Google.

George
George
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Olha a escala desse mapa e veja a quantidade de bandeirinha azul (Ucrânia).

E você vem falar de avanço de 3km dos russos?

E4507CE9-ADF0-41AD-8DED-8C5EC614250A.jpeg
Matusa
Matusa
Reply to  George
15 dias atrás

1.000 km2
Ainda faltam outros 130.000.
Em tempo.
Os russos tomaram mais uma cidade há pouco.
Trata-se de Bakhmuske, entre Soledar e Backmuth.
Parece que os russos estão começando a cercar a cidade.
E chegaram em Kleshcheevka e Kurdyumivka.
A frente em Donetsk finalmente começou a se mover.
Começo a ver com bons olhos a retirada de Kherson.

Matusa
Matusa
Reply to  Matusa
15 dias atrás

E vc sabe o que isso significa?
Os russos estão avançando e começando a armar o cerco a Adviika.
Trata-se da maior fortaleza construída pelos ucranianos que dispensaram muito tempo e dinheiro por lá .
Provavelmente o pessoal que saiu de Kherson vai ajudar a tomar esse local.

IMG_20221111_191942_488.jpg
Nickless
Nickless
Reply to  Matusa
14 dias atrás

Logo logo os orcs recuam. é sempre assim, avançam sofrem pesadas baixas e tem que recuar. pobres recrutas.

Henrique
Henrique
Reply to  Nickless
14 dias atrás

faz parte do plano… é a balcanização kkkkkk

balcanizaçãokkkkkkkkkk.jpg
Edu
Edu
Reply to  Nickless
14 dias atrás

Metade nesta frente são criminosos mesmo.

Waldir
Waldir
Reply to  Matusa
14 dias atrás

E vc acha que os ucranianos vão reforçar aonde ? Vão ficar tomando sol em Kerson ?

Henrique
Henrique
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Rússia perde a capital do oblast  o cara fica feliz pq russo liberou o vilarejo que ninguém sabe onde fica kkkkkkk

Edu
Edu
Reply to  Matusa
14 dias atrás

Essa cidade que custou milhares de vidas russas leva pra onde mesmo?

Waldir
Waldir
Reply to  Matusa
14 dias atrás

Pode até ter conseguido. Mas com a liberação do front Sul pode esperar que os ucranianos vão pressionar essa região. Logo mais vc terá q mudar de conversa.

Underground
Underground
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Moscou, a cidade, não o navio, aquele que afundou.

MFB
MFB
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Xings, antes você ainda tentava argumentar, mas agora só fala qualquer bobagem que vem a sua mente. Que triste fim…

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Matusa
15 dias atrás

você ficou congelado durante 70 anos e só acordou agora em 2022?

A décadas que os EUA tem um exercito em que a artilharia não é o seu principal braço e se tornou uma arma complementar para o suporte de tropas, mesmo assim o grosso desse suporte é realizado por unidades aéreas.

Nickless
Nickless
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Sim os russos disparam mais do que isso por dia, e mesmo assim continuam perdendo terreno.

Matusa
Matusa
Reply to  Nickless
15 dias atrás

Atualize seu noticiário.
Hoje está muito bom.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Matusa
15 dias atrás

Fonte, fonte, fonte. Quero fonte confiável para me informar.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Matusa
14 dias atrás

So para te corrigir, falta menos de 100 mil km² para a Ucrânia recuperar. Ao todo ela com essas ofensivas já deve ter recuperado algo entorno de 20 a 25 mil km² a Julgar que antes da ofensiva de Kharkiv os russos tinham cerca de 125 mil km², significa que os russos perderam em poucos meses 1/5 do terreno que conquistaram.

Nickless
Nickless
Reply to  Matusa
14 dias atrás

Já atualizei, e acontece o que vem acontecendo a dias, naquela região, os russos avançam em ondas, tem pesadas baixas e tem que recuar.

nada de novidade.

Helio Eduardo
Helio Eduardo
Reply to  Matusa
10 dias atrás

Faz sentido, dispara a esmo e reza para acertar algo.
Já a Ucrânia disparou 10% disso e colocou o exército russo para correr….

Teropode
15 dias atrás

A Ucrânia terá uma dívida de honra com os EUA , se não fosse eles , neste momento já não existiriam como nação livre e seriam governados por um povo inferior !

Henrique
Henrique
Reply to  Teropode
15 dias atrás

O estrago que a Ucrânia ta fazendo na Rússia o Tio Sam pode aceitar semente de girassol como pagamento. Ganharam na loteria das guerras de procuração

Nickless
Nickless
Reply to  Teropode
14 dias atrás

Essa guerra foi a melhor coisa pros americanos. estão matando russos, destruindo bilhões de dólares em equipamentos, enfraquecendo militar e economicamente os russos sem enviar um soldado.

Tomcat
Tomcat
15 dias atrás

A península Coreana tá bombando nesse conflito. A do Norte vendeu munição para os Russos e a do Sul vende para os Eua.

Jagdv#44
Jagdv#44
Reply to  Tomcat
15 dias atrás

Corrigindo: a do norte TROCA munição por comida.

Slowz
Slowz
15 dias atrás

Os EUA podem recorrer a Coreia só a Rússia que não pode pq aí é esmola .. 😂😂🤡

Henrique
Henrique
Reply to  Slowz
14 dias atrás

até pq as duas Coreias são iguais né…..

Nickless
Nickless
Reply to  Slowz
14 dias atrás

ué cara, quem esta atacando um pais muito mais fraco militarmente precisa de ajuda? a segunda maior força militar do mundo precisa de ajuda? Isso ai só demostra que os americanos estão arrebentando a Rússia sem enviar um soldado.

Zezão
Zezão
15 dias atrás

Recentemente num briefing o ministro da defesa da Ucrânia, Oleksii Reznikov, anunciou que seu país conseguiu reestabelecer a produção de projéteis de artilharia de 122 e 152 mm.

“Espero que dentro de alguns meses eles aumentem realisticamente seus volumes. O compromisso já existe. Já testamos seus produtos, eles funcionam e funcionarão no campo de batalha”, disse o ministro da Defesa da Ucrânia.

A produção está sendo feito pela empresa ucraniana Ukroboronprom.

Os ucranianos também estão desenvolvendo um obus autopropulsado com rodas chamado Bohdana, imagem abaixo.

Fonte:
https://youtu.be/Y55hzLL1CGA

1.1.1-1.jpg
Samuel
Samuel
Reply to  Zezão
15 dias atrás

Aqui usam caminhoes para parar ambulancias no mato grosso deveria pegar Cana.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Zezão
14 dias atrás

O 2S22 Bohdana é obus autopropulsado com rodas desenvolvido na Ucrânia e que dispara projéteis calibre de artilharia padrão OTAN de 155 mm. Esse obus é montado no chassi 66 do KrAZ-6322. Tem uma cabine blindada e armazenamento para cerca de 20 projéteis. O 2S22 Bohdana tem alcance mínimo de 780 metros e um alcance máximo de 40 km com munição HE/AP ou 50 km com um projétil assistido por foguete. Tem uma taxa média de fogo de seis projéteis por minuto. Em 07/05/2022, a Forbes informou que apenas um único protótipo do 2S22 havia sido produzido e que “ele… Read more »

SPH_Bohdana_firing_on_russian_troops_on_the_Snake_island.jpg
Last edited 14 dias atrás by Marcelo
Underground
Underground
15 dias atrás

Última comunicação dos comandantes aos soldados russos na região de Kherson:
-Coloquem roupas civis e fujam!

Teropode
Reply to  Underground
15 dias atrás

Deixaram pra trás munições para 50 dias de combate 🤣 , os ucras estão com dificuldade para recolher estes equipamentos e além disso tem que recolher as carcaças de russos , isto atrasa a ocupação e a faxina da região.

George
George
Reply to  Teropode
12 dias atrás

E num gesto de boa vontade o exército de Putin deixou mais um monte de armas para trás. Até helicóptero eles deixaram

Marcelo
Marcelo
Reply to  Underground
15 dias atrás

E os comandantes russos completaram a mensagem:
– E não ligue se borrar as calças. Correr é mais importante e pode salvar uma vida … a sua! Esqueça a ponte … nós tivemos que destruir! Quando pular no rio e nadar para atravessar … o borrado vai sair!

Alecs
Alecs
Reply to  Marcelo
14 dias atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ostrogodo
Ostrogodo
Reply to  Marcelo
13 dias atrás

Dos 36 estratagemas, fugir é o melhor

Victor Filipe
Victor Filipe
15 dias atrás
Henrique
Henrique
Reply to  Victor Filipe
14 dias atrás

Primeiro link…

Sabia que que conhecia musica kkkkkk

https://www.youtube.com/watch?v=N7-y-A3D5bk

Last edited 14 dias atrás by Henrique
Slavia Catervina
Slavia Catervina
14 dias atrás

hehehe tá faltando pecinha!!! Dá-lhe Rússia.

Marcelo
Marcelo
14 dias atrás

Tropas ucranianas entraram oficialmente em Kherson: Após relatos locais não confirmados ontem, as tropas ucranianas entraram oficialmente na cidade de Kherson em 11 de novembro. esta semana em vídeos e fotografias compartilhados por pessoas locais nas mídias sociais. Vídeos virais e fotografias mostram moradores da cidade, que evitaram a evacuação forçada por tropas russas nas últimas semanas, abraçando e beijando tropas ucranianas. O texto completo está no link abaixo.
https://www.19fortyfive.com/2022/11/putins-ukraine-nightmare-is-getting-worse-he-lost-kherson/

sub urbano
sub urbano
14 dias atrás

Os paióis europeus devem estar vazios. Os americanos devem estar poupando os deles, claro, bem como seus alidos mais capazes como França, UK e Alemanha. Veremos se essa mobilização russa levará a uma nova ofensiva gigante como a primeira. O cenário ja é diferente. Russia não tem o minimo efeito surpresa como antes e a Ucrania é praticamente só infantaria apoiada por equipamentos que juntos são uma fração do que ela tinha no inicio do conflito. A Ucrania tinha 4500 MBTs no inicio da guerra. Existe o fator fog of war do Clausewitz. Como a Ucrania conseguiu sua ofensiva oriental… Read more »

George
George
Reply to  sub urbano
14 dias atrás

Só falta uma coisa para o Exército de Putin vencer. Vontade dos soldados. Duvido que os conscritos estejam pulando de alegria para passar o natal congelando nas trincheiras.

Já os ucranianos não têm opção. Ou lutam ou ficam sem casa.

Nickless
Nickless
Reply to  George
14 dias atrás

O que é vencer pra vc? os americanos venceram o talibã em questão de um mês, derrubaram o governo e ocuparam o Afeganistão. e depois? depois sabemos o que aconteceu. E vai acontecer exatamente igual pros russos vão perder tudo não importa a motivação dos soldados

George
George
Reply to  Nickless
12 dias atrás

“Vencer” para os ucranianos significa expulsar o invasor.

Tutor
Tutor
14 dias atrás

hahahahahahaha Muito engraçada essa manobra sul-coreana de ajudar a Ucrânia diretamente.

Nickless
Nickless
14 dias atrás

Matusa, explica pra nos ai como que o referendo de kherson deu 96% a favor da Rússia e agora surgem diversos vídeos de milhares de moradores de kherson comemorando nas ruas a liberação da cidade? hahahahah, nada como um dia apos o outro pra confirmar que esses referendos não valem nada.

carvalho2008
carvalho2008
14 dias atrás

Russia compra da CN….EUA CS….

Antunes 1980
Antunes 1980
14 dias atrás

Coreia do Sul e do Norte faturando alto nesta guerra.
Aos poucos esse conflito vai se tornando a Terceira Guerra Mundial.

paulof
paulof
14 dias atrás

#Kreminna será a nova frente quente da ofensiva ucraniana de expulsar os invasores, eu me lembro que quando os russos estavam saindo de Kiev e imediações que eu via Kreminna como o futuro alvo do Putina, agora é a vez de Kiev, que devem tentar um push para cortar o transporte ferroviário dos invasores.

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  paulof
13 dias atrás

Para tomar Kreminna precisa derrubar Svatove, creio que o ponto de pressão será Melitopol para dar acesso a Crimeia e desmobilizar as defesas que os russos construiram na margem do Dnipro. Como os Ucranianos sempre fazer 2 pontos de pressão então acho que o alvo será Svatove e Melitopol nos proximos dias.

Henrique
Henrique
13 dias atrás

O que impressiona nessa guerra é o alto consumo de munições… o EUA sozinhos forneceram quase 1 milhão de projéteis de 155mm e os ucranianos precisam de ainda mais; se fosse com nós a munição de artilharia nos paióis teria se esgotado em algumas horas.

Last edited 13 dias atrás by Henrique
Wellington Jr
Wellington Jr
12 dias atrás

Quero joga água no chopp dos Putinetes não, mas deu no canal de um blogueiro russo que forcas Ucranianas atravessaram o rio Dinipro e ocuparam uma vila na outra margem do Delta do Dinipro, além de um assalto de forças especiais no Flanco da península de Kinburn. Acho que as linhas de defesa não estão aí da ativas se os Ucranianos passarem pro outro lado do rio os russo não vão conseguir impedir a queda da linha de defesa.

Últimas Notícias

Imagens de uma guerra: míssil anticarro erra o alvo por pouco

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um ATGM russo passando sobre um carro de combate ucraniano. A...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -